1. Spirit Fanfics >
  2. Irmã do Naruto - (Imagine Sasuke) >
  3. Capítulo Especial - Halloween

História Irmã do Naruto - (Imagine Sasuke) - Capítulo 72


Escrita por:


Capítulo 72 - Capítulo Especial - Halloween


Yumi Pov's

- Então gente como podem ver esse lindo vampiro - aponto a câmera para o rosto do Sasuke que arrumava seu cabelo - Sasuke - chamo o mesmo que continua se arrumando -

Estávamos na casa do Uzumaki para se arrumar e irmos em uma festa do elenco de alguns animes, ou seja, chance de ver os crushs.

- Ei vampirinho, vem chupar meu sangue - digo fazendo finalmente ele me olhar e sorrir enquanto começa a andar até mim -

- Pode deixar My lady - me viro de costas pronta pra correr dali -

Saio do quarto o mais rápido possível, as vezes eu me pergunto se ele realmente não sabe brincar, no anime ele é todo sério, mas na vida real um verdadeiro maluco.

Vou na direção do quarto onde o Naruto estava se arrumando com mais alguém, não lembrava quem estava em cada quarto. Bato na porta e recebo permissão para entrar.

- Oi meus lindos - percebo que era o Naruto, Gaara e Kakashi -

Que trio de tirar o fôlego se é que eu posso falar assim. Mesmo eu trabalhando com eles eu não vou negar a beleza né? Sou nem burra, eu sou trouxa, não cega.

Kakashi estava vestido de caveira com o rosto pintado com algum tipo de maquiagem, já o Naruto usava a roupa do chapeleiro maluco que na minha opinião ficou perfeito nele, e o Gaara usava uma roupa do coringa, nunca quis tanto pegar o coringa na vida.

- Mas que bando de 'homi gostoso - todos riem enquanto eu também ria, mesmo que tenha um pingo de verdade naquilo -

Esse é o problema de só trabalhar com homem bonito, e não é apenas eu que digo isso as garotas também concordam, não é atoa que fizeram uma lista de quem era o mais bonito dali.

Acabou que não teve primeiro lugar, a duvida e discussão foi complicada, afinal entre o tanto de homem gato que tem ali, não há como escolher.

Volto pro quarto onde eu estava para colocar minha fantasia, acho que era a única que ainda não tinha me vestido. Eu iria de bruxa.

Vejo que o moreno já estava arrumado e mexendo no celular, típico do Sasuke, então sem comentários.

Entro no banheiro para colocar minha roupa, era um vestido preto antigo que ia até os joelhos, uma meia preta que batia na coxa e calçava um tênis All Star também preto, coloquei meu chapéu e passei uma maquiagem mais pesada de cor escura.

Saiu do quarto e pego meu celular para tirar uma foto, afinal não sou doida de não registrar esse momento em que eu estou fantasiada assim.

- Eita bruxinha rabuda - comenta o Sasuke me fazendo rir, não acredito que ele começou -

  - Não começa cara, não começa - falo tentando não rir, sempre que alguém começa a cantar aquilo brotava um monte de gente do lado pra acompanhar, é como um ritual, bizarro -

...

- Olha que festa top gente - falo nos meus stories mostrando um monte de gente no lugar -

Era de noite e também tudo acontecia em uma casa com piscina, estávamos na área de fora e praticamente todo o lugar era livre para nós andarmos, até os quarto, se é que me entende.

Mesmo agora sendo adolescente de 15 pra 16 anos ainda tinha bebida naquela festa, algo não muito recomendável mas quem disse que a gente realmente tinha juízo, e os adultos não estavam lá, as festas aconteciam em lugares diferentes.

- Quero te sugar - diz o moreno olhando pra mim rindo -

- Sai pra lá, vai realiza o desejo dos fãs - ele olhou confuso - Suga o Naruto - aponto pro loiro que já estava segurando um copo de cerveja na mão -

Aquela festa não daria certo...

Mas quem disse que daria? Ninguém exatamente, estava na hora de relaxar e apenas curtir.

- Eu tô indo se ele der mole é vapo - acabo rindo da sua fala, as vezes eu amo esse garoto, sem condições -

O vejo andando até o loiro e perguntando alguma coisas, parece que depois dele processar a informação acaba rindo e dando um tapa no ombro do outro, eles continuavam ali rindo e conversando.

