História Is it love Matt - Capítulo 45


Escrita por:

Postado
Categorias Is It Love?
Personagens Matt
Tags Amor, Daryl, Energia, Jogo, Love, Matt, Minegame, Ortega, Romance
Visualizações 327
Palavras 1.439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente novo capitulo, espero que gostem porque cenas hots são bem complicadas de escrever.... sem mais delongas e uma boa leitura.

Capítulo 45 - Nossa Noite


Fanfic / Fanfiction Is it love Matt - Capítulo 45 - Nossa Noite

Manuella

 

Espero ansiosa pela chegada do meu moreno, pego meu celular de 2 em 2 minutos para ver se tem mensagens dele, mas nada.

Não sei de devo ligar, acho que vou parecer bem desesperada se fizer isso, mas que se foda vou ligar mesmo, na ultima mensagem ele disse que já estava vindo.

Clico em seu contato e ligo, está chamando depois de 3 toques o Matt atende.

- Oi

- Matt?

- Sim meu anjo?

Sua voz é suave e tranquila.

- Onde você está?

- Bem na sua porta, gostaria muito que fizesse a gentileza de abri-la.

- Mas já está aberta.

- Aberta sério? Ta ficando maluca?

Matt diz abrindo a porta e se colocando para dentro da minha sala ele esconde algo atrás da suas costas mas consigo ver uma flor, e um sorriso aparece no meu rosto, sério? Como ele pode ser tão lindo?

Eu sou literalmente a mulher mais apaixonada do mundo.

Ele fica na minha frente, e me olha da cabeça aos pés.

- Então você estava falando sério, é artilharia pesada mesmo?

- Do que você está falando?

Coloco minhas mãos na cintura, e faço cara de mal entendida.

- Essa roupa aí

Ele diz mordiscando os lábios me olhando intensamente.

- O que tem ela?

Me aproximo mas dele, e estamos cara a cara, olhos nos olhos.

- Golpe baixo esse.

Ele coloca sua mão vazia em volta da minha cintura, e eu sorrio maliciosamente como resposta.

- Você me deixa louco sabia?

Ele diz respirando como se tivesse corrido uma maratona de tão ofegante.

Ele fecha os olhos e se aproxima seus lábios dos meus lentamente, sinto seu perfume excitante, seu hálito maravilhoso, mas recuo e mim afasto na intensão de provoca-lo.

Ele abre os olhos novamente e estou eu a sua frente com braços cruzados e sorriso debochado no rosto.

- Você é maldosa.

Ele sorri fazendo sinal de negação com a cabeça. O que me faz sorrir ainda mais.

Ele tira a mão que estava em suas costas e põe a minha frente.

Posso ver finalmente as rosas, que são igualzinha as que tem no jardim do prédio.

- Não te apanharam roubando essas rosas? A síndica ainda vai te pegar você vai ver.

Recebo as flores e as coloca em um vaso na cozinha, sinto braços segundando minha cintura e fecho os olhos.

Não pensei que seria possível me sentir tão viva novamente, seu toque e tão bom, e eu percebo que não preciso de calmaria para viver, eu preciso do Matt, é isso que eu preciso, é isso que eu quero, os dias sem ele parece tão cinza, os dias com ele são tão coloridos, e nada tem cor sem ele.

Ele beija meu pescoço e sussurra em meu ouvido.

- O que você está pensando?

Abro os olhos me despertando dos meus pensamento, colo minhas mãos acima das mãos do Matt, e me viro para ele.

- De como me sinto feliz ao seu lado.

- Eu também sinto a mesma coisa sabia? eu sou uma ótima pessoa, trago felicidade as outras.

Ele diz com seu natural ar de convencimento.

- Eu senti saudades disso também.

Digo sorrindo carinhosamente.

- Não como eu sentir princesa.

Nossos lábios se encontram e nossas línguas se movem suavemente, é como se ele quisesse mostrar quanto carinho ele sente por mim, seu beijo  é apaixonado gostoso, leve, suave é o melhor beijo de toda a minha vida. Não é um beijo de tesão, não é só um beijo de desejo carnal apensa, é um beijo que trás sentimento, os mesmos que as palavras não são capazes de demonstrar.

- Temos que conversar Matt, sobre os últimos acontecimentos.

Digo me afastando um pouco

- Sim, realmente temos.

Ele acena positivamente.

- Mas não agora princesa.

Ele segura minha mão e me guia até o sofá.

Matt se senta e me coloca sentada entre suas pernas, ele me abraça de costas, e essa sensação em faz sentir a pessoa mas amada e segura do mundo.

- Agora eu só preciso de você.

