História Invisible. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 1.565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


É a minha primeira vez escrevendo
Então me perdoe se houve algum erro
Bjooos. ❤

Capítulo 2 - Jogo de sedução


Fanfic / Fanfiction Invisible. - Capítulo 2 - Jogo de sedução

                   -Arthur on-

Voltei do Brasil, agora estou de volta, vou ficar morando com o meu primo, ele é legal, o mesmo me contou sobre seus amigos e a escola que vou estudar por telefone.

O Pedro foi me buscar no aeroporto ontem, depois que ele saiu da escola, sempre fomos próximos um do outro. Ontem mesmo ele me avisou que eu já ia frequentar a escola, achei um saco, não gosto de estudar.

-PII  PIII PIII PII... Despertador tocando.

-Aishhh... Que barulhento. Falo tentando desligar.

Levanto da cama ainda meio sonolento, vou para o banheiro, faço minhas higienes matinais, tomo um banho quente, coloco uma calça preta, uma camiseta básica branca, coloco minha jaqueta jeans, e saiu do quarto em direção a cozinha. Assim que chego na cozinha percebo que o Pedro ainda não saiu do quarto, então começo a preparar o café. Eu escuto um barulho de porta sendo fechada, e logo o Pedro aparece.

-Bom dia primo. Fala Pedro todo sorridente.

-Bom dia. Falo, mas não retribuo o sorriso.

-Nossa, que mal humor. Diz ele.

-Você sabe que eu odeio estudar, ainda mais de manhã. Digo a ele ainda com a cara fechada.

Pedro vai se aproximando, e coloca seu braço em volta do meu pescoço me puxando.

-Aaaiishhhhh.... Paraaaa. Reclamo.

-Para de ser rabugento. Ele diz rindo

Pedro começa a me ajudar a terminar o café-da-manhã, então sentamos e comemos.

Vamos de carro pra escola, ele passa o caminho inteiro falando como são seus amigos. Chegamos, abro a porta pra sair do carro até que ele me puxa e diz:

-Não pergunta nada sobre o pais de ninguém, nós não conversamos sobre esse assunto.

-Por que?. Pergunto meio confuso.

-Longa história, um dia te explico. Fala ele olhando pra baixo.

-Ok. Respondo.

Então descemos, e logo vejo dois garotos em pé, tinha um garoto alto, cabelo liso da cor preta, ele parece bem sério pra nossa idade, e o outro também era alto, tinha cabelos castanhos meio ondulados, porém mais extrovertido, enquanto caminhavamos, percebo que estamos indo em direção a eles, então deduzo que são amigos do Pedro.

-Bom dia. Fala Pedro pros garotos.

-Bom dia só se for pra você. Fala o garoto mais sério.

-Bom dia. Fala o extrovertido todo animado.

-Então gente esse o meu primo que eu falei. Arthur, esses são Marcos, ele aponta pro mais sério, e o outro se chama Lucas, o mesmo aponta pro extrovertido.

-Prazer. Falo sorrindo.

-Prazer. Os dois falam ao mesmo tempo.

-Cadê as meninas?. Pergunta Pedro

-Elas estão na palestra. Fala Marcos.

-Aquela palestra chata? Que fala sobre aborto e blá, blá, blá?. Pergunta Pedro fazendo careta.

-Essa mesmo. Responde Lucas revirando os olhos.

Nós fomos andando até a sala, percebi que algumas meninas ficaram me olhando, outras cochichando, teve uma hora até que eu escutei uma falando: "quem será o novo gatinho da escola?". Não consigo conter o sorriso de satisfação, adoro quando as garotas me notam. Os meninos são legais, fizeram várias perguntas sobre o Brasil, me enturmei fácil com eles.

Entramos na sala, óbvio que todos olharam, eu era novato e ainda estava andando com os populares da escola, logo o Pedro me conduz a uma cadeira, sento, e logo o professor entra. Passaram várias aulas, até que dá o horário do intervalo, já estava rezando pra isso acontecer, eu realmente não gosto de escola, ainda bem que já estou no último ano.

-Vamos, as meninas vão nos encontrar no refeitório. Fala Lucas.

Todos assentiram com a cabeça, no meio do caminho o Pedro começa a falar sobre as meninas como elas são, falou sobre a Laura a mais quieta, porém ela só se fazia de quieta, falou sobre a Cat, a que gosta de uma boa farra e falou sobre Sofia a que seduzia a todos só com um piscada, admito que fiquei louco pra conhecer ela, a mesma me pareceu interessante.

Chegamos no refeitório, sentamos na mesa, logo avistamos as garotas, a primeira que apareceu foi a Laura, soube de cara, pois a mesma estava lendo um livro, na hora que eu olhei para ela, juro que fiquei com vontade de agarra-la, ela é muito linda PUTA MERDA, não tem palavras pra descrever, atrás dela estava a Cat, soube porque a mesma não parava de se exibir, mas CARALHO ELA É MUITO GOSTOSA, balancei minha cabeça para tirar esse tipo de pensamento da cabeça. Enquanto elas se aproximavam, parecia tipo filme, em câmera lenta, mas o que fudeo tudo foi logo quando vi a Sofia.

-MANO, QUE DEUSA GREGA É ESSA? CARALHO, ESSA EU JOGAVA NA CAMA E TRANSAVA O DIA INTEIRO. Pensei comigo mesmo. Senti meu pau querendo ficar com ereção, então eu respirei fundo, ninguém pode me ver assim. Consigo me controlar. Porém eu não resistir eu mordir meu lábio inferior. Logo o Marcos percebeu e me encarou, me deixando um pouco nervoso.

