1. Spirit Fanfics >
  2. :"isso machuca": >
  3. "Talvez de certo" não é um bom começo

História :"isso machuca": - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiie,essa fanfic não vai ser longa e só algo pra mim ir escrevendo quando tiver com bloqueio criativo para fanfic que estou focado 100%

Capítulo 1 - "Talvez de certo" não é um bom começo


Fanfic / Fanfiction :"isso machuca": - Capítulo 1 - "Talvez de certo" não é um bom começo

[Sem revisão]

Já fazia duas semanas que kirishima estava diferente,ele não sorria mais com a frequência de antes,não brincava mais com seus colegas e dificilmente tentavar falar com bakugou.

Ele estava sempre quieto e pensativo,diversas vezes apareceu na sala de aula com os olhos visivelmente vermelhos por uma noite de choro e mal sono pelas olheiras profundas,aquilo estava deixando muitos colegas preocupados e confusos com a mudança repentina do ruivo sempre sorridente e animado.

Por outro lado kirishima queria apenas pensar sobre como em 3 meses sua vida se tornou um pesadelo de duvidas e incertezas de si mesmo e dos últimos acontecimentos.

O real sentido de toda melancolia do ruivo foi ele ter aceitado que estava apaixonado pelo seu melhor amigo "katsuki bakugou" aquilo o deixou revirado sentimentalmente de um jeito no qual nunca havia ficado antes mas todo esse sentimento não era o real culpado do estado triste do ruivo mas sim os fatos que vieram a seguir dessa descoberta.

××memórias××

Kirishima estava tão nervoso que seu nervosismo era palpável,situação horrivel e desagradável para um certo loiro explosivo que estava no quarto do ruivo o ajudando com a matéria acumulada para próxima prova mas estava impossivel estudar levando em questão a enorme distração do ruivo que de vez ou outra era pego olhando com um sorriso bobo olhando para bakugou e isso irritava o loiro muito pelo motivo dele estar o ajudando e mesmo assim kirhsima se recusava a aprender algo.

Quando bakugou já estava de saco cheio de tanto tentar fazer o ruivo prestar atenção na matéria e não em perguntas bobas que ele fazia como "você acha amor bobo?" Ou "qual garoto da sala você acha mais legal?" Perguntas que para bakugou era totalmete desconecxas do assunto que ele tentava a todo custo ensinar,guardou seus materiais e levantou se despedindo de kirishima abrindo a porta e se preparando para sair quando foi interrompido pelo mesmo quase em um pulo desajeitado.

–Ei,Ei bakubrôu vamos conversar mais um pouco.–a ansiedade na voz de kirishima era clara e direta.

–amanhã tem aula idiota não podemos ficar até tarde matando papo.–bakugou falou levantando uma sobrancelha e olhando kirishima com a mesma cara emburrada de sempre.

Kirishima logo se desesperou,tinha que arrumar um jeito dele ficar ali,não poderia fazer como das últimas 5 vezes,simplesmente amarelar na hora de se declarar e ainda tinha shoto que se descobrisse que havia falhado mais uma vez concerteza o queimará até a morte pela lentidão do amigo.

–por favor bakugou eu...quero conversar algo sério com você.–bakugou estranhou o fato de kirishima depois de muito tempo não ter o chamado de "bakubrou"ou algo do tipo,ele entendeu que pelo jeito que kirishima falava a coisa não era brincadeira ou uma perda de tempo.

Bakugou jogou sua pasta de matérias ao lado da porta e se sentou na ponta da cama de kirishima o olhando com a mesma expressão de sempre,Mau humorado.

–pode falar.–kirishima abriu a boca mas não sabia como começar e isso o deixava mais nervoso ainda,teria que achar as palavras certas e falar com calma e clareza.

Bem isso foi oque passou na cabeça de krishima mas oque ele falou foi completamente diferente,nem um pouco calmo e muito menos organizado.

–Bem..bakubrou sabe como eu estava agindo estranho esses dias e porquê eu não queria perder sua amizade porque na verdade eu não gosto de sabe né e isso tava me deixando nervoso porquê eu achei que você não me acharia tão amigável sendo que já aparentemente não me acha muito amigavel e oque eu quero dizer e que eu não queria esconder isso do meu amigo.–kirishima enrolou tanto com as palavras que em um momento na cabeça de bakugou achou que o ruivo estava o dizendo que ele era uma mulher ou um alienígena por não ter entendido nada do que o mesmo tentou explicar.

–caralho fala de um jeito que eu entenda idiota.–bakugou perdeu a paciência.

Kirishima respirou fundo três vezes e falou.–a verdade é que eu gosto de você e não na amizade ou uma admiração mas sim no sentido romântico.

Bakugou travou ao ouvir aquilo,kirisima havia se declarado gay e ainda declarado sentimentos a ele,sua cabeça girava em mil e nenhum pensamento conseguia ficar concreto,ele de alguma forma sentia o mesmo pelo ruivo e havia notado esse sentimento a um tempo e já admitia a si mesmo que talvez tivesse algum sentimento pelo kirishima mas nunca passou pela sua cabeça que o mesmo retribuia esees mesmos sentimentos.

–eu,não sei oque eu sinto por você Kirishima.–o coração de krishima falhou por um momento e ele prendeu a respiração em choque,ele havia tomado um fora.–eu nunca senti isso mas acho que gosto de você kirishima porquê toda vez que te vejo perto do meio a meio ou sei lá pikachu,meu coração aperta e eu sinto como se fosse te perder e isso me agunia.

Kirhsima finalmente havia voltado a respirar com o final da fala de bakugou,ele se aproximou levemente e selou os lábios dos dois em um selinho demorado e assim Que se afastou viu a expressão surpresa mas não confusa de bakugou.

Kirishima passou seus braços em volta do pescoço de bakugou e susurrou perto de seu ouvido.

–eu vou fazer você entender oque está sentido bakugou. Vou te mostrar oque é ser amado.–kirishima sorriu escondido na dobra do pescoço de bakugou que retibuiu o abraço sorrindo.

–talvez de certo kirishima–bakugou susurrou fechando os olhos e aproveitando do calor do abraço.

–haha,se for por mim isso já deu certo bakugou e vai continuar dando certo ok.–kirishima passou a mão pelo cabelo macio de bakugou e sentiu o cheiro forte de madeira que o mesmo tinha.

–ta bom idiota,espero que isso que você falou seja verdade se não eu mato você do jeito mais doloroso possivel.–bakugou apertou mais kirisima em seus braços.


××quebra de tempo OFF××


Kirishima chorava ao lembrar de quando se declarou,as lagrimas manchavam as letras cursivas do papel,ele escrevia cartas para bakugou quando estava mal.

Cartas que talvez ele nunca entregasse.


Notas Finais


Ai o futuro deles e tão...não sei descrever.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...