História Is it love Mark. - Um amor, mil segredos. - Capítulo 19


Escrita por:

Visualizações 228
Palavras 701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 19 - Uma noite furada


[...]

Hoje é sábado, e dormi super empolgada com a ideia de jantar com Mark Leviels. Sei que jantar soa meio romântico não é mesmo? Eu não deveria me envolver tanto, mas infelizmente o estrago já está feito. Eu confesso que cada vez mais me sinto envolvida. Aproveitei o tempo de hoje e passei em um salão para cuidar dos meus cabelos e das unhas. Aproveitei também e cuidei da depilação. Peguei meu celular para confirmar o jantar com Leviels. Ele me disse que estava confirmado com aquele jeitinho dele todo doce de ser. Suspirei ao ver as mensagens que ele havia me passado ontem e hoje... meu celular apitou novamente e o peguei bastante empolgada, quando abri a tela, vi que se trata de Lisa.

“E aí flor, topa uma rodada de chope mais tarde naquele mesmo local da outra vez? Aguardo resposta bjs” sorri com a mensagem da minha amiga e respondi de volta, claro que se fosse em outra ocasião. Eu não hesitaria, mas como eu tenho um encontro com meu diretor geral, infelizmente não posso. Eu disse a ela que tinha um encontro, mas não disse com quem. Minha amiga aceitou na boa. Sentei no sofá e fiquei sorrindo como uma tremenda idiota aguardando ansiosamente o encontro...

[...]

Faltava apenas alguns minutos para que Mark Leviels chegasse. Eu aguardava ansiosa me checando uma última vez pelo espelho. Vesti um conjunto de croped e saia godê rosa chá e uma sandália de tiras finas, fiz um baby-liss nos cabelos e uma make marcada nos olhos. Coloquei um conjunto de joias bem delicados e apanhei minha bolsa de mão preta. Aprovada Srta. Scoot! Hoje você mata o Sr. Leviels. Pisquei para mim mesma no espelho e aguardei ansiosamente...

[...]

Para o meu desespero eu já aguardava a mais de uma hora. Eu andei de um lado a outro, hora checando o celular, hora checando a janela. Mandei mensagem para ele e nada... quando já passava das onze, me levantei do sofá novamente criando coragem, decidi ligar para ele e... nada. Bufei deitando no sofá de raiva. Mark Leviels furou o encontro. O pior, ele não manda mensagem, não me liga e nem me retorna... Será que ele só quis brincar comigo? Será que aconteceu algo? Meu Deus! Não sei o que pensar. O jeito que tem é eu aguardar por alguma notícia ou desculpa...

[...]

Aguardei tanto que quando dei por mim, acordei no sofá da minha sala e pra piorar vestida com o look de ontem e com o celular no rosto ansiando uma desculpa do Mark bem dada para furar dessa forma comigo. Me levantei e como estava esfomeada por não ter jantado ontem aguardando o tal jantar com Mark, acabei indo direto pra cozinha preparar um delicioso café da manhã só pra mim. Fiquei bastante pensativa e muito chateada com o que o Mark fez. Confesso que tentei ficar indiferente a isso. Mas era complicado, se fosse em outra situação eu nem me abalaria com isso, mas se tratando do sr. Leviels, as coisas mudam de figura. Terminei de tomar meu café sossegadamente. Arrumei minha cozinha e tomei um bom banho.

Depois do banho refletivo, coloquei um shortinho larguinho sem calcinha e uma regata sem sutiã. Sim! Eu amo ficar a vontade no meu humilde ap. Assim que terminei de pentear o cabelo a campainha soou. Bufei irritada e impaciente, depois desse enorme bolo em que levei, eu não estava afim de conversar com nenhum vizinho chato. Apanhei o molho de chave e a campainha tocou novamente.

– já vai! – respondi exasperada. Assim que abri a porta senti meu peito bater com força querendo sair da órbita. Mark Leviels estava em minha porta vestido casualmente sem deixar de ser elegante e ainda com um lindo buquê de rosas amarelas. Mark parecia visivelmente nervoso. Não era pra menos, eu estava bastante chateada com sua atitude na noite anterior. Olhei para ele tentando me manter a mais segura possível. Mark direcionou o buque para mim e com a outra mão ele arrumou seus óculos.

– Trouxe essas flores para lhe pedir perdão pela minha má conduta ontem... me perdoe? Suspirei o encarando enquanto ele me fitava com seus olhos aflitos...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...