- É gente, não vai ter NaruSasu hoje - digo enquanto a câmera dos stories estava virada pra mim -

Guardo meu celular para aproveitar a festa, eu tinha ido pra duas coisas, curtir e se der passar o rodo, não que eu fosse especialista nisso oque infelizmente é verdade, na minha vida só namorei uma vez.

- Bom dia bela bruxa - ao escutar essa voz eu tenha a leve impressão de ter um mini ataque cardíaco -

Me viro vendo aquele ser, que na minha opinião é um Deus grego, mas também pode se chamar de Tamaki Amajiki. Passando mal internamente era como eu estava, meu penhasco por ele é maior que a estátua do Hashirama no vale do fim.

- S-Sim? - estava tão confusa, parece que a informação ainda não foi processada -

- Você é a Yumi né? - concordo com a cabeça e o vejo sorrir -

Posso morrer feliz, meu crush que também é meu ídolo me notou e ainda sorriu pra mim, e pra finalizar sabe meu nome.

- Queria te conhecer, adoro assistir Naruto - quase que desmaio, ele acabou de dizer que queria me conhecer -

- N-Nossa, e-eu adoro o Tamaki em Boku no Hero - vejo que ele estava vestido de elfo, usava um terno meio simples de cor preta com a blusa de dentro azul e suas orelhas eram pontudas -

Que fofo...

- Que bom, minha ídolo me adora - talvez eu esteja parecendo ele no anime, mas quem se importa? -

- N-Nossa eu não esperava isso - olho para o lado tentando manter a calma e não desmaiar de vergonha -

Acabo vendo o Naruto e Sasuke nos olhando enquanto faziam gesto que me fazia ficar ainda mais vermelha.

- Ta afim de dançar? - pergunta animado -

Eu nunca achei que o Tamaki de verdade fosse tão gentil, alegre e animado, ele não verdade nem é tímido, é bem extrovertido e faz qualquer um rir com facilidade.

- Claro - vou com ele na pista de dança -

Todos estavam lá, a música era boa e animada, claro, música eletrônica não tinha como não ser. Nos moviamos no ritmo da batida, eu ria do seu jeito desengonçado e ele fazia o mesmo de mim, parecíamos lagartas que usaram drogas.

Acabamos que chegamos perto das meninas e ficamos conversando e rindo. Sakura tinha me dito que a Ino já tinha ido ficar com alguém, ela realmente não perdia tempo, só queria ver quando ela chegar dizendo que ficou apaixonada.

Depois de um tempo, vou em direção a mesa de bebida, eu era a única sobrea ali e não queria ficar assim. Naquela noite eu me decidi que iria deixar minha responsabilidade de lado e só ir.

Pego uma bebida que pedi para o Bar man já que não acha o gosto da cerveja realmente bom, peço algo mais doce.

Fico ali bebendo sentada vendo todos dançarem, eu até estaria ali se não estivesse com preguiça, mesmo que meu objetivo hoje seja quando eu chegar em casa desmaiar de cansaço na cama eu ainda não quero dançar.

Escuto uma voz conhecida pedir uma bebida e ao ver, vejo Lawliet, ou seja, o L. Desvio o olhar fingindo a egípcia para não parecer uma fã louca. Mesmo amando o Tamaki em contexto de história eu amava Death Note, se o Lawliet desse mole era vapo como diria Sasuke.

- Eu acho que te conheço - me viro e vejo ele me encarando fixamente - Naruto, você é a Yumi - não sei se a inteligência é realmente um traço até mesmo ator, ou se é fácil me reconhecer -

- Sim, você é o Lawliet - vejo ele concordar com um pequeno sorriso -

- Não vai dançar? - pergunta olhando para todos que curtiam e se moviam no ritmo da batida -

- Não sou muito fã, tô com preguiça - me apoio no balcão dando um gole na bebida -

- Eu também não - ele olha na direção das pessoas - Gosta de fazer oque? - fala me encarando -

Seus olhos eram realmente pretos e as olheiras não eram maquiagem, ele realmente tinha olheiras profundas, fiquei preocupada com oque ele pode estar fazendo. O mesmo vestia uma roupa de detetive antiga, o sobretudo preto, ele mais parecia estar vestido normal se não segurasse o chapéu de modelo antigo na mão.

- Acho que ler e jogar, no momento eu apenas quero relaxar e curtir - seus cabelos bagunçados me chamam atenção -

Eles mesmo não sendo totalmente arrumado não era bagunçado de forma horrível, pareciam bem macios na verdade. Ao olhar ao redor vejo mais algumas pessoas do elenco de outros anime.

