História It: A Coisa- A Volta de Pennywise - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias It: A Coisa
Tags Terror
Visualizações 51
Palavras 553
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem! O próximo é um pouco da continuação desse e também aí falar sobre Ana! Boa leitura!

Capítulo 19 - Lágrimas


Lágrimas

Patrick se sentia muito triste por conta do acontecimento, ainda mais agora que o seu irmão não fica tanto em casa, e tinha que passar o dia só com os seus pais, que nem sabem e nem querem saber onde o filho está. Todos acham que a sua família  é perfeita, mas os pais são dois drogados e alcoólatras riquinhos que se acham superiores, e dois irmãos  “comuns”, com uma vida completamente “normal” e com uma irmã morta. Patrick sentia saudade de Palmer, apesar de nunca ter demonstrado afeto por ela todos esses dias depois da separação deles. Como se conheceram?-

Lá estava Patrick no shopping de sua antiga cidade, 2 anos atrás, com 15 anos de idade esperando uma menina de sua escola para um encontro. Passaram-se 20 minutos do horário marcado (Ah, tudo bem! As mulheres sempre demoram para se arrumar), 45 minutos (Daqui a pouco ela chega...), 1 hora e 30 minutos (É, acho que ela não vem). Uma garota sentou-se no mesmo banco que ele, parecendo tentar ligar para alguém. Ela desistiu das ligações e os dois se entreolharam. (Você também levou um furo?)- A menina olhou para ele sorrindo- (É... tá tão explícito assim?) (Não, é que você parece chateada) (É que ele não presta...)- Começou a chorar, Patrick se aproximou mais dela e segurou a sua mão- (Eu não acho isso justo! Você parece ser uma menina tão legal e é bonita) (Palmer...meu nome é Palmer) (Prazer, Patrick)- Patrick voltou a consciência, estava completamente parado pensando sobre o passado. O que Palmer tinha de tão especial? Talvez a sua beleza, mas não somente a sua beleza exterior, mas também a interior. Patrick sempre pensou em um ditado: “A beleza inferior de alguém é somente um convite para ver o que ela tem no coração”.

Pegou o celular e abriu nas fotos. Sempre teve as fotos deles dois juntos, nunca apagara...

 Mas assim como se conheceram, ele nunca se esqueceu de como acabaram terminando- Música tocando, ambiente escuro, era a festa de seu melhor amigo, Kyle. (Vou pegar umas bebidas)- Palmer desapareceu na escuridão. Patrick ficou esperando ela chegar, mas havia sumido misteriosamente. O jovem saiu do ambiente lotado de pessoas e foi subir a escadaria da casa. Conseguia ouvir a voz de Palmer em um dos quartos.

Kyle sempre foi mais bonito e musculoso, todas as meninas eram “afim” dele.

Patrick foi olhar entre as brechas e Palmer estava ajoelhada no chão e Kyle sentado na cama- (Está na hora do seu presentinho de aniversário)- Palmer abaixou a calça e a cueca de Kyle e começou a... Patrick foi embora arrasado e deixou uma mensagem para ela: “Sua vadia chupa-pinto. Está tudo acabado”. 

No final do ano, Palmer se mudou com a família para Derry- Patrick parou de pensar nessas coisas, fazia ele se sentir pior. Até que não aguentou mais, e sem tentar esconder seus sentimentos, começou a chorar, como uma criança que tinha acabado de cair de uma bicicleta.

*PLINK* *PLINK* (As suas lágrimas caíam sobre o revólver de seu pai)-

Quando era criança, seu pai o ensinou a atirar- (Patrick, você tem que...)-:

Patrick:-Mi-mirar-apontou a arma para a própria cabeça.-

(Tá conseguindo mirar?) (Sim, papai) 

(Ok, agora que você já mirou, tem que...)-:

Patrick:-Atirar!-

(Vai, atire em...)-:

Patrick:- 3,2,1 E JÁ!

*TUM*

(...)

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!

SERÁ QUE PATRICK MORREU?...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...