1. Spirit Fanfics >
  2. Is it love ? Ryan a proposta >
  3. Coração indomável!

História Is it love ? Ryan a proposta - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite

Boa leitura 🌹

Capítulo 43 - Coração indomável!


Fanfic / Fanfiction Is it love ? Ryan a proposta - Capítulo 43 - Coração indomável!

POV-Ryan   

— Não me diga que ama o Marcelo?  Só porque tem dois filhos com ele,  Não significa que o ama Lúh. 

—  tá ficando maluco ? O pai dos meus filhos é voce seu idiota.

—  O quê  Lúh?  Eu... sou o pai dos seus filhos ?  

Meu coração acelerou. Lúh me olhava séria , lágrimas escorria por suas bochechas . Meu mundo  parou  ali,  levei as mãos a cabeça para tentar raciocinar o que havia acabado de ouvir . Eu era pai daquelas crianças,  meus filhos . 

—  porque você não me falou Lúh?  Porque não me falou antes ?

Lúh veio pra cima de mim e me deu  um tapão no rosto,  me fazendo virar a cara .

—  FOI VOCÊ QUE ME LARGOU,  ME DEIXOU SOZINHA.  VOCÊ NÃO TEM O DIREITO DE QUERER EXPLICAÇÃO.  FOI VOCÊ QUE ME DEIXOU AQUI SOZINHA SEM PERSPECTIVA SEM NADA .NÃO SE IMPORTOU EM NUNHUM ISTANTE .

—  Lúh...eu não sabia !

—  ia fazer diferença pra você? 

—  claro que ia meu amor.  Eu me arrependo tanto de ter deixado você para aquele tal de fernando .

Esfreguei as mãos nos bolsos do jeans nervoso.  E comecei a contar a conversa que me fez partir naquela noite . Contei sobre meu desespero em saber que ela amava outro. 

—  você é um idiota!  Ryan,  um completo idiota. Então você deduziu que eu não te amava por ouvir metade de uma conversa entre mim e a Lisa?

Balancei a cabeça em positivo.

—  sim .

Lúh enxugou as lágrimas e me deu as costas .

— sabe o que você é Ryan?  Um moleque idiota . Por culpa sua meus filhos nasceram sem um pai , por culpa sua eu tive que me virar para criar sozinha duas crianças.  Você não sabe a dor que me causa todas as vezes que a Laura e o Heitor pergunta porque ele não tem pais de verdade igual as outras crianças. 

Lúh começou a chorar e eu também, por ter feito tanto mau a ela . E ter feito meus filhos sofrer . 

—  sabe porque ele chama os teus amigos de pais ? Porque eles sim foram pais presentes na vida dessas crianças,  eles acamparam tudo ... minha gravidez,  cada etapa da vida deles , viram o primeiro dentinho nascer , ajudavam quando eles tinham cólicas,  participaram do primeiro aniversário,  do batismo de tudo . Enquanto você dava um de solteiro por ali .

Sentei no sofá detonado,  não conseguia parar de chorar.  O que mais me doía  em tudo era ver a mágoa da Lúh, e saber que eu perdir um tempo preciso com meus filhos que não vai voltar mais.  Nunca mais !

—  eu nunca mais fiquei com ninguém Lúh. Eu não estava dando uma  de solteiro.

—  Eu não quero saber Ryan.  Vai embora me deixa em paz . Agora já é muito tarde pra tudo,  inclusive pra ter essa conversa .

Lúh caminhou em direção a porta e abriu para eu sair . Fiquei de pé a olhando , enxuguei os olhos .

— me deixa ver eles por favor? 

Ela relutou porém eu insistir.  Lúh saiu andando em direção a um quarto eu deduzi que devia acompanha-lá.  Chegamos a um corredor ela abriu o quarto e pude ver o meu filho dormindo.  Meu coração começou a acelerar rapidamente o quartinho dele era cheio de brinquedos especialmente de dinossauro.  Ajoelhei ao pé da cama , e acariciei de leve sua mãozinha não me segurei comecei a chorar . Lúh estava o tempo toda na porta de braços cruzados,  Eu dei um beijo na sua cabeça e falei baixinho:

— filho ! Meu filhinho me perdoa por tudo . Eu prometo a partir de agora eu vou ser presente na sua vida .

