História Jogo do Destino - Is it Love Owen - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Is It Love?
Personagens Adam
Tags Adam, Amor, Cartercorp, Drama, Isitlove, Owen, Revelaçoes, Romance
Visualizações 34
Palavras 1.904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é a minha primeira Fic, espero que gostem.
Beijinhos :*


Obs: o look da foto é o que a Lily usou no show

Capítulo 1 - Aquele do show


Fanfic / Fanfiction Jogo do Destino - Is it Love Owen - Capítulo 1 - Aquele do show


Mais um dia havia iniciado, a rotina seguiria igual se não fosse por Matt e Lisa.
Hoje completa 1 ano desde minha mudança para Nova York, não sei exatamente se tenho o que comemorar.
Sinto falta da minha família e da minha vida no Brasil, e tudo que deixei para recomeçar, olho para o espelho e vejo meu semblante mal humorado. - Tenho que ser menos mal agradecida com a vida. - digo a mim mesma diante do espelho.

Por mais que tudo de ruim que tenha acontecido eu tenho uma vida boa, rapidamente  me refiz na cidade que nunca dorme, estou em um ótimo emprego…


-Tenho que comemorar o fato de ter feito bons amigos e de ter uma boa vida! - Mentalizo, não posso deixar o pessimismo me tomar.

Termino de me arrumar, já estou pronta para mais um dia de trabalho.

Chego na Carter Corp e cumprimento Lisa que trabalha na recepção.

-Bom dia, Lis !

-Bom dia, Lily. Tudo certo pra mais tarde, né? - Lisa me pergunta fazendo uma cara animada.

-Depois de muito dialogar comigo na frente do espelho, sim, eu vou.- Digo sorrindo pra minha amiga.

-Ah que ótimo, porque eu e o Matt já estávamos bolando um plano para te convencer. Você nos poupou de ter mais trabalho com você - Lisa ri aliviada.

-Mas bem que você podia ter feito o Matt escolher uma opção melhor, né? Logo um show de Metal ? - franzo a testa não disfarçando minha chateação

-Ah Lily, não vai ser a noite toda, a banda é aquela do Colin, e depois do show vai ser Dj, o Dj de lá é um dos melhores de NY. - Lisa faz quase um beicinho enquanto fala.

- Ok, tudo bem. Acho que não vai fazer tão mal assim conhecer a banda do Colin, bom, tenho que subir faltam só 10 minutos pro meu horário de trabalho e daqui a pouco o Gabriel chega.

-Vai lá então, até mais. -Lisa me manda um beijo no ar e o telefone da recepção  começa a tocar, fazendo com que ela desvie a atenção de mim.


Logo depois de chegar no andar onde trabalho, Matt chega esbaforido.

-Bom dia gata.- ele diz lançando seu sorriso colgate.

-Bom dia Matt. Nossa hoje você correu mesmo pra não se atrasar - observo rindo do suor em sua testa.

-Não podia me atrasar, logo hoje que vamos sair, não podia correr o risco do Gabriel me colocar para compensar as horas.- ele coloca o capacete da  moto na mesa e se ajeita em seu lugar.

-Como eu sou uma pessoa muito legal, vou até pegar um café pra você, aceita?

-Você sabe que de você, aceito tudo- Matt pisca o olho pra mim.

-Cuidado com suas palavras Matt, posso acabar testando meus golpes novos de Krav Maga- zombo dele

-Assim não gata- Matt coloca a mão no peito como se eu o estivesse causando dor- só quero amor.

-Ai Matt, só eu mesmo pra te aturar.- falo rindo e dou as costas indo em direção a cafeteria da empresa.

-Vejo que já estão bem animados tão cedo, com certeza o projeto da marca de refrigerantes que pedi a vocês será entregue hoje, no prazo. -Gabriel diz, cortando nossa conversa.

- Bom dia Gabriel. - digo - Na verdade já está finalizado, eu e Matt finalizamos ontem só estamos aguardando chegar a impressão para que você possa avaliar.- Sorrio como quem diz  “ por essa você não esperava”.

