História Isso nos faz garotas - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Incesto, Pecado Capital, Policial, Prostituição
Visualizações 30
Palavras 240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá menines, voltei e dessa vez pra ficar... De vez. Alguns aqui devem lembrar que à alguns meses atrás, eu havia excluído essa fic e disse que retornaria no mês seguinte. Demorou mas voltei hahaha. Bom, ela não está como antes, está totalmente repaginada. Pelo menos ao meu ver rs.
Bem... Aproveitem 💙💙

Capítulo 1 - Prólogo


A limusine está a uma velocidade ridiculamente veloz, daddy issues de the neighbourhood tocando no som consideravelmente alto, o vidro escuro que separa o banco do motorista impede que ele ou alguém nos veja transando no banco de trás. O cigarro preso entre meus lábios é pego pelo seus dedos e tragado por ele. Com sua boca aberta, a fumaça flutua em uma linda lentidão no ar rarefeito do carro. Eu quero gozar, mas sei que ele ainda está longe de chegar ao ápice, então diminuo o ritmo da minha cavalgada. Ele segura meu maxilar, virando meu rosto para a direita e beijando, chupando a parte inferior do meu pescoço enquanto movimenta seu quadril junto com o meu, indo mais fundo dentro de mim. Pressiono com meu dedo na pequena cruz tatuada acima de um pedaço de sua clavícula sem me repreender ao pensar o que Deus deve pensar sobre mim, isso se ele tem tempo para me notar aqui em baixo, apontar e dizer para todos os santos: Olhe, sim, aquela Marion ali mesma, não deixe ela entrar aqui. Está prestando atenção em mim Pedro? Não abra os portões para ela.

Até parece.

Ele se levanta na medida do possível, dessa vez ficando por cima de mim, enquanto eu deito no estofado de couro do banco.

— Já estamos chegando na pista. — o chofer avisa sem precisar abaixar o vidro que nos separa.

Dominic sorri e me beija.

Nós vamos para o inferno.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...