1. Spirit Fanfics >
  2. Isolado com você - Zosan >
  3. 3 - Você está me enlouquecendo

História Isolado com você - Zosan - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Yo!
Aqui com mais um cap dessa fic que eu tô amando e me divertindo muito escrevendo kkkkk

Boa leitura!

Capítulo 3 - 3 - Você está me enlouquecendo



No dia seguinte, Sanji acordou cedo, não estava acostumado a acordar tarde e não era porque estava preso naquela ilha que o faria. Ao contrário de Zoro, que tinha os braços atrás da cabeça e um pé sobre o outro, enquanto roncava consideravelmente alto, por sinal, fazendo Sanji soltar um suspiro e revirar os olhos.

– Como ele consegue dormir tanto? – murmurou para si mesmo, balançando a cabeça negativamente. – Marimo preguiçoso.

Se levantou e arrumou o terno, passando a mão pelos próprios cabelos em uma tentativa de ajeita-los, bem que desejava ter trazido pelo menos um pente consigo.

O Sol não estava muito alto no céu, Sanji imaginava ser perto das sete da manhã; o clima estava agradável, o leve vento que fazia balançava as folhas das árvores assim como algumas mechas do cabelo loiro; o barulho calmo do mar trazendo uma ótima sensação matinal, mais um dia estava começando e Sanji não pretendia desperdiçá-lo.

Decidiu que iria sair pela ilha, colher algumas frutas e com sorte tentar encontrar alguns temperos, já que não passaria os dias naquele lugar comendo apenas carne. Se bem que, do jeito que Zoro era, não se importaria com isso. Não que Sanji estivesse ligando para o que o espadachim pensava, com certeza não estava. Ou pelo menos era isso que achava.

Com uma mão no bolso e a outra segurando um cigarro, andava tranquilo pela ilha, desejando demorar bastante enquanto pegava o que precisava, querendo ficar um tempo longe de Zoro e apenas relaxar, buscando esquecer os acontecimentos e as sensações da noite passada. Mesmo que soubesse que seria difícil não pensar sobre.

Tragou o cigarro e o suspendeu nos lábios, colocando a outra mão no bolso e diminuindo a velocidade dos passos. Olhou ao redor, observando as várias árvores frutíferas que haviam no lugar, de fato, a variedade de alimentos que possuía naquela ilha o deixava um pouco intrigado.

Parou um instante, pensando aonde iria carregar as frutas que pegasse, já que não havia lembrado de trazer nem um recipiente ou algo do tipo e não estava a fim de voltar todo o caminho apenas para pegar um. Coçou o queixo, soltando um suspiro.


                            ***


Zoro abriu os olhos ainda um pouco sonolento, se espreguiçou e soltou um longo bocejo, encarando o céu azul sem muitas nuvens.

– Cook? – chamou e olhou ao redor, percebendo que Sanji havia saído, provavelmente para pegar alguns ingredientes diferenciados, já que o cozinheiro reclamou da falta deles no dia anterior.

Isso era bom, porque assim pelo menos poderia passar um tempo com os próprios pensamentos e sem ter aquele ser loiro deixando sua mente confusa.

Ficou alguns minutos ainda deitado, quando resolveu se levantar mesmo que ainda resmungando. Seria melhor se levantar agora do que ter que acordar com Sanji o chutando depois, concluiu.

Olhou para o espaço ao redor de si e resolveu que iria treinar um pouco enquanto esperava o cozinheiro voltar.

Retirou a camisa e a pendurou em um galho de uma das árvores ali próximas, deixando suas katanas encostadas na mesma.

Se deitou no chão coberto por grama baixa e soltou um suspiro, começando uma sequência de abdominais enquanto iniciava a contagem. Já sentia falta de seus halteres, pelo menos assim seria um jeito de passar o tempo enquanto estava preso naquela ilha.

Tentou esvaziar a mente, se concentrando apenas nos exercícios que fazia, mesmo que um certo ser de cabelos loiros sempre insistisse em ser o centro de seus pensamentos, o que trazia-o um certo incômodo e o fazia se questionar o porquê de estar pensando tanto nele logo agora quando mal tinha acabado de acordar.

Deveria ser porquê não tinha mais ninguém na ilha a não ser os dois, mas não era como se estivesse se importando em ficar sozinho com Sanji, é claro que não estava. Ok, talvez só um pouquinho, mas não iria deixar isso transparente.

