1. Spirit Fanfics >
  2. Iruka Umino >
  3. Café da manhã

História Iruka Umino - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


morro com esse sorriso😍❤

Capítulo 2 - Café da manhã


Fanfic / Fanfiction Iruka Umino - Capítulo 2 - Café da manhã

Dia seguinte…



S/n: ─ Naruto-chan, cheguei! ─ Mal bati na porta e ela já foi aberta. 

Naruto: ─ Bom dia, s/n-san. 

S/n: ─ Bom dia, pequeno. ─ Falei entrando na casa ─ E que rapidez foi essa? 

Naruto: ─ Eu nunca tenho visitas, então eu estou um pouco animado. 

S/n: ─ Deu para perceber ─ Sorri e coloquei a minha bolsa em cima do sofá da sala ─ Já comeu? 

Naruto: ─ Não. Você disse que era para te esperar. 

S/n: ─ Fez bem. Agora me mostre a sua cozinha. ─ Ele foi na frente e eu o segui. 

A casa era bem simples e um pouco escura, achei meio sombria para uma criança morar. Ela estava toda bagunçada, com livros, pratos, roupas espalhadas e outros objetos que eu tive que ficar desviando, e finalmente cheguei na cozinha dele. 

S/n: ─ O que costuma comer no café da manhã? 

Naruto: ─ Leite com biscoito. Eu não tenho muitos, mas dá para gente comer. 

S/n: ─ Gosta de panqueca?

Naruto: ─ O que é isso?

S/n: ─ Já que não sabe, vou fazer. Você vai gostar.

Naruto: ─ Posso te ajudar? ─ Falou animado e com os olhos brilhando. 

S/n: ─ Só nas partes leves, as que não apresentam perigo. 

Naruto: ─ Mas eu já sei mexer com fogo, eu mesmo esquento a água do meu ramen. 

S/n: ─ Comigo aqui, não. Eu não quero que se machuque, vou me sentir culpada se isso acontecer. 

Naruto: ─ Tá, eu ajudo nas partes leves. 

S/n: ─ Beleza, vou começar. ─ Disse após colocar as sacolas que eu estava segurando sobre a mesa. 

Naruto: ─ O que têm dentro delas?

S/n: ─ Alguns ingredientes para nossa panqueca. Eu não queria ter que gastar das suas coisas, então eu trouxe da minha casa. 

Naruto: ─ Não vai faltar para você?

S/n: ─ Está tudo bem, não tem com que se preocupar. ─ Abri uma das sacolas e peguei dois aventais ─ Vamos lá, meu pequeno chef, mãos a obra. ─ Disse dando a ele um dos aventais que era específico para criança. 

Depois que coloquei o meu, o ajudei com a amarração dos fios nas costas. Naruto ficou tão fofinho com aquele avental, que eu queria poder vê-lo assim todos os dias: vê-lo animado e dando esse sorriso lindo que me faz derreter.

Naruto: ─ Nee-san, por onde começamos? 

S/n: ─ Meu pequeno chef, antes de começarmos, dê uma olhada nesta mesa, está meio bagunçada, não? 

Naruto: ─ Está. 

S/n: ─ Vamos arrumá-la e depois começaremos com a comida. ─ E assim foi feito, limpamos e arrumamos a mesa. Depois espalhei todos os ingredientes que eu havia trazido em pequenas tigelas que o Uzumaki tinha me mostrado. ─ Agora sim, chef, podemos começar. Aqui não tem liquidificador, certo?

Naruto: ─ Liqui... o quê? 

S/n: ─ Liquidificador. É um troço que bate as comidas assim ─ Fiz movimento giratório do eletrodoméstico com os dedos. 

Naruto: ─ Nunca vi. 

S/n: ─ Tudo bem, dá para fazer sem ele. Prefere doce ou salgado? 

Naruto: ─ Os dois. 

S/n: ─ Então vamos fazer os dois. Eu fico com a parte da massa e você com o recheio, chef.

Peguei um prato no armário e fiz ele me entregar os ingredientes um de cada vez. Eu queria que tivesse mais interação ao invés de eu mesma pegar e fazer tudo sozinha. Seria muito chato e eu estava disposta a gravar um momento legal na mente dele. 

Depois que a massa ficou pronta, deixei que ele colocasse o recheio da forma que preferisse. 

Assim como Naruto, também peguei duas panquecas com cada uma sendo de um recheio diferente e sentei ao lado dele na mesa da cozinha. Nós falamos o tradicional "Itadakimasu" e começamos a tomar o café da manhã. 

