História It a coisa. - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa
Personagens Benjamin "Ben" Hanscom, Beverly "Bev" Marsh, Edward "Eddie" Kaspbrak, Georgie Denbrough, Henry Bowers, Michael "Mike" Hanlon, Pennywise - o Palhaço Dançarino ("A Coisa"), Personagens Originais, Richard "Richie" Tozier, Stanley "Stan" Uris, William "Bill" Denbrough
Tags Amizade, Mistério, Romance, Sobrenatural, Terror
Visualizações 16
Palavras 783
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 38 - Ira e vingança.


Acha que salvando o seu amiguinho arruinou meus planos?

A brincadeira está só começando.

Sente falta dele não é?

Mas eu vou tornar as coisas mais fáceis para você.

Vou fazer questão de flutuar em juntos.

Vim aqui para acabar pelo menos com um de vocês nessa noite. Não importa quem seja.

Ket escutava essas frases em seu sonho. Mas parecia tão real.
Ouviu a risada inconfundível do palhaço, e o som de algo sendo completamente esmagado causou-lhe náuseas.

Sentiu um peso ser jogado sobre si. Mas não conseguia se mover.

Depois de alguns minutos conseguiu abrir lentamente os olhos.

O peso continuava sobre ela.
Ainda sem olhar,  segurou uma fina mecha de cabelos castanhos, que ela jurava ser de Melissa.

Finalmente teve a coragem de tocar no peso que tanto estranhava. 

Quando tocou sentiu os dedos afundar em algo viscoso e extremamente nojento,   até tocar em algo que ela podia jurar ser ossos.
Gritou se levantando o mais rápido que podia, sentindo aquela coisa gelada escorregar sobre seu abdômen até cair com um grande estrondo no chão do outro lado da cama.

Só naquele momento percebeu o péssimo cheiro que estava não só no quarto, mas nela mesma. Acendeu a luz percebendo que suas roupas estavam cheias de sangue.
Tinha até medo de pensar o que tinha acontecido naquele quarto.
Olhou para cama percebendo que os lençóis e cobertores não estavam diferente de seu pijama.
Mas nada foi comparado ao que viu no chão.
Era realmente sua irmã Melissa. Ou o que havia sobrado dela.

Só naquele momento ela conseguiu ter noção do tamanho da ira é da coisa.
Aquilo não era apenas fome, era raiva, vingança.
Literalmente a coisa havia declarado guerra,  dá pior maneira possível.
Todos eles deveriam estar na lista das mortes mais lentas e dolorosas.

Mas para ela nada faria com que a coisa tivesse a dor que ela estava sentindo naquele momento.
A morte era pouco em consideração ao que foi tirado dela.
Nada iria trazer de volta Enzo, Emily,  Stan, e agora Meli.

****

Todos ficaram péssimos quando souberam da notícia. Não imaginavam que as coisas poderiam piorar. Mas piorou ao presenciarem o estado que a amiga havia ficado. Seria uma cena que jamais sairia da cabeça de nenhum deles.

Bev se culpou por ter saído e deixado as amigas sozinhas. Infelizmente ela nunca saberia se isso mudaria a situação ou não.

Jaque por sua vez estava destruída. Inconscientemente já carregava uma culpa pela morte de seus outros dois irmãos. Se sentia a pior das irmãs. Mais uma vez ela não estava lá quando sua irmã precisava.

Richie nem conseguiu sair para fora do quarto ao ver a situação que se encontrava sua cunhada. E colocou todo seu café da manhã para fora ali mesmo.
Eddie por sua vez estava muito preocupado com ket. Que se trancou no banheiro no quarto de Bev, e não parecia disposta a sair muito cedo de lá. 
Já tinha perdido as contas de quantas vezes Tinha pedido para que ela abrisse a porta. Até que finalmente conseguiu.

Saiu do banheiro com os olhos completamente inchados e vermelhos. Uma mecha dos cabelos loiros  caiu sobre o seu rosto, ja que  sua cabeça permanecia baixa.  Tinha impressão que não importasse quantos banhos tomasse, ainda estaria com a sensação do sangue seco sobre ela.

- Eu sabia que eu não estava sonhando. Sabia que algo estava acontecendo de verdade. Mas por mais que eu tentasse não conseguia acordar. Acho que ela tentou pedir minha ajuda. Mas... - Ket dizia com dificuldade.

- Eii. - Eddie disse afastando a mecha teimosa que insistia em cair, logo após levantando seu rosto e lhe dando um beijo na testa.
- Para de se culpar. Não foi sua culpa, a culpa foi apenas daquele palhaço desgraçado. Dele e de ninguém mais!
- Disse a acolhendo em um abraço. Afundou o rosto em seus cabelos que ainda estavam molhados sentindo o perfume do shampoo.

- Eu te amo, - ela sussurrou o abraçando mais forte.

Eddie sorriu. 
- Eu também. Não imagina o quanto.

*****

Richie ainda estava tentando se livrar das náuseas.
Se impressionou a lembrar que nenhum funcionário havia notado nada de estranho. Sendo que um deles chegou a entrar no quarto. Como era possível?!

Mike e Ben se encarregaram de enterrar o corpo. e saíram do hotel da maneira mais discreta possível.

Depois de um tempo todos desceram para tomar o café da manhã. Ninguém se atrevia a puxar qualquer tipo de assunto. Foi quando Ben e Mike voltaram.

Os dois pareciam Aflitos sem saber o que dizer.

- O que houve? - Bill foi o único com coragem para perguntar.

- Temos péssimas notícias...


Notas Finais


Perdão pelos erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...