História Iron Love - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Aquarius, Carla (Charle), Droy, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Metalicana, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Pantherlily, Rogue Cheney, Taurus, Wendy Marvell
Tags Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu, Romance, Shoujo
Visualizações 172
Palavras 1.181
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá novamente meus queridos :3
Aqui está mais um capitulo.
Boa Leitura :3

Capítulo 9 - Conselhos


Fanfic / Fanfiction Iron Love - Capítulo 9 - Conselhos

*****************************Juvia*************************************

Juvia entrou em casa e foi correndo para o quarto, Juvia estava ansiosa para falar com as meninas, quando Juvia entrou no quarto encontrou Lucy-san sentada na cama com um olhar preocupado, Juvia perguntou o que tinha acontecido e Lucy-san contou tudo, Juvia ficou tão triste, Juvia sentou ao lado de Lucy-san esperando por Levy-san que não demorou a sair do banheiro, Levy-san parecia ter chorado no banho, quando nos olhou Levy-san deu um sorriso fraco.

-Se sente melhor Levy-chan?

 Lucy-san perguntou preocupada, e Juvia apenas a observou com vontade de chorar.

-Estou sim Lu-chan, vamos tomar café.

Levy-san saiu na frente e parecia se esforça para parecer feliz, a seguimos até a cozinha.

-Hoje não irei para a aula.

Levy-san falou baixo e desanimada, Erza-san entrou e ouviu a decisão de Levy-san, mas não falou nada. Tomamos café e o clima estava meio triste, Levy-san contou tudo o que aconteceu e nós ouvimos com atenção. Juvia sabia que Gajeel-kun era um pouco grosso, mas sabia também que Gajeel-kun jamais faria isso, Gajeel-kun teve problemas em alguns relacionamentos e evitava se relacionar novamente para não ser enganado outra vez.

-Irei conversar com Gajeel-kun.

Juvia falou e Erza-san disse:

-Deixe ele descansar um pouco.

Todas olhamos para ela sem entender.

-Agora vamos nos arrumar para aula, não quero chegar atrasada.

Erza-san disse enquanto se levanta e arrumava a cozinha, Juvia apenas a olhou desconfiada, Erza-san deve saber de alguma outra coisa, mas por algum motivo resolveu não contar.

-Vou para a biblioteca.

Levy-san falou sem ânimo e foi em direção a biblioteca.

-Tudo bem Levy, eu vou arrumar tudo aqui (Erza-san falou calma) e vocês saiam da minha frente e vão se arrumar (Erza-san falou de modo assustador).

Subimos as escadas correndo e nos arrumamos para ir à escola.                       

**************************Levy**************************************

Estava tão triste que resolvi ficar em casa hoje, as meninas foram para escola, mas sem demora ouvi passos na casa, fiquei com medo de ser o Gajeel não queria vê-lo, sair devagar tentando não fazer barulho.

-Porque não está na escola mocinha?

Me virei de vez era a Charle, estava com um semblante sério, mas quando olhou para meu rosto sua expressão mudou. Eu devia está horrível.

-O que ouve senhorita McGarden?

Ela perguntou séria.

-Na... Nada, estou com saudades da minha mãe.

Falei sem jeito, mas não deixava de ser verdade, minha mãe era uma escritora famosa ela vivia viajando então não tínhamos muito tempo juntas, mas quando estávamos juntas sempre nos divertíamos e ela sempre sabia o que me dizer nessas horas.

-Senhorita McGarden você é muito nova, para sofrer por garotos idiotas.

Ele disse enquanto me encarava e eu fiquei sem jeito.

-Aproveite para se divertir e conhecer pessoas novas e estudar também.

-Eu não pedir por isso Charle.

Falei baixo, mas ela pareceu me ouvir e me abraçou.

-Eu sei querida, também já conheci garotos idiotas mas seguir em frente e eu sei que você vai conseguir.

Ela me soltou e eu a encarei sorrindo, ela me lembrava minha mãe.

-Agora tenho que ir, tenho trabalho a fazer, aproveite para descansar senhorita McGarden.

Ela falou enquanto saia e eu acenei para ela.

-Até Charle.

