História Irony of destiny - Taekook - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Kooktae, Kookv, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 355
Palavras 2.241
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeeeeeee!!!! Tudo baum??

Capítulo de hoje: Nova escola, novos amigos, novo amor.

Nos vemos nas notas finais

Boa leitura! :))))

Capítulo 4 - Capítulo 4 - New school, new friends, new love.


Fanfic / Fanfiction Irony of destiny - Taekook - Capítulo 4 - Capítulo 4 - New school, new friends, new love.

JUNGKOOK POV'S ON

Segunda-feira. Eu vou estudar na mesma escola que Jimin e Suga, e isso me conforta. Meus móveis chegaram naquele mesmo dia, e meus amigos me ajudaram a arrumar minhas coisas no outro quarto que o apartamento tinha, ao lado do de Jimin.

- Vamos, Kook! - chamou o baixinho.

- Estou indo, ChimChim! - gritei de volta.

Fomos juntos para a escola a pé. O apartamento de Jimin era próximo de tudo. Então, não era muito longe. Chegamos e admirei o prédio, era realmente bonito. Cores da bandeira coreana, vermelha e azul.

- Suga! - gritou Jimin eufórico ao ver o namorado.

- Oi Jiminnie! - Yoongi selou os lábios dos dois , o que achei fofo. Meu amigo estava feliz, e era isso que importava.

- Só você pra espantar o mau humor do Yoongi, Jimin. - comentou um loiro, no meio de Suga e um ruivo. Ele era bonito. Vi o ruivo assentir, gargalhando. O loiro virou o olhar na minha direção - Jungkook?

Como ele sabia meu nome?

O olhei intrigado.

- Jimin falou de você. - deu um sorriso quadrado, que eu julguei ser bonito, entendendo a mão para mim, mas eu não a dei. Percebendo isso, ele logo fechou o sorriso, abaixou a mão e me olhou sério. - Sou Kim Taehyung.

- Oi! Eu sou Jung Hoseok, mas pode me chamar de Hobi, o que preferir. - o ruivo sorria para mim.

Sorri de volta, tentando não passar a ideia de que sou antisocial, mesmo eu sendo. E com isso, Taehyung me olhou meio chateado, e fiquei triste por causa desse meu comportamento. Não era para ser assim. Era para eu fazer amigos. Meus pensamentos foram interrompidos por uma voz desconhecida.

- E aí, coelhinho? - um garoto de cabelos laranjas chegou perto de mim, soltando essa palavra com um tom de deboche.

Só senti a raiva, o ódio e a tristeza se misturarem. E pertimiti que fizessem isso. Meu sangue ferveu em meu corpo, até que explodi.

- NÃO ME CHAMA ASSIM! - parti para cima dele, mas fui segurado pelos braços de Jimin.

Taehyung me olhava sem entender nada. Parecia que ele era o único que não sabia ali. Quando as lágrimas começaram a escorrer, me desvencilhei dos braços do meu amigo, correndo para longe.

- Garoto esquisito... - foi a última coisa que eu ouvi. A voz grave de Taehyung e um bufar do Jimin.

Passos rápidos atrás de mim, e senti alguém segurar minha mão, uma mão pequena.

- Não fica assim. - Jimin tentava me consolar - Coisas assim iriam acontecer, e você tinha que ter noção disso, e ser forte, encarar. - dizia enquanto secava minhas lágrimas.

Ao ouvir o sinal tocar, subimos as escadas e fomos para a sala. Estávamos no primeiro ano do ensino médio, então a nossa sala era a quinta, lá em cima. Taehyung ficou na minha frente, Suga ao meu lado, Jimin atrás do namorado e Hobi na frente. A primeira aula era de história, matéria que o Jin mais gostava. Abaixei minimamente a cabeça com a lembrança, mas Jimin percebeu e colocou sua delicada mão sobre o meu ombro, e assenti com a cabeça. As três primeiras aulas passaram rápido, fazendo o intervalo chegar logo. Alegria para o pessoal.

- Coelhinho chorãoooooo - a mesma voz cantarolava. O de cabelos laranjas, conhecido como G- Dragon.

- Chega disso, né Kwon. - Yoongi retrucou.

Eu segui os conselhos de Jimin, e ignorei, indo para o banheiro.

- Alguém pode me explicar o que acontece?

Jimin levantou do banco e puxou Taehyung para um canto mais isolado. Ele não queria que eu percebesse que ele iria contar a minha história, então fingi não saber, mas sabia, e me aliviei por eu não ter que falar.

AUTORA POV'S ON

- O que acontece com ele? - perguntou Taehyung, ainda sem entender nada.

- Quando eu era pequeno, eu morava em Daegu.

- Isso eu sei. - respondeu Taehyung, como se fosse óbvio.

