História Is It Love? Jake Stewart- Amor A Todo Perigo - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Adam, Cassidy, Colin, Gabriel, Mark, Matt, Personagens Originais, Ryan
Tags Is It Love, Is It Love Jake Stewart
Visualizações 90
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi minhas lindas! ❤

Obrigado pelo apoio de vocês... 😘🌷

Vamos lá descobrir mais coisas... 😉


~Boa Leitura~

Capítulo 9 - Descobrindo...


Fanfic / Fanfiction Is It Love? Jake Stewart- Amor A Todo Perigo - Capítulo 9 - Descobrindo...


Leylla On





Me acordo com o despertador tocando. 





Eu sinto uma maldita dor de cabeça. 




Leylla- Aah que inferno! 




Eu me levanto ainda bem fraca. Ontem aquilo foi como se eu estivesse levado facadas no peito. 




Eu me arrasto pro chuveiro, assim que entro e me olho no espelho eu me assusto com minha aparência. Olheiras, cara cansada. Depois de tomar um bom banho, eu me visto e depois passo uma maquiagem no rosto. Vou pra cozinha e faço um café bem reforçado. Faço ovos mexidos, tomate, alface... Resumindo, fiz um sanduíche. 






... 





Entrando na empresa eu vejo a Lisa, ele me olha e acena. Eu aceno pra ela também. Ela me chama... 





Lisa- Bom dia! Como vai? 





Leylla- Bom dia. To bem e você? 




Ela faz uma careta. 





Lisa- Eu estou bem mas você... Não parece que está bem não. 




Eu passo a mão no cabelo. 





Leylla- Eu só estou cansada é isso. 





Lisa- Hum... Almoço hoje? 






Leylla- Hoje acho que não vai rolar... 




Lisa- Aah por que? 





Leylla- Eu tenho uns assuntos pessoais pra resolver. _ela me olha desconfiada. 





Lisa-  Quer conversar um pouco um dia desses? 





Leylla- Tá bom! 




Ela me dá um beijinho no rosto. Eu vou pro elevador. 





A Lisa é bastante minha amiga, mas eu tenho muita dificuldade em pegar confiança nas pessoas. Mas acho que na Lisa eu posso confiar. 





Chegando em meu andar como sempre o Colin já se encontra lá, eu vou pra minha mesa e ligo os computadores. 





Ele nota minha presença. 





Colin- E ai! 





Leylla- Oi! 





Colin- Você está bem? 






Era só o que faltava. Eu estou com cara de zumbi só pode. 






Leylla- Sim e você? 





Ela solta uma risada. Eu o olho torto. 





Colin - To bem! Estressadinha. _ele debocha. 





Eu resolvo nem ligar. Porque se eu me estressar vai dar ruim. 




Colin- Hoje você não está bem mesmo... Nem falou nada por eu te chamado de estressadinha. Ou você aceitou o apelido? 





Leylla- Colin... Não enche! _eu reviro os olhos. 





Ele se vira e volta a fazer o que estava fazendo. E eu vou dando jeito no meu trabalho. 




 

... 






A hora do almoço chega. Eu pego minhas coisas! Quando eu estava saindo da sala o Colin me chama. 




Colin- Eii! _eu me viro. - Diz pra eles que eu já estou indo. 





Leylla- Eu... É que eu não vou almoçar com vocês hoje. 




Ele franze o cenho. 





Colin- Não? 





Leylla- Eu preciso resolver umas coisas. 






Colin- Ah tudo bem! 





Eu faço um sinal com a cabeça e saio da sala. 




Chegando lá embaixo eu vejo o Matt e a Lisa. 





Eu aceno pra eles, mas não fico pra conversar. 





