História It Happened ★ JiKook (ABO) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook Jimin Jungkook
Visualizações 1.495
Palavras 1.692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Seventeen


Fanfic / Fanfiction It Happened ★ JiKook (ABO) - Capítulo 18 - Seventeen

°•• Uma semana depois

Em casos como esse em que Jungkook está passando muitas pessoas entrariam em depressão, pois perder seu grande amor não é uma coisa fácil de lidar. Não estou falando que Jeon é sem coração e que não está sofrendo com esse acontecimento de Park, mas ele simplesmente está tentando se manter positivo e já estava até praticamente morando no quarto do hospital de Jimin. Realmente acho que só saia pra ir estudar e pegar a matéria para o menor.

.

.

.

- Eu realmente tô preocupado com o Jungkook, Hobi-ah! Ele anda ficando tempo de mais naquele quarto do Jimin e ainda se nega a dizer que está sofrendo! Sei que meu irmão não é sem coração.- Taehyung reclama com Hoseok, que estava sentado na cama de seu quarto com o namorado no colo.

- Calma, Taehyung. Seu irmão é um alfa e já marcou Jimin, isso faz com que ele precise ser forte! Park perdeu sua marca do dom e consequentemente esqueceu do alfa, então Jungkook tem de passar todos os sentimentos que tinham ao ômega e tem de fazer com que o pequeno se lembre.- Yoongi que estava na outra cama, explicou.

- Eu espero que ele consiga, Suga.- Hoseok disse preocupado.- Agora Taehyung, vá dormir mais um pouco, porque você é um ômega frágil e temos aula daqui a pouco.

- Tudo bem.

.

.

Jungkook:

Acordei em um pulo ao ouvir o despertador tocando e desliguei o mesmo, resmungando alguns palavrões desconexos. Me levantei e fui até o banheiro, aonde escovei meus dentes, arrumei meu cabelo e passei um pouco de maquiagem para disfarçar minha olheiras. Hoje eu não havia dormido no hospital - como venho fazendo todos os dias desde que Jimin entrou naquela merda - porque meu omma disse que eu precisava dormir em uma cama confortável pelo menos uma vez. Voltei ao quarto e coloquei uma roupa qualquer para ir para a aula.

(…)

- Oppa, finalmente deixou aquele ômega nojento! - Uma das putas da escola falou.

- Primeiro: não me chama de oppa porque eu odeio essa porra. Segundo: você só sente nojo do Jimin porque sabe que ele é melhor que você. Porque ele é a única pessoa que tem uma pegada ótima, que sabe me provocar, que me deixa louco de tesão, que pode me beijar a vontade, que pode me tocar, que é comido por mim e é a pessoa que eu amo!

- Ele vai pagar por ter te tirado de mim! - Empinou o nariz e colocou a mão na cintura.

- Vai fazer o que? Tentar me beijar na frente dele? Se toca, querida! Isso não funciona mais.- A provoquei mentindo um pouco.- Se você encostar um dedo em mim ou no meu Minnie morre!

Ao terminar essa frase ajeitei minha mochila nas costas, murmurei um "passar bem" e continuei meu caminho para dentro da sala de aula. Fui para meu lugar e me sentei na minha mesa.

- Eu vi o que fez com aquela menina.- Hoseok disse, parado a minha frente com as mãos no bolso.

- Eu estava defendendo meu relacionamento.

- Sei disso cara, mas não precisa exagerar.

- Se fosse o seu relacionamento você não estaria falando isso.

- É… Verdade.- Suspirou e mexeu nos próprios cabelos.- Como é que o Minnie tá? Nós não vemos ele a três dias já...

- Bom … Ele tá dormindo... Ainda.

