1. Spirit Fanfics >
  2. Isso Foi Por Você. >
  3. Capítulo Três.

História Isso Foi Por Você. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


.

Capítulo 3 - Capítulo Três.


Fanfic / Fanfiction Isso Foi Por Você. - Capítulo 3 - Capítulo Três.

Acordo deitada na cama da porra da cadeia com uma insuportável dor de cabeça. Minha roupa está suja de sangue. Vou até o banheiro da enfermaria lavar o rosto, quando eu volto a Carcereira está lá, parada olhando para mim e digo: 


-O que é Porra? 


-Bom dia Zulema, soube que tentou pular de um avião. Diz ela dando umas gargalhadas altas.


-Bom, não foi bem assim. Eu queria apenas um Paraquedas para ficar mais estilosa. Digo eu usando os dedos para apontar para minha roupa suja de sangue.


-Sei, vamos logo. Ela pega no meu braço com força e me arrasta até o corredor Até que eu digo:


-Pega mais leve moça, quando alguém me aperta com força, fico Excitada. Digo eu soltando umas risadas.


Ela parece não ligar para o que eu disse, fico pensando na Altagracia está ali do outro lado do corredor, mas logo me lembro que ela foi brutalmente executada para dizer onde eu estava, e ela disse.


Assim que sou jogada ali para dentro fico pensando em logo tentar fugir daquele inferno até que antes de eu sair, lembrei que tinha deixado umas armas dentro do colchão. Assim que vejo que não tem ninguém na minha cola arranco as espumas da cama e vejo logo as belíssimas ferramentas que consegui. Queria ver se Saray está viva ou está bem. Mas tenho certeza de quando ela me ver vai me matar.



Vou ver minhas meninas que ficam no galeria, chegando lá, digo eu subindo na mesa que estão:


-Eai Putas, voltei. Digo eu falando em um ton alto e alegre.


Uma delas (Que se chama Kim) olha para mim e diz:


-Bom e o que lhe devemos essa honra?


Dou um sorrisinho sarcástico e digo:


-Tenho uma Fuga em mente. Tenho algumas ferramentas e podemos usar o mesmo método que usamos uma das minhas fugas.


Kim olha para mim e diz:


-E por onde seria por exemplo?


Dou outro sorrisinho e olho nos olhos dela e digo:


-No cano da máquina de lavar.


-Essa é a Zulema que eu gosto de ver! Claro, topamos. Quando a gente começa a quebrar o concreto?


-Hoje. Digo seca.


Direciono elas para a minha cela e entrego as ferramentas para aquelas mulheres.


Quando todas sai da cela, Hierro entra e diz:


-O que você está fazendo zulema?


-Nada, estou um pouco triste e resolvi fazer uma reunião de conselhos. Digo eu passando as mãos pelos meus cabelos curtos.


-É o que você acha da gente fazer alguma coisa hein? Digo eu mordendo o lábio.


-Não vou cair nessa de novo Zulema. Da outra vez você quase me matou sua Filha de uma Puta. Diz ele apertando meu braço com as duas mãos.


-Hierro, é só Sexo.


-Tá, beleza. Mas escuta aqui, se alguma coisa acontecer eu vou te matar. Você quando chegar la fora, me da um soco para que eu possa levar você para a solitária.


-E vai acontecer Hierro. Digo.


-O que? 


-Uma das vezes que você sentiu mais prazer no mundo. digo eu em gargalhadas.


Saímos dali quando Hierro está caminhando e dou um Soco em sua barriga, logo ele me pega no braço gritando:


-Você vai para a Solitária Filha da Puta.


Quando chegamos em uma das celas da solitária, Hierro beija meu pescoço forte, as suas mãos são bem macias que vão descendo da barriga até entrar pela minha calcinha e me tocar.


Solto alguns grunhindo baixos, assim que sinto seu volume que está batendo uma minha bunda apalpo ele com a mão até que ele se senta por cima da cama ficando ainda com os pés no chão.


Tiro seu cinto até que vejo sua cueca quase explodindo de prazer, abaixo sua cueca e logo vejo deu pênis bem grande coloco-o na boca dando leves chupões, até sento por cima dele ficamos ali, cada movimento mais intenso que o outro até que sinto um jato quente de lá e ele se deita na cama. 



Vejo que ele ainda está na cama se recuperando e pego as algemas dele e coloco por baixo na roupa. Vou até perto dele e digo: 


-Há Hierro, queria ficar aqui por vários anos me divertindo com você, mas eu não posso envelhecer na cela da “porra” de uma cadeia. Digo eu sentando por cima dele com roupa. 


-Não Zulema, o que você tem em mente? Me leva junto por favor.




Notas Finais


.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...