História Irony of destiny - Taekook - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Kooktae, Kookv, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 121
Palavras 1.706
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeeeeeeeee tudo bom???

Cheguei atrasada de novo...

Capítulo de hoje: Meus pais... Meu irmão...

Boa leitura! :)))))))

Capítulo 25 - Capítulo 25 - My parents... My brother...


Fanfic / Fanfiction Irony of destiny - Taekook - Capítulo 25 - Capítulo 25 - My parents... My brother...

AUTORA POV'S ON

- Taehyung... Tá tudo bem?

- Fala galera! - cumprimentou os amigos chegando na escola com Jungkook - Tô ótimo, Suga. Por que?

- Por que está mancando?

Sentiu seu rosto queimar e olhou discretamente para Jungkook, que passou na frente, pousando a mochila no banco, escondendo o riso. Hoseok não conseguiu segurar sua risada escandalosa ao perceber a tensão em que estavam e ao descobrir o que tinha acontecido.

- Espera! Minha gente... o Kook ativo? - soltou mais gargalhadas dessa vez.

Agora o rosto que queimava era de Jungkook.

- Não contrangem minha bolachinha. - disse Taehyung indo até o garoto corado, o abraçando e o escondendo entre seus braços.

Pela noite...

- Eu não consegui ir mãe... desculpa. Aconteceu uma coisa com o Taehyung.

- Ele está bem? - perguntou do outro lado da linha.

- Agora está melhor. Mas, então... Eu estava pensando em ir nesse final de semana.

- Claro, meu amor! Estamos esperando vocês.

Encerraram a chamada e o ruivo deixou o celular na cama, indo até a sala onde o loiro estava assistindo um filme com os braços esticados acima do sofá.

- Tae... - apareceu sentando-se ao lado do namorado.

- Hm...? - abaixou um dos braços, acariciando os fios do garoto.

- Esse final de semana vou visitar minha mãe, já que aquele não pude ir. Vem comigo?

- Claro! - respondeu o puxando para mais perto.

Jungkook deitou no peito que tanto amava de Taehyung, que o cobriu com o cobertor branco.

JUNGKOOK POV'S ON

Na tarde seguinte estávamos todos no apartamento de Jimin e Hobi, incluindo a Yuu. Combinamos de jogar "Eu nunca". Yoongi começou.

- Eu nunca tive outro namorado a não ser o Chimmy.

Jimin e Hoseok abaixaram um dedo.

- Pode abaixar um dedo aí Tae. - ordenou Suga.

Tae? Passei a língua na bochecha involuntariamente, recebendo risos do pessoal.

- O que foi? - perguntei cruzando os braços.

- Ciumento. - Hobi respondeu.

Ah beleza, qualquer coisa que fizerem com o Taehyung vão olhar pra mim agora?

- Não tô com ciúmes. - fiz bico.

- Tá sim. - Jimin confirmou.

Fudeu.

Corei na hora pedindo para continuarem a brincadeira. Não queria que ficassem reparando no meu ciúme. Saco! Senti os braços quentes de Taehyung por volta da minha cintura.

- Quem mentir vai ter uma punição. - continuou Yoongi - Coloca uma bala de menta num copo com refrigerante e toma em seguida. - apontou para o loiro e sorriu vitorioso.

- Ah... por que vocês querem judiar de mim? - ajeitou a cabeça no meu ombro, fazendo biquinho.

Ri do seu jeito de falar e passei a mão por suas costas, apoiando-a em seu ombro oposto a mim.

- Vai ter que sentar longe do Jungkook pelo resto do dia então.

- Yoongi! - chamei sua atenção, mas Taehyung logo levantou do chão e realmente achei que ele sentaria longe de mim, mas não.

- Primeira opção. - respondeu.

Fomos todos em direção à cozinha, e o azulado pegou um copo colocando o refrigerante dentro, que se espalhou por toda sua forma. Colocou uma bala de menta, a mais ardida que tinha, segundo a embalagem, dentro do copo com o líquido escuro e começou a borbulhar.

- Tae, não faz isso. - tentei fazê-lo desistir da ideia uma última vez, porém, mais uma vez, ele me ignorou.

Olhou para o líquido antes de virar o vidro longo em sua boca, derramando o que tinha dentro. Encarei o de fios azuis semicerrando os olhos.

- Se o meu bebê passar mal...

Tossiu antes de se virar pra mim.

- Tá tudo bem, Kookie. - sorriu sem mostrar os dentes.

Mirei Yoongi uma última vez, voltando a me sentar no chão da sala continuando o jogo.

- Eu nunca bebi até cair. - Taehyung ferrou todo mundo, tirando ele.

- Eu nunca namorei uma garota. - falei, fazendo Jimin e, obviamente, Hobi abaixaram um dedo.

Vez da Yuu:

- Eu nunca comi o japchae do Jimin.

Todos abaixamos um dedo cada.

- Faço questão de fazer da próxima vez que vier. - sorriu para a ruiva, que retribuiu.

- Aish... - só vi o Yoongi reclamar e mandar continuar a jogarem - Parem com essa paquera aí.

Recebeu um tapa do namorado ao seu lado.

- Não seja bobo! - respondeu por último.

- Eu nunca namorei um garoto. - disse Hoseok simplista, fazendo todos que o rodeavam abaixar mais um dedo.

- Hétero... - obviamente já sabemos quem foi o reclamão.

- Eu nunca cheirei meu próprio chulé. - Porra, Jimin. Me encarou.

Abaixei um dedo discretamente, mas fui notado por Tae.

- Você já fez isso, Junggguk? - riu.

- Eu era criança! Para de ser chato. - dei um leve empurrão no mesmo que ria da minha atitude.