Elas se aproximaram,a Laura senta no banco de frente pra nós, logo em seguida a Cat, bom esperava a Sofia sentar, mas quando olhei pra mesma, ela estava falando com um menino que estava sentado em um banco não muito longe de onde estávamos. Vejo a Sofia se aproximar do garoto cochichando algo no seu ouvido, em seguida ela pegou a maçã que estava na bandeja do garoto, ela mordia aquela maçã de um jeito, que MEU DEUS, ela da uma piscada pro garoto e vem em direção a nós. Ela senta bem na minha frente.

-Quem era o garoto? Sua próxima vítima?. Fala Lucas meio irônico.

-Muito engraçado Lucas. Ela fala dando um sorriso falso.

-Então esse é o Arthur?. Sofia fala me encarando.

-Sim, muito prazer. Eu falo a encarando de volta.

Ela sorri pra mim e manda uma piscada

-CARA QUE SORRISO. Penso.

-O que eu falei pra você Sofia? Que não era pra tentar seduzir o meu primo!. Fala Pedro olhando serio pra ela.

-Calma Pedro, só o cumprimentei. Ela fala sorrindo.

-Sei, sei. Diz Pedro.

-E a palestra como foi? Foi legal?. Fala Marcos fingindo tá interessado.

-Melhor palestra que eu assitir na minha vida. Fala Laura sendo irônica.

-Eu até me emocionei. Fala Cat fingindo está limpando uma lágrima.

-Você devia tentar teatro. Diz Sofia falando pra Cat, as mesma a olha e da risada.

As garotas são legais, mas admito que eu adoraria trans... Quer dizer, conhecer melhor a Sofia.

-Podíamos ir pra sua casa Pedro depois da aula, vamos sair cedo mesmo. Diz Lucas

-Eu concordo. Fala Cat com animação.

-Por mim tudo bem. Diz Laura ainda lendo o livro.

-Eu acho que hoje nã.... O Marcos ia falar, mas a Sofia interrompe.

-Nós vamos. Sofia fala olhando pra Marcos, o mesmo não ficou nada feliz.

-Ok, já que vocês se auto-convidaram, eu concordo. Fala Pedro fingindo está bravo.

Todos rimos.

O sinal tocou, voltamos pra sala.

Quando a aula acabou, saimos todos juntos, mas em algum momento o Marcos puxa a Sofia pelo braço, e os dois ficam falando por um tempo curto, então ele beija a testa dela e começa a caminhar mais rápido tentando nos acompanhar, eu olho pra frente e finjo não ter visto nada.

Chegamos em casa, todos estavam se sentindo a vontade, já que são amigos a muito tempo.

Todos nós estavamos sentados conversando, o Lucas estava contando piadas, ou pelo menos tentado. As vezes eu olhava para Sofia... Tá admito, eu não tirava o olho dela, até um momento que ela percebe e me olha de volta me encarando, eu desvio o olhar e coro, escuto ela soltar um riso baixo.

Sofia, minha melhor amiga, sabia que eu te amo?. Fala Pedro com os olhos de cachorro pidão

O que você quer? Pipoca, né?. Fala Sofia sendo direta.

Como você sabia?. Fala Pedro fingindo surpresa.

Todos rimos.

-Já estou indo fazer. Fala Sofia se levantando e indo na direção a cozinha.

-TE AMO. Grita Pedro.

-INTERESSEIRO. Grita Sofia da cozinha rindo.

-Alguém pega o milho pra mim?!. Fala Sofia.

-Ninguém mandou ser baixinha. Fala Pedro com cara de quem não vai levantar.

-Se vira. Ele fala rindo.

-Eu vou. Eu falo levantando.

-Obrigada Arthut. Sofia fala dando ênfase quando fala meu nome.

Chego na cozinha e a vejo encostada no balcão. Ela me vê e fala:

-Pega pra mim, por favor. Ela faz beiço.

Eu dou risada e pego.

Entrego na mão dela, ela se vira e vai pro fogão, ela coloca o óleo, joga o milho e fecha a panela com a tampa.

Eu observando a mesma. Até que ela me e fala:

-Vai ficar me olhando?. Ela fala.

-Não pode?. Eu falo, e percebo a surpresa dela pela minha resposta.

-Parece que alguém aqui não é tão tímido. Ela diz ne encarando, mas ela já estava lançando seu olhar sedutor.

-Em alguma ocasiões eu ganho coragem, posso te surpreender. Digo confiante.

-Então me surpreenda. Ela diz me desafiando.

A mesma  se vira e desliga o fogo, ela tira a pipoca da panela e coloca em uma vasilha grande, onde cabe toda pipoca.

Ela estava de costas, então pude reparar nas suas curvas, pensei nela em vários jeitos possíveis, até que ela fala:

-Me passa o sal. Ela pede.

Eu pego, e me aproximo dela, eu estava tão próximo que minha respiração estava batendo no seu pescoço.

Ela se vira e ficamos cara a cara, estamos bem próximos, ela pega o sal da minha mão e se vira novamente.

Eu a viro de volta a surpreendendo, eu aproximo meu rosto no dela, a mesma olha nos meu olhos, então ela susurra no meu ouvido:

-Você não vai querer entrar nessa.

-E se eu quiser. Sussurro no seu ouvido.

Ela senta no balcão e me puxa pela calça, eu fiquei bastante nervoso. A mesma se aproxima e sussurra:

-Você realmente não vai querer entrar nesse jogo. Depois desse sussurro super sexy, ela morde minha orelha. Eu coro.

O meu corpo todo se arrepia.

-Mas eu quero jogar. Eu falo a encarando.




Continua.....?















Notas Finais


O que será que vai acontecer?!
Espero que gostem❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...