Gabriel fica um pouco desconcertado - Ah sim, que bom - ele passa a mão em seus cabelos.

-Bom, vou aqui na cafeteria.-Dou um olhar rápido ao Matt, que está disfarçando a satisfação na resposta dei ao nosso chefe,e saio com um sorriso vitorioso.

Tem sido complicado lidar com o Gabriel, ele é um cara que sabe muito na área de publicidade, mas é tão imprevisível no modo que trata os funcionários. Me sinto quase sempre pisando em ovos quando preciso falar com ele. Uma pena ele ser tão bonito mas tão babaca desnecessariamente.

Volto com o café do Matt, perdida em meus pensamentos. 

 

- Um dolár por seus pensamentos - Matt diz me tirando da minha nuvem.

-Ah, foi mal.- entrego o café - Estava aqui pensando sobre o Gabriel, como ele age tão desnecessariamente com a gente.

-Na outra agência que trabalhei também lidava com um chefe assim, acho que o problema é o ego inflado que eles costumam ter.

-Isso é verdade, o ego inflado na nossa área é um problema - assopro meu café - uma pena ele ser tão bonito.

-Como assim ? -Matt pergunta indignado

-Ué, ele é muito bonito, mas é um babaca, é isso.- dou de ombros
 

-Ah fala sério.

- Que foi Matt, está com ciúme ? - seguro o riso enquanto olho pra ele

 

-Ele com aquela cara genérica dele, sem graça. Só porque é loiro ,e tem o queixo partido ?

-E tem aquelas covinhas também…- faço uma cara maldosa de desejo.- Mas Matt até que você está prestando bastante atenção nele …- falo e começo a rir

-Dá um tempo Lily! Até porque se eu gostasse de homens merecia algo bem melhor!

Eu começo a rir alto, Matt não aguenta e começa a rir também.

- Acho melhor  pararmos de rir porque o Gabriel começou a olhar feio pra gente- digo tentando me recompor - vou ligar pro setor gráfico e saber se já imprimiram a campanha publicitária.


O dia segue com normalidade, Gabriel entrega mais duas campanhas, e eu acabo pedindo o almoço na empresa, para não perder tempo.

Às 18h saímos da Carter, ainda vou em casa para me arrumar, assim como Lisa. Matt vai na frente junto com o Colin, pois ele já conhece toda a banda.

Chegando em casa, coloco logo comida para meu gato que não para de miar desesperado e corro pro quarto para escolher uma roupa.
Já que é um show de metal, melhor eu ir de preto, mesmo não sendo o que eu curto, melhor eu me misturar fácil com o público. Escolho por uma saia preta justa, dois palmos acima do joelho, coloquei um sutiã de renda preto e uma blusa tule transparente preta, deixando todo meu sutiã amostra,peguei minha bota preta tipo coturno. Pra finalizar fiz uma make leve e coloquei o meu batom vermelho favorito.



Assim que cheguei na porta do local, liguei pra Lisa. O local parecia ser meio alternativo, parecia um galpão.


-Alô, Lisa. Você já chegou ?

- Não Lily, to descendo do táxi agora.

Ela se aproxima, como sempre minha amiga está um arraso. Seus olhos azuis ganham destaque pela sua make mais Rock in roll, ela está com um vestido preto justo , uma jaqueta preta e saltos.

- Amiga, vamos entrar que o Matt já está lá dentro.- digo pegando na mão da Lis e a levando em direção a entrada da casa de show.

Entramos, e a banda ainda não está no palco, o público está bebendo e conversando.

-É amiga, pra quem disse que não queria vir ao show, até que você está vestida a caráter.- Lisa diz enquanto analisa o público.

-Eu gosto de rock, e dessa vibe. Só não gosto de Metal, é diferente.

Enquanto conversamos, Matt aparece com duas cervejas - Vi vocês de longe, imaginei que iriam gostar de uma bebida.

- Obrigada Matt. E o Colin, onde está ?

