1. Spirit Fanfics >
  2. It is love Peter >
  3. É especial para mim...

História It is love Peter - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - É especial para mim...


Fanfic / Fanfiction It is love Peter - Capítulo 3 - É especial para mim...

Passei um momento muito legal com o Peter, mas quando o sinal bateu sinalizando a próxima aula, eu tive que sair correndo sem me despedir do Peter e acabei esquecendo meu casaco lá. Chego na sala de trigonometria e vejo Sarah em uma das carteiras do meio, a minha sorte é que a professora não chegou ainda.

- Você nunca irá ser pontual, não é? - Sarah me pergunta divertida e eu rio.

- Eu estava distraída tocando piano... Não vi o tempo passar - digo enquanto tiro meu material da bolsa.

- Peço o silêncio de todos por favor - a professora diz entrando na sala...

.

.

.

Finalmente a aula de trigonometria acabou e eu posso ir para o refeitório junto com Sarah. Quando sentamos com nossas bandejas em uma mesa qualquer, a ruiva mais puta da cidade vem até nós.

- Lá vem encrenca - sussurro para Sarah que ri.

- Ora ora ora... Quanto tempo Andy- corto ela antes continuar.

- Jaque pule o papo furado e fale logo o que você quer - digo sem paciência. Ela bufa e eu reviro os olhos.

- Só viemos dar oi para uma velha amiga - Samantha fala e eu rio.

- Me poupe Samantha, onde está Loan e Henry ? Por que vocês não vão atrás de seus namorados - digo para elas, mas as vadias riem e apontam para um canto onde eu posso ver claramente os gêmeos, Loan e Henry, incomodando... O Peter, o último não está dando bola para eles, mas eu fiquei irritada.

- O que foi Andy ? Está preocupada com o nerd ? - diz Jaqueline com deboche.

Levanto com raiva, pego o meu copo de vitamina e o de Sarah e vou até aqueles idiotas. Antes de eu chegar perto, os gêmeos se viram para mim.

- Andy você voltou ainda mais gata - diz Henry.

Paro sorrindo em frente aos garotos e sem pensar 2x viro o copo de vitamina na cabeça dos gêmeos. Um sorriso vitorioso surgi em meus lábios.

- Mas que merda Andy - Loan diz irritado e eu dou de ombros.

- Eu só queria dar um presente de boas vindas para você e seu irmão...

- Eu prefiro um beijo do que vitamina no meu cabelo - o albino não perde uma chance de me seduzir.

- Você nunca irá ganhar um beijo meu Henry - digo levemente irritada.

- Isso é o que veremos - ele diz e saí com seu irmão.

Ouço o sinal tocar e vejo que estou atrasada novamente, corro para a mesa e pego minha mochila, a Sarah nem me esperou... Poxa. Saio correndo para a minha aula de biologia.

Chegando na sala de aula o professor me dá uma bronca e eu me sento em silêncio. Para o 1° dia eu comecei mal...

.

.

.

A minha última aula foi vaga, mas eu fiquei no campus dormindo. Assim que toca o sinal eu saio correndo para ir encontrar o Sebastian na sua sala. Bato duas vez e ele abre. Assim que ele fecha a porta eu pulo em seus braços.

- Que saudades Andy - ele me rodopia no ar e depois me coloca no chão - Você cresceu e está linda.

- Obrigada Sebastian - ele dá um lindo sorriso para mim.

- Desculpe não ir no enterro de Alice... - seu sorriso se torna triste.

- Eu sei que pra você é difícil... Minha mãe cuidou de você como se fosse um filho... Pra mim também foi difícil dizer adeus - uma lágrima solitária escorre pela minha bochecha, mas eu limpo rapidamente.

- Mas... Quando você voltou ? Por que não