1. Spirit Fanfics >
  2. Irmãos pra Sempre- Naruko e Naruto >
  3. Kioko, você voltou!

História Irmãos pra Sempre- Naruko e Naruto - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oiee!
Desculpe a demora, e para compensar o tempo sem nada, eu fiz um capítulo mais longo.
Sem mais enrolação... Fiquem com o capítulo!

Capítulo 6 - Kioko, você voltou!


Fanfic / Fanfiction Irmãos pra Sempre- Naruko e Naruto - Capítulo 6 - Kioko, você voltou!


>>Naruto ON<<
5 anos se passaram desde o sumisso da Kioko, mas eu não desisti de procura-la, pois ela era minha amiga mais próxima. Dizer que eramos só amigos não era o bastante para nos descrever, era muito melhor nos chamar de "irmãos".
Nesses 5 anos, tudo mudou, eu estava com quase 12 anos , e eu poderia me tornar um Genin logo. Mas como Genin, minhas bucas pela Kioko irão aumentar.
Eu ainda estava na Academia Ninja de Konoha.
-Naruto, faça os clones- Iruka-sensei me pediu, isso era como um teste, eu deveria fazer pelo menos um clone.
-Jutsu clones da sombra!- falei fazendo os sinais de mão, e o meu clone apareceu...
>>Naruto OFF<<
>>Iruka ON<<
O clone do Naruto estava em um mal estado... Mas acho que não se deve chamar de clone...
O clone das sombras parecia estar morto, pois assim que invocado caiu no chão e não levantou... Isso quer dizer que...
-VOCÊ FALHOU!!!!- gritei.
-Iruka-sensei- Mizuki fala ao meu lado, pois ele também estava avaliando os alunos- Ele falhou, mas tem persistência e ecelentes abilidades, e conseguiu fazer uma replica- Mizuki defende Naruto- É a terceira tentativa dele e você sabe o quanto ele quer se tornar um Ninja para ir atrás da amiga dele... Eu acho que a gente podia dar uma chance só para ele.
Eu olhei para o Naruto e ele se alegrou.
-Mizuki-sensei... Os outros alunos conseguiram realizar, pelo menos, três clones. Mas Naruto só realizou um e... Olhe o estado do clone... Lamentavél... Eu não posso aprova-lo.
Vejo Naruto irritado que sai correndo pela porta.
>>Iruka OFF<<
>>Naruto ON<<
Eu estava sozinho, sentado no balanço, ouvindo todos os outros comemorando, pois conseguiram se formar... Mas eu não consegui.
Eu vou encontrar a Kioko, e depois vou me tornar alguém forte, mais forte que o Hokage... Não, eu vou me tornar o próprio Hokage. Assim todos teram de me respeitar e me tratar como alguém, alguém importante.
Eu levantei a cabeça, pois ouvi um estalo atrás de mim. Olhei para o meu lado e vi o... Mizuki-sensei?
-Quer conversar?


