História It Has To Be You - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Lee Min-ho
Tags Han Jisung, Hyunjin, Hyunknow, Lee Know, Lee Minho, Minsung, Stray Kids
Visualizações 13
Palavras 903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sim, um triângulo amoroso rs
Espero conseguir chegar até o fim. E Não pretendo fazer algo tão longo também.
Bom, eh isto!

Capítulo 1 - 01. Um


Jisung não estava contente com os olhos que acabara de desenhar, segundo ele mesmo: "Ficou uma porcaria". E apoiando o caderno sobre as pernas, apagou com a borracha tudo o que estava lhe deixando insatisfeito, até mesmo a ponta queixo que não parecia bom. Estava tão focado no caderno que não se deu conta da presença de Minho na mesa. 

 "O que ficou uma porcaria?" perguntou Minho

"O que… quando que… não deveria estar trabalhando?" perguntou Jisung tentando conter a vergonha fechando o caderno de desenhos e torcendo com todas as suas forças para que o jovem funcionário não tenha olhado.


"Uma cliente acabou de sair com um copo de cappuccino. Você é a único cliente aqui. Até a minha avó sumiu e a noona ainda não chegou." Minho olhou para todos os lados e no fim, parou em Jisung, que também o encarava sem saber o que dizer.

"Desculpa, é que estou um pouco…" Jisung buscou uma palavra adequada mas um branco de tanto nevorsismo surgiu na sua mente "Estressado?" completou Minho e Jisung apenas acenou com a cabeça concordando. 

"Quando vou ter o ar da graça de apreciar os seus desenhos, ein?" Minho realmente estava curioso, não era a primeira vez de Jisung na cafeteria e mesmo quando tinham tempo para conversar, mesmo que por pouco tempo, Jisung nunca permitiu que Minho olhasse os seus desenhos. Apenas uma vez, Jisung desenhou rapidamente um urso panda e deu de presente para Minho, pois o mesmo estava insistindo em olhar o que Jisung estava desenhando com tanta concentração e acabou inventando um aleatório.

"Os meus desenhos estão incompletos. Digo, eu desenho e pulo para outra página e repito várias vezes. Nem são tão legais assim, não se iluda tanto…" Jisung disse apertando o caderno preto em suas mãos. 
"São coisas indecentes, não é?"
"O quê?! Ah, não! não são coisas do tipo."
"Só acredito vendo…" provocou Minho
De repente, quando pensou em responder, Jisung sentiu celular vibrar no bolso da calça jeans. Uma mensagem de Hyunjin:

“Hoje é aniversário do Kkami. Conversei com o chefe e hoje posso sair mais cedo, falta pouco.”
Kkami, o cachorrinho querido de Hyunjin. Praticamente um membro da família de Hyunjin.
“Você ainda tá no shopping. Estou chegando aí…
Assim podemos ir juntos pra usa casa”

Jisung levantou assim que terminou de enviar sua mensagem para Hyunjin.
"Eu sinto muito, preciso ir. Eu tenho outro caderno em casa, acho que irei trazê-lo amanhã… meus desenhos já foram bem melhores, acredite" disse em despedida e Minho apenas sorriu. Não era a primeira vez que o garoto das bochechas fofas criava uma desculpa.

Minho sabia que Jisung estava escondendo algo, mas não queria ser mais intrometido do que já estava sendo. Levantou da cadeira assim que viu sua avó entrar no café com algumas compras.
"Vovó, onde esteve?" perguntou Minho e apenas recebeu três bolsas como respota.
"A moça da loja disse que você com certeza iria gostar. Bem na moda"
"Mas eu tenho roupas suficientes, não precisava…"
"Vai recusar o presente da sua avó? Você passa o dia aqui no café, é o mínimo que eu posso fazer por você, querido. Não recuse o meu presente, é uma ordem." disse a senhora Miran, em um tom autoritário

Para Minho, convencer a avó sempre foi uma tarefa difícil, mas já estava com planos. Olhou rapidamente as roupas e em seguida o nome da loja estampado na bolsa. "As roupas são realmente lindas. A senhora comprou em algum shopping aqui por perto?"
"Já fomos lá uma vez e você disse que não queria nada. Por isso fui sem você." respondeu enquanto fazia uma lista de coisas que estavam em falta no café. A porta se abriu e os sinos soaram. A senhora passou os olhos rapidamente na funcionária atrasada que logo fez várias reverências pedindo desculpas.
"Qual a desculpa da vez, Park SooYoung?" perguntoua senhora sem tirar os olhos da lista. 

"Eu realmente sinto muito. O meu despertador não alertou na hora certa…"

Minho tentou ao máximo conter a risada, mas foi impossível. Dona MiRan terminou a lista e antes de seguir para completar a rotina, pediu mais pontualidade de SooYoung, como se fosse a primeira vez.

Foi dona MiRan bater a porta da cozinha atrás de si para SooYoung tirar a sua dúvida.
"Sua avó está bem? Ela nem ficou falando sobre o meu atraso por muito tempo…" perguntou SooYoung
"Eu também não entendi. Mas a noona tem dois empregos, né? Pode perder um" 

SooYoung ameaçou jogar uma cadeira em Minho que logo correu tentando se proteger com outra cadeira.
"Hey, idiota. Se a sua avó escutar, vai descobrir o motivo dos meus atrasos. Gosto de trabalhar como DJ e também gosto de trabalhar aqui. Bico calado, por favor! " pediu e olhou para trás, assustada. A dona MiRan ainda não estava por perto, suspirou aliviada e abriu um sorriso 

"Hey, Minho. O que acha de ir na balada hoje? Não esquenta com a entrada, eu conheço algumas pessoas lá dentro. "
O sinos da porta soaram novamente. Minho se recompôs, retirou o avental e deixou nas mãos de SooYoung. "Noona, atenda por mim, por favor? Eu preciso sair agora, diga para a vovó que não irei demorar. E eu vou pensar um pouco se aceito o seu convite."
Minho pegou as bolsas que estavam perto da vitrine de doces e não perdeu a oportunidade de sair antes da sua avó descobrir.


Notas Finais


Perdoa qualquer erro, eu vou tentar melhorar.
E não pretendo escrever títulos(por enquanto). Não sou boa…

Então, Minho na balada?? Hmm


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...