História Is It Love?Ryan: O Começo - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Is It Love?
Personagens Cassidy, Gabriel, Matt, Personagens Originais, Ryan
Visualizações 21
Palavras 1.394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Enfim, de volta.


Ryan

Colocamos Breck deitado na cama de um dos quartos de hóspedes. Ele está muito cansado e precisa dormir um pouco. 

Brenn e eu estamos em choque com o que ele disse, não acreditando ainda.

- Ele não está brincando não é?- Brenn pergunta serio- Me diga que é uma brincadeira.

- Eu gostaria muito que fosse. Nem posso acreditar que isso é verdade...

- Ryan... eu nunca vi meu irmão tão mal assim... e se ele não se curar? Se ele morrer, não posso viver sem meu mano, nós somos...- Fala frustrado e com muito medo.

- Hey cara! É o Breck, ele vai sair dessa. Eu tenho certeza.

Na verdade não, não tenho nenhuma certeza disso.

Mais espero que eu esteja certo.

Catharina

- Ok, o dia foi muito bom Joe, mas preciso ir para casa. Minha mãe já deve estar morta de preocupação.

- Eu me diverti hoje, tinha me esquecido do quanto era bom ter sua companhia.- Fala.

- Eu também me diverti hoje.

Sorrimos.

Joe rapidamente me puxa para um beijo, tento me soltar dele. Mas cada vez mais ele me aperta, o Empurro bem forte o afastando de mim.

- Que merda é essa, Joe?- Pergunto brava.

- Achei que também queria.

- Queria? Eu namoro o Ryan! Como vou querer Isso!? Eu vou embora!

Saio andando para longe dele já chamando Mike para vir me buscar.

Joe puxa meu braço me fazendo se virar para ele.

 - Me desculpe, Cath. Eu não... nao pensei. É que eu ainda sinto algo por você.

- Joe, eu namoro. Eu sinto muito mas não vamos voltar. - Falo firme.

- Não há nenhuma chance?

- Nenhuma.

Ele fica triste, me dá muita dó dele. Muita mesma. Mas eu amo o Ryan, não posso fazer isso com Ele, e nem dar falsas esperanças ao Joe.

Mike finalmente chegou, entro no carro bem rápido. Joe fica lá me encarando do lado de fora com o semblante triste.

Volto meu olhar para a frente o ignorando, é melhor assim.

(...)

É hoje que Britney chega da lua de mel, ficaram apenas uma semana e alguns dias. Eles vão chegar de tarde, tenho muita coisa para fazer até lá.

Postar muitas fotos no Instagram é uma delas. Ryan vai vir aqui em casa daqui a pouco, como é sábado o chefe não vai trabalhar. Então ele será só meu.

Termino de colocar minha roupa, prendo meu cabelo em um rabo de cavalo e fico prontinha esperando por ele.

Desço as escadas, estou sozinha em casa. Mamãe foi comparar alguma coisa para Britney de boas vindas, Eve foi se encontrar com Breck. 

A casa é nossa!

Joe não disse mais nada, nem uma mensagem e nem uma ligação. Acho que consegui ser bem claro quando disse que não o queria.

A campainha toca, Zélia abre a porta, Ryan adentra a minha casa com seu perfume maravilhoso.

- Ry!- o abraço bem forte e depois dando um beijo nele.

- Quanto amor, acordou de muito bom humor...

- Deu vontade de ser carinhosa. Vem vamos ficar agarradinhos no sofá!- seguro sua mão o guiando até a sala. 

- Não acredito que me fez acordar cedo num sábado para ficar deitado no sofá com você.- Fala não acreditando.

- Esperava o que? Hum já sei, Safadinho.

- Não era bem Isso, mas não é uma má idéia- Fala malicioso.

- Sabia que casais fazem coisas além do sexo?

- Sei, mas de todas elas o sexo é o meu preferido.

- Claro que é- reviro os olhos.

Ryan deita contragosto no sofá bem confortável e bem grande. Ficamos dando alguns amassos com algumas mãos bobas claro. 

- Ah, já ia me esquecer. 

- Do que? Pergunto.

- Você e o Rapper ontem. Estavam falando de vocês na televisão .

- Mais que saco, não posso ver um amigo que essa mídia já fala coisas.

- Amigo? Você é amiga dos seus ex?

- Sim, bom, alguns. Não te incomoda, não É?

- Um pouco.

- Pois não deve, já deixei bem claro que não quero nada com ele quando tentou me beijar.

Ryan arregala os olhos.

- Ele te beijou?!

- Tecnicamente sim... mas eu nao correspondi. 

- Esse negócio de ser amiga dos seus Ex não me parece dar certo. Com certeza o cara tem sentimentos por você.