Chegou a hora, eu preciso ver quem está querendo me colocar medo. Durante aquele maldito mês em que eu fiquei nas mãos do Diego, eu era muito frágil e tinha muito medo. Eu fiquei com traumas... Eu vi o menino que eu gostava morrer na minha frente, eu tive que aturar aquele maldito me tocando... Depois que ele foi preso, minha dinda logo viu um psicólogo pra mim se tratar... Eu fiquei dois ano fazendo tratamento. Durante esse tempo eu comecei a fazer aulas de lutas escondido da minha mãe e da minha dinda. Elas são as únicas que eu tenho no mundo. Minha mãe não me dá muito importância... Eu já ouvi uma vez minha dinda dizendo que ela era a culpada pela morte do meu pai. Quando eu entrei no quarto da minha mãe, elas ficaram supresas com eu ali. Nessa época eu tinha 17 anos





Flashback On






Leylla- O que? Como assim? 





Sandra- Minha querida deixa eu e sua mãe conversar. 





Vanessa- Leylla eu já disse pra não entrar sem bater porra. 




Sandra- Vanessa, olha o jeito que você fala com sua filha. Minha querida, não foi nada ok. _ela se aproxima de mim e passa a mão na minhas costas. 





Leylla- Tudo bem! 






Eu saio do quarto... Tem alguma coisa acontecendo ali! Mas eu vou descobrir. 






Flashback Off






E até agora não descubri porra nenhuma. Minha mãe depois da morte do meu pai nunca mais foi a mesma dizia minha dinda. Minha dinda é irmã da minha mãe. Então ela é minha tia é minha dinda. 




Chegando em meu AP, eu vou direto no porteiro. 





Leylla- Oi, boa tarde. 




Porteiro- Oi, boa tarde. Precisa de alguma coisa? 




Leylla- Eu gostaria de dar uma olhadinha na câmera de segurança. 





Porteiro- Qual seu nome senhorita? 





Leylla- Leylla Baker. Moro no 28.





Ele mexe nas câmeras de seguranças. 






Porteiro- Está acontecendo algo? 





Leylla- Não... Eu só quero dar uma olhada mesmo. 






Ele concorda. Assim que ele me mostra passa um monte de imagens. 





Leylla- Para ai. 





Aparece uma mulher com um vestido preto colado, ela é loira, e ela está com a caixa. 





Porteiro- Algum problema senhorita Leylla? 





Leylla- Preciso desse vídeo. 





Porteiro- Mas não podemos... 






Leylla- Eu não estou pedindo... Eu quero e agora. É pra minha segurança. 





Ele pega uma folha. 





Porteira- Assine esse termo então. 





Eu tive que ler toda a porra do termo, porque eu não sou nenhuma louca de assinar papel sem ler. Depois que eu assinei o porteiro fez uma cópia do vídeo e me deu. Seje quem for, vai pagar muito caro. 






... 







Depois eu acabei voltando pro serviço. Assim que acaba o serviço a Lisa me convida pra ir ao Shopping pra comprar nossas roupas pra amanhã a noite. 






Lisa- Ai eu to muito animada. 





Ela fala alegre. Lisa é tão feliz, tá sempre de bem com a vida. Essa sorte não é pra todos. 





Lisa- Vamos ali. 





Entramos numa loja, a loja só tinha vestidos. 





Eu olho um branco, com um decote e com uma fenda na perna esquerda. 






Leylla- Vou levar esse. 





Lisa- É lindo. 





Eu pego o vestido e experimento. Assim que saio do provador a Lisa começa a dar gritinhos. 





Lisa- Leylla você está linda! 





Leylla- Eu não sei... Será que levo esse? 





Lisa- Claro, tá lindo esse. 







Depois de comprar tantas coisas, a Lisa foi pra minha casa e fizemos um lanche e batemos um papo. 





Lisa vai embora e eu vou pro banheiro tomar banho. Saindo do banheiro eu pego o vídeo da câmera de segurança. Assim que coloco eu vejo ela se apresentar como Tainá. 





Tainá... Humm... Quando eu te achar Tainá. 










Notas Finais


Tainá, Tainá... Se prepara! 😅😉


Me dizem o que estão achando! ❤❤

Bjs! 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...