História Irmãos, Apenas irmãos... - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan Boys - Jungkook
Visualizações 244
Palavras 1.687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaá meus bebêzinhos! 👶👶👶
Tudo bem?

Eu sei que eu demorei pacas, mas só não postei semana passada, porque eu fui internada. Fiquei no hospital de Sexta-feira a noite, até hoje de tarde. Minha pressão caia e aumentava constantemente, mas agora já está tudo certo. Me desculpem novamente!

Obg.*.*

Obs: Qualquer erro na fala dos personagens é proposital. Capítulo revisado.

Capítulo 27 - Papai?


Fanfic / Fanfiction Irmãos, Apenas irmãos... - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 27 - Papai?

No capítulo anterior...

"S/n: --- Não, por favor. Não estrague esse momento tão bom. Eu acabei de perder minha "virgindade" oficialmente, só quero aproveitar antes que isso acabe. 

Jungkook: --- Não precisa acabar... --- Um selar demorado é deixado em meus lábios, logo um sorriso aparece no rosto de nós dois."

"S/n: --- Jeon, nos acabamos de... --- Ele me interrompe.

Jungkook: --- Confia em mim! --- Olho no fundo de seus olhos, me dando por vencida. Abro as pernas, sentindo dois dedos de Jungkook me penetrarem sem aviso. Logo ele retira seus dedos, mas com algo na mão. A camisinha."

"Jungkook: --- Kkkk o que foi, meu amor?

S/n: --- E se eu ficar grávida?"

Dias atuais...

Jungkook: --- Então eu vou ficar muito feliz e vou amar muito essa criança. Vou ensinar tudo o que eu sei a ela, cantar, dançar, jogar futebol, cozinhar...  Independente se for menino ou menina, eu irei ama-la muito. Nós iremos ser ótimos pais S/n, eu nunca vou sair do seu lado meu amor e vou te defender até o fim.

S/n: --- Aish Jungkook Oppa,  não me faça chorar... --- Digo secando minha lágrimas. --- Você é maravilhoso sabia?

Jungkook: --- Sabia! --- Rimos e dou um soquinho em seu ombro.

S/n: --- Convencido! E você sabe cozinhar? --- O olho com desconfiança.

Jungkook: --- Não... mas eu posso aprender. --- Rimos mais ainda. --- Uma pergunta... nós estamos juntos?

S/n: --- Não é o momento de conversarmos sobre isso, mas prometo que depois nos resolveremos, ok? --- Ele abaixa a cabeça, tristonho.

Jungkook: --- Ok, eu espero. --- Me dá um selinho demorado. --- Te amo.

S/n: --- Também te amo, meu amor. --- Começo a vestir minhas roupas e Jungkook faz o mesmo. Coloco uma blusa com manga bege (para tampar as marcas roxas, feitas por Jungkook), uma saia preta e uma sapatilha também preta. Solto meu cabelo, o deixando bem alinhado. Me olho no espelho e... uau... eu estou parecendo com uma coreana, mas não é isso que mudou. Eu estou... sla... diferente.

Olho para Jungkook e o mesmo também já está vestido. Descemos para o primeiro andar e todos (Sehun, Baekhyun, Taehyung, Namjoon, Hoseok, Yoongi, Jin, Jimin, Momo, Taeyeon, Cl, Hyuna, Sojin, Umiji, ShinB e Irene) estão sentados a mesa. Eles nos olham  maliciosamente, menos Hyuna que está com uma expressão de ódio e Taehyung que fita seus Waffles.

Sehun: ---  E então, a noite foi boa hein. --- Ele diz se referindo a mim e a Jungkook. --- Voçês foram os últimos a acordar.

Todos  (menos Hyuna e Taehyung) começam a rir, até Umiji que é mais timida, está tendo um ataque silencioso.

S/n: --- N-não é nada disso... nós a-apenas... dormimos. --- Eu digo, envergonhada e eles riem mais ainda. --- O-o que foi?

Sojin: --- S/n não nascemos ontem, ouvimos seus gritos vindos do quarto do Jungkook! --- Coro mais ainda ao ouvir suas palavras, "Eu estava gritando? Eu sabia!" 

Jimin: --- Ai, que fofa ela fica, corada... --- aperta minhas bochechas e eu reclamo soltando um "aish".

Irene: --- S/n... voçê está... diferente... mais bonita?! --- Diz, me olhando com curiosidade.