- Ele está no camarim, a banda já vai começar o show. Vamos lá pra frente.

- Olha, eu prefiro ficar aqui atrás, próximo ao bar. Você sabe que eu não conheço a banda e nem curto muito, estou  aqui mais por vocês e pelo Dj depois.- falo fazendo beicinho, pro Matt não insistir.

-Tá, tudo bem.- ele diz cansado demais para insistir- E você Lis ?

-Eu não vou deixar a Lily sozinha, Matt.

-Olha vocês duas… tudo bem, vou logo garantir meu lugar lá na frente perto das groupies pra poder analisar o terreno hoje- ele dá uma piscadela.

-Aff Matt, vai, vai sim.- eu digo enquanto Lisa empurra o Matt.


Nos recostamos no bar, com nossas cervejas, as luzes do palco se apagam indicando que o show vai começar. Quando as luzes se acendem os três integrantes já estão em seus lugares: Colin no vocal e guitarra, uma mulher a sua direita com o baixo, e atrás o baterista.
Por mais que o som não seja o meu tipo, Colin sabe dominar o palco, não se parece em nada com o cara do TI que mal abre a boca. A baixista também manda muito bem, e está o show todo com uma cara fechada como se ela se alimentasse de ódio, eu não consigo ter uma boa visão do baterista, mas ele parece cumprir bem seu papel.

O show não demora muito, cerca de uma hora de show, a banda agradece e sai do palco.
Matt vem em nossa direção - Vamos pro camarim, pra eu apresentar a banda a vocês, depois podemos beber com eles! - Matt é pura animação.

No camarim, vejo as várias groupies que o Matt comentou,a maioria delas rodeia o Colin, que sorri como se fosse um rei no meio delas. Dóris se mantém de cara fechada, ela parece olhar para Colin e as groupies  e o baterista Adam está de costas para nós com outras três fãs.
Faço um aceno de cabeça para Colin que está muito entretido com suas fãs para vir falar.

Matt nos apresenta a Doris que manda na lata - Ah que ótimo, mais duas groupies! -

Eu e Lisa nos entreolhamos e eu não me calo - Seu show foi muito bom, mas com todo respeito eu nem conhecia a banda de vocês, quanto mais ser uma groupie! - Matt passa a mão nos cabelos e ri sem graça, Dóris não esperava minha resposta direta e desfaz um pouco o rosto fechado.

Matt, vai em direção ao Adam que se vira para cumprimentá-lo, e quando eu o vejo não consigo acreditar. Não, não pode ser! Eu me sinto num filme em câmera lenta, enquanto eles se falam e eu vejo quem é Adam ,um rosto tão familiar mas uma pessoa que se tornou um estranho pra mim, não consigo acreditar. Quando o olhar de Adam cruza o meu, vejo a surpresa passar em seus olhos, mas logo ele mantém a pose e sorri.

-Então essas são suas amigas, Matt ?- Eu não consigo acreditar em quão dissimulado ele consegue ser, eu vou explodir de raiva. Ele dá um beijo no rosto da Lisa e vem me minha direção.

-Oi docinho.- ele diz perto do meu ouvido.

-Eu não acredito que você tem essa cara de pau! - meu olhar é de surpresa misturado com ódio - Então agora seu nome é Adam!- eu começo a me exaltar

-Calma, fala mais baixo. Vamos conversar a sós, vamos…- ele coloca a mão em meu cotovelo tentando me guiar.

- O único lugar que eu quero que você vá, é a merda! - eu digo me desvencilhando de sua mão.

Matt e Lisa não entendem nada, enquanto eu saio do camarim. Vou embora tão rápido que nenhum dos dois consegue me alcançar, entro no primeiro táxi que eu vejo.

- Quero ir ao Starlite. - o motorista assente e acelera.


Notas Finais


Me desculpem se ficou muito grande o primeiro capítulo, é que eu me empolguei rsrs
Se puderem comentem pra eu saber o que estão achando.
Até o próximo capítulo! ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...