Encostei minhas costas na parede impaciente, esperando o loiro terminar de rir de uma coisa besta.

- Acabou? - perguntei debochado ao perceber o mais velho parar de rir.

- Desculpa, Gukkie... - segurou o riso.

- Aish! Também não quero mais brincar. - levantei indo em direção ao sofá.

- Ah, Kook! Volta aqui. - Hobi pediu.

Sentei no móvel ligando a televisão na minha frente.

- Guk... - o loiro se aproximou de mim, sentando ao meu lado.

Pela noite...

Acordei ao sentir falta do seu corpo colado ao meu.

- Tae? - chamei levantando da cama e saindo do quarto, parando na porta o procurando pelo corredor.

Percebi a luz do banheiro acesa e fui até lá.

- Tae, você tá bem? - perguntei me aproximando do mesmo, colocando minha mão em suas costas e agachando para ficar na mesma posição que ele, que estava abaixado em frente à privada.

- Tô bem, Jungkook. Volta a dormir, amor.

- Foi aquele negócio do jogo no apartamento do Jimin hoje, né?

Voltou pra perto do vaso sanitário, colocando pra fora um líquido escuro.

- Ah, meu Deus... eu vou destruir o Yoongi.

Sentou no chão, encostando a cabeça na parede, com os olhos fechados, visivelmente mal. Levantei indo em direção ao quarto, pegando a caixinha de medicamentos no criado-mudo. Peguei uma embalagem amarela e destaquei um comprimido dali. Peguei um copo com a água na cozinha após guardar a caixa e levar para ele no banheiro.

- Toma isso. - estendi minha mão com o comprimido no centro dela.

Ele pegou e tomou junto com a água. Levantou do chão e escovou os dentes novamente. Peguei meu celular na sala.

- YOONGI! EU VOU TE SOCAR!

- Caralho, Jungkook... bem no meio da transa po.

- O TAEHYUNG PASSOU MAL COM AQUELA GOROROBA QUE VOCÊ FEZ HOJE.

- Kookie, tá tudo bem. - pousou a mão no meu ombro, tirando o celular da minha mão - Boa noite, Yoongi. - disse por último.

- Eu falei pra você não fazer aquilo! - dei um tapa em seu braço.

- Faria de novo se fosse preciso. Não quero ficar longe de você.

[...]

AUTORA POV'S ON

- Eles vão pra casa da mãe do Kook amanhã. - o acinzentado descia da cadeira em que subiu para pegar o vidro de milho. - Ai ai. - esfregou a mão atrás cabeça por ter batido na porta do armário.

Desceu, colocando a cadeira de volta no lugar, mirando Yoongi sentado numa delas. Colocou um pouco de óleo com os grãos de milho na panela e uma colherzinha de sal.

- Mas eles voltam quando?

- Domingo de noite. - colocou a panela no fogão.

- Então, isso significa... - levantou indo até Jimin agarrando sua cintura - que vamos ter o final de semana só pra gente!

O abraçado riu.

- É... já que agora o Hobi só liga pra namorada dele e o Tae e o Kook não vão estar...

Levaram a pipoca já pronta na tigela pra sala junto com dois copos de refrigerante. Yoongi sentou no sofá tendo a cabeça do mais novo deitada em seu colo, que o recebeu com um sorriso. Pegou uma das pipocas a deixando entre os lábios do acinzentado.

- Vamos no mercado. Quero comprar doce.

- Vai ficar gordo assim. - riu levantando do colo do mais velho.

[...]

- Qual deles? Doce de leite ou chocolate?

- Qualquer um. Vai chover, anda!

- Hm... mas eu ainda tô em dúvida. - disse olhando para os dois pacotes na mão.

Jimin o puxou pela manga da blusa até o caixa.

- Começou a chover! - olhou para a rua já molhada pelas gotas de água que caíam das nuvens brancas cheias delas - E agora?

- Segura. - estendeu a sacola com as compras para o baixinho, que pegou de sua mão e guardou a carteira no bolso.

Yoongi tirou a jaqueta de couro que vestia, colocando por cima da cabeça dele e do acinzentado, forçando os fios coloridos para baixo. Pegou na pequena mão de Jimin, correndo pela rua em direção ao prédio do menor, entre a chuva forte que aos poucos apertava.

- Pronto. - disse o mais velho adentrando o apartamento do namorado.

- Estou molhado mesmo assim... - retrucou.

Tirou os sapatos e os deixou perto da porta. Foi até o quarto de Jimin e pegou uma toalha pequena. Caminhou até a cozinha onde o mais novo estava, colocando o tecido esverdeado por cima dos fios acinzentados e um pouco molhados. Começou a esfregar para secá-los.

- Prontinho. E agora?

- Agora? - perguntou se virando para o mais velho - Canudinhos recheados! Toma. - colocou o doce entre os lábios do dono dos fios azuis.

[...]

JUNGKOOK POV'S ON

Estávamos arrumando as roupas numa mochila para passarmos o final de semana na casa da minha mãe em Daegu na sexta. A noite estava fria, então vestiríamos moletom na manhã seguinte.

- Você já conversou com seus pais? - perguntou se sentando no sofá - Tipo... sobre a gente?

Assenti sentando ao seu lado.

- Tae... - recebi seu olhar - Você nunca fala dos seus pais. Nem nunca falou com eles. Por que?

Me encarou entristecido e uma nuvem de remorso flutuava acima de minha cabeça. Senti algo ruim ao perguntar isso pra ele.

- Então... - me olhou confuso - Ninguém te contou nada ainda?

- Contar o que? - me aproximei dele.

- Meus pais... Meu irmão.


Notas Finais


Contagem regressiva: 4! Yey!

Bijinhus e até o próximo cap 🐰❤🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...