História Irmãos Lobo! (Wolf Children) - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Olá galera, tudo bem com vocês?
Estou voltando com mais um capitulo de Irmãos Lobo - Wolf Children.

A capa de hoje é um pouco diferente e sem relação direta com a história em si. É a foto do meu recém chegado "mangá" de Wolf Children (mangá em inglês, desculpem a qualidade pois a minha câmera do celular é horrível), fiquei muito feliz em adquirir essa obra de arte e como fã estou contente de tê-lo em minhas mãos, para quem curte vale muito a apena, tem umas paginas extras no final também :)

Agradeço a todos que acompanham essa história, esse capitulo é para vocês. Nos vemos nas Notas Finais.
Boa leitura a todos!

Capítulo 9 - Sem saída!


Fanfic / Fanfiction Irmãos Lobo! (Wolf Children) - Capítulo 9 - Sem saída!

- Vocês deviam ter apenas fugido... – Takashi olhou para o parceiro caído e depois voltou a olhar para Hana, Yuki e para o lobo com um olhar sério – As chaves, larga as chaves...

 - Não precisa fazer isso Takashi... ainda dá tempo de... – Hana tentava parecer calma e podia se notar gentileza em suas palavras.

 - Não precisa? Mas eu quero fazer isso, é dinheiro fácil – Afirmou ele interrompendo as palavras de Hana que passou a encara-lo surpreso – Sabe... esse negocio de proteção ambiental não é tudo mentira no fim, eu realmente fiz parte de um grupo desses então foi fácil ficar por aqui, mas não valia a pena!

 - Como assim... não vale a pena? – Questionou Hana, ela não conseguia entender por que alguém iria querer maltratar animais e prendê-los – Nenhuma criatura viva deveria ficar presa sem poder ir onde quiser, sem poder fazer o que quiser...

 - Ajudávamos a proteger florestas, animais, lugares que ninguém dava a mínima atenção, mas não valia a pena, não ganhávamos quase nada e não tínhamos nenhum apoio de ninguém, então começamos a... ganhar por fora, achávamos muitas espécies valiosas, animais raros... em sua maioria pássaros no começo, mas agora temos um lobo... um lobo no Japão! Esse deve valer muito... então agora solta as chaves! – Ele ameaçou mantendo a arma apontada para as duas, estava claramente cansado e queria terminar aquilo o mais rápido possível – Vocês não podem fazer mais nada...

Yuki olhou de canto para Ame dentro da jaula e teve seu olhar de volta, depois para as chaves que sua mãe segurava e em seguida para o sujeito armado.

 - Ele tem razão mãe... – Concordou Yuki de cabeça baixa, Hana olhou para ela desacreditando que sua filha havia desistido, mas no fundo ela já tinha percebido que não teria realmente o que fazer até que Yuki olhou para ela de uma forma que lhe passou alguma confiança – Vamos soltar as chaves...

Hana então deixou as chaves caírem ao chão naquele mesmo momento e conforme Takashi se movia para perto delas, as duas iam se movendo para o lado oposto.

 - Isso, agora encostem na parede ali sem fazer graça... já me cansei dessa brincadeira – Com suas palavras cansadas elas foram a passos lentos na direção da parede sempre olhando para o sujeito que continuava de olho em ambas enquanto apontava sua arma – Eu não sei como escaparam daquele quarto, mas vou garantir que não vão mais fugir... deveriam ter corrido apenas, mas tinham que tentar libertar o lobo novamente, será que um animal vale mais que a vida de vocês?

 - Você nem imagina o quanto... – Respondeu Hana, ela estava preocupada com o que iria acontecer e Yuki podia notar isso e de certa forma estava com medo, tentava se manter forte, mas no fundo só queria abraçar sua mãe e fechar os olhos para que tudo aquilo se acabasse.

 - Não vale..., mas valem dinheiro, Hana pensa bem você poderia ganhar muita grana e sumir desse fim de mundo fácil... – Takashi começou a se aproximar das duas, passos contados.

Ame observava a cena atentamente desde o momento em que sua mãe deixou as chaves caírem, ele olhava para elas e depois para o sujeito. As chaves estavam próximas a jaula e enquanto ele observava Takashi falar, mais raiva ele sentia do homem que ameaçava sua mãe e irmã.

 - Eu amo viver nesse fim de mundo... – Hana olhou para a filha e depois para Takashi – Eu realmente vivo um sonho desde que cheguei aqui e não trocaria essa vida por nada... pensa bem Takashi, você ainda pode se entregar e talvez não cumpra uma pena grande...

 - Me entregar? Está louca? Eu não vou viver atrás das grades como um animal...

 - Mas é o que você merece! – Afirmou Yuki chamando atenção do homem que olhou para ela sério.

 - Você tem uma língua bem afiada..., mas isso não vai acontecer! Hana, você pega a corda e amarra a garota e depois eu vou te amarrar e assim que meu parceiro acordar esperamos o caminhão e vamos embora, vocês vem juntas para que não tenha como chamarem por ajuda até que joguemos vocês em algum lugar já bem distante daqui... – Takashi apontava para Hana e depois para uma corda jogada num canto próxima da parede – Plano perfeito! Agora vai e...

“- As costas...”

Aquelas palavras o assustaram, não vinham de Hana ou Yuki e logo ele apenas teve tempo de se virar para trás e ver Ame ainda como lobo saltar sobre ele sem que ele pudesse reagir. Ele caiu. Ame caiu sobre ele de forma feroz, Takashi podia notar toda sua raiva, seus olhos vermelhos e ele tremeu com tamanha força do lobo.