Levantei enxugando  as lágrimas,  levantei o olhar para Lúh,  Ela fechou a porta e foi até o outro quarto assim que abriu eu pode ver que ali dormia uma princesa.  Laurinha se perdia no meio de seus ursinhos de pelúcia que ficava sobre a cama ela agarrava especialmente um de unicórnio.  

 —  minha princesinha. 

Fechei os olhos quando senti sua mãozinha apertar meu polegar .  Dei um beijinho e tentei segurar o choro , beijei sua bochecha e levantei andando em direção a porta . Lúh fecho a mesma e cruzou os braços ao deixar o corredor. 

— eles são lindos. 

Falei porém ela não estava afim de falar comigo . Lúh apontou para a porta me mandando ir embora,  o problema é que eu não queria sair dali . Queria  ficar com ela e ver meus filhos acordar,  queria falar pra eles que eu sou o pai de verdade .

— Lúh?  

Ela ficou  me encarando, parecia cansada e o pior que o motivo de  toda sua exaustão era eu. 

 — vai embora ta tarde e eu quero dormir! 

Falou seca .

— eu posso vim amanhã? Eu quero que eles saibam que eu sou o pai deles . 

— pra você tudo é tão fácil né , Ryan ? Você não vai chegar aqui duma hora pra outra e confudir a cabeça dos meus filhos,  iludir eles que tem um pai e depois sumir de novo.  Eu não vou permitir que você faça eles sofrerem está me ouvido?  

— eu não vou sumir!   Tudo que eu quero é ficar com você Lúh,  e as crianças  . Eu quero você Lúh! 

Me aproximei dela eu estava quase encostando a mão no seu rosto,  porém ela sai de perto de mim .

— não se engane Ryan. Se eu deixei você entrar nessa casa foi só pra ver eles . Não criei nenhuma expectativa em relação  à mim,  não crie. Porque você já me perdeu a muito tempo .

Sai do apartamento da Lúh com a pior sensação do mundo o desprezo. Virei a noite em claro,  não consegui dormir.  As palavras de Lúh me torturava , a revolta dentro de mim por eu ter sido um idiota só crescia.  E como que eu tinha tudo e acabei ficando sem nada ? 

— senhor?  

— han? 

A empregada apareceu na minha frente me encarando .

— o senhor dormiu nesse sofá? Não quer subir pra cama é mais confortável! 

 — não.

 olhei meu relógio já iam dar sete horas eu tenho que ir na casa da Lúh. 

— eu só vou tomar um banho tenho que sair .

— mais senhor e o café a mesa já está posta .

— eu tou sem fome.  

                        ******

POV-Lúh 

Enquanto tomava o café da manhã com as crianças ,minha cabeça não parava de martelar sobre ontem . Eu não ia perdoar Ryan isso era fato , mas eles não tem culpa de nada e não seria justo afasta-lo do pai por um egoísmo meu .

— mamãe pega .

Laurinha colocou um pedação de torrada na minha boca .

— você não comeu nada ainda .

E me olhou preocupada , eu sorri pelo seu jeitinho atenciosa    .

— meu amor a mamãe não está com  fome .

— eu quelo mais !

Heitor exigiu atenção apontando para a tigela vazia do seu leite com cereal. Eu sorri , e coloquei mais pra ele . Quando ia levando minha xícara de café a boca , escultei a campainha tocar . Deixei as crianças terminarem de comer e fui ver quem era .

— Ryan ? 

Respirei fundo,  ele me encarava com presentes nas mãos. 

— eu vim ver as crianças e trouxe pra elas . Eu quero me aproximar Lúh , e não sei como.  Resolvir comprar brinquedos toda criança gosta. 

— toda criança gosta de ser amada ! De um pai presente é só isso Ryan , o resto é apenas um complemento .