Senti muita vontade de chorar. Eu sabia que ele não se lembrava de mim ou pelo menos é o que todos falam. Jimin está lá a quase duas semanas dormindo e sobrevivendo graças a aqueles aparelhos médicos​. Estou perdendo o menor aos poucos (se não perdi totalmente ainda) e isso me faz ficar mal. Mas tenho que continuar positivo, pois quando ele acordar irei cuidar dele e fazer com que se lembre de mim.

- Não chore, Jungkook.- Hoseok disse, sorrindo fraco.- Ele vai melhorar, não se preocupa… Quer que hoje eu vá com você?

- Não… Obrigado, Hobi.- Sorri.

- De nada.

(…)

- O dia não passa rápido não? - Perguntei estressado, vendo que ainda estavamos na hora do intervalo.

- Se acalme, Jungkook! - Pediu Yoongi.- Daqui a pouco você já pode ir pra lá caralho!

- Olha, eu só tô preocupado com meu ômega… Vocês também estariam assim.- Falei, olhando para baixo.

- Eu não estaria assim, porque sou um ômega.- TaeTae disse.

- TAEHYUNG! - Os alfas o repreenderam.

- Jeon, relaxa cara! O Jimin é forte. Não se preocupa.- Yoongi disse colocando a mão em meu ombro.

- Espero.- Sussurei.

Me levantei e comecei a anda por aí, olhando para os lados e lembrando dos meus momentos com Jimin. Segurei as lágrimas que insistiam em querer sair e suspirei, me sentando em um banco qualquer e continuando a observar as coisas. Até que o sinal tocou e eu tive de seguir para a sala de aula novamente.

(…)

Depois de um dia de aula irritante eu finalmente já estava novamente em meu dormitório, arrumando minhas coisas para ir para o hospital aonde Jimin estava. Coloquei na minha mochila minha roupa para dormir lá, uma roupa para ir amanhã, desodorante, escova de cabelo, escova de dente e um cobertor. É, praticamente era isso que eu levava junto do meu celular, fone e carregador.

- Ainsh, ainda tenho que tomar banho.

Tirei minha roupa e segui meu caminho para o banheiro, aonde fui direto para o box e liguei o chuveiro, sentindo a água quente caindo lentamente sobre meu corpo e me relaxando totalmente. Peguei o sabão e com uma das mãos comecei a passá-lo sobre meu corpo, suspirando a cada toque, imaginando que não eram as minhas mãos me tocando e sim as do pequeno ali.

- Eu sinto tanta saudade de você pequeno.

Depois de um tempo terminei meu banho e me sequei com a toalha. Fui ao quarto apenas com aquela cobertura amarrada em minha cintura, aonde cheguei ao armário e peguei uma camiseta branca, um moletom preto, com uma calça jeans preta e um tênis prego também. Depois vesti a roupa e então coloquei a mochila nas costas, seguindo meu caminho para fora do recinto.

(…)

Cheguei no hospital​ e cumprimentei todas as enfermeiras que estavam na recepção. Todas acabaram me retribuindo com um "olá, Jungkook", pois eu venho vindo para cá a uma semana já. Fui direto para o quarto de Jimin, aonde vi o menor ainda dormindo e uma enfermeira arrumando alguns cabos e tubos que estavam conectados ao pequeno.

- Olá.- Falei, indo até o sofá que tinha ali e me sentando.

- Olá, Jungkook.

- Como Jimin está indo?

- Infelizmente nada mudou, o pequeno continua em seu coma, tem algumas paradas cardíacas e precisa dos tubos para respirar.

- Que droga.- Suspirei.

- Vou deixar vocês a sós.- Sorriu e saiu do quarto.

Me levantei e fui até o lado da cama do menor. Passei a mão por seus fios castanhos - sim, ele estava com os cabelos castanhos e estava extremamente lindo assim - e beijei o topo de sua testa.

- Ah, você não sabe quanto está doendo em mim, Minnie. Eu tento parecer forte, mas não consigo, amor. Você é a minha fonte de forças e sabendo que não estás acordado me deixa totalmente para baixo.- Segurei em sua mãozinha gelada com minhas duas mãos.- Por favor, acorda! Preciso de você... Todos precisamos.

