História It is love Drogo - Reencarnação. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Is It Love?
Personagens Drogo, Lorie, Nicolae, Peter
Tags Arquênix, Fantasy World, It Is Love? Elizabeth
Visualizações 26
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Survival, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heya pessoal! Como sou adiantada resolvi fazer o capítulo seguinte do passado de Elizabeth essa linda!

Booom assim como outro cap esse aqui não foi reescrito, ou seja, corrigido pois eu só vou corrigir quando acabar com a fanfic do mesmo modo que farei com a outra fanfic... Mas isso não vem ao caso né! BORA PRO CAP NOVO!

Capítulo 2 - 1


Fanfic / Fanfiction It is love Drogo - Reencarnação. - Capítulo 2 - 1

Narrativa - Ela queria não lembrar, ela só queria viver sua vida normalmente com os Barthory... Mas quando vê aquela criança os "papéis" mudam ficando fora de seu planejamento, ela lembrava a pessoa da qual a jovem morena sempre colocava a culpa em si por ter deixado-a morrer... Era sua linda irmãzinha que por suposto ao ver aquela criança justo do Barthory que era quase igual a mesma, o que contorceu seu ser e até mesmo sua alma.

Elizabeth - E finalmente pasma Nicolae resolve apresentar-me os dois rapazes e aquela menina nostalgica.

Nicolae -  Elizabeth estes são meus irmãos: Drogo - Apontou nicolae para o loiro que parecia me fitar seriamente eu não entendia aquilo e escolhi não entender virando meu rosto um pouco intimidada - Peter - Disse Nicolae que apontou para o emo ele balançou a cabeça me cumprimentando eu fiz o mesmo - E por fim... Nossa princesa Lorie - Disse por fim ele nem ao menos precisou apontar só tinha uma menina mesmo, comecei a sentir um frio correr sobre meu corpo quando Lorie se aproximou ela lembrava alguém que fazia-me sentir culpada, joguei fora esses pensamentos agachei-me para olhar a menina com seu olhar doce mais de perto.

Lorie -  Oi, você é a Elizabeth - perguntou ela com sua inocência, ela podia lembrar minha irmã até mesmo com seu jeito era como se fosse a mesma ali, falando comigo aquilo foi a amor a primeira vista. Um vasto afeto que acabo sentindo por Lorie me faz perder toda a culpa e imediatamente abraço ela - Sim, sou a Elizabeth e você é uma menina muito especial sabia? - Falo com muito amor na voz, mas é claro que ela é especial! Lorie sorriu com meu comentário, parece que ela também gostou de mim o que é muito bom.

Algumas horas depois...

Apresentei-me para cada um, mas somente Lorie ficou colada em mim, nós passamos a brincar muito e uau! Lorie nunca perde sua energia da mesma forma que nunca perco a minha, awn somos tão parecidas o que fez ficarmos muito próximas. Mas algo me incomodava, quando apresentei-me para Drogo ele me fitava sério o que me deixava tímida e sem jeito a questão é: Eu fiz algo de errado? Será que ele não gosta de mim?... Não seria meio que muito julgamento de sua parte me odiar por causa de minha aparência. Enquanto ficava pensativa Lorie me colocava no chão novamente dizendo:

- Heiiii! Terra chamando Liza - Disse ela rindo tirando-me do transe, acabo rindo também e acabo com o estômago vazio roncando - Buá;-; fome, vamos comer Lorie - Falo sorrindo e acabo recebendo uma resposta um tanto que inesperada - Mas... Eu não sinto fome... - Disse Lorie brincando com os dedos - Como assim? Faz 5 horas que estamos aqui Lorie! - Falo com um olhar impressionado, passou-se até mais de 5 horas e aquele momento deveria ser a hora do jantar se não me engano - É que... Tem vezes que acordo sem vontades - Disse Lorie ainda brincando com os dedos, resolvi engolir a seco aquela desculpa para não insistir mais, levanto-me e digo a Lorie que poderia ir para seu quarto e depois do jantar iria chamar a mesma para brincar mais um pouco, a menina assentiu e foi para seu quarto logo após eu chego na cozinha para preparar meu jantar começo a pensar em uma refeição leve que não me faça perder o sono.

20 minutos depois...

Faço um aperitivo rápido, uma comida totalmente leve após a refeição resolvo chamar Lorie para brincar e assim cumprir minha palavra quando dou de cara com Drogo, tudo foi tão instantâneo que paraliso na hora com seu olhar sério olhando para mim abro a boca para pedir licença pelo fato dele estar em meu caminho, mas a voz não parecia sair não conseguia manter minha compostura diante dos seus olhos dourados que olhavam fixamente... O que há comigo?!

- Com... Com licença e-eu vou passar - Tomo coragem para falar - Bo-boa... Noite - Mexo meu corpo parecia estar se arrastando para sair de perto daquele belo rapaz que cheirava ao perigo e de alguma forma.... A tentação. Imediatamente minha visão fica estranha e embasada quando volto por mim, estava com minha costa na parede de frente para Drogo que parecia estar me cercando não só com seus braços fortes mas com seus olhos que de alguma forma estavam hipnotizado-me.

Que diabos é isso?!

Que merda está acontecendo aqui?!

Por quê não consigo me mexer?!

O rosto de Drogo estava bem perto do meu, já podia sentir sua respiração tocar em minha face, acho que o mesmo estava acontecendo com Drogo em relação a minha respiração. Seus olhos param de dar atenção aos meus ele começa a notar meu corpo, minha pele, meu pescoço, minha boca o que me fez corar de forma extrema ele me parece ser um grande pecado escondido no meu oculto isso eu não posso negar, mas de nada adiantou. Minha consciência latejou dizendo que isso tinha que parar e foi o que fiz afastei-me do loiro que ainda mantinha o mesmo olhar "Ele vai me atacar.... Estou com medo" assim eu pensava então corri o mais rápido que pude e cheguei no quarto da Lorie, bati na na porta da mesma com delicadeza e ao mesmo tempo pedindo socorro Drogo poderia "brotar" atrás de mim a qualquer instante o que me deixava mais assutada ainda e, graças a Deus Lorie abriu a porta e eu entrei apreensiva. "Agora estou segura" assim eu pensava, Lorie ficou me olhando curiosa.

- Hum? Liza por quê está com essa cara? - Lorie parecia preocupada após sua pergunta, tive que recompor e disfarçar - Ahn... Nada só estou meio... Sabe... Desconfortável isso! Desconfortável - Disse aquilo como desculpa - Como assim desconfortavel? - Lorie ficou sem entender após sua pergunta, então penso bem e fico processando tudo antes de falar a resposta - Bom... Sabe, eu cheguei aqui meio que em uma viagem inesperada e acabei me "enquadrando" em uma família que por susposto nem me conhece, isso me faz parecer uma intrusa sabe... - Vejo que Lorie se convenceu com a minha argumentação, ela assenti por ter entendido o que eu quis dizer - Puff! Não liga para isso Elizabeth afinal agente já se conhece, então, você não é mais uma intrusa - Disse ela com razão e acabo sorrindo com aquilo, ela realmente é muito esperta... E muito nostalgica.

Podia escutar os risos da minha irmãzinha só de olhar para Lorie... Mas também podia escutar o fogo e os gritos da minha irmãzinha gritando por socorro enquanto eu ficava em choque sem poder ajuda-la... Desliguei automaticamente meus pensamentos depois disso.

Continuaa...






Notas Finais


.... Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...