Baekhyun: ---  É verdade, nem sabia que isso era possível.

Cl: --- Depois que uma mulher perde a inocência de seu corpo o olhar dela muda, ela se torna mais mulher. Ela se torna mais confiante e mais atraente. A tendência é mesmo ficar mais diferente, bonita talvez.

Hoseok: --- Hummmm,  Jungkook então fez um ótimo trabalho! --- Eles caem na gargalhada, "Alguém me tira daqui!"

Yoongi: --- Verdade, fiquei até com tesão. --- Até que Jin interfere na conversa.

Seokjin: --- Agora parem e vamos comer, não vêem que a garota está ficando envergonhada. --- Bendito seja Kim Seokjin.

Jungkook: --- Obrigado, Jin. Isso mesmo,  o que eu e S/n fizemos fica entre quatro paredes, e só entre nós dois. --- Depois disso os meninos param de falar sobre nós, logo o assunto muda de rumo. Percebo que Tae não está mais em seu lugar, olho para todos os lados, mas ele não se encontra mais na cozinha.

S/n: --- Eu já volto! --- As meninas assentem, Hoseok, Jimin, Yoongi, Baekhyun e Sehun, nem escutam. Jin e Namjoon continuam a jogar bolinhos de arroz um no outro. Mas Jungkook me olha meio desconfiado. 

Vou atrás de Taehyung, olho no quarto dele mas o mesmo não está. Vou para o quintal e lá o encontro. Sentado no balanço. Seus olhos tristes, seus cabelos sendo balançados pelo vento, seus lábios entreabertos.

S/n: --- O que houve? --- Passo as mãos por seus cabelos e o obrigo a olhar para mim. --- O que foi? Por que está desse jeito?

Taehyung: --- Eu sinto falta dela... --- Dela quem?

S/n: --- De quem Tae? --- Duas lágrimas descem de seus olhos.

Taehyung: --- Da mamãe! --- O abraço bem forte, temendo que ela estivesse morta.

S/n: --- Me conta mais sobre ela. O que aconteceu com sua mãe? --- Aish, S/n. Burra! Não faz ele lembrar, seja lá o que tenha acontecido com ela.

Taehyung: --- Qualquer dia desses eu te falo, ok? Vem cá. --- Ele me puxa para o seu colo. --- Mas eu sai da cozinha mesmo porque... eu fiquei com ciúmes de voçê e do... Kook.

S/n: ---  Eu não queria que eles ficassem falando aquelas coisas, eu não quero magoar voçê. --- Ele assente, sendo compreensível. --- Lembra quando o Jungkook me propôs um encontro de casais. Então, voçê quer fazer esse encontro hoje?

Taehyung: --- Sim!  --- Responde de imediato, seus olhos brilham.

20:00 horas depois...

As amigas de Hyuna, agora algumas minhas amigas também, vão embora. Baekhyun e Sehun também foram um pouco depois delas. Nam, foi chamado de última hora no trabalho. Yoongi e o Jimin foram para uma balada. Jin foi assistir um filme. E o Hoseok foi encontrar uma peguete. Agora só estamos eu, Taehyung, Jungkook e Hyuna na sala.

S/n: --- Bom, hum... Jungkook lembra daquele encontro de casais que voçê me propôs no sábado? --- Ele assente. --- Então, que tal se ele acontece hoje?

Hyuna: --- Ai que tudo!!!  Voçês estão namorando? --- Negamos com a cabeça. --- Mesmo assim tenho certeza de que vão, logo, logo. Voçês ficam bem juntos, não é mesmo Kook?

Jungkook: --- Sim, eles ficam muito bem juntos. --- Me encara com um olhar mortal.

Taehyung: --- Também acho. --- Dá um beijinho em minha bochecha. --- Então vamos nos arrumar, nos encontramos aqui em meia hora. Jihwaja ou Tavolo 24?

Hyuna: --- Jiwaja! --- Eles falam de restaurantes em que nunca fui, mas dos quais ja ouvi falar.

Vou para o meu quarto me arrumar. Entro no banheiro, tomo um banho rápido e volto para o quarto, visto um vestido branco, tomara que caia, curto e colado. Coloco uma bolsa preta com dourado, e um salto também branco. Faço uma make básica, e faço andulações no cabelo. Me olho no espelho por uma última vez, com total falta de desanimo.

Quando saio do quarto, dou de cara com Jungkook. O mesmo segura bem forte meu braço,  impedindo minha fuga.

Jungkook: --- Então quer dizer que voçê me rejeitou, que jogou fora todos os nossos momentos, que esqueceu que fizemos amor e dizemos que nós amavamos? É isso?

S/n: --- Voçê não entende... é difícil explicar. Eu quero conversar depois...

Jungkook: --- Mas eu não S/n, chega de me iludir. Para mim acabou!

30 minutos depois...

Nos encontramos na sala de estar.

Jungkook:  --- Jin, já estamos indo. --- Jeon grita para Jin, que está em seu quarto. 

Seokjin: --- Ok, tomem cuidado e não voltem tarde. --- Seokjin grita também, do andar de cima.

 Saimos de casa e entramos no carro, seguindo para o restaurante. Depois de algumas horas, conversando, comendo, bebendo e rindo. Apesar de Hyuna estar aqui, a noite até que está sendo agradável. Jungkook fala pouco, só o necessário, concorda com tudo e come em silêncio. Não sei como minha situação com ele irá ficar. 

Eu tenho que admitir que Seoul é incrivel! Linda, ainda mais a noite.

Tudo vai bem, depois decidimos pedir a sobremesa: sorvete. Escolho o sabor chocolate, o meu preferido. Até que Hyuna derrama seu sorvete de framboesa, de propósito, em mim.

Hyuna: --- Meu Deus, S/n. Me desculpe! --- Diz, fingindo. Aí que ÓDIO! Me levanto, anunciando:

S/n: ---  Tudo bem, eu vou ao toalete! --- Saio dali, bufando em seguida. Entro no banheiro, limpando meu vestido. Concerteza vai ficar manchado! Derrepente sinto muito enjôo, então corro para dentro de uma cabine. E me coloco a vomitar dentro do sanitário. Depois de um tempo tudo fica preto e não vejo mais nada.

                        Jungkook On

Estou cooperando com toda essa palhaçada, até que percebo que S/n está demorando.

Taehyung: --- Nossa, a S/n está demorando. --- Fico preocupado.

Jungkook: --- É verdade, vou ver se está tudo bem com ela. --- Me levanto.

Hyuna: --- Espera... --- Me afasto dali, antes que alguém possa me impedir.

 Entro no banheiro feminino, sem ninguém ver, sorte que está vazio. Olho em todas as cabines e a encontro no última. A garota está caída no chão, desmaiada. Corro com S/n nos braços até a área principal do restaurante, chamando a atenção de todos.

Jungkook: ---  Eu preciso leva-lá ao hospital agora! --- Tae e Hyuna me seguem para fora do restaurante. Então seguimos para o hospital mais próximo.

40 minutos depois...

Hyuna foi a lanchonete mais próxima e Taehyung está sentado num banco próximo a mim. Avisto o doutor saindo de sua sala, corro até o mesmo.

Jungkook: --- O que houve doutor, ela está bem? --- Ele suspira, com um sorriso em meio de seus lábios. Como se o diagnóstico de S/n fosse algo muito bom. 

Médico: --- Primeiro, eu preciso saber o que os senhores são da paciente? --- Taehyung se faz presente.

Taehyung: --- Irmãos! O que ela tem? É algo de grave? --- O médico nega. 

Médico: --- Não, ela está ótima. A irmã de voçês só está grávida.

O que? Eu vou ser pai?


Notas Finais


Será que esse filho é de Jungkook? O que Hyuna fará quando souber disso? O que aconteceu com a mãe de Taehyung e dos meninos?

Pessoaaaallll, eu postei uma nova One-Shot a alguns dias atrás. Ela se chama "Um último adeus!"

Sinopse:
"Uma noite fria...
Café ou chocolate quente...?
Cobertor...
Filmes ou séries...?

O que mais S/n poderia querer? Talvez um namorado?

...

Uma noite fria e escura...
Suor ou sangue...?
Cobertor gelado...
Filme de suspense ou filme de terror...?

O que era para ser uma noite de marátona, de doramas, séries, filmes, animes ou novelas, se torna uma noite de: Sangue, suor e lágrimas.

Por quê?
Pelo simples fato de S/n morar sozinha!

"Se eu estou aqui, quem está tomando banho...?"
"Se eu estou aqui, quem está lá encima...?"

Dêem muito amor a ela.

Até o próximo capítulo.

Bjss!!! 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...