1. Spirit Fanfics >
  2. Is It Love? - In Her Darkness >
  3. In England (The Last Clan)

História Is It Love? - In Her Darkness - Capítulo 40


Escrita por:


Notas do Autor


Essa história contém traços de uma antiga história minha escrita em 2018, que exclui por ter tomado um rumo e proporções que eu não queria.
Mas agora espero concertar meus erros.

Capítulo 40 - In England (The Last Clan)


Fanfic / Fanfiction Is It Love? - In Her Darkness - Capítulo 40 - In England (The Last Clan)

Episódio 2 (Part.I):

Inglaterra – Londres

7 de junho de 2013 Sexta

"O silêncio é um amigo que nunca trai.

– Confúcio"

Hank's Version:

Estávamos na casa dos meus pais eu vejo Ingrid em seu quarto, ela estava cansada por conta do vôo.

– Boa noite Ingrid. – Digo com a mão na maçaneta.

– Boa noite Pai... Bons sonhos. – Após ela falar isso eu fecha a porta de madeira.

Passo pelo corredor e vejo Eleonor, ela estava no celular, ela estava de fones e mesmo assim ela sentido minha presença.

–Eu só vim ver como você está e dizer boa noite.

Ela balança a cabeça, me sento na cama ao lado dela.

– Acho que você não vai dormir. – Afirmou olhado para o chão.

Sinto o seu olhar e seu silêncio parecia que ia me deixar surdo.

– Eu... Queria te pedir desculpas... Eu falhei como pai de novo... Eu... – Antes que eu pudesse terminar ela me abraça e eu abraço de volta.

O que ele fez com você?

Quando ela me abraçou parecia uma pedra de gelo, mas ainda era a Ellie, uma Ellie traumatizada que tentava seguir em frente.

– Gostaria de alguma coisa? – Perguntou para ela.

E em linguagem de sinais ela responde livros, eu havia entendido busco para ela os únicos 3 livros de ilusionismo que eu tinhamos, não havia muita coisa sobre nossa espécie.
Ellie ficou lá lendo eu dou um tchau com a mão e ela retribui.

Eleanor's Version:

Após ler e reler os livros eu decido ficar na sala assistindo televisão, mas eu ouço uma conversa do meu com os meus avós com o meu pai no segundo andar da casa.

– Então você acha que ele pode ajudar? – Perguntou Hank.

– Ele é o melhor que já conheci... Se tem alguém que pode ajudar a Eleonor é ele. – Disse minha avó.

A casa havia 3 andares, mas não me impediu de ouvir a conversa.

(...)

Pela parte da manhã foi tranquila, na parte da alguém novo apareceu, era jovem, de altura mediana, afro-americano, cabelo castanho escuro encaracolados, olhos grandes e castanhos.

– Por favor entre. – Pediu minha avó abrindo a porta para ele.

O moço assim entrou e fico olhando para ele atrás do sofá, minha irmã desce as escadas vestindo sua jaqueta jeans.

– Qual das duas é Eleonor Collins?

Minha irmã aponta para mim.

– Srta. Morris onde posso conversar com sua neta? – Questionou o jovem que perguntou por mim.

– Por aqui. – Respondeu a minha avó. – Eleonor nós acompanhe. – Disse minha avó.

Subo com eles até o terceiro andar que é uma sala de jogos com penbolim, uma mesa redonda onde usávamos para jogar poker ou algum jogo de carta, um sofá bege, uma poltrona de couro marron e uma televisão conectada a um Xbox com dois controles.  

– Deixe-me a sós com sua neta Srta. Morris. – Pediu o jovem.

– Claro.

Minha avó saiu  da sala e então o moço se apresentou.

– Sou Aiden Coleman... Soube de sua situação... O que Ezra Smith fez com você foi... Um ato um cruel. – Disse se sentado ao meu lado no sofá. – Você não consegue falar ou não quer falar?

Não respondo sua pergunta mas mentalmente eu tinha a resposta.

Acho que um pouco dos dois.

– Bem eu vou falar um sobre mim... Mago, 73 anos... Meu potencial é ajudar pessoas com o que elas precisam... – Disse Aiden.

Aiden parecia ter entre 21 a 25 anos não passava disso, mas ele continuou.

– Posso entrar na sua mente e ver o que aconteceu e ver se você irá conseguir se comunicar um dia. – Afirmou Aiden. – Não vai doer... Eu só vou entrar em sua mente se você permitir.

Aiden's Version:

Ela deixa balançando a a cabeça ponho minhas mãos em suas têmporas e vejo desde seu nascimento até agora, vejo sua dor, seus amores e uma pessoa que eu e meu clã desejamos destruir.
Viktor Bartholy.

Ah híbrido do híbrido... Quero essa aliança com você.

Assim que eu termino de vasculhar sua mente eu sei exatamente o que fazer.
Solto sua cabeça e digo.

– Sei que confiança exige tempo... Mas acredito que seja mais fácil desabafar com um estranho sobre... Certos assuntos.

Ela balança a cabeça de modo positivo.

– Vi que você busca ficar mais forte em relação aos seus poderes... Mas acho que você já é poderosa o suficiente... Que tal você treinar o seu físico?

Ela pareceu deslumbrada com a ideia.