- Sim, ele tem. Mais eu já deixei claro. Nao vamos falar de não é?

- Não, tenho que te contar uma coisa.

- O que?

Ryan fica meio sem jeito para dizer.

Será algo grave.

- Breck, ele está... morrendo.

- O que!?

- Ele disse ontem, ele tá péssimo. Brenn está com muito medo do que possa acontecer, admito que até eu estou.

- Eve vai ficar devastada...

- Nao, não conte a ela. Ele pediu para não contar.

- Ryan, não posso guarda isso dela. É horrível. Ele é completamente apaixonada por ele.

- Eu sei, ele também é por isso não quer que ela saiba. Me prometa que não vai dizer nada a ela, deixe que ele fale a a ela.

- Suspiro- Tudo bem.

- Obrigado por isso.

- Mais... Ele não disse mais nada sobre Isso?

- Parece que é uma doença, Breck é forte ele vai sair dessa.

Gregory

Deixei Geo dormindo, me arrumei e sai de casa indo até o local combinado com Eve. 

Está um trânsito! Muito transtorno. 

Chego ao café que Eve escolheu, entro e já dou de cara com ela sentado lá no fundo me esperando.

- Bom dia, irmã.

- Bom dia.

Me sento na cadeira a sua frente.

- O que tem de tão importante para me dizer?- Pergunta.

- Descobri uma coisa, foi a Cassandra e a Georgina que espalharam aquela notícia falsa sobre o aliciamento de menores da Cath- Falo.

- Que! Como assim?

- Elas pagaram uma garota para mentir. Tudo pra ver Cath destruída. Mas não deu muito certo, a mídia já está um pouco fora disso.

- Essas... vacas! Vou contar tudo para Cath.

- Pensei que Georgina fosse uma mulher Boa, egoísta e invejosa, mas boa. Me enganei muito com ela.

- Saia de perto dessa cobra o quanto antes. Ela não merece você irmão.

Eve segura minha mão e me olha com carinho.

Talvez seja isso que eu tenha que fazer

Catharina

- Não! Catharina, não vou deixar você me fazer de boneca- Ryan fala irritado.

- Ry, Você Não vai virar gay por causa de uma maquiagem. Ao vai deixar sua namorada mais feliz.

- Isso é cúmulo.- Ryan fala negativamente

- Nossa, Ryan. Não quer deixar sua namorada feliz?

- Amor, posso te fazer feliz de várias formas, mas essa está fora de cogitação.

- Não vai me deixar te maquiar?- Pergunto seria.

- Não.- Fala curto e grosso

- Greve de sexo!

- O que?! Tudo por causa de um coisa idiota?

- Não é coisa idiota. Eu só queria te deixar maquiado. Ia ficar a coisa mais linda do mundo!

- Amor...nao faz isso.

- Carter, sinto muito. Você que pediu por isso.

A porta de casa se abre. Entrando, Eve, mamãe, Brenn e Breck e o Gregory.

Britney deve estar chegando, Ryan suspira aliviado. 

Eu ainda vou maquiar esse homem.

- Fazendo o que?- Mamãe pergunta se sentando no sofá

- Conversando. Britney já está vindo?

- Sim, liguei para ela a alguns minutos, disse que já estava no aeroporto.

- Até que enfim, tava sentindo falta do Tom.- Brenn diz Se sentando ao lado de Ryan.

Breck está branco, mais do que o normal, parece cansado. 

- Breck, você está bem, querido?- Mamãe pergunta.

- Sim, Amber. Só o trabalho que anda me deixando exausto.- Fala.

Pobre Breck.

- Amor, não quer subir e descansar?- Eve fala.

- Não, amor. Quero ver o Tom chegar.

Eu e Ryan nos entreolhamos. Breck tem que contar a Eve rápido

Logo a porta se abre mais uma vez.

Desta vez Tom e Britney entrando.

- Olá família! Cheguei!- Briteny fala animada.

Mamãe, Eve e eu corremos para abraça Brit. Já estou com muita saudades dessa ranzinza chata.

- Aomde está o Tom? - Brenn quis saber

Na mesma hora Tom adentra em casa.

- Olá!

Nossos olhos vão diretamente para seus braços que tem um bebê os segurando. Arregalo os olhos.

- Esse é o pequeno Justin.- Britney fala.

- De quem é esse bebê, Britney?- Mamãe pergunta surpresa

 - Ele é seu neto, mãe.






Notas Finais


Sem muita coisa, por que esse não tinha mesmo o que mostrar.
Eai? De quem é o bebê?
Dica: Não é da Britney e nem do Tom.
😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...