1. Spirit Fanfics >
  2. Isso Foi Por Você. >
  3. Capítulo Seis.

História Isso Foi Por Você. - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


.

Capítulo 6 - Capítulo Seis.


Fanfic / Fanfiction Isso Foi Por Você. - Capítulo 6 - Capítulo Seis.

Quando estamos em alto mar, o barco está nos levando até Barcelona uma cidade da Espanha. Por quê alem de ser um pouco perigoso é muito longe e cansativo ir para a França de barco. 


Algumas boas horas depois estou deitada no colo de Hierro, algumas vezes sinto seu pênis pulsando em meu braço. Olho para ele que está com as mãos em meus cabelos, e digo baixinho:


-Está Excitado hein Hierro? 


-É Zulema, ficar perto de você não é fácil. Diz ele .


Aperto o pênis dele por cima das roupas  com uma das mãos até que ele solta alguns grunhindo baixinhos.


-Zulema, deixa eu fuder você? Diz ele ao gemidos.


-Porra Hierro, aqui não. Digo eu dando-lhe um beijo bem molhado em sua boca quente.


Quando chegamos  em Barcelona, descemos do barco pegando nossas coisas, malas que deixamos, e logo abro uma das bolsas que tem um mapa. O mapa de onde eu escondi os nove milhões de euros. 


As garotas não estão mais conosco, ela ficaram lá em Marrocos. Pego a chaves de um carro que deixei tudo preparado e dirijo até o endereço que supostamente o dinheiro está. Acho que deve está lá, a última pessoa que viu esse dinheiro que era a Autagracia, e infelizmente está morta com dois tiros na testa.


Quando chegamos lá, sigo pela trilha até que vejo uma pedra marcada com um Z em alto relevo. 


-Agora é com você Hierro, estou cansada e velha. Digo aos risos.


-Essa aqui pode deixar, mas, sete milhões são meus. Diz ele olhando para mim.


-Vai logo coisa ruim. Digo dando um leve “chute” em sua perna.


Não demorou muito para Hierro encontrar a bolsa com o dinheiro, Hierro olha para mim e diz me beijando:


-Porra Zulema, valeu a pena fugir daquela merda de emprego.


-Então você fugiu pelo dinheiro? Digo se afastando dele.


-Mas principalmente por você Zulema, eu tenho sentimentos por você que é complicados de demostrar. Diz Ele.


-O que você quer dizer com isso Hierro? Digo.


-Zulema, eu te amo. Rapidamente ele me puxa para perto dele me beijando, beijando meu pescoço, minha bochecha, até que eu sinto suas mãos passando pela minha bunda e dando leves apertões.


-Tem uma bundinha respeitável hein Zulema? Diz ele em meio riso.


Dou um sorrisinho de moça até que entramos dentro do carro para encontrar Saray, no caminho não consigo parar de pensar no que Hierro disse até que quebro o silêncio dizendo: 


-Hierro, falando sério mesmo, o que você sente por mim além de tesão? Digo olhando para seus olhos.


-Zulema, desde quando vi você, fico diferente, fico mais alegre mais feliz entende? Diz ele colocando a mão em cima das minhas pernas.


-Sim, entendo. Digo colocando a mão por cima da dele.


-Então.. 


-Então a gente vê no que dá né? Digo eu.


-Claro, você não quer ficar comigo né?


-Hierro não é bem assim, a coisa não é tão fácil. O meu último namorado foi enterrado vivo e depois morto com dois tiro no peito. Não quero que você acabe da mesma forma. Digo escapando algumas lágrimas dos meus olhos. 


Não paro de pensar um minuto se quer em Hanbal, meu ex namorado que acabou morto pela família de Macarena. Aquela Lora, meu ódio dela nunca vai passar, posso até conversar com ela, mas voltar a sermos felizes como duas amigas, nunca. 


-Quem era Hanbal Zulema? Pergunta Hierro.


-Meu ex noivo. Respondo com uma irônica voz.


-Quem matou ele? 


-O pai da lora, depois de quebrar os dois tornozelos dele com uma morsa de oficina. Digo seca.


-Ãn, desculpas não quis te deixar triste diz ele se voltando para me abraçar, o carro está parado no sinal.


-Tudo bem, o que você acha de irmos ao banheiro? Digo mordendo os lábios.


-Bom, para falar a verdade é uma ótima ideia. Diz ele em meio riso.


Quando paramos no posto gasolina Hierro vai ao banheiro enquanto eu fico no carro. 

Quando ele chega ele paga o valor da gasolina e liga o carro. Quando olho para sua calça está com uma gotinha molhada do mijo dele, coloco minha mão por cima da calça e aperto devagar, sinto deu pênis, e seu saco e digo com uma voz sexy:


-você acabou mijando a calça também.


-Pois é, tem vez que a gente erra o buraco. Diz ele em meio gemido.


Rapidamente Hierro encosta o carro na estrada e joga seu banco totalmente para trás, pulo em cima dele selvagem. Quando ele vai tocar em mim eu digo:


-Dessa vez eu que vou tocar você.


-Nossa, cada palavra que você fala, mais eu fico com tesão. Diz ele baixinho.


-Então é melhor eu ir logo antes que você goze antes mesmo de eu tocar. Digo com uma gargalhada.


Abro o botão da calça dele bem coladinha em seu corpo, e desço até a altura dos joelhos e vejo sua cueca branquinha com um enorme volume visivelmente aparente. 

Por cima da cueca mesmo passo a língua olhando em seus olhos, Hierro se contorce de prazer no banco. Sinto minha calcinha ficar mais úmida. 


Tiro sua cueca por completo até que vejo seu pênis, para dizer a verdade é muito grande, vou colocando a glande na boca de leve, passando a língua e fazendo movimentos com a mão de trás para frente algo que conheço como uma punheta.


-Isso Zulema, faz assim que eu gosto. 


Sinto depois de um tempo um jato quente porém sem gosto na minha boca, quando olho vejo que Hierro gozou.


-Vamos encontrar Saray? Digo me vestindo.


-Ah, ah, vamos sim. Diz ele em gemidos e vestindo a calça.



Se gostou, não esquece de deixar a estrelinha..





















 


Notas Finais


.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...