1. Spirit Fanfics >
  2. Is It Love? Ryan Carter - The Blow >
  3. Capítulo 6

História Is It Love? Ryan Carter - The Blow - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


~Boa Leitura~

Capítulo 6 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction Is It Love? Ryan Carter - The Blow - Capítulo 6 - Capítulo 6

Tudo está uma verdadeira correria. Não estou conseguindo dar conta. Já estou cansada das inúmeras reclamações da Bridget Ellis, minha colega de trabalho.

Hoje mais cedo, bem cedo, Ryan passou e nos cumprimentou. Ele estava lindo em seu terno de grife, seus olhos azuis acinzentados percorreram por cada uma de nós. Pude ver um vislumbre de malícia quando seu olhar segurou o meu. O homem é gostoso pra cacete.

— Gutierrez, você já assinou o formulário VI? — Bridget pergunta enquanto clica freneticamente em seu teclado.

— Sim. — Pra sua surpresa ela para o que está fazendo e me olha. Tira o seu óculos de grau e me encara.

— Você terminou o formulário VI? Todinho ele? Assinalou cada pergunta? Fez a revisão, senhorita Gutierrez?

Ela está começando a me dar nos nervos. Sua implicância comigo cada vez aumenta e devo admitir que não sou muito paciente.

— Sim, senhorita Ellis. Eu fiz tudo isso. — Ela me dá um sorrisinho forçado e acena com a cabeça. Seus olhos verdes, tão afiados como uma adaga desvia do meu e mira em seu computador.

— Ótimo! — Ellis diz sem me olhar. Eu passo a mão em meu cabelo e suspiro baixinho. Vaca!

(...)

O andar está completamente vazio. O ambiente está calmo e silêncio, diferente de algumas horas atrás. Eu arrumo minhas coisas, o expediente já acabou. Bridget se despede de mim com um boa noite discreto; realmente eu não a entendo. Ela me trata como se eu fosse uma criancinha que não entendeu um pedido e logo mais tarde ela tenta ser amigável? O quê?

Eu meneio a cabeça e resolvo dar por encerrado esse assunto. Pelo menos por agora, porque neste exato momento eu tenho uma coisa pendente a resolver que se chama: Ryan Carter.

Eu ajeito minha saia lápis e saio de trás do balcão. Caminho com passos rápidos e confiante em direção a sua sala. Assim que paro em frente a uma enorme e potente porta eu respiro fundo e dou três batidinhas.

Silêncio...

Não ouço nada além de minha respiração um pouco errática. Bato novamente, mas nada.

Inferno! Na certa ele já saiu e eu nem ao menos vi ele passar. Merda! Mais um objetivo fracassado. Falhei de novo! Desse jeito eu não vou conseguir ir muito longe, só estarei desperdiçando meu tempo nesta empresa. Aposto que Logan já conseguiu bem mais que eu, na certa já está até dormindo com a mulher.

Esse pensamento me deixa com uma puta raiva. Eu cerro os punhos e saio dali rapidamente. Meus saltos ecoam no piso conforme caminho. Aperto freneticamente no botão do elevador para ele subir, como se fosse fazer o mesmo vir rapidamente. Bufo irritada.

Assim que ele chega eu entro e aperto no botão do térreo. Me encosto na parede fria do elevador e logo um sentimento de raiva é substituído pelo sentimento de solidão total. Eu estou completamente sozinha aqui nesta cidade tentando conseguir alguns milhões de dólares de um CEO jovem, lindo e inteligente. Que subiu os degraus da vida usando sua capacidade e conhecimento. Já eu? Pff, nem preciso falar nada.

Eu pego meu celular na bolsa para procurar um lugar que eu possa ir para encher a cara. Afinal, hoje é sexta-feira. Nas pesquisas oferecidas pelo meu servidor está mostrando um lugar bem popular pelos novaiorquinos, o nome é: Starlite. A maioria dos comentários são positivos e falam super bem dessa baladinha.

Algo me diz para não ir, eu posso perder a linha... De repente o elevador para e ouço o barulho das portas sendo abertas. Eu mantenho minha atenção no celular, não faço a mínima questão de ver quem é.

Enquanto isso fico me perguntando se vou ou não... Quer saber de uma coisa? Eu vou.

Um cheiro de uma fragrância cara de perfume atinge minhas narinas. Nossa, é tão bom. Pelo canto do olho eu consigo ver um sujeito de terno. Minha curiosidade logo é apurada e me obriga a olhar para cima.

De repente tudo escurece e o elevador faz uma parada seguida de um barulho como se estivesse perdendo as forças, e para.

O quê?

Eu tento iluminar com o meu celular, mas de repente só sinto ele vibrar e se apagar. Ah não, só pode ser brincadeira. Eu dou um sorriso irônico e meneio a cabeça. Parece ser coisa de filme; eu presa neste elevador na presença de um desconhecido.

Minha respiração começa a ficar descontrolada e meu coração bater descompassado quando ouço alguns passos se aproximando.


Notas Finais


Hmmmmmmmmmm

Já digo, próximos capítulos serão quentes. 🙊😈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...