Mizuki-sensei me pediu para eu o levar até minha casa, e foi isso que fiz. 
-Iruka-sensei é durão, mas não é nada pessoal- Mizuki-sensei falou, sentado ao meu lado.
-Então porque? Por que só eu?- perguntei ao mesmo.
-Ele só quer que você seja forte de todo coração- Mizuki-sensei afirmou- Mas isso jamais acontecerá se ele facilitar as coisas para você. Ele é como você, sabe? Sem mãe, sem pai...
-Mas... Desta vez, eu queria me formar- falei abaixando a cabeça, pensando em salvar a Kioko.
Mizuki-sensei riu.
-Então eu acho que vou ter que te contar- Mizuki-sensei ganhou minha atenção- É um segredo, mas eu vou contar para você.
Fiquei curioso, será que eu poderia me formar? Quem sabe eu poderia encontrar a Kioko. Mas a minha verdadeira pergunta era: Um segredo? Qual segredo?
>>Naruto OFF<<
>>Kioko ON<<
Estava anoitecendo, eu finalmente poderia ver o meu irmão de novo.
Depois de 5 longos anos treinando e ajudando algumas pessoas que precisavam, eu iria voltar para casa.
-Naruto, meu irmão, me espere que eu estou chegando!- falei andando mais rapido. Mas então eu ouvi um estalo, vindo do meu lado direto.
-Quem está aí?- perguntei sacando uma kunai do bolso- Saia daí!- falei atenta a cada som próximo. 
Depois do estalo, tudo ficou em silêncio, só era possível ouvir os ventos balançando os galhos das árvores e o som que as corujas faziam ao bater suas asas.
-Só vou perguntar mais uma vez: Quem está aí?- falei olhando entre as árvores. 
-Sou eu- uma voz é percebida por meus ouvidos, olhei na direção do som. Uma siliueta de um homem adulto era iluminada pela lua. E quanto mais perto ele chegava, melhor eu podia ver seu rosto.
-Quem é você?- perguntei em posição de luta, não importa o que aconteça, eu não vou baixar a guarda.
-Meu nome é Mizuki.
-O que faz aqui, Mizuki?- perguntei.
-Não dá sua conta, pirralha. A verdadeira perunta é o que você faz aqui?
-Eu estou voltando para casa, e não me chame de pirralha, pois assim como todo mundo, eu tenho um nome.
-E qual seria esse nome?
-Kioko- assim que respondi a pergunta, Mizuki me olhou com um olhar assustado.
-Naruto e Iruka me falaram sobre você. O Naruto me disse que queria te achar a qualquer custo.
Fiquei em silêncio. Mas eu estava curiosa em uma coisa: Por que ele estaria aqui fora?
-Eu estou indo, sua pirralha- Mizuki falou indo embora... 
-Eu não confio nele- falei indo atrás dele.
Eu sei muito bem que ele pode perceber a minha presença, então usei um jutsu me poderia me camuflar entre as árvore, mas isso não demora mais que 19 segundos. Então toda vez que ele se virar eu uso o jutsu.