– Acho que isso é um sim. – Falo para ela. – Eu te vejo de manhã.

Saio daquela sala e vou até a parte de baixo o Sr. Morris estava lá com o meu dinheiro.

– Quanto mais você vai precisar? – Perguntou ele me entregando a maleta.

– Esse é o valor de todas as sessões dela. – Digo pegando a maleta e saindo pelas ruas.

(...)

Eu estava na minha casa, deixo a maleta de dinheiro no assoalho embaixo de um tapete vermelho e me mentalizo na casa do meu clã em Mystery Spell.

– Pensei que ficaria na Inglaterra. – Disse Eve bebendo sua xícara de sangue.

– Advinha quem me contratou. – Falo em um tom divertido para elas.

– Deu agora para ficar se vangloriando com quem dormiu seu prostituto... – Disse Amara revirando os olhos.

– Não... Dormi com a garota. – Respondo com nojo da afirmando de Amara. – Eu tô ajudando a híbrida que a Eve salvou.

Naquela hora Eve me olha de boca aberta, Amara fixa o olhar em mim e nesse momento Maia chega com Arthur Coleman.
Maia era a líder do clã, ela era a primeira demônio, a primeira súcubo, ela era uma demônio Real/Original, Arthur é último de sua espécie, o último lobisomem Original/Real, Viktor matou todos os lobisomens Reais, Arthur é o único sobrevivente.
Diferente de todas as espécie de Originais/Reais, os lobisomens Reais são aqueles que são escolhidos por pelo um lobo branco, porém Viktor destruiu essa raça específica desse lobo.
Ainda existem lobos brancos, mas não lobos que procuram um homem ou uma mulher para habitar o corpo humano.

– A híbrida? – Perguntou Maia se sentando em seu trono. – Soube que ela tem Viktor no bolso.

– Sim... Ela tem. – Respondo. – Porém ela foi sequestrada... Torturada... Por Ezra Smith... E quando eu digo tortura não foi só água benta... Ainda bem que morreu... Mas eu ainda tô ajudando a restaurar a mente dela.

– Vai botar uma coleira nela? – Perguntou Arthur olhando para Maia. – E arrastar a garota por todos os cantos feito um animal?

– Eu tenho uma idéia melhor... Aonde está o Killian? – Perguntou Maia

– Saiu com Caleb. – Respondeu Amara.

– E as gêmeas? – Perguntou Maia.

– Krista foi para Alemanha e Mallory foi para Miami. – Respondeu Amara.

Amara Coleman é uma híbrida, metade transmorfo e metade bruxa.

Krista Rosenberg é uma bruxa com ausência de luz e Mallory Rosenberg é uma híbrida, metade vampira e metade súcubo, a anos atrás ela era metade bruxa e metade súcubo, ela teve um caso com um vampiro e ele a transformou enquanto ela dormia, a parte vampira sugou toda sua essência mágica e mas manteve sua parte súcubo, depois desse episódio as gêmeas se vingaram do vampiro, hoje em dia ele não tem mais pernas, braços e vive dentro de um caixão enterrado em solo sagrado, acho que até hoje ele pede pela morte.
Não se engane, apesar de Mallory ter uma carinha de anjo inocente, ela é o próprio pode ser o próprio diabo.

Caleb Lane é um híbrido, metade vampiro e metade lobisomem, já Killian Hale é um Íncubo de asas azuis, ele é diferente tem heterocromia, seus olhos, um azul e outro avelã, tem piercings nas laterais nos lábios e nas duas orelhas.

Arthur, Amara e eu temos os mesmos sobrenomes, pois fomos adotados pela família Coleman a muito tempo atrás.
Eles fizeram questão que todos os filhos tivessem a mesma inicial no nome.

Já nossa líder Maia Pryce, foi casada com o primeiro demônio um Íncubo Real/Original porém Viktor o matou e ela desde então começo a procurar pessoas que possam destruir Viktor.

A nossa última integrante foi Eve, Viktor quase a matou por puro prazer, mas Maia a salvou e até hoje Eve é leal a nossa causa.

Somos chamados de o último clã pois somos as poucas criaturas que sobreviveram a Viktor.

Houve uma época que Viktor forjou a própria morte, mas mal sabe ele que dentro de sua própria casa tem traidores, é não, não estou falando de Conrad O'Connor, porque o O'Connor sempre esteve do lado de sua irmã, ele só vive naquela casa para proteger as crias de Viktor... 

E todos nessa sala temos motivos de sobra para querer a cabeça Viktor, nós não vamos mata-lo, mas ele vai pedir para morrer.

(...)

– Escolha o anel mais bonito. – Disse Maia.

Pego um anel de prata com a pedra redonda roxa e mergulhamos no sangue da primeira demônio (Maia) e de um lobisomem Original (Arthur).
Depois de recitar o feitiço está na hora da nossa querida híbrida ser imune aos jogos mentais de Viktor.


Notas Finais


Músicas de Inspiração:
Street Map – Athlete
Broken – Seether Feat. Amy Lee
21 Guns – Green Day
When You're Gone – Avril Lavigne
Compass – The Neighbourhood
Love The Way You Lie – Helena Maria
Skinny Love – Birdy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...