Senti um leve aperto sobre minha mão e então olhei desesperadamente para lá, vendo um leve mexer de seu dedo indicador. Sorri largo e limpei meus olhos que estavam cheios de lágrimas.

- Isso, continue lutando, pois eu também continuarei. Não me importo que possivelmente quando você acordar irá me esquecer, mas amarei por nós dois até você se lembrar de mim, de nós.

Deixei um selar em seus lábios secos e me deitei no sofá. Peguei meu headset e meu celular e coloquei para tocar "Castel on the hill - Ed Sheeran":

Quando eu tinha seis anos, eu quebrei minha perna

Eu estava fugindo do meu irmão e seus amigos

Provei o doce perfume da grama da montanha enquanto rolava até lá embaixo

Eu era mais jovem naquela época

Me levem de volta para quando eu

Encontrei meu coração e o parti aqui

Fiz amigos e os perdi ao longo dos anos

E há muito tempo não vejo aqueles vastos campos, eu sei, eu cresci

Mas mal posso esperar para ir pra casa

Estou no meu caminho

Dirigindo a 140 km/h por aquelas estradas

Cantando Tiny Dancer

E eu sinto falta do jeito que vocês me fizeram sentir, e é real

Quando nós assistimos ao pôr do sol sobre o castelo na colina

Com quinze anos e fumando cigarros enrolados a mão

Fugindo da lei através dos campos e ficando bêbado com meus amigos

Dei meu primeiro beijo em uma sexta-feira à noite, acho que não fui muito bem

Mas eu era mais jovem naquela época

Me levem de volta para quando

Nós encontrávamos trabalhos de fim de semana, e quando recebíamos

E comprávamos drinks baratos e bebíamos tudo de uma vez

Eu e meus amigos não vomitamos há muito tempo, oh, como nós crescemos

Mal posso esperar para ir pra casa

Estou no meu caminho

Dirigindo a 140 km/h por aquelas estradas

Cantando Tiny Dancer

E eu sinto falta do jeito que vocês me fizeram sentir, é real

Quando nós assistimos ao pôr do sol sobre o castelo na colina

Sobre o castelo na colina

Sobre o castelo na colina

Um amigo agora vende roupas

Um trabalha pela costa

Um teve dois filhos, mas vive sozinho

O irmão de um teve overdose

Um já está em sua segunda mulher

Um mal está se sustentando

Mas essas pessoas me criaram

E eu mal posso esperar para ir pra casa

Estou no meu caminho

Eu ainda me lembro daquelas velhas estradas

Quando nós não sabíamos as respostas

E eu sinto falta do jeito que vocês me fizeram sentir, é real

Quando nós assistimos ao pôr do sol sobre o castelo na colina

Sobre o castelo na colina

Sobre o castelo na colina

(…)

O tempo havia passado rápido e quando eu menos esperava já era de noite. Meus olhos estavam pesados de tanto chorar e meu corpo tremia devido ao frio. Me ajeitei no sofá me cobrindo com as cobertas e deixando mais algumas lágrimas caírem, colocando a mão sobre minha testa devido a enorme dor de cabeça. Depois de me acalmar sequei minhas lágrimas e me levantei, indo ao lado do menor.

- Boa noite.- Sussurei.

Deixei um selar em seus lábios frios e secos e voltei para o sofá. Me cobri novamente e fiquei fitando o teto. Até que finalmente dormi.


Notas Finais


...
Não me matem :3

Esse capítulo demorou pra fazer, mas não tinham motivos pra demorar, eu que tô me enrolando mesmo ;-;.

Bom, logo o Minnie vai acordar, mas será que ele se lembrará do seu grande amor e alfa Jungkook?

JM: Eu...

JK: SHIU!

P.s: meu @ do twitter : @TiaAlgodaum


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...