- Calma, apressado. Deixa eu terminar. - continuou - Jungkook, Jin, Namjoon e eu éramos muito amigos. Jin e Nam eram um ano mais velhos que eu e Kook. Jin era primo de Jungkook. Pareciam até irmãos, de tanto apego que eles tinham- riu da lembrança - Ele e Namjoon tinham uma paquerinha, a gente percebia isso. Mas só foram assumir no dia em que eu dei a notícia que vinha para Seul, devido a uma proposta muito boa de emprego que meu pai ganhou. Jungkook ficou muito chateado, acho que foi o que mais sofreu com a minha ida, mas a gente mantinha contato, mas é claro que não era a mesma coisa. Jin e Namjoon se tornaram namorados. E, no final, Jin morreu. Envenenamento. E foi ele, foi Namjoon que matou ele. Por ciúmes de Jungkook, acredita? - riu indignado - Ninguém suspeitaria dele. Eles se amavam. No dia em que Jin morreu, ele e Jungkook tinham brigado, e Jungkook saiu de casa. Depois, foi acusado e preso por suspeita de assassinato, até que Namjoon se entregou por meio de uma carta que escreveu antes de se matar. Jin chamava o Kook de coelhinho, porque é o animal preferido dele. Por isso ele não gosta quando o G-Dragon o chama de coelhinho com ar de esnobe. A única coisa que me preocupa é: - suspirou - Por que ele guarda a ponta da faca que Jin usou para cortar o doce envenenado por Namjoon?

- Lembrança? - sugeriu Taehyung.

- Por que ele queira lembrar de um dia como aquele? - Taehyung deu de ombros.

- Talvez faça bem pra ele.

As três aulas começaram, e Jungkook vestia a jaqueta preta que sempre levava para qualquer lugar. Ele estava mais quieto, triste. E os seus amigos perceberam isso, mas não tocaram no assunto. O resto do dia passou rápido, mas para Jungkook, demorou tanto quanto o pó caindo em uma ampulheta.

- Vamos! - dizia Jimin com a mochila nas costas, pronto para ir embora.

Jungkook ainda guardava seu material.

- O que acham de nós irmos em uma balada sexta à noite? - sugeriu Hoseok e Jungkook percebeu Taehyung abaixar a cabeça e desviar o olhar.

- Eu não vou. - falou ele, sem olhar para os amigos.

- Taehyung, você tem que superar isso! Já faz um ano. - dizia Yoongi, tentando fazer com que o amigo mudasse de ideia.

O loiro abaixou a cabeça, e Jungkook se perguntou o que estaria acontecendo.

- Nos encontramos lá ás onze então. - falou Hobi - Vai ficar tudo bem, não se preocupe, Tae.

- Gente, eu nunca fui em lugares assim. - Jungkook pronunciou.

- Tudo bem, Kook! Sempre tem a primeira vez. - disse Yoongi.

- A gente não vai te deixar sozinho. - comentou Taehyung, finalmente falando com o garoto, o que parecia mais uma indireta para os amigos, que abaixaram a cabeça, deixando Jungkook sem entender o que estava acontecendo.

[...]

JUNGKOOK POV'S ON

Ouvi as risadas de Taehyung ao meu lado. Estávamos esperando Yoongi e Hoseok para irmos embora. Percebi ao se levantar no banco, ficando de pé.

- Desse daí, Taehyung! - ouvi o baixinho chamar o loiro, que não obedeceu.

Eu estava mexendo em meu celular, ouvindo música. A melodia seguinte me lembrou Jin, e sorri com isso. Jimin abraçou a dobra de suas pernas, o puxando para que ele se sentasse. Mas o que aconteceu foi que Taehyung caiu. Exato! Taehyung caiu em cima de mim. E pra não deixá-lo cair no chão, o segurei em meus braços. Encontrei seus olhos sem querer, e algo dentro de mim, por algum motivo, não me deixava tirar meus olhos dos seus. Senti alguma coisa em meu peito com seu olhar no meu, nossos rostos próximos. Espera! Por que eu tô pensando nisso? Na verdade, não tô conseguindo pensar em nada. Estava tão encantado em seus olhos, com ele em meus braços, seu corpo sobre meu colo, que não me importava com o mundo ou com quem estivesse ao nosso redor, olhando. O que me fez me aproximar mais de seu rosto? Ele. Ele tentando se levantar, sentando em meu colo.

- Vamos emboraaaaaa! - cantarolava Hoseok, chegando perto de nós.

Senti o calor no meu colo se esvaziar. Ele tinha saído dali com a chegada dos dois garotos. Jimin me encarava sorridente. Por que? O que você está pensando, Jimin?

No dia seguinte...

Estavamos todos na fila da cantina. Jimin ia comprar lanche, e a gente ia esperá-lo. Pela primeira vez, eu esqueci minha jaqueta ao sair de casa, e estava com frio. O vento passou pela porta e me arrepiei todo ao sentí-lo.

- Eita, Kook! Está com frio? - perguntou Hoseok.

- Esqueci minha jaqueta. - respondi.