Respirei fundo. Então Heitor e Laurinha viram ele e correu pra porta .

— presente?  

Heitor falou apontando o dedinho para a grande caixa que Ryan tinha na mão. 

— sim , eu trouxe presentes querem ver ? 

— sim...

As crianças começaram a pular alegremente . Eu fui guardar as coisas do café da manhã,  usei essa desculpas pra não está perto do Ryan.  Quando pegava minha bolsa e a mochila das crianças para sairmos , Heitor veio correndo em minha direção pra me mostrar o brinquedo. 

— olha mamãe  o que eu ganhei .

Ele pulou dando risadinhas,  o dinossauro era enorme quase do tamanho dele .

— uau... Você gostou filho ?

— sim... 

E correu para a sala de novo . Eu fui até eles onde Ryan segurava Laurinha no colo , ela estava com um unicórnio da cor rosa nos braços , e falava algo no ouvido do Ryan que sorria e apontava pra mim .

— então tá na hora das crianças ir pra escola. 

Falei o encarando. Ryan tirou Laurinha do colo e levantou .

— Laurinha , Heitor eu posso vim aqui de novo pra gente brincar com seus brinquedos?  

— sim , eu quelo .

Heitor foi abraçar ele que o pegou nos braços .

— eu também quelo.

Laurinha  deu os bracinhos Ryan pegou ela também,  e  fez uma careta rindo para as crianças. 

 — eita vocês são pesados.  Aiai.. .aí...ai...  eu não posso com os dois ao mesmo tempo. 

As crianças caíram na risada . Ryan me encarou por alguns instantes e as deixou no chão novamente . Ele fez questão de acompanhar  até a escolinha,  e no meio do caminho de volta fez questão de me levar até a Costecor . É claro que tentou puxar conversa. 

— hoje vai ser a confraternização na Carter,  devido a troca de presidente . Enfim eu finalmente irei assumir a presidência,  Eu queria muito que você fosse . 

— parabéns pela sua conquista. 

E foi tudo que consegui falar perante a situação.

                      ******

POV-Ryan 

Dei o primeiro passo com as crianças,  não vejo a hora de falar que eu sou o pai deles . Hoje me segurei pra não contar,  porém ia ficar muito confuso e eu primeiro quero ganhar a confiança deles .

Lúh como sempre me tratando com quatro pedras nas mãos,  e eu mereço eu sei . Tudo que eu queria é que fossemos uma família de verdade só isso. 

Ao chegar na Carter inúmeros fotógrafos começam a soltar seus flash,  repórteres querendo  uma palavrinha minha,  convidados querendo atenção ,e eu varria o térreo da Carter à procura de uma única pessoa . 

— parabéns Ryan ! 

Mark me cumprimentou assim que me viu,  Eu sorrir por ver um rosto amigo ali comigo .

— obrigada meu amigo .

— Marcelo vai vim daqui a pouco com meus pais .Mesmo você ter feito merda cara somos amigos e não podíamos deixar de te prestigiar nessa conquista. Ah... o Drogo também vem .

Sorri . 

— obrigado !

Depois de falar com alguns sócios,  dar alguma entrevistas para revistas, eu peguei uma taça de champanhe e fui até uma pessoa com um misto de esperança. 

— Lisa ? 

A loira estava na mesinha de canapes com aquele roqueiro metido a pop star, e uma garota. 

— oi Ryan . Quero dizer chefe!  Parabéns! 

Me cumprimentou seca .

— a Lúh veio ? 

Me ouvi dizer. Meu coração batucava no peito á espera da resposta . A loira engoliu o último canape das mãos e estalou a língua. 

— não,  ela não veio Ryan. 

Enguli em seco . E tudo que eu fiz , tudo que conquistei não era nada sem ela comigo. A perdi de vez .


 

 






 

  

    

    

 

    



Notas Finais


A Lúh voltou a ser como era antes ( nos primeiros capítulos) , e vai ser difícil domar o coração dela .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...