1. Spirit Fanfics >
  2. Isulio - Amor de Sangue >
  3. Capítulo 11

História Isulio - Amor de Sangue - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Capítulo 11



Cheguei em casa com vontade de me trancar no  quarto o dia todo, quando passei por meu pai na escada e meus passos foram interrompidos por ele. 

- Não demora, o almoço já está servido. 

- Eu não vou almoçar hoje, preciso estudar. Se eu sentir fome peço pra Inez levar alguma coisa no quarto. - Daqui a pouco o seu protegido está aí, ele almoça com você. 

- Não usa esse tom pra falar comigo, Julio. - HOJE, eu aceito a sua justificativa. 

Me segurei pra não revirar os olhos e subi em direção ao meu quarto. Caí na cama e bufei de raiva colocando o travesseiro no rosto ao lembrar da Isabela. Por que ela teve que estragar tudo? 

Combinei com os manés de pegar uma matéria da faculdade depois do almoço. Enquanto eles não chegavam, tomei um banho e sentei em frente ao notebook pra revisar algumas coisas. Me espantei quando percebi um caderno desconhecido na minha mochila com um bilhete na primeira folha. 

"Me adiantei em emprestar a parte da matéria que você está precisando. Essa foi a maneira que encontrei pra te pedir desculpas. Esse é o meu número: ********* Isabela."

Confesso que fiquei surpreso, mas não consegui controlar. O meu sorriso já estava estampado no rosto quando terminei de ler o bilhete. 

Alan e Rhener entraram no quarto percebendo a minha reação boba. 

- E essa cara aí?  Tá com um sorriso de bobo alegre por quê? 

Eu não disse nada e apenas dei o bilhete para que eles lessem. 

- Caraca, Julinho. A garota tá na sua. 

- Foi só um pedido de desculpas, Rhener. Não se empolga.  - Você vai ligar pra ela, Julio? 

Alan adorava cortar o barato do Rhener. 

- Vou sim, quero  agradecer. - E vocês já estão ligados que não preciso mais da matéria de vocês. 

-  Tá vendo, Alan?  É assim que começa. 

- Que começa, o quê? 

- Beijinhos e adeus amigos. 

- Deixa de ser mané, o Julio não é desses.

- Vocês querem parar de falar de mim como se eu não estivesse aqui? 

 

Interrompi a conversa me levantando da cadeira e discando o número da Isabela. Enquanto eu agradecia pela matéria, Rhener e Alan faziam sinais de beijinhos na minha frente, me fazendo soltar algumas risadas deixando a Isabela do outro lado da linha sem entender o que estava acontecendo. Consegui disfarçar e combinamos de tomar um sorvete amanhã depois da aula. 





 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...