História Isabella Lílian Potter - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alastor Moody, Alecto Carrow, Alice Longbottom, Alvo Dumbledore, Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Arabella Figg, Argo Filch, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Barão Sangrento, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cassandra Trelawney, Cedrico Diggory, Cho Chang, Colin Creevey, Córmaco Mclaggen, Cornélio Fudge, Cuthbert Binns, Daphne Greengrass, Dênis Creevey, Dino Thomas, Dobby, Draco Malfoy, Duda Dursley, Ernesto Macmillan, Fílio Flitwick, Fred Weasley, Gina Weasley, Gregory Goyle, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Katie Bell, Lilá Brown, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Mila Bulstrode, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nymphadora Tonks, Olívio Wood, Padma Patil, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Pedro Pettigrew, Percy Weasley, Personagens Originais, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Remo Lupin, Rita Skeeter, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sibila Trelawney, Simas Finnigan, Sirius Black, Theodore Nott
Tags Drabella, Draco Malfoy, Harry Potter, Irmã Potter, Isabella Potter, Marotos, Rebeldia, Trio De Ouro
Visualizações 224
Palavras 1.840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oioioi meus amores, de novo, eu vou pedir desculpa pela demora, mas eu entro de férias dia 04 e vou tentar postar 3 capítulos por semana mais ou menos, só porque sou muito boazinha e vocês merecem.
DEUS ME ACODE PQ EU TO NO CHÃO, A FIC JÁ ESTÁ COM 53 FAVORITOS E 37 COMENTÁRIOS? é isso mesmo produção? Muitooo obrigada a todos vocês, meu nenéns que eu amo demais❤️
Esse capítulo foi um pouquinho maior que os outros, eu tô pensando eu fazer capítulos maiores agora tipo cinco mil palavras sabe?
Eu acabei de criar um possível final pra história, mas se eu fizer isso de verdade, acho que vocês me matam então prefiro não arriscar né.
Vou parar de enrolar vocês logo. Espero que gostem...

Capítulo 13 - Good girls better get bad


Fanfic / Fanfiction Isabella Lílian Potter - Capítulo 13 - Good girls better get bad

Anteriormente...

A última coisa que pude ver antes de sair de lá foi seu sorriso, enquanto olhava a sua volta. Ele ficou em condições ruins e injustas por muito tempo, mas eu iria mudar isso.

Pov's Isabella

-PI PI PI PI PI PI PI

Acordei no chão frio, embolada na minha coberta com a Crystal em cima da minha cara, que agora estava toda arranhada.

-Gina que merda é essa?

-Seu alarme.

-Como você descobriu como ligar meu alarme?- A ruiva de uniforme olhou para cima e assobiou de forma suspeita. Já eu, revirei os olhos mal humorada e me levantei rapidamente, depois daquele tombo já tinha acordado totalmente mesmo. Peguei minhas coisas e me dirigi para o banheiro, de olhos fechados, não vi que a cama estava perigosamente perto de mim, e acabei por bater meu dedinho do pé.

-AI FILHA DA PUTA.

Bati a porta na cara da ruiva chata que gargalhava deitada em sua cama com a mão na barriga e o rosto enfiada no travesseiro, espero que morra asfixiada também.

Tomei um banho rápido, pra tirar uma parte da minha cara de sono, sendo recompensada por uma água extremamente gelada caindo em um jato sobre mim.

Ótimo. O dia não pode piorar.

Coloquei o uniforme sem prestar nenhuma atenção em minhas próprias ações. Calcei uma sapatilha preta, pela simples preguiça de colocar tênis e saí, passando só rímel mesmo, não estava com paciência pra ficar escondendo as olheiras, mas também não podia, já que os machucados feitos pela minha gata adquiriram um tom de vermelho intenso e eu sabia que pioraria se eu passasse qualquer coisa ali em cima. Dei de cara com a Gina toda corada em sua cama, não tendo se recuperado totalmente da crise de riso. Arqueei as sobrancelhas pegando minha mochila, enquanto amaldiçoava umas trinta gerações da minha amiga e seguia até a porta, sendo seguida por ela.



Ao chegarmos no Salão Principal, logo percebi que tinha algo errado. Todos ficaram em silêncio por poucos segundos até começar um burburinho imenso, enquanto as pessoas se juntavam em grupos para lerem um jornal, provavelmente o Profeta Diário. Sentei-me na mesa da Grifinória ao lado do meu irmão, lhe dei um beijo na bochecha e o olhei com ar questionador, fazendo-o dar de ombros e olhar irritado para frente. Hermione me deu um pequeno sorriso, me estendendo o Profeta meio hesitante, peguei-o calmamente e comecei a ler.