Nanatsu no Taizai também estavam lá, o King era meu personagem preferido e eu também tinha uma queda por ele, ou seja eu sou a pessoa mais iludida possível.

Sinto uma mão me puxar e vejo que o L me levava para dentro da casa, não pude deixar de pensar besteira e claro que para onde ele estivesse indo eu iria.

Acabamos dentro de uma biblioteca que tinha ali, nem sabia como Lawliet descobriu isso, talvez ele realmente seja inteligente.

- Queria te mostrar um livro - ele vai até a estante de livros e na categoria terror -

Voltava com um livro grosso de capa branca e título "It: a coisa" fiquei animada, sempre quis ler esse livro mas não tinha como comprar sempre acabava me esquecendo, por conta de estar ocupada pelas falas da gravação, além da escola.

Ficamos aqui conversando por um tempo e lendo alguns livros.

De certa forma aquilo tudo acabou em um beijo e eu nem mesmo sabia como acabou rolando o clima, pareceu tão natural que nem vi acontecer, quando percebo já estava segurando a nuca do mais alto aprofundando o beijo.

Sua língua explorava cada canto da minha boca, ok, beijar o Lawliet é uma das melhores coisas da vida até agora. Sua boca tinha gosto doce oque me fez pensar que talvez ele se pareça demais como o L do anime, eles tem personalidade e gostos até que parecidos e isso deve facilitar bastante seu trabalho.

Sinto sua mão na minha cintura apertar o local. Se eu fosse realmente dizer oque estava sentindo agora ficaria muda pois não sei oque sentir. Ele era tão quente e sua vocação tão viciante que talvez eu não queira mais acabar com esse beijo, a maciez dos seus lábios era hipnotizante.

Acabamos nos separando por falta de ar, sua testa estava encostada na minha enquanto recuperavamos o fôlego. Na minha mente eu apenas repetia pra mim mesma "não se iluda" repetidas vezes, afinal não era como se aquilo pudesse acontecer mais vezes.

Depois desse beijo eu queria mais, porém eu não vou forçar ninguém a nada, por mais que eu queira.

Me sinto ser abraçada, encosto minha cabeça no seu peito sentido seu coração bater acelerado, passo minhas mão ao redor do seu corpo, ele era realmente igual ao anime e isso me dava até um pouco de medo.

- Você é muito idêntico ao anime - falo ouvindo uma risada -

- A diferença que eu não sou tão desconfiado e mais sociável - concordo com a cabeça, afinal no anime ele era um detetive, tinha que ser desconfiado -

Meu celular toca com a ligação de alguém.

- Alô? - falo ainda sendo abraçada por ele -

- Cadê 'tu mulher, tava te procurando pra dançar - ouço a voz da Sakura, ela parecia um pouco bêbada -

- Tô na biblioteca lendo - ouço um resmungo da mesma -

- E isso é hora? Sai daí, vem se acabar na pista - escuto a voz da Ino atrás dizendo algo sobre eu estar com alguém -

- Eu achei meu livro preferido Saky, aquele do It ele é muito bom - aperto mais o abraço, o melhor livro ali era o Lawliet, puta livro bom -

- Meu Deus garota oque eu faço contigo? - assim que ela termina a frase desliga na minha cara -

Rio daquilo, eu tive que mentir para não dizer que estava aos amassos com simplesmente Lawliet, o próprio L, quando eu contasse elas iriam surtar.

- Eu não sabia que virei um livro - disse ele rindo junto a mim -

- Nem eu - nos separamos do abraços e abro a câmera do celular para ajeitar o borrado da minha maquiagem por conta do beijo -

- Eu acho que elas vão vir te buscar - olho para ele que estava com um pouco de batom borrado canto da boca -

Ajudo o mesmo limpar seu rosto e nos sentamos na mesa e ficamos conversando novamente, fingir que nada aconteceu era engraçado pra mim, afinal eu tinha beijado um dos meus crushs e pra piorar nem sabia como aquilo começou.

...

- Me diga oque você falou para fazer quando morrer? - aponto meu celular para o moreno que fez uma cara pensativa -

Ele se levantou da cadeira para logo se sentar como o L estaria, não consegui negar a risada o Lawliet acaba não aguentando e rindo também.