Seus pensamentos foram interrompidos quando ouviu sua barriga pedir por comida, soltou um resmungo, ainda conseguiria aguentar mais um pouco, pelo menos até que o cozinheiro idiota voltasse.


                            ***


Já era mais de uma da tarde quando Sanji resolveu voltar, carregava nos braços seu paletó, no qual estava enrolado e dentro estava as várias frutas que tinha pego. Se lamentava um pouco por ter de usá-lo para isso, mas não havia tido outra escolha.

– Qual será que o marimo prefere? – se questionou enquanto observava as frutas, pensando no que poderia fazer com elas, repreendendo-se alguns segundos depois por pensar isso. Afinal, não se importava com o que Zoro gostava ou não, não é mesmo?

Tinha passado a manhã tentando falhamente não pensar nele, não tinha processado totalmente o que havia acontecido na noite passada, mas parecia que quanto mais tentava processar, mais seu cérebro o fazia lembrá-lo do belo sorriso que Zoro havia lhe lançado e dos seus toques por sua barriga, fazendo-o sentir suas bochechas esquentarem e rapidamente mudar o rumo de seus pensamentos. Aquele tinha sido o contato mais íntimo que já haviam tido, e não era como se tivesse odiado totalmente. Mas não iria admitir isso, óbvio.

Voltando pelo caminho de antes, assobiava tranquilo uma melodia qualquer enquanto se irritava ao pensar na possibilidade de Zoro ainda estar dormindo, e já preparando-se para lhe dar um chute caso estivesse.

– Marimo idiota – proferiu com raiva ao chegar no lugar – se você estiver até agora... – parou no lugar, perdendo a fala ao avistar o espadachim sob o Sol enquanto fazia abdominais. Sanji com certeza não estava preparado para o que viu, sentiu seu coração acelerar algumas batidas e a calça social apertar, fazendo-o arregalar os olhos. Isso não podia estar acontecendo, não deveria estar!

Ao perceber sua presença, Zoro se levantou e o encarou, fazendo as bochechas do loiro ruborizarem ao ter a visão completa dos músculos descobertos do outro, a pele morena suada reluzindo debaixo da luz solar e lhe causando sensações que não fez questão de tentar identificar. Sua calça apertando cada vez mais.

– Ah, finalmente você voltou, cook – Zoro falou em tom de reclamação, passando a mão pelos cabelos desarrumados e bagunçando alguns fios que haviam grudado em sua pele pelo suor.

– E-eu – Sanji suspirou com a visão, engolindo em seco e tentando retomar a voz – Eu só fui...buscar algumas coisas. – desviou o olhar, abaixando o paletó com as frutas em uma tentativa de esconder a ereção que havia se formado.

Zoro arqueou uma sobrancelha.

– Quer uma ajuda com isso? – ameaçou se aproximar.

– O Q-QUE?! – engasgou com a própria saliva, dando alguns passos para trás.

– Com o que está carregando. – apontou para o que o loiro segurava.

– Ah – era óbvio que ele estava se referindo à isso, e era claro que Sanji não havia pensado outra coisa, certo? – N-não precisa.

Precisava dar um jeito de Zoro sair dali para que pudesse começar a preparar as coisas, caso contrário, ele com certeza veria o volume em sua calça. Por sorte, conseguiu pensar em algo.

– Pegue aquilo ali – apontou com a cabeça para o barril vazio ao lado dos restos da fogueira.

O moreno o olhou com dúvida, andando até o objeto e pegando-o.

– E o que quer que eu faça com isso? – encarou o loiro.

– Não é óbvio? – questionou, e logo prosseguiu ao perceber a expressão de desentendimento do outro – Vá buscar água para eu lavar as frutas. Sabe para que lado fica o rio, não sabe?

– É claro que eu sei.

– Ótimo, agora vai. – o cozinheiro virou-se afim de começar a preparar as coisas para o almoço, mesmo que já estivesse um pouco tarde.

– Tsc – o moreno se virou, seguindo na direção oposta à do rio e fazendo Sanji revirar os olhos. Bom, pelo menos ele não havia notado seu "pequeno problema".



Notas Finais


Hmmmm serase o Sanji estava esperando outro tipo de ajuda? skskksksks

Obrigado por ler♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...