1. Spirit Fanfics >
  2. Irmãos Kim >
  3. Capítulo XXXI

História Irmãos Kim - Capítulo 31


Escrita por:


Capítulo 31 - Capítulo XXXI


Fanfic / Fanfiction Irmãos Kim - Capítulo 31 - Capítulo XXXI

S/N não deixou de ver os olhares fixos com suspeitas de Taehyung e Jimin quando ela reapareceu na cozinha na hora do almoço. De olhares interrogativos, virou para caras fechadas quando Jungkook andou a passos largos atrás dela, com um sorriso satisfeito curvado seus lábios. Eles continuaram com a cara fechada durante a comida inteira até que finalmente Jungkook se desculpou, murmurando algo sobre verificar os cavalos. S/N sorriu para ela mesma e olhou para baixo para que não vissem sua reação.

- Eu vou tomar banho - Jimin disse quando ele colocou no lugar seu prato. Taehyung continuou a comer sua comida e olhou fixamente S/N por algum tempo.

Ela esperou até Jimin sair por alguns minutos antes de colocar casualmente no lugar seu próprio prato. Evitou o olhar fixo e cismado de Taehyung em direção ao banheiro.

Os espelhos do banheiro não estavam embaçados quando ela entrou. O som do chuveiro ecoou no banheiro grande, e ela podia sentir o frio no banheiro. Ela reprimiu uma risada. Um banho frio não o faria sentir-se bem, uma vez que ele saísse e achasse-a nua esperando. Ela tirou toda a roupa e ficou esperando-o. A água do chuveiro foi desligada e então Jimin saiu, pegando uma toalha na prateleira. Ele ainda não a viu, e ela ficou num ângulo para surpreendê-lo. S/N andou para encurtar a distância entre eles para, cariciar seu traseiro. Jimin ficou tenso quando ela o abraçou nos quadris, e sua mão indo para sua virilha.

Pegando seu membro inchado em sua mão, ela sorriu. Ele suavemente gemeu.

- Você não está colaborando, amor.

Ela pressionou um beijo para o centro de suas costas, mordiscando um caminho em cima de sua coluna.

- Nem você esta - ela murmurou.

Ele estremeceu contra seus lábios então girou para enfrentá-la, colocando a toalha em cima de sua virilha. Pegou seu rosto com as mãos e curvando a beijou. Ela soube que isto era uma rejeição sumária.

Ela arrancou a toalha para longe e com as mãos em forma de concha pegou a sua ereção e corajosamente passou seus dedos acima do comprimento.

- Eu darei a você as mesmas duas opções que eu ofereci a Jungkook. - Ela disse, nivelando um olhar duro para ele. - Pode ceder e gostar como um bom menino ou sofrer a ira de uma mulher grávida cheia de hormônio. - Ele respirou fundo e segurou isto então soltou uma maldição.

- Eu sempre soube que ele era um bastardo. - Ele falou maldosamente.

- Olha só como você está!

Ele arqueou uma sobrancelha então sua expressão suavizou.

- Boneca, eu não faço porque não quero machucar você ou nosso bebê. Você está cansada. Nenhum modo eu estou colocando mais exigência sobre você. Eu posso esperar.

Ela se levantou na ponta do pé e o beijou.

- Mas eu não posso. - Ela sussurrou.

Jimin olhou fixamente para ela, a indecisão enrugando sua sobrancelha.

- Por favor...

Ele fechou seus olhos, e ela soube que ganhou. Manipulação? Provavelmente.

Mas ela não iria desperdiçar tempo parecendo culpada quando os três estavam abrigando medos extraviados sobre a machucar. Jimin a puxou em seus braços, beijando ela profundamente. Ela gemeu quando ele derreteu em seu corpo. Ela precisou disto. Quis isto. Almejou isto.

- Eu não vou fuder você no box do banheiro novamente. - Ele falou e a pegou suavemente e saiu do banheiro.Deu uma risadinha quando ele a levou para o quarto.

Ela sempre conseguia o que queria.

(…)

S/N andou para fora da cozinha e fechou seus olhos brevemente como a brisa á acalmou. Se sentiu revigorada. A fadiga que ficou tão pesada em cima dela nas últimas semanas dissipou e em seu lugar, uma renovada energia tomou conta. Se sentiu mais leve mais livre, e ela dormiu maravilhosamente bem as duas últimas noites depois que ela fez sexo com Jungkook e Jimin.