Yuki e Hana não fizeram nada, elas olhavam enquanto Ame o mantinha no chão mostrando seus dentes e bufando próximo ao rosto de Takashi. Então o sujeito tentou reagir com um chute e mesmo deitado o acertou, Ame sentiu, mas manteve-se firme.

 - AH! SAI! Manda ele sair de cima de mim! – Gritou assustado e desesperado com o ataque – Sai de cima de mim!

 - Acabou Takashi... – Hana se aproximou dele com a corda em suas mãos – Pode deixa-lo Ame, vamos amarra-lo e chamar a polícia...

Mesmo com o pedido de Hana, o lobo continuou o encarrando, segurando com suas garras cravadas nos ombros de Takashi, como da vez em que ele atacou o outro rapaz sentia vontade de fazer o mesmo que fez, talvez fosse seu instinto animal mais profundo agindo.

 - AME!

Com o segundo chamado ele parou, olhou para sua mãe e para Yuki que estava surpresa, a garota não se lembrava de tê-lo visto daquela forma antes, exceto pela vez em que eles brigaram, mas seu irmão parecia com mais raiva, assustador até mesmo para ela. Então ele saiu de cima de Takashi e se afastou poucos passos.

 - Como, isso não pode ser verdade, como escapou se... como isso é possível! – Takashi não conseguia entender ainda como o lobo havia escapado da jaula e sentia-se muito confuso com tudo até notar a aproximação de Hana com a corda, ele sentiu naquele momento que tudo estava acabado para ele então.

 - Eu achei que você ainda poderia ser uma pessoa boa... –Hana continuou se aproximando e se abaixando próximo a ele.

 - EU NÃO VOU TERMINAR ASSIM!

Em um movimento rápido aproveitando a aproximação descuidada de Hana, Takashi a segurou enquanto pegava a arma no chão e levou seu braço em volta do pescoço da mulher e apontou a arma para sua cabeça enquanto terminava de se levantar.

 - Manda seu “cachorrinho” ficar parado ou não vai acabar bem! – Takashi olhou para Yuki e para o lobo. Ame por sua vez não reagiu já sabendo dos riscos, mas o encarrava ameaçando, Yuki se desesperou ao ver sua mãe naquela situação.

 - Não... solta ela! – implorou a garota – Por favor... só vai embora e deixa minha mãe... você pode fugir!

 - Não precisa terminar desse jeito Takashi – Hana tentava ainda faze-lo parar mesmo sabendo que ele não deveria mudar de ideia.

 - Tudo deu muito errado e por culpa sua! Sua! Não vou ser preso, não vou acabar assim... não mesmo!

Takashi começou a se afastar de costas ainda mantendo os olhos sobre Yuki e o lobo, ele ia cada vez mais em direção a estrada. Quando Yuki e Ame começavam a caminha na mesma direção ele reafirmou a ameaça.

 - FIQUEM AI! Não me façam fazer isso! FIQUEM AI!

Yuki e Ame podiam notar claramente que Takashi estava muito alterado e poderia fazer alguma besteira se eles continuassem a segui-lo, a garota parou, o irmão parou ao seu lado.

 - Mãe... – Yuki ajoelhou-se no chão não escondendo suas lagrimas enquanto Takashi e Hana já estavam fora de sua vista – Mãe... o que vou fazer? O que vou fazer? Por que... Ame...

 - Yuki...

Ela então olhou para o irmão que estava a encarrando, ele estava sério.

 - O que vamos fazer? – A garota não conseguia pensar em nada, apenas no medo de que algo acontecesse a sua mãe, então ela abraçou o irmão que ficou parado sem reação – O que...

 - “Eu coloquei vocês nessa situação...” – Pensava Ame, Yuki estava claramente abalada com o que estava acontecendo – Eu vou traze-la de volta...

 - Como é? – Yuki então fixou o olhar em seu rosto decidido.

 - Se eu não tivesse voltado para a casa... isso não teria acontecido, eu vou traze-la de volta – Afirmou ao se afastar de Yuki.

 - Eu vou com você... – Yuki então se levantou tentando recompor-se.

 - Não – Ame se virou na direção da estrada – Chame por ajuda, eu conheço essa região...

 - Mas eu... – Yuki então notou quando Ame olhou para ela novamente, ele parecia transmitir tanta confiança que ela sentiu que ele realmente faria aquilo.

 - Eu prometo que trago ela de volta – O lobo então começou a correr para a estrada deixando a irmã para trás.

Yuki então respirou profundamente enquanto o via partir atrás de sua mãe – Ame... – Ela sentia confiança nas palavras do irmão, sentiu-se então segura que ele conseguiria justamente por se ele – Certo!


Notas Finais


Gostaram? Deixem suas opiniões nos comentários, sugestões de melhorias e o que acharem interessante comentar, a Fanfic foi feita para vocês.

Se você caiu aqui de paraquedas e não tá entendendo nada, eu recomendo muito que pelo menos assista o filme, ta na Netflix, assista legendado que a experiencia com certeza vai ser a melhor.

"Ookami Kodomo no Ame to Yuki: Wolf Children" é para mim o anime e a história mais fantástica que já acompanhei, vi algumas ótimas Fanfic por aqui e quero então começar a compartilhar a minha, queria ter conhecido antes, mas fico feliz de dizer que antes tarde do que nunca.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...