- Que Light Yagami era o Kira e deveria prender ele - ele fala convicto -

- Agora me diga oque a policia polícia fez? - estendo minha mão em sua direção fingindo ser um microfone -

- Se perguntou quem era o Kira - acabamos rindo -

Viro a câmera com ela virada para meu rosto me mostrando rindo.

- Policia boa essa 'ae - rimos ainda mais, talvez seja o álcool finalmente fazendo efeito -

- Pergunta que fica é, quem é mais burro? - nós ríamos enquanto falávamos de Death Note -

Realmente nunca imaginei que conversar com o Lawliet fosse algo bem legal, ele no anime parece bem sério, mas quem sou eu pra dizer algo, tenho a prova viva de que o ator é completamente diferente do personagem e Sasuke que o diga.

Meu celular toca novamente, parece que hoje é o dia pra me ligarem.

- Fale - ouço a música alta, possivelmente a pessoa estava lá embaixo -

- Mano socorro - percebo que era o Sasuke falando, ele parecia também meio bêbado mas ainda consciente, já que o mesmo era forte pra bebida - Eu ainda não peguei ninguém, nem suguei o Naruto porra - acabo rindo daquilo -

- Chega em alguém e pronto - ouço um suspiro alto sair de sua boca, a música dificultava um pouco a conversa -

- Fácil falar, é uma bruxinha rabuda - as vezes eu me pergunto como que eu ainda não fiquei doida que nem ele sendo que a gente é melhor amigo -

- Nem começa, sabe que esse negócio é um ritual - ele ri comigo, olho pra frente e vejo o L completamente confuso -

- Vem aqui, deixa eu te sugar - sim a gente é melhor amigo, mas não quer dizer que nada a mais aconteceu entre a gente - Me falta sangue - rio da sua referência ao anime -

- Lhe falta ódio para conquistar alguém - acabo a ligação com ele dizendo que vai tentar "chamar alguém pro probleminha" -

Olho para frente e vejo o Lawliet confuso com aquela conversa, afinal tinha a palavra, ódio, ritual, jogado no meio e sem contexto realmente fica estranho.

- Quem era? - pergunta curioso, será que algum dia eu tenho chance de namorar ele? Porque se eu tiver eu não reclamo -

- O Sasuke, ele tava procurando alguém pra pegar - acabo rindo da sua careta - Pode não parecer mas esse menino é louco - digo me referindo ao Sasuke -

- Não esperava isso dele - o mesmo nega com um olhar repreensivo de mãe que eu acabo rindo -

- A gente deveria descer, vão achar que é agente tá se pegando - me levanto da cadeira fechando uns livros que a gente tinha pego -

- E a gente não tava? - não pude conter a vergonha ali, eu acho que vou anotar isso na minha agenda que eu criar -

Vou detalhar esse dia como o dia sagrado que beijei o Lawliet e o Tamaki me notou, se eu pegar o Tamaki, o King e o Levi, eu tenho que anotar isso e nunca esquecer, tipo uma conquista da vida. Pode soar errado mas, são homens bonitos pra caralho e quem negar não tem olhos, claro que eu vou anotar cada segundo que eu passar na presença deles.

- Tava, mas pensei que queria segredo - ele me ajuda a guardar os livros nas estantes novamente -

- Pra mim tanto faz - pelo menos ficar com ele não foi um problema -

Estava pronta para sair dali, mas o mesmo me puxa e da um selinho demorado. Lawliet não é um homem, é O homem.

- Espero poder repetir isso denovo - disse pincando para mim e saindo pela porta primeiro que eu -

Minha mente vai explodir se eu continuar pensando nisso, e eu não tenho tempo, vou procurar o Sasuke.

...

Acho o moreno encostado em uma parede como rosto emburrado, ele não parecia feliz em estar sozinho.

- Alguém deu mole? - pergunto o vendo arquear a sobrancelha e desviar o olhar -

Era engraçado pois o mesmo sempre fazia isso quando ficava com raiva de mim, e eu como uma boa amiga que era, dava todo o amor do mundo pro rabugento do "Uchiha".

- Ei, tá com raiva de mim por que? - me aproximo dele vendo seu rosto ainda virado -

- Prefere ficar com outro do que comigo - quase me esqueço que ele é ciumento -

Nós somos melhores amigos desde os 12 anos de idade e literalmente crescemos juntos atuando em Naruto, por isso que somos tão próximos, Sakura, Naruto, Sasuke e eu sempre fazemos tudo juntos, mas assim como eu e Sasuke, Naruto e a Sakura são melhores amigos e vivem andando juntos.