Como já esperava, havia uma foto minha na primeira página. Arregalei os olhos ao perceber que era a foto que Gina tinha tirado ontem, a diferença era que essa se mexia e me apresentava olhando sorridente para os pássaros e virando para a câmera com um olhar profundo.


Alvo Dumbledore, diretor da escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, já foi tanto criticado quanto elogiado pelos funcionários do Ministério. Porém, é fato de que ele possui um extremo poder e talento, apesar de sua idade avançada. O que devemos nos perguntar, é se este homem se acha superior ao resto da população bruxa por conta disso. Aparentemente sim, meus queridos leitores, ele acredita ser digno de uma informação significativa do qual nem mesmo o ministério tinha conhecimento e, apesar de sua importância, ela merece ser revelada ao público.

Ficarão surpresos, ao descobrirem que Harry Potter, o menino que sobreviveu, não é o único na linhagem Potter. O garoto, que cresceu com seus tios no mundo trouxa, possui uma irmã, Isabella Lílian Potter, que foi escondida de todos nós, durante anos.

Seu passado, ainda é muito nebuloso para nós, por conta de sua recente entrada em Hogwarts, no início do período letivo, quando foi revelada para os alunos. A garota, portadora de deslumbrantes cabelos ruivos e intensos olhos verdes, morou durante quase toda sua vida com seu padrinho Remus Lupin. A contratação do primogênito Lupin para lecionar Defesa Contra as Artes das Trevas, o fez voltar para Londres com a afilhada, que estudou o primeiro ano na CasteloBruxo, localizada no Brasil.

Será justo, Dumbledore privar a inocente menina do convívio com o seu único parente vivo?

Em breve, traremos mais notícias sobre esta misteriosa Grifinória.

Rita Skeeter.


Li a notícia lentamente, processando todas as informações. Levantei a cabeça e percebi, que a maioria das pessoas me observava, esperando minha reação. Dei uma risadinha e disse em voz baixa:

-Rita já esteve em melhor forma, me decepcionei.- Disse falsamente enquanto revirava os olhos para a infantilidade dos alunos, peguei uma ameixa da cesta de frutas e me levantei, sobre o olhar atento dos estudantes e o silêncio avalassador do salão.

-Eu não sou nenhuma coitadinha para vocês ficarem me olhando com essa cara de pena. Peguem essa dó e enfiem naquele lugar, quem sabe não melhora esse fogo no rabo de vocês?- Me virei, já na porta e dei uma piscadinha para o tio Dumby, que sorriu para mim. Saí andando e tive o prazer de escutar algumas risadas de pessoas sensatas, pelo meu comentário anterior, mas também gritos e falas furiosas dirigidas a mim. Dei uma alta risada e me dirigi para o meu lugar secreto, enquanto a aula não começava.



Sentei-me na grade da torre de astronomia, depois de mandar uma carta para o Sirius contando sobre o ocorrido (Merlin sabe que ele precisa dar algumas risadas) e enviando comida. Peguei meu celular e fones e comecei a ouvir minha música favorita, enquanto cantarolava-a baixinho de olhos fechados.



You can be amazing

You can turn a phrase into a weapon or a drug

You can be the outcast or be the backlash

Of somebody's lack of love

Or you can start speaking up

(Você pode ser incrível

Pode transformar uma frase numa arma ou numa droga

Você pode ser o rejeitado ou ser a revolta

À falta de amor de alguém

Ou pode começar a se fazer ouvir)


Nothing's gonna hurt you

The way that words do

When they settle 'neath your skin

Kept on the inside

No sunlight, sometimes a shadow wins

But I wonder what would happen if you

(Nada vai machucar você

Da maneira como as palavras machucam

Quando elas se infiltram sob sua pele

Mantidas lá dentro

Sem luz do sol, às vezes uma sombra vence

Mas eu me pergunto o que aconteceria se você)


Say, what you want to say

And let the words fall out

Honestly

I want to see you be brave

With what you want to say

And let the words fall out

Honestly

I want to see you be brave

(Dissesse o que quisesse dizer

E deixasse as palavras caírem

Sinceramente

Quero ver você ser corajoso

Com o que você quer dizer

E deixe as palavras caírem

Sinceramente

Quero ver você ser corajoso)


I just want to see you

I just want to see you

I just want to see you

I want to see you be brave

(Só quero ver você

Só quero ver você

Só quero ver você

Quero ver você ser corajoso)


I just want to see you

I just want to see you

I just want to see you

I want to see you be brave

(Só quero ver você

Só quero ver você

Só quero ver você

Quero ver você ser corajoso)


Everybody's been there

Everybody's been stared down by the enemy

Fallen for the fear and done some disappearing

Bowed down to the mighty

Don't run

Stop holding your tongue

(Todos passaram por isso

Todos foram encarados pelo inimigo

Caíram por medo e desapareceram um pouco

Curvaram-se para os poderosos

Não fuja

Pare de segurar sua língua)


