História Invisible. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 13
Palavras 668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem.❤

Capítulo 1 - Início.


Fanfic / Fanfiction Invisible. - Capítulo 1 - Início.

                   -  Sofia on -

Acordei com o barulho do depertador eram 5:30AM, me levanto e vou ao banheiro fazer mimhas higienes matinais, tomo meu remédio, tomo um banho e coloco uma roupa (capa).

Saio do meu quarto indo em direção a cozinha, encontro meu irmão preparando o café.

-Bom dia maninha. Ele fala e sorrir.

-Bom dia. Falo e sorrio fraco.

Pego uma xícara e a encho até o topo, vou indo em direção a mesa e me sento, pego meu celular e respondo a mensagem da Laura, ela é umas das minhas amigas, a outra se chama Catharina, mas todos a chamamos de Cat. (Se pronuncia como está escrito).

A mensagem dizia:

Dormiu bem? Como está? Já tomou o remédio?

Eu dou um breve sorriso ao ver a preocupação da Laura, eu a respondo dizendo: 

Sim, estou bem, já tomei, nos falamos na escola.

Meu irmão senta do outro lado, assim ficamos frente a frente, tomamos nosso café-da-manhã, conversamos coisas aleatórias. Olho a hora, são 6:40AM, está na hora de irmos, a escola não é longe da nossa casa, então vamos andando.

Chegando lá, encontramos nossos amigos, Laura, Cat, Pedro e Lucas, digamos que somos os populares da escola, por onde passamos chamamos atenção, a Laura é do tipo reservada, gosta de ler livros, mas conquista vários corações, a Cat gosta de festas, ela é mais extrovertida, pega geral, o lema dela é: "pega, mas não se apega", ela vive falando isso, Pedro é carismático, muito bonito, todas as garotas babam aos seus pés, o Lucas é o mais mulherengo, vive partindo os corações das garotas da escola, meu irmão, Marcos é o mais frio, não dá bola pra essa meninas oferecidas, ele pega e depois finge que nem conhece a garota, outro destruidor de corações. E eu? Quem não me conhece pensa que sou tímida, uma boa garota, mas na verdade eu sou a pior, eu sei como deixar os garotos babando por mim, sei como enlouquecer um homem, sempre consigo o que quero com o meu jogo de sedução. Mas, eu já fui inocente, já acreditei no amor, no entanto algo me aconteceu, e deixei de ser aquela garota.

Assim que nos encontramos fomos pra sala, estudamos na mesma sala, todos nos sentamos. Bom as aulas vão passando, até que chega a hora do intervalo.

-ALELUIA. Grita Lucas

-Não aguentava mais. Diz o Pedro

-Vamos logo pra nossa mesa. Diz meu irmão. Então nós o seguimos. Sentamos em nossa mesa. Conversamos, rimos. Até que o Pedro fala:

-Então gente, meu primo está chegando de viagem, ele viajou para o Brasil, ele vai estudar conosco, o nome dele é Arthur.

-É bonito?. Pergunta a Cat com um sorriso malicioso.

-Depois que chamamos você de rodada, você reclama. Diz Laura rindo.

Todos rimos.

-Concordo com você Laura. Eu falo enquanto dou risada.

-Ta rindo de quê? Você é a pior. Diz Pedro rindo.

-EUU?. Falo fingindo como se estivesse ofendida.

-Sim, você é a pior, você minha querida amiga, não faça seu joguinho de sedução pra cima do meu primo, eu te conheço muito bem. Fala Pedro fingindo ser sério. 

-Prometo nada. Falo enquanto pisco pro mesmo.

-Vocês não prestam. Fala Marcos rindo.

- ATAAA, falou o que pega as garotas e no outro dia finge que nem conhece. Fala Lucas rindo muito alto.

-A única que presta aqui sou eu. Fala Laura dando um sorriso de canto, porém com malícia.

-Você só se faz de quieta Laura, se brincar você é pior que a Sofia. Fala Cat rindo.

Todos damos muita risada. Nossos dias são assim, um falando besteira, o outro falando mais ainda, eu amo isso, me distrai um pouco, fazendo eu esquecer o que me tortura.

Toca o sinal, voltamos pra sala se aula. Já dá o horário de irmos embora. Cada um pega suas coisas, e saimos andando indo pra fora da escola, são 15:00AM. Nos despedimos uns dos outros, e eu e meu irmão fomos andando pra nossa casa, conversando sobre as aulas, e comentando sobre o primo do Pedro. Chegamos em casa, fui para meu quarto, tomei um banho, coloquei uma roupa confortável, e comecei a fazer minhas lições.



Continua....?




Notas Finais


Espero que tenham gostado, me desculpem se houver erros... ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...