- E você acha que eu vou deixar a chance de beijar o Lawliet passar? - seu olhar vem pra mim que parecia ainda com raiva -

- Só não vou brigar mais com você porque tem um pingo de razão - chego mais perto do mesmo pra lhe abraçar -

- Fica assim não, você sabe que eu te amo né bebê chorão? - o mesmo abaixa sua cabeça me olhando com os olhos desconfiados -

- Hm - passa sua mão ao redor da minha cintura -

Talvez eu até entenda o Kakashi shippar a gente, mas acho que entre nós nunca va ter anda além de uma amizade talvez colorida. Nós somos amigos demais para virarmos um casal assim, mas se acontecesse quem seria eu para reclamar?

Como diria um velho ditado muito sábio, "Caiu na vila, o ninja fuzila", lembrei de quando o Kakashi inventou isso.

- Pegou alguém? - ele balança a cabeça concordando - Foi quem? - lhe dou um sorriso malicioso, não achava que realmente tinha dado certo -

- Eu sei lá, só fui - rio da sua frase, eu tenho que colocar mais juízo na cabeça dele -

- Só 'tu mesmo Suke - "Suke" foi o apelido que eu dei pra ele quando estávamos em uma gravação e eu errei seu nome -

- Nem vem, você não tava aqui, eu poderia ta contigo mas tu tava com o L - inclino para ler dar um selinho -

Eu sempre vou amar ele, não poderia ter um amigo mais rabugento, maluco, engraçado, neném e ciumento melhor.

- To aqui agora - sua mão vai até minha nuca para me dar um verdadeiro beijo -

Eu juro que se ele não fosse meu melhor amigo, e a gente não tivesse essa amizade colorida, ficaria com ele sem pensar duas vezes.

Sua língua estava com gosto de vinho, achei engraçado pois ele nunca bebia cerveja so vinho, dizia que tinha um gosto muito forte e vinho era um pouco mais suave pra ele.

Por sorte não estávamos tão a vista das pessoas, pois se nos vessem com certeza iriam contar ao Kakashi que ficaria nos atormentando pra sempre. Sua mão que estava na minha cintura me puxa para colar em seu corpo.

Nunca poderia negar uma coisa na minha vida, além do Sasuke ser um puta de um gostoso ele ainda tinha pegada. Tô começando a achar que o argumento de ser Uchiha realmente faz sentido.

Nos separamos pela falta de ar, olho para ele que tinha um sorriso divertido.

- Por que nas festas a gente sempre acaba se beijando? - pergunta rindo e eu faço o mesmo -

- Se chama álcool amigo - nos separamos e continuamos ali por um tempo conversando antes de voltar para a festa -

Infelizmente depois disso eu não fiquei com ninguém, oque foi um pouco triste mas eu ainda tinha beijado o Lawliet e na minha mente nunca esqueceria desse dia, escreveria ele em um caderno e colocaria em uma parede emoldurada, certo que eu estou exagerando, mas ao mesmo tempo não estou.

Depois de um tempo, no caso algumas horas nós finalmente fomos para a casa de novo, a do Naruto e eu cheguei do jeito que queria, exausta pronto apenas para dormir.

Eu e Sasuke ficamos dormindo na mesma cama já que isso já era normal para a gente, quando eu digo que somos melhores amigos, é porque eu não estou brincando.

...

Acordo vendo que já estava sozinha na cama, possivelmente o moreno tinha ido tomar o café da manhã.

Eu estava com uma dor de cabeça horrível, mesmo bebendo até que pouco , logo estava com uma dor horrível.

Me sento na cama e esfrego meus olhos esperando minha mente acordar por completo. Ando em direção ao banheiro e tomo um banho relaxante com a água quente, era um domingo frio até.

Saio do quarto andando em direção a cozinha, vendo que todos estavam lá, Sasuke parecia bem normal e nenhum pouco acabado da festa, ele estava bebendo um café preto forte. Me sento na cadeira ao seu lado encostando a cabeça na mesa.

- To com dor de cabeça - falo vendo ele beber o café e comer um pouco de bolo -

- Te dou um remédio depois, vou cuidar de ti - ele me da um sorriso enquanto fazia carinho nos meus cabelos -

- 'Tu é o melhor amigo do mundo - falo vendo ele rir ainda mais dando um gole no seu café - Te amo 'Suke - fecho os olhos e continuo com a cabeça apoiada na mesa -



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...