Maybe there's a way out

Of the cage where you live

Maybe one of these days

You can let the light in

Show me

How big your brave is

(Talvez exista uma saída

Da jaula onde você vive

Talvez um dia desses

Você possa deixar a luz entrar

Mostre-me

O quão corajoso você é)


Say, what you want to say

And let the words fall out

Honestly

I want to see you be brave

With what you want to say

And let the words fall out

Honestly

I want to see you be brave

(Diga, o que você quiser dizer

E deixe as palavras caírem

Sinceramente

Quero ver você ser corajoso

Com o que você quer dizer

E deixe as palavras caírem

Sinceramente

Quero ver você ser corajoso)


And since your history of silence

Won't do you any good

Did you think it would?

Let your words be anything but empty

Why don't you tell them the truth?

(E, já que o seu histórico de silêncio

Não lhe trará nenhum benefício

Você achou que traria?

Deixe suas palavras serem qualquer coisa menos vazias

Por que você não lhes diz a verdade?)


Say, what you want to say

And let the words fall out

Honestly

I want to see you be brave

With what you want to say

And let the words fall out

Honestly

I want to see you be brave

(Diga, o que você quiser dizer

E deixe as palavras caírem

Sinceramente

Quero ver você ser corajoso

Com o que você quer dizer

E deixe as palavras caírem

Sinceramente

Quero ver você ser corajoso)


I just want to see you

I just want to see you

I just want to see you

I want to see you be brave

(Só quero ver você

Só quero ver você

Só quero ver você

Quero ver você ser corajoso)


I just want to see you

I just want to see you

I just want to see you

See you be brave

(Só quero ver você

Só quero ver você

Só quero ver você

Quero ver você ser corajoso)


I just want to see you

I just want to see you

I just want to see you

(Só quero ver você

Só quero ver você

Só quero ver você)


I just want to see you

I just want to see you

I just want to see you

(Só quero ver você

Só quero ver você

Só quero ver você)



Senti alguém se sentar ao meu lado, e ouvi-a batendo lentas e sinceras palmas, me fazendo abrir os olhos, sendo capaz de enxergar uma garota morena muito bonita com uniforme da sonserina. Se eu não me engano, ela era que havia pedido as minhas fotos ontem, na aula de Feitiços. Não tinha prestado muito atenção, mas agora, ao observá-la melhor, pude perceber que seus cabelos longos, encaracolados e negros contrastavam com sua pele de tom pardo. Seus olhos azuis vibrantes, que demonstravam alegria e astúcia, davam um tom de animação em sua aparência. Seu rosto fino, fazia-lhe parecer um pequeno anjo.

-Você canta muito bem.

-Obrigada…

-Astoria Greengrass, é um prazer conhecê-la.- Ela me deu um sorriso levemente maldoso, que parecia ser o seu natural, e sem esperar eu respondê-la, continuou falando.- Gostei da sua reação no Salão Principal, assim como quase todos os membros da minha casa. Estou vindo aqui, como uma representante de todos, para convidá-la para a festa de início de ano da Sonserina.

-Festa de início de ano?- Arqueei minhas sobrancelhas.

-Bom, somos ricos e gostamos de festejar por tudo, então sempre tem alguma festa dessas. Ocorrerá daqui a dois meses, e você receberá um pergaminho dizendo a data exata e o horário. Cuidado ao terminar de ler, porque o pergaminho se incendeia automaticamente.

Assenti com a cabeça e Astoria continuou lá, me olhando com um sorriso ladino. Dei uns 20 segundos pra ver se ela iria embora, mas como não foi, olhei-a com uma sobrancelha arqueada.

-Tem mais alguma coisa para me falar?

-Os alunos de Hogwarts, são um tesouro. Cada um tem um jeito diferente de se comportar, mas escondem isso para se portar diante do público. Basta saber explorar isso e observar bem, que terá muitas informações em mãos. Esse colégio as vezes fica muito parado, sem novidades. Seria interessante mudar isso.

-O que quer dizer?

-Nada demais, nos vemos por aí Potter.- Ela me deu uma piscadinha sabida e se virou, com aquele sorriso: você não me conhece nem um pouco, e nunca vai”.

Tenho a sensação, de que verei muito essa garota a partir de agora, e isso não necessariamente me beneficiará.


Notas Finais


Gostaram? Sei que vocês provavelmente não estão entendendo muito bem a entrada da Asty nesse capítulo, mas vão entender depois, e eu garanto que ela vai ser essencial.
Gente, eu espero que vocês comentem pelo menos alguma coisa, qualquer coisa, sobre a notícia da Rita, porque ô negocinho que me deu trabalho viu?
Espero pelos comentários de vocês, bjbj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...