-Voltei para biblioteca e passei o dia inteiro lá, só sair para almoçar, voltei para biblioteca e acabei cochilando no meio dos livros.                      

Levy-chan acorde.

Abrir os olhos e vi a Lu-chan sorrindo amigavelmente.

-Oi Lu-chan.

Disse sonolenta.

-Levy-chan você tem visita.

-O que?

Perguntei confusa enquanto arrumava os livros.

-E isso mesmo, Rogue veio te ver, ele perguntou por você e eu disse que você acordou indisposta hoje, ele disse que queria te ver e eu achei que não tinha problema.... Tudo bem pra você?

-Tudo bem Lu-chan.... Onde ele está?

-Ele está na sala.

Ela me olhava curiosa, não estava muito animada para falar com alguém mas resolvi ir vê-lo, desci as escadas devagar e quando ele me viu, abriu um sorriso e eu devolvi com um sorriso fraco.

-Oi Levy, me falaram que você estava indisposta, então eu resolvi fazer uma visita.

-Oi Rogue já me sinto bem melhor, mas mesmo assim obrigada.

Ele pareceu se animar, mas eu não estava animada e também não conseguia pensar em algum assunto para conversarmos.

-Que livro é esse?

Ele perguntou olhando para o livro que eu carregava.

-Esse livro? É o retrato de Dorian Gray.

-Eu li esse livro, mas não entendi muito.

Olhei para ele e sorrir sincera.

-Esse é meu livro favorito.

Comecei a explicar para ele a história do livro e ele ouvia atento, acabei falando tanto que não vi a hora passar.

-Acho que já falei muito né?

Disse sem graça.

-Tudo bem, eu gosto de ouvir sua voz.

Ele sorriu e eu sorri de volta, as meninas apareceram e se juntaram a nossa conversa, quando estava ficando tarde Erza o expulsou lembrando que teríamos aula no dia seguinte. 

      *******************************Gajeel**********************************

Tive uma noite horrível, não consegui dormir preocupado com a pequena, quando amanheceu eu fiquei sentado na cama sem coragem de ir a lugar algum, estava perdido nos meus pensamentos quando Natsu chegou irritado eu o conhecia bem o suficiente para saber o motivo de sua irritação. Erza, Gray e Jellal apareceram depois e observavam a cena, ele brigou comigo, mas eu estava triste demais para brigar de volta, no fim acabei falando demais e todos eles me olhavam com cara de pena, pedir para que eles fossem embora e eles saíram.

Resolvi não ir para o colégio, fiquei no quarto com Lily, ouvi barulho na casa e sabia que era o Happy, ele entrou no meu quarto sorridente e quando me viu sentou ao me lado.

-Garotas?

Ele perguntou e Lily pulou no seu colo animado, eu confirmei com a cabeça e disse:

-Uma garota boa demais para esse cara aqui.

Falei sem emoção e ele me encarou sem entender.

-Se ela disse isso para você, então você que é bom demais para ela.

-Ela nunca me disse, mas eu sei disso.

-Como pode saber o que ela acha se você nunca perguntou a ela?

Eu não soube o que responder e ele apenas continuou.

-Converse com ela.

Ele saiu e eu fiquei tentando decidi o que eu iria fazer, talvez não fosse má ideia falar com ela, resolvi que iria vê-la, mas não conseguia criar coragem, fiquei ensaiando o que eu iria falar e não vi a hora passar, ouvi Natsu e os outros chegando, desci as escadas e chamei todos para conversar. Contei tudo o que tinha acontecido na noite anterior e os meus motivos de ter feito aquilo, falei que iria conversar com a baixinha e eles me apoiaram. Já estava anoitecendo quando eu resolvi ir ver a baixinha, estava nervoso, mas estava decidido a contar tudo para ela.

Ouvi vozes na sala e achei que era a Juvia, resolvi que iria assusta-la, estava nervoso e precisava me distrair um pouco, abri a porta devagar e olhei a baixinha conversando com aquele babaca do Rogue, ela ria animadamente e ele a encarava sorridente e aquilo me deixou furioso. Resolvi que iria para casa.


Notas Finais


Isso é tudo por hoje seus lindos.
Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...