História Is it love?Ryan Carter - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 122
Palavras 1.748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Agora e guerra!


Rebecca

Três dias se passaram April se mostrava cada vez mais uma garota adorável,mas isso é tão estranho do nada ela aparece...Bom talvez seja meu subconsciente se recusando a entender que ele tem uma filha com Megan.

Arrumo April adequadamente para a escola.

— Você tem muitos amigos April?— Pergunto.

— Sim,a sala toda.— Fala.

— Pronto— Término de fazer as tranças no seu cabelo liso.

— Obrigada ficou lindo!— April pega sua mochila depois sai do quarto.

Ryan já estava na empresa e hoje seria o dia em que eu voltaria a trabalhar Já estava morrendo de saudades da minha turma!

Coloco uma saia depois uma blusa preta de botões e um solto pretos,por último o cabelo resolvo deixar eles soltos.

— Está pronta?— Pergunto a April que estava sentada no sofá me esperando.

— Sim!vamos!

Alguns minutos depois deixo April na escola depois sigo para a empresa,assim que chego Lisa me chama até o balcão.

— Lisa!

— Becca!!Queria deixar claro que hoje temos aula de pole dance,viu?— Lisa fala.

— Nossa já estava me esquecendo Lisa! Obrigada por me lembrar.

— E amanhã show do Colin!Topa né?

Ia recusar pois Ryan tinha que ficar com a April mais acabo aceitando,ele sabe se cuida e cuidar dela.

— Sim vai ser bom!E o Thomas?como foi?como estão?

— Calma!Estamos indo devagar,mas ele é um amor! Tão carinhoso...— Lisa fala.

— Imagino...Adoro a ideia vocês dois juntos! 

— Também— Fala 

— E já transaram?— Pergunto.

— Mais você eh!... Ainda não, Sempre que começam os amassos a empregada liga avisando sobre as meninas pelo que entendi a Lucy tem problemas para dormir só Thomas que consegue por ela para dormir,e realmente um saco!e ele fica tão desconfortável quanto eu!

O celular da lisa começar a tocar.

— Thomas?— Pergunto.

— Quem dera...Frank,Esse cara é um pé no saco ele não entende que já acabou entre nós!

— Pois é amiga algumas coisas não saem como queremos,bom tenho que ir se não a bruxa já vem com os xingamentos!

— Que bruxa?

— Cassidy!

— A chefe do RH?

— A própria!

Abraço a Lisa então subo até o andar o 42° andar.

— Matthew lindinho!— Abraço ele.

— Princesa! Como foram suas férias?

— Estranha,mas foi simplesmente legal.

— Por que estranha?— Pergunto.

— Meu irmão reapareceu.

— Você tem um irmão?— Questiono.

— Sim,Daryl ele é um cara totalmente errado.

— Entendo...

— O que está fazendo aqui?— Ouço uma voz atrás de mim!claro a putinha!

— Vim dar um oi pro Matt!por que agora é proibido?

— Você é de outro setor, tratar-se de se dirigir a ele!— Ela me olha com nojo.

— Você não manda em mim!eu vou por conta própria não porque esta mandando!

Entro no Elevador as portas já iam se fechar mais alguém põe o braço antes de se fecharem as portas.

— Mark!— Falo,faz tempo que não nós vemos.

— E... Regina? não Renata espera Rebecca!— até que enfim.

— Exatamente!como vai?

— Voltamos ao trabalho hoje então...estou indo.

— Entendo...

O elevador para no ultimo andar, nós dois saímos do mesmo então seguimos direções diferentes.

Jossette

Luan estava tendo um cochilo depois do almoço,O patrão estava no trabalho a senhora estava como de costume no quarto trancafiada como se fosse um animal.Avisto as chaves dos quartos na mesa.

Pego devagar todas então subo rapidamente, abro a porta do quarto de Emilly.

Ela está na cama com sua camisola os braços estão roxos cobertos de hematomas.

— Senhora está bem?— Pergunto.

— Sim...saia daqui Jossette!Se Alguém te ver aqui...