Eu segui atrás dele por mais ou menos 15 minutinhos.
Eu sabia que ele não era um cara do "bem". Eu tenho certeza que ele estava tramando algo.
Espera... Ele parou! E jogou várias kunais no... Iruka-sensei!
Mizuki jogou kunais no Iruka-sensei que empurrou o meu irmão... O que meu irmão estava fazendo? Olhei com mais atenção e vi que o meu irmão carregava um grande pergaminho nas costas.
-Então era isso- Iruka-sensei falou, todo machucado- Eu devia saber que era você.
-Naruto, entrege o pergaminho pra mim, agora!- Mizuki ordenou. Quem esse cara pensa que é para falar assim com o meu irmão?
-Espera um pouco aí, o que é que está acontecendo?- meu irmão perguntou confuso.
-Naruto, não deixe Mizuki pegar o perganinho!- Iruka-sensei falou removendo uma kunai fincada em sua perna- O pergaminho contém jutsus proibidos que podem por a vila em perigo! Mizuki usou você para pegar o pergaminho pra ele, pro seu próprio poder!
Agora, eu estava entendendo tudo. Mizuki é mais um bobo que só pensa em poder.
Eu sei que não posso começar agora, pois Mizuki era de nível Chunin ou até mais alto. Pode ser que eu não tenha chance contra ele. Eu decidi esperar uma brecha.
-Quer saber, Naruto? O Iruka só tá querendo te assustar para você por que não quer que você fique com o pergaminho- Mizuki fala para o meu irmão, e o Naruto se assusta.
-Para de mentir, Mizuki!- Iruka gritou- Não deixa ele te enganar, Naruto!
Mizuki riu:
-Eu vou contar quem é que tá mentindo aqui!
-Chega, Mizuki!- Iruka gritou.
-Eles estão mentindo para você esse tempo todo, Naruto- Mizuki falou- existi uma lei desde 12 anos atrás.
-Que lei é essa?-Naruto perguntou.
-Todos querem que você não saiba. Iruka e os outros fazem de tudo para calar a minha boca!- Mizuki gritou com um sorriso maldoso no rosto.
-De que lei você fala? O que todos estão sabendo menos eu?- Naruto perguntou. Esse tal Mizuki está falando demais.
-Cala a boca! É proibido!- Iruka gritou.
-Ninguém pode te contar que o espírito da raposa de nove caudas está dentro de você!- Mizuki fala- O espírito da raposa demônio que destruiu a aldeia e matou os pais do Iruka está dentro de você. Você é a raposa de nove caudas!
-Para, Mizuki!- Iruka-sensei gritou.
-Não acha estranho como tratam você? Como falam com você? Como desprezam você? Como te tratam como se fosse lixo? Como se te odiassem só por está vivo?
Vi as lágrimas escorrendo pelo rosto do meu irmão. Eu estava pronta para pular em cima do Mizuki. Eu estava cheia de ira naquele momento.
Meu irmão começou a ficar com raiva também, e isso me deixou com mais raiva desse Mizuki.    
-É por isso que você nunca será aceito nessa aldeia! Até o seu querido sensei te odeia até a alma!- Mizuki continua seu falatória- Hora de morrer, Naruto!- Mizuki jogou uma grande shuriken no meu irmão!
-Narutooo!!- gritei desesperada, mas meu desespero não me deixou correr até meu irmão.
-Naruto, se abaixa!- Iruka-sensei gritou.
Meu irmão se abaixou, e Iruka veio em direção ao meu irmão. Eu percebi que o Iruka-sensei seria o novo alvo... Mas mesmo vendo isso eu não consegui fazer nada.
 Tchin!- esse é o som feito quando a shuriken se fincou nas costas de Iruka que correu para salvar o meu irmão. 
-Por que?- meu irmão perguntou. E eu estava chorando de tristeza e alivio. Meu irmão estava a salvo, mas Iruka sacrificou seu corpo para salvar meu irmão. E enquanto ele salvava meu irmão... Eu não consegui fazer nada.
 -Naruto, você e eu somos iguais- Iruka-sensei falou na frente de Naruto- Eu também perdi meus pais e cresci sozinho. Ninguém se preocupou comigo ou percebiam a minha existêcia. Minha notas baixaram e eu virei o palhaço da turma para chamar a atenção. Mas a escola não era o suficiente para chamar a atenção de todos. Então eu fiz muitas loucura, e tive de pagar por elas. Aquilo foi doloroso... Você sente solidão e isso dói por dentro- Iruka-sensei falou com voz rouca, e suas lágrimas deciam pelo rosto- Eu podia ter feito mais por você...
Eu podia ter feito mais por você... Isso é o que eu gostaria de fazer...
Eu chorei mais, e mais, por saber que não consegui fazer nada para ajudar meu irmão e o meu sensei. Ser inútil em momentos difíceis também dói muito. 
Eu fui embora para treinar e ficar mais forte para proteger meu irmão, mas mesmo assim continuo fraca e inútil para todos... Mesmo que eu me esforce, eu continuo sendo um fracasso...
-Eu te abandonei- Iruka-sensei continuou falando- Desculpe, ninguém deveria sofrer assim.
Mais e mais lágrimas desciam pelo meu rosto. Mas parece que Mizuki não sentiu nem mesmo pena por isso, pois Mizuki somente riu da situação.
-Não me faça dar risadas- Mizuki ria- Iruka sempre te odiou, Naruto. Ele é orfão por que a raposa que matou os pais dele está dentro do seu corpo. E ele diria qualquer coisa para tirar o pergaminho de você!
Meu irmão saiu de perto do Iruka e saiu correndo.
-Naruto!- Iruka gritou, mas meu irmão continuou correndo.
E eu fui atrás dele.