Naruto: ─ Isso está muito gostoso! ─ Falou surpreso e com a comida ainda na boca. 

S/n: ─ Eu não disse que você ia gostar? Ei, devagar, se continuar comendo assim você vai engasgar! ─ Depois que reclamei, ele passou a comer normalmente. 

Estou me sentindo uma mãe tratando ele desse jeito, mas até que estou gostando disso. Todas as panquecas que fizemos acabaram e eu o chamei para lavar a louça. 

Naruto: ─ Lavar louça? Isso é chato. 

S/n: ─ Eu também acho uma chatice, mas se não lavarmos, a casa vira uma bagunça e a comida vai atrair insetos, e você pode até ficar doente. Não queremos correr o risco, né? 

Naruto: ─ Não. 

S/n: ─ Vamos fazer ficar divertido, chef? 

Naruto: ─ Como? 

S/n: ─ Ninjutsu. 

Naruto: ─ E pode fazer isso?

S/n: ─ Não é recomendado para esse tipo de coisa, mas hoje abro uma exceção.

Com o suiton (elemento água), eu tirava o sabão e ele empilhava a louça em cima da pia para que o excesso de água escorresse. 

Espero que ele não fique gripado, mas eu não consigo resistir. Ainda lavando uma panela, fiz água sair das pontas dos meus dedos e o molhei na nuca. Ele encolheu suspendendo os ombros e também me jogou água, mas essa era a que estava cheia de sabão. 

E foi a partir daí que se iniciou uma guerra de água. Ele estava rindo e se divertindo bastante conforme corríamos em volta da mesa, e eu continuava disparando água nele. Eu só parei quando me dei conta de que estávamos molhados junto com a cozinha. 

Naruto: ─ O que foi, nee-san? Você parou de repente.  

S/n: ─ Deixamos tudo encharcado. Você precisa tirar essa roupa molhada antes que adoeça, vá tomar uma banho enquanto eu termino de arrumar isso aqui. 

Naruto: ─  E você? Também está toda molhada. 

S/n: ─ Eu vim preparada, tem uma peça de roupa na minha bolsa, depois troco. ─ Ele foi para o banheiro e eu voltei com a panela que foi deixada sem lavar. Minutos depois, escuto ele me chamando. 

Naruto: ─ S/n-saaan!!! ─ Gritou de dentro do banheiro. 

S/n: ─ O que foi? ─ Também respondi aos gritos. 

Naruto: ─ Esqueci a minha toalha!

S/n: ─ Onde ela está?!

Naruto: ─ Na sala, pega para mim?!

S/n: ─ Claro! ─ Saí e fui entregar a toalha para ele. 

O acompanhei até o quarto, mas ao passar pela porta, algo se prende na minha cabeça e desce para o meu rosto, tapando os meu olhos. 

Naruto: ─ S/n-san, você está com a minha cueca! 

S/n: ─ Sua cueca? ─ Tirei o pano da cabeça. 

Naruto: ─ Sim, mas ela está limpa. 

S/n: ─ Que bom ─ Sorri aliviada. ─ Vai usar? 

Naruto: ─ Vou ─ Falou meio envergonhado. 

Procurei uma outra toalha naquele quarto bagunçado, depois que achei, sentei na cama dele e pedi para que se aproximasse. 

S/n: ─ Tem escola hoje, né? ─ Falei enquanto secava o cabelo dele. 

Naruto: ─ Tenho. 

S/n: ─ E como está indo?

Naruto: ─ As matérias estão sendo bem difíceis e o Iruka-sensei vive brigando comigo. 

S/n: ─ Iruka?

Naruto: ─ Conhece ele, nee-san?

S/n: ─ Já fomos colegas de classe, mas o meu trabalho não me deixa ter muito tempo para visitá-lo. 

Naruto: ─ Então vocês não se falam mais?

S/n: ─ Exatamente. 

Naruto: ─ É triste não ter um amigo ─ Disse meio cabisbaixo ─ Você tem que voltar a falar com ele. 

S/n: ─ Eu vou só se você parar de pintar o monumento dos Hokages. 

Naruto: ─ Tá, eu vou parar. ─ Terminei de secar o cabelo dele e o ajudei com a roupa.

S/n: ─ Agora é a minha vez, vou trocar essa roupa molhada e já volto para gente dar uma volta, tá?

Naruto: ─ Tá. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...