— Não antes disso— Entrego uma das cópias das chaves do quarto ela que me olha perplexa— Nós vamos sair daqui eu prometo!— ela me abraça forte então ouvimos barulho de passos na escada e não era Luan.

Me escondo rapidamente debaixo da cama.

Consigo ver os pés de meu patrão,logo ele entra no quarto então trança a porta atrás dele que caminha até o banheiro.

— Ainda está acordada?— Pergunta.

— Sim...estava te esperando! Como foi o trabalho?— Emilly pergunta.

— O mesmo de sempre!Sem notícias de Rebecca ou Enrick?

— Não,eu não posso usar meu celular!

— Não começa Emilly!Estou com a cabeça cheia, não estou com um bom humor... Preciso que ligue para Rebecca!Chame ela você já sabe o motivo.

— Eu não irei chamar minha filha!— Emilly fala rígida.

— Você o que?

— Não irei chamar Rebecca!Ela merece ser feliz longe de você!

Logo os passos de meu patrão chegam cada vez mais perto da cama, Ouço perfeitamente o tapa na cara que Emilly levou logo o patrão sobre em cima dela é continua batendo em seu rosto,ela chora, grita mas ninguém ouve a não ser eu


Ponho a mão na boca e fecho os olhos,era triste ouvir aquilo.

Logo o patrão se levanta de Emilly.

— Na próxima vez te mato vadia do caralho!— Ele grita então vai ao banheiro 

Saio debaixo da cama e olho Emilly ela está cortada machucada, coberta de sangue.

—Senhora...

— obrigada pela chave irei usá-la mas apenas com sua ajuda.

Assenti então saio do seu quarto percebo que Luan não está mais dormindo então coloco as chaves no chão debaixo da mesa um pouco escondida depois vou para a pia começam a lavar a louça.

— Viu minhas chaves Josse!?—Luan aparece olhando em todos os lugares.

— Não vi! Acabei de chegar das compras.

Ele olha debaixo da mesa.

— Estão aqui,ainda bem que encontrei elas!— Ingênuo...

Emilly

Mikael estava no closet se preparando para sair de novo, Mais ele sai e me olha ainda deitada na cama.

— Oh Emilly como eu amo tanto você...— Ele se senta ao meu lado depois segura firme meu queixo— Mas minha ambição e muito maior!— Ele solta meu queixo com força— Por isso irá me ajudar! Ligue para Rebecca! Traga aqui!

— Não vou!Ela tem o direito de ser feliz!— Outro tapa surge no meu rosto.Mikael segura com força os meus cabelos.— Me solta está me machucando Mikael!

— Quem manda nessa porra sou eu! Você faz o que eu mando!Caso ao contrário eu faço sua linda filha de prisioneira também te garanto sua filha e uma tentação!

— Você e um monstro!Tirou a chance da minha filha escolher com quem e seria sua primeira vez!Eu te odeio por isso!

— Então faça o que eu disse! Aliás,Todos perdem a virgindade um dia eu só adiantei para o lado de sua filhinha.

— Mesmo se eu fizer! Você vai continuar atrás dos meus filhos!E depois até me matar!

— Eu nunca vou matar você querida,nem você e nem Enrick ele sim e meu filho...

— Estupido!

— Está dado o recado cabe a você escolher.

Não posso fazer isso com a Becca, simples não posso!

Rebecca

— Você está ficando bom...— Falo enquanto arranho as costas de Ryan.

— Eu já nasci bom!— Ele rio enquanto me beija.idiota pior que e verdade.

— Pai preciso ir a esse parque!E muito divertido...Aí meu Deus!— April entra no quarto sem permissão assim que nós ve ela cobre os olhos.Nos levantamos e arrumamos as roupas.

— Já disse mil vezes bata antes de entrar.— Ryan fala.

— Desculpa...mas e que eu tinha que contar!

— Sobre o que?— Pergunto.

— Isso!E um parque de diversões e eu queria comemorar meu aniversário de 10 anos lá! Vamos vai ser divertido!

— Realmente parece uma boa ideia— Falo.

— Eu não vou poder ir,sinto muito.

— Como assim?— Pergunto.

— Tenho uma reunião em Boston neste dia ela não pode ser remarcada ou adiada.

