1. Spirit Fanfics >
  2. Is it Love? Jooheon >
  3. XXX - Slut

História Is it Love? Jooheon - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 30 - XXX - Slut


Para minha surpresa um enorme lobo branco está ali no meio do jardim debaixo da minha janela.

Eu não esperava ver um animal desse tão próximo da mansão. Normalmente lobos vivem em bando e bem distante das casas.

Essa é a primeira vez que eu vejo um tão de perto. Eu abro a janela e olho para o animal.

Sua pelagem brilha com a escuridão da noite, seus olhos brilham com a luz da lua fixo em mim.

De repente eu sinto um curioso formigamento, similar ao que eu sinto quando meus poderes estão se manifestando...

Eu levo algum tempo para identificar a sensação e eu percebo que uma ligação se tece entre lobo e eu.

minha ansiedade é substituída por uma completa e inapropriada sensação de segurança.

Porque um lobo me daria tal sensação de tranquilidade? Isso é insano.

Eu tenho impressão que ele está usando um poder hipnótico em mim. Eu poderia ficar em minha janela a noite toda observando...

Entretanto eu me forço a quebrar o contato estou prestes a sair do banheiro. Percebendo que eu estou me afastando da janela ele volta a uivar.

S/N - Shiu! Não faça barulho, alguém mais pode te ouvir!

(Não, agora eu estou falando com lobos... Que fantástico!)

Ele imediatamente para de uivar e desaparece no bosque. Coincidência?

Eu silenciosamente fecho a minha janela. Agora depois de ser a garota dos vampiros, vou virar a garota dos lobos?

Eu balanço minha cabeça confusa e deito em minha cama. Eu nunca pensei que existiam um lobo em Red River City.

Estou cada vez mais curiosa, tanto que eu tenho dificuldade em dormir, me virando na cama por um tempo.

Talvez seria melhor conversar amanhã pela manhã com os meninos. Se eu disser que eu fiz contato com uma coruja e um lobo eles provavelmente vão tirar sarro da minha cara.

Eu já posso imaginar o Jooheon com seu olhar dizendo: "ora, ora, vamos ver coitadinha, você agora conversa com lobos?

Eu apago a luz suspirando. Amanhã é outro dia, eu decido o que fazer pela manhã.

✶ ❍ ✶

No dia seguinte, eu fico surpresa de ver o Hyungwon e o Jooheon sentados à mesa da sala de jantar para o café da manhã. Qual é o objetivo disso?

Hyungwon - Oi, você dormiu bem?

S/N - Sim.

Eu me sento ao lado do Hyungwon, de frente para o Jooheon.

S/N - O que vocês estão fazendo aqui? Um repentino impulso de comer croissants?

Jooheon - Só um obsessivo impulso de observar você enfiando toda essa comida em sua linda boquinha.

S/N - Muito engraçado.

E mais uma vez eu não sei se devo rir, me irritar, suspirar ou corar.

Tudo o que eu consigo pensar é no meu coração batendo a cem quilômetros por hora, minha boca seca e o desejo de sentir sua boca na minha.

(Tudo isso, só porque eu estou falando com ele.)

Eu tento me concentrar e pensar sobre qualquer outra coisa que não seja seu corpo musculoso em sua camiseta justa, mas não é muito fácil.

Hyungwon dá uma tossida constrangida, provavelmente adivinhando que eu estou pensando, o que me deixa ainda mais desconfortável.

Agora eu tenho que dizer alguma coisa antes que o Jooheon deixe a situação ainda mais constrangedora.

Eu levanto uma sobrancelha me amaldiçoando silenciosamente e digo:

S/N - Algum de vocês dois viu um lobo ontem de noite?

Hyungwon - Um lobo, você está falando sério?

Eu insisto para que eles entendam que eu não estou brincando.

S/N - Eu vi um ontem de noite, a vista de baixo da janela do banheiro, eu tive a impressão que fosse um visitante regular...

Jooheon me ouve divertido, o oposto teria me surpreendido...