Ele coloca seu pescoço acima do meu ombro, passa suavemente seu nariz sobre meu pescoço, esse toque me arrepia da cabeça aos pés.

Seus lábios beijam meu ombro nu, e sinto um arrepio em minha região intima, tento aperta-la juntando as pernas para conter a gostosa sensação que sinto, me inclino para trás e sinto o membro já duro pressionando contra minhas cotas e dou um gemido um pouco contido.

- Aaaah

- Eu não aguento mais vem.

Ele se levanta do sofá e me puxa e me arrasta até meu quarto.

Me deito na cama, enquanto Matt tira sua camisa e joga no chão se coloca entre minhas pernas e beija meus lábios novamente, mas dessa vez é diferente sinto mais desejo e intensidade em nossos beijos.

Sua língua passeia pelos meus lábios e se enrola a minha sem a menor cerimônia, Suas mãos passam pelos meus cabelos.

Ele move seus lábios para meu pescoço e o chupa com desejo, uma mão sua vai até minha blusa e a levanta. Meus seios saltam para fora, ele tira a blusa beija e chupa meios seios, suas mãos vão em direção a minha saia e a levanta.

Ele para e observa atentamente meu corpo quase nu.

- Quanta saudades eu senti amor.

Mordisco meus lábios para conter um pouco o desejo que sinto.

Matt afasta minha calcinha vermelha para o lado e penetra seu dedo em minha região molhada e eu gemo de excitação.

- Aaaaaah Matt.

Ele faz movimentos de entradas e saídas com o dedo e com o polegar massageia meu clitóris, me fazendo delirar.

Ele tira sua calça e se coloca entre minhas pernas novamente penetrando seu membro em mim, sinto um leve arrepio de prazer.

Ele entra e sai de mim, coloco minhas mãos em suas costas, e ele as tira imediatamente e as prende contra a cabeceira da cama, ele beija meus lábios enquanto entra e sai de mim, em rápidos movimentos muito prazerosos.

- Aah Caralh.. quanta saudade eu senti de você.

Matt fala entre o beijo.

Se movimentando com ainda mais força durante um bom tempo até que sinto ele gozar dentro de mim.

Ele se deita ao meu lado, parece cansado mas eu ainda preciso de mais.

Subo em cima dele e seu membro me penetra, eu inicio movimentos de subir e descer contra ele, acelero e vejo Matt morder seus lábios de tesão, ele da uma palmada forte na minha bunda e sei que vai ficar vermelho, mas é tão bom, quero mais, gemo e Matt continua dando tapas em minha bundo enquanto me movimento intensamente em seu membro e ele fecha os olhos e geme.

- Aaaaaaaah deliciosa.

Rebolo em seu membro enquanto subo e desço nele, acelero meu ritimo e Matt geme muito, fecha seus olhos e pressiona a cabeça forte contra o travesseiro e diz

- Isso, assim meu amor, você é muito gostosa caramba Manu!

Tremores tomam conta do meu corpo, e muito tesão, estou perdida em estase e movimento tão rápido, minha respiração se intensifica e eu gemo muito alto.

- Aaaaaaaaaaaaaaaah

Chego ao meu clímax, Matt beija meus lábios e me tira de cima dele me posiciona de quatro e me penetra novamente, ele faz rápidos e intensos movimentos de entrada e saída, uma mão segura minha mão enquanto a outra puxa meu cabelo e eu grito de desejo.

- Aaaaahh

Matt da tapas intenso em minha bunda, sinto ele perder todo seu controle, enquanto me penetra com força, pega em mus seio e o aperta com força, sem seguida com apensa uma mão me puxa para minhas costas baterem em seu abdome, me convidando a ficar de joelhos na cama como ele, ele continua me penetrando mas agora enquanto me penetra com intensidade, ele coloca um dedo na minha boca e eu o chupo, ele tira dedo da minha boca e os coloca em minha região, massageando meu clitóris e eu gemo excitada ao máximo, no fim acabamos chegando lá juntos.

Matt deita de peito para cima e eu me aconchego contra ele apoiando minha cabeça em seu peitoral maravilhoso, estamos exaustos.

- Amor?

Matt diz enquanto fecho meus olhos e me sinto confortável ao seu lado.

- Huum?

Respondo em um quase sussurro.

- Eu te amo.

- O que?

Digo abrindo meus olhos ligeiramente, e encarando o Matt.

- Eu te amo muito.

- Eu que te amo Matt, mais que tudo.

Ele passa carinhosamente suas mão eu meus cabelos, e eu fecho os olhos novamente e nós acabamos dormindo.


Notas Finais


Capítulos de segunda a sábado, um por dia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...