— April querida pode nos deixamos a sós?

— Tabom— Ela sai 

— Ryan e o aniversário da sua filha! Você tem que ir!— Falo.

— E trabalho, Não foi minha escolha seria totalmente anti profissional eu desmarcar uma reunião que está programada a mais de meses!Lamento pela April.

— Mais um aniversário sem um pai! parabéns Ryan,Eu nunca tive um pai que me amasse me protegesse ou que simplesmente me respeitava eu tive um covarde dentro de casa!Eu daria tudo para ter uma infância normal,Mas eu não posso! April precisa de você e isso você pode dar a ela.

Jenny

— Vadia!— Dou um tapa forte no rosto da Meg.

— Ok esse terceiro foi merecido— Fala alisando a bochecha vermelha.

— Piranha!— Dou o Quarto.

— Tá legal Carter,eu aceitei quatro tapas seus eu sei que fui uma:Cachorra, Infeliz,Vadia e piranha,mas ainda somos aliadas 

— Sua demônia!— Dou mais um.

— Ah não cinco não!Eu acabo com você Carter!

— Vamos ver quem está na vantagem!

Eu e Ryan fazíamos aulas de auto defesa então me seu bastante sobre como me defender de uma luta de mão a mão ou com armas.Obrigada vovó.

Dou uma rasteira na Megan fazendo cair de costas no chão depois subo em clima dela e a bato nela sem parar enquanto seguro suas mãos,Megan consegue me dar uma cabeçada me fazendo ficar tonta.

— Aí droga!— Gemo de dor pelo forte impacto de sua cabeça contra a minha.

— Parece que a princesa Carter não está mais no controle.

Ela me soqueia depois me atinge com vários tapas,ela segura meus cabelos ruivos com muita força.

— Você e uma víbora!— dou um chute forte em seu estômago.

— Eu ia te contar!— Ela tenta me dar um soco mais seguro seu braço depois com o outro dou um soco forte na sua acertando em cheio o nariz.

— Sua vadia!— Grita.

— Não tanto quanto você! Você não vale nada! Não ia me contar!

— Eu já disse que ia!

Megan me soqueia até eu ficar de costas com a parede depois que ela pega uma faca e ergue perto do meu rosto.

— Vai me matar para guardar seus segredinho Estupido!?Pode matar querida!

Rapidamente a porta foi arrombada.

— O que está acontecendo aqui?— O segurança fala.

Megan tomou um susto quando viu Ele que acabou me cortando acidentalmente,Ela largou a faca eu aproveitei e chutei sua barriga depois que nós ficamos puxando o cabelo da outra.

— Senhoras parem— O segurança nós afastou.

— Por favor Steven tire essa mulher daqui! por favor!— Megan Falla

— Isso não acabou Megan!Eu vou acabar com você sua cobra dos infernos, você vai queimar na chama do diabo eu vou ser testemunha sua demônia!— Eu a xingo equanto Steven me leva para fora

— Vai com Deus irmã, Que Deus tenha piedade de sua alma!— zomba— Já que quer guerra terá guerra!

— Então agora e guerra!— Falo antes de ser tirada do prédio

Estou um horror maquiagem borrada,Cabelos para cima,machucada,cansada estou acabada e ainda com um corte na bochecha.

Essa infeliz me paga.

Só Tonho uma pessoa a decorrer.Ryan

Ryan

— Assim pai?— April pergunta depois de fazer uma conta de matemática era sua lição de casa.

— Hummm... não está errado aqui,em vez de nove você colocou seis já sabe aonde errou?— Pergunto.

— Sim foi aqui! Vou arrumar. 

— Senhor tem uma moça falando que te conhece ela está toda machucada.

April se assusta

— Fique tranquila filha irei resolver e você trate de arrumar essas contas— Percebo que e a primeira vez que chamo April de filha,sorrio com a observação.

Na última vez que uma mulher veio aqui machucada não foi nada bom.


Notas Finais


Sorry a demora mais como voltou às aulas fica difícil de escrever eu acabo não tendo tempo,mas agora estou encaixando os horários e acredito que ainda nessa semana tem novo capítulo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...