Segundos depois, senti um pano quente cobrir meu corpo gelado. Olhei para o lado, e Taehyung me vestia com sua jaqueta. Percebendo que eu havia olhado para ele, me deu um sorriso, e apoiou sua mão esquerda no meu ombro esquerdo, passando seu braço pelas minhas costas. Sorri de volta. Não sei porque eu fiz isso, só sei que fiz. Eu estava meio sonolento, e agora quentinho, então não percebi quando encostei minha cabeça no ombro de Taehyung. Acabei por fechar meus olhos, mas logo os abri, quando Suga e Jimin vieram até nós.

- Eeeeeeita! O que tá acontecendo aqui? - perguntou Yoongi, se referindo a nós.

Logo desencostei de Taehyung, e o loiro fez o mesmo. Eu tirei a jaqueta e devolvi a ele, que me olhou confuso.

- Nada, Suga! Só estou com sono... - falei coçando os olhos.

- Uhum... sei. Mas okay. O que a gente vai fazer hoje de tarde?

- Nós podemos ir comer no shopping, o que acha? - Jimin sugeriu.

- Boa ideia, Jiminnie! - disse Suga carinhoso, o que nos fez rir.

Mais tarde...

- Galera, a gente se encontra na praça de alimentação né?

Jimin tinha criado um grupo na rede social, pois ele era o único que tinha o meu número. No grupo tinha eu, o Jimin, o Suga, o Hobi e o Taehyung.

- Sim, Hobi. - respondeu Taehyung.

Por que não gostei quando Taehyung o chamou de Hobi?

- Jungkook, você vai né? - Hoseok perguntou.

- O Jimin meio que tá me obrigando a ir aqui. - respondi.

- Se ele não for, eu arrasto ele. - disse Taehyung.

Não sei o motivo, mas sorri bobo com isso. Vendo que o pessoal parou de responder, fui me vestir. Coloquei uma calça jeans rasgada, uma camiseta branca e longa, coberta por uma jaqueta preta e um tênis também preto. Eu e Jimin saímos do apartamento, pegamos um táxi e fomos para o shopping. Chegamos no local do encontro e Yoongi já estava lá. Nos encontramos com Ele, e esperamos Taehyung e Hobi, que logo apareceram, juntos. Alguma coisa dentro de mim se incomodou ao vê-los juntinhos sorrindo um para o outro, e logo fechei o sorriso no meu rosto devido a expressão de Yoongi ao ver um casal.

- Héteros.... - resmungou, fazendo uma careta engraçada.

- Oi! - Taehyung acenava para o grupo, e acenei timidamente de volta - Chegamos - disse sorrindo, ainda pelo efeito da " piadinha" do Hoseok, virando para ele ainda com o sorriso nos lábios.

- É, percebi. - falei, desviando o olhar.

Aish! Por que deixei escapar?

Taehyung me olhou intrigado, e o pior de tudo: POR QUE ME IMPORTO COM ISSO? Por que estou incomodado com os dois rindo um com o outro? Merda!

- O que foi, Kook? - O loiro me perguntou, e percebi que corei com o apelido fofo que ele me chamou. Ele ouviu.

- Nada. - respondi frio.

Fomos em uma das variadas lanchonetes dali. Pensei em comer comida japonesa, até Hobi dizer que queria e Taehyung também. Não queria ficar com os dois juntos, então decidi comer um hambúrguer.

- Então, eu também quero. - disse Taehyung, ficando ao meu lado, me puxando para um... "abraço"? Sua mão no meu ombro, nossos corpos perto um do outro. Senti calor, então tirei a jaqueta, e ele a pegou da minha mão. - Vocês vão comprar comida japonesa e nós vamos no hambúrguer. - falou por último me tirando dali, me puxando pelo pulso.

Compramos e fomos comer numa das mesinhas. Sentei ao lado de Jimin, e depois vinha Suga (evidente), Taehyung e Hobi. Por que Taehyung ficava olhando para mim? E por que eu não paro de olhar para ele? O que tá acontecendo? Aqueles olhos castanhos presos nos meus. Tinha medo, mas não conseguia desvencilhar. Era tão incrível. Uma sensação boa percorreu o meu corpo. Senti meu celular vibrar no bolso da linha calça, e ao pegá -lo, vi que era minha mãe. Atendi e levantei da mesa, indo para longe.

- Oi mãe.

- Oi meu filho! Como você está, meu amor?

Falei com os meus pais, mas não contei sobre Taehyung, e também não tinha motivos para contar. Ou tinha?

Encerrei a ligação e senti grandes mãos na parte de cima dos meus braços.

- Tá tudo bem? - a voz rouca e suave do loiro ecoou pelos meus ouvidos.

Assenti, me virando pra ele e soltando uma pequena e baixa gargalhada.

- O que foi? - perguntou.

Segurei seu rosto entre minha mãos e tirei com o meu polegar, o ketchup no canto de sua boca.

- Ah - ele riu também. Ah, esse sorriso...

E a noite se passou assim. Conversas, risos e olhares entre eu e Taehyung.


Notas Finais


YEY! TaeTae apareceu!

Bom, galera, acho que os próximos capítulos vou começar a postar nesse horário porque estou maos tranquila, okay?

Beijinhos e até o próximo cap 🐰❤🦁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...