Jooheon - Você já está cercada de vampiros... Precisa de mais lobisomens agora... Um pouco demais não acha?

ele zomba de mim antes de me olhar intensamente enquanto eu passo um dedo pelos meus lábios. Ele precisa fazer alusões e me olhar desse jeito?

Ele se levanta e sai da sala sem falar mais nada e eu acho que fiquei completamente vermelha.

Toda vez é a mesma coisa. Eu nunca sei o que esperar dos nossos encontros.

S/N - Primeiro eu não disse lobisomens, eu disse lobo seu imbecil!

É a vez de Hyungwon dar risada.

Hyungwon - Cuidado, ele tem uma boa audição.

S/N - Eu não estou nem aí, ele não tem o direito de me irritar desse jeito, logo de manhã!

Hyungwon - Tarde demais, jogando pelo seu tom de voz.

S/N - Não se preocupe, vai passar. Eu não vou ruminar isso para sempre.

Eu termino de comer meu croissant e me levanto.

S/N - Eu tenho que acordar a Yang-Mi.

Hyungwon - Está bem, te vejo depois.

S/N - Sim, até mais tarde!

Uma vez no andar de cima, eu respiro fundo para juntar coragem. Yang-Mi minha provocação diária. Meu pequeno fardo!

(Por favor, que ela não esteja de mal humor...)

Eu entro em seu quarto e abro as cortinas e a Yang-Mi acorda sorrindo.

(Pela primeira vez! O que está acontecendo?)

Yang-Mi - Está na hora?

S/N - Sim, eu vou arrumar suas roupas enquanto você toma banho...

Yang-Mi - Eu não quero... Eu odeio a escola que eu vou, eu não quero ir hoje.

S/N - Me desculpe Yang-Mi, mas não depende de mim tomar essa decisão. Eu vou te deixar pronta e te levar para escola como combinado.

Yang-Mi - Não é justo.

S/N - Sim, a vida é injusta e se te consolar, não será a última vez que você vai achar isso!

Yang-Mi - E se eu pedir ao Minhyuk?

S/N - Ele saiu hoje cedo, somos só nós duas.

Yang-Mi - Que pena!

S/N - sim, é mesmo, agora para o banho sua malandrinha!

Por um milagre ela me obedeceu sem fazer birra. Eu acho que ela até gostou do meu apelido. Enquanto isso eu arrumo o quarto, guardando alguns brinquedos que estão espalhados e fazendo a cama.

Yang-Mi sai do banheiro pingando por todos os lados.

S/N - Yang-Mi, você está fazendo a maior bagunça!

Yang-Mi - Você não consegue me pegar!

E ela corre por toda parte, usando sua sobrenatural agilidade e me evitando com uma incrível habilidade.

S/N - Mas que saco Yang-Mi, se eu te pegar...! Você pediu por isso!

Por uns bons 10 minutos eu tento pega-lá em vão.

Cansada por causa do pequeno tornado eu caio na cama, ela se junta mim em um pulo e se deita ao meu lado, com seu cabelo esparramado no lençol. Nós nos olhamos sorrindo.

Essa é a primeira vez que nos divertimos tanto, uma pena que nós não temos tempo suficiente para aproveitar mais.

S/N - bom, agora precisamos correr, você tem que se vestir, se não vai se atrasar para a escola.

Yang-Mi fica contrariada.

Yang-Mi - Eu quero brincar de novo!

S/N - Nós brincamos de novo à noite, eu prometo.

Estranhamente ela me escuta e se veste sem dificuldade. Nossa, ela foi trocado durante noite?

É possível que ela esteja começando a me aceitar ou ele está preparando alguma coisa?

Está muito tarde para perder tempo pensando nisso. Tudo que eu sei é que parece que ela esqueceu nossa briga de ontem.

(Pelo menos isso!)

Uma vez que a Yang-Mi está pronta nós saímos correndo.

Precisamos correr ou Me atrasarei para minha aula. Decididamente isso está virando um hábito nos últimos dias.