-Narutoo!- gritei, e ele virou para mim com um olhar surpreso e triste- Naruto...
-Kioko...- ele parou, e eu andei até ele... E o abracei.
-Me perdoa!- pedi chorando- Me perdoa por ter ido embora, me perdoa por te deixar sozinho, me perdoa por tudo!- pedi chorando muito.
Senti Naruto retribuir o abraço, e senti suas lágrimas molharem a minha blusa.
-Kioko, você voltou- Naruto falou chorando tanto quanto eu- Você não sabe o quanto eu esperei por você, Kioko. Não sabe o quanto eu chorei na noite em que você sumiu.
-Me desculpa, por favor- falei chorando mais- Me desculpa, por eu não ter te salvado nem o Iruka-sensei, meu desespero foi maior que minha vontade de te proteger...
Meu irmão separou nosso abraço, e falou com os olhos cheios de lágrimas:
-Nunca mais suma desse jeito!
Enxuguei minhas lágrimas e respirei fundo. 
-Eu prometo que nunca mais faço isso- falei tentando não chorar e forcei um sorriso e Naruto retribuiu esse sorriso enxugando as lágrimas.
-Mizuki está vindo, Kioko, temos que ir- Naruto falou me puxando.
-Espera, é melhor nos escondermos- falei puxando ele para trás de uma árvore. 
-Boa ideia.
Não demorou muito para eu ver o... Naruto? E o Iruka-sensei estava lá.
Dois Narutos? Mas o Naruto está do meu lado.
-Naruto! Tudo que o Mizuki disse é mentira! Me entregue o pergaminho!- Iruka-sensei falou, longe de mim e do Naruto que estava ao meu lado.
Mas o segundo Naruto pareceu não aceitar a ordem do Iruka e o atacou.
-O que?- eu e Naruto questionamos ao mesmo tempo, observando aqueles dois.
Iruka caiu bem na frente da árvore que escondia eu e meu irmão e o segundo Naruto parou.
Mas o suposto Iruka se revelou, mostrando que na verdade era o Mizuki.
-Como sabia que eu não era o Iruka?- Mizuki perguntou para o segundo Naruto.
O segundo Naruto riu e disse:
-Por que eu sou o Iruka- ele se revelou ser o Iruka-sensei, o peraminho nas costas do Iruka-sensei era nada mais que um tronco.
-Você é um idiota. Por que está protegendo aquela aberração? Por causa dele, a sua família morreu!
-Você não vai por suas mãos no pergaminho!- Iruka respondeu para o Mizuki.
-E quem vai me impedir? Não percebe que Naruto é igualzinho a mim?
-Como assim?
-Ele não quer o pergaminho pro seu próprio poder e sua própria vingança, assim são as bestas. Ele vai colocar toda sua fúria no pergaminho e vai destruir tudo!-Mizuki gritou.
-Tem razão...- eu e Naruto nos assustamos.
-Então é isso- meu irmão sussurrou- O Iruka-sensei acha que eu sou uma besta.
-Assim são as bestas, mas Naruto não é assim- Iruka-sensei continuou- Ele é especial, ele trabalha duro, coloca o coração nas coisas. Claro que comete erros e fica com raiva, as vezes. Mas seu sofrimento o torna mais forte, e isso o diferencia de uma besta. Ele não nada a ver com a raposa de nove caudas... Ele é Naruto Uzumaki! Naruto de Konoha!
Eu e Naruto choramos ao ouvir isso.
-Cê tá querendo dizer que eu tô mentindo, né? Iruka, eu ia deixar você por último, mas agora eu mudei de ideia... Morra!!
Mizuki jogou outra enorme shuriken no Iruka... Mas desta vez eu e Naruto o salvamos.
Pulamos em cima de Mizuki. Eu dei um soco no rosto e Naruto o chutou para longe.
-Nunca mais ponha sua mão suja  no nosso sensei... Ou acabamos com você!- eu e Naruto falamos ao mesmo tempo.
-São belas palavras, mas eu posso acabar com vocês com um simples movimento.
-Cai dentro, otário- falei em posição de luta.
-Pode vir, idiota- meu irmão falou, fazendo um selo de mão do jutsu de clones- Eu vou devolver multiplicado por mil!
-Me mostre o que sabe fazer raposa de nove caudas!- Mizuki gritou.
-São as raposas!- gritei.
-Jutsu multi clones das sombras!- meu irmão é incrível, ele fez mil clones de sombras!
Mizuki enlouquecia com tantos Narutos.
-Vamos, Naruto- falei partindo para a briga e os clones do meu irmão também foram.
-Aaaahhh!!- Mizuki gritou, mas não podia escapar.
Batemos tanto no Mizuki que ele não pode nem levantar.
-Acho que me empouguei um pouco- meu irmão riu.
-Você tá legal, Iruka-sensei?- perguntei.
-Você voltou- Iruka-sensei sorriu- Naruto, Kioko, venham aqui.
Eu e Naruto obedecemos o pedido do Iruka.
-Fechem seus olhos- eu e Naruto obedecemos. Demorou alguns segundos- Podem abrir.
Quando eu abri meus olhos, Iruka-sensei estava sem a bandana, olhei para meu irmão e ele olhou para mim. Naruto estava com a bandana do Iruka-sensei.
-Kioko, você está com a bandana do Iruka-sensei.
-Eu tô?- coloquei minha mão em minha testa e senti a bandana- Eu achei que você estava com a bandana do sensei.
Iruka-sensei riu.
-Parabéns, você são Genins agora- Iruka falou.
-M-mas eu nem estudei- falei.
-Mas hoje você provaram que tem potencial para isso.
-Ebaa!- falei feliz.
-Ei, Kioko, olha a minha bandana. Ela muito bonita, né?- Naruto estava muito feliz por ter se tornado um Genin. E para falar a verdade... Eu também.
 


Notas Finais


Esse é capítulo, e me desculpe por qualquer erro de gramática.
Beijos e tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...