1. Spirit Fanfics >
  2. Isso Foi Por Você. >
  3. Capítulo Um.

História Isso Foi Por Você. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


.

Capítulo 1 - Capítulo Um.


Fanfic / Fanfiction Isso Foi Por Você. - Capítulo 1 - Capítulo Um.

Acordo no hospital e logo que desperto, sinto logo os três tiros que levei de Saray e logo me lembro do que aconteceu naquele carro ontem a noite.


Viro-me para o lado para coçar minha cabeça que ainda doi por causa dos antibióticos que as enfermeiras aplicam em minha veia em hora em hora, logo minha mão é parada pela algema que está presa entre minha mão e as grades da maca.


Com a pouca energia que tenho dou um leve gritinho chamando a enfermeira, logo a enfermeira aparece dizendo:


-Oi, Zulema está se sentindo bem? Diz ela colocando o termômetro em baixo do meu braço.


-Sim, eu estou bem, minha cabeça ainda doi um pouco. Digo eu dando alguns gemidos.


Logo uma voz que um homem conhecido diz entrando no quarto:


-Zulema, zulemita, tenha cuidado viu com ela, não traga agulhas e coisas desse tipo. Diz o Gordo do Castilho dando um tapinha bem de leve no ombro da enfermeira.


-Que honra senhor Castilho, sabia que você era a última pessoa que eu esperava ver por aqui? Digo eu escapando algumas risadas.


Ele da uma olhada para mim e depois sai do quarto mancando com sua moleta de madeira.


-Castilho, mancando fica ainda mais sexy. Digo eu.


Ele da um sorriso para mim e logo solta algumas risas e sai do quarto. Logo depois a mesma enfermeira chega ao quarto para trocar os meus curativos e diz:


-Fiquei sabendo agora pouco que você vai ser liberada aqui do hospital. Diz ela concentrada na minha barriga.


-Ah, que demais. Vou voltar logo para aquela merda de cadeia. Digo .


Ela fica calada e coloca sobre mim algumas roupas e sai. Me visto as roupas são até que bem confortáveis, uma blusinha preta, calça jeans, um sobre tudo verde e botas de salto pretas. Os policiais entendem meu gosto.


Quando estou pronta, vem duas policiais e colocam uma algema de plástico nas minhas mãos, entramos no furgão em direção ao aeroporto. Chegando lá, levanto-me da cadeira de rodas de deixaram eu usar, e uma Oficial fica atrás de mim e me coloca onde eu vou sentar.


Quando ela coloca as malas em cima do meu acento, consigo ver claramente a sua  pistola que está em sua cintura. Ela olha para mim e diz:


-Não se anima com a arma zulema, é de última geração. E a minha digital é que aciona o gatilho.


Olho para ela e solto uma risada. Escuto um homem conversando com o piloto do avião, em seguida ele caminha em minha direção e faz um gesto para que eu saísse da cadeira e fosse para outra.


Ele senta e pega um chiclete do bolso e coloca um deles na boca, ele faz um gesto oferecendo para a outra policial mas ela nega. 


-Me da um Chiclete. Digo eu estendendo a mão. Ele olha para mim e me entrega ele.


-Qual é seu nome? Digo. Ele só olha para mim e da umas boas risadas e diz:


-Ah, qual é, vamos ficar aqui sei lá umas Oito horas? Poderia ser um pouco mais social né? Digo.


-Antônio Hierro. Diz ele seco.


-Hierro, igual ao jogador? Mas é gostoso igual a ele? 


-Me chamo Zulema Zahir, e tenho nove milhões de Euros escondidos. Se me ajudar a fugir posso dividir com você meio a meio, aí você pode ficar rico igual ao jogador.


Ele em seguida me “enforca” com seu antebraço e diz:


-Deixa eu te ajudar colocando o sinto. Ele continua me enforcando e vejo logo minha visão ficar Turva, depois ele solta.


Depois do acontecido, fico ali parada olhando para o tempo até que digo: 


-Quer transar comigo?


-Você quer que eu acabe com você sua Vagabunda?

 

-Não estou pedindo para namorar Hierro, é só Sexo! Imagina o que seria transar com uma mulher a dez mil metros de altura? 


-Está falando sério Zulema? 


Diz ele olhando para a outra policial que está dormindo. Ele faz um gesto para que eu me levante e nós formos até o banheiro.


Espero que tenha gostado desse Capítulo ! Em breve terá outros!





Notas Finais


.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...