✶ ❍ ✶

Depois de chegar atrasada para minha primeira aula, as coisas ficam piores.

Eu recebi um aviso porque tenho me atrasado com frequência e agora terei que aguentar a aula de literatura inglesa com esse horrível professor...

E aqui estou me trocando para aula de educação física. Não é o que eu prefiro, mas é obrigatório.

Felizmente a Belle está comigo, assim o tempo passará mais rápido.

Ficar entre todas essas garotas se alongando e dando risadinhas, francamente não me ajuda em nada.

E essa pentelha da Annie com seu grupinho, se sentindo estrela só porque sabe como se contorcer quase de forma desumana.

Julgando pelos olhares em minha direção ela está se divertindo fazendo fofocas maldosas sobre mim.

Ela repentinamente dá risada alto para ser ouvida por todo mundo, inclusive por mim.

Annie - Não, você não acreditaria, uma verdadeira piriguete, eu te diria, você deveria ter visto ela se jogando nele!

Várias garotas deram risada e olharam para mim condescendentemente.

Annie está contando sobre o estúpido jogo no quarto do Changkyun no dia da festa.

Ela pode falar o que quiser, ela parecia uma cadela no cio quando se jogou ou para cima do Changkyun.

Porque ela precisa me difamar com os outros? Caso ela não tenha percebido ainda, eu não tenho interesse algum naquele namoradinho ridículo dela, acho que meu beijo com o Jooheon deixou isso bem claro.

Belle - Não ligue para o que elas estão falando, essas meninas são umas imbecis que não sabem cuidar da própria vida, apenas ignore-as!

S/N - é isso que eu faço a maioria do tempo, mas todas as vezes eu acabo ficando irritada!

Belle - ela vai continuar até encontrar uma nova vítima ponto de exclamação ela é famosa por maltratar as pessoas. Ela é quase a cópia perfeita da Regina George.

S/N - Eu adoraria que ela achasse uma nova vítima!

Belle - você só precisa ter um pouquinho de paciência, ela nunca implica com uma mesma pessoa por muito tempo.

Belle - enquanto isso, quanto mais eu a vejo, mas eu odeio...

Mais risadinhas vindo do grupo dá Annie chama nossa atenção.

Annie - Eu te garanto... Ela está de sacanagem com o Lee mais novo! Eu imagino para onde eles foram depois da festa... Se você quer saber o que eu acho, eu tenho certeza que ela não é do tipo que fica só no beijo... Exatamente do jeito que o Jooheon gosta.

A minha paciência chega ao limite. Furiosa eu ando em sua direção.

S/N - sou eu que você está chamando de piriguete queridinha? Eu acho que você está entretendo os papéis, você já se olhou no espelho? E mais o Jooheon não é o que você está dizendo que ele é.

Annie - o que eu acabei de dizer, completamente louca.

Eu estou prestes a socar a cara dela, mas a Belle me segura.

Belle - Deixa para lá S/N, não se meta em encrenca por causa dela, não vale a pena!

S/N - Que pena, eu adoraria encher a cara dela de socos.

Annie - Olha só amiguinha vindo salvar a sua queridinha, que coisa mais fofa!

S/N - É melhor do que ser um pano de chão usado do Changkyun.

Rapidamente seu rosto ganha uma expressão raivosa, suas amigas a olham e silêncio. Elas devem estar esperando pela reação dela.

Annie - Você não sabe o que você está falando, cala a boca!

É claro que ela não consegue entender a piada. Seus olhos pegam fogo e suas mãos se contraem como se ela estivesse morrendo de vontade de me estrangular.

Mas sua boca se contorce em um sorriso malicioso.

Annie - Changkyun rasteja por mim, ele é como um cachorrinho, mas o Lee Jooheon não dá a mínima para você! O que você fez para ele depois da festa? Uns amassos do lado de fora do campus?

Eu sinto a fúria tomando conta de mim, bele percebe segura meu braço.

Belle - Não, agora não S/N.

Ela olha para mim me passando um aviso. Ela está certa, eu não vou me expor por causa dessa vagabunda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...