Taehyung… bem, ele era outra história. Ele a evitou nos últimos dois dias. Se ela não estivesse tão certa o porquê estaria machucada, mas ela soube por que ele estava correndo. Só que ele não podia se esconder dela para sempre. O achou no celeiro era como se tivesse protelando.

Ela permaneceu assistindo-o, sem camisa músculos inchando quando ele trabalhava. Depois de alguns minutos ele voltou como que sentindo a sua presença. Franzindo a sobrancelha de preocupação quando a viu perguntou,

- Bebê, esta tudo certo? - Ela sorriu e movimentou a cabeça.

Ele fez cara feia,

- Não devia estar aqui fora. Você devia estar do lado de dentro descansando.

Existia mais ênfase na parte descansar, era quase, em tom de acusação desde que ele soube bem, que ela fez amor com Jungkook e Jimin.

- Eu quis algum ar fresco e honestamente, Taehyung, você se preocupa muito. Eu estou bem. Eu me sinto muito bem.

Ele a pegou em seus braços e segurou bem lá por um longo momento. Sua batida de coração contra sua bochecha e ela aninhou mais em seu abraço.

Deslizou a mão para baixo e passou na protuberância coberta entre suas pernas. Ele separou dela depressa e a afastou. Seus olhos castanhos escureceram.

- Só porque você tem aqueles dois bobos embrulhados ao redor do seu dedo mindinho não significa que você vai chegar á qualquer lugar comigo.

Ela arqueou uma sobrancelha.

- Então você está dizendo que eu não tenho você embrulhado ao redor meu dedo? - Ela perguntou por ingenuidade.

Ele olhou para ela.

- Você sabe muito bem que eu daria a você a lua se você me pedisse.

- Então faça amor comigo - Suavemente pediu. - Eu não quero a lua. Eu quero você.

Taehyung suspirou e agitou sua cabeça.

- Bebê, eu não posso. Não peça a mim isto. Por favor. Eu não posso me conter. Eu machucarei você e isso me matará. Você sabe que eu sou áspero, eu gosto de forte e duro. E estou com muito tesão. É melhor esperar até depois que o bebê nascer.

- Vai se fuder!

Ele olhou surpreso.

- Com licença?

- Vai se fuder! - Ela repetiu. Cruzou seus braços acima de seu tórax e bateu seu pé em irritação. - Agora lide com meus hormônios de grávida, Taehyung. Você nunca me machucaria. Você nunca fez nada que eu não queria.

Ele olhou para ela completamente chocado. S/N virou depressa, soltou um palavrão e saiu do celeiro, que homem, exasperante! Pensariam que ela o pediu para doar um rim, entretanto ele provavelmente teria concordado com doar um rim. Mas pergunte a ele sobre sexo? E o mundo parecia que ia acabar. Não eram os homens que supostamente vivia, respirava e sonhava com sexo vinte quatro horas por dia? Claramente não compartilharam esta pequena informação com Taehyung.

Ela estava ainda controlando seu temperamento e exasperação trinta minutos mais tarde quando ela pisou na cozinha, aproveitou para lavar a louça. Estava quieta já que não podia transar, pelo menos descontaria a frustração na limpeza. Ela estava limpando a pia deixando brilhando, quando por trás recebeu um abraço e uma boca beijou seu pescoço.

- Taehyung não quis cooperar com seu esquema de sedução louca? – Jungkook murmurado contra sua orelha.

Ela suspirou e se debruçou de volta em seus braços.

- Ele é muito rígido e um pé no saco. - ela murmurou. - Por mim ele pode dormir no sofá hoje à noite.

Jungkook riu e a girou em seus braços.

- Deixe-o relaxar. Você sabe como ele é quando coloca uma idéia na cabeça.

- É, uma idéia estúpida.

Jungkook a puxou contra ele e descansou seu queixo em sua cabeça.

- Ele não fácil, nunca foi. Mas ser duro com você, para ele é como tolerar um espinho em sua pata.

S/N saiu de seus braços olhando fixamente Jungkook.

- Mas ele não tem que ser assim. É isso que me irrita, ele está se auto-sacrificando e para que?

- Uma massagem nos pés te deixaria feliz?

Ele perguntou por ingenuidade. Ela parou sua reclamação. O pé massageado? Quase gemeu em deleite.

- Se você entrar na sala de estar, eu darei a você a melhor massagem nos pés que você já teve.

Ela agarrou sua mão e o arrastou através da cozinha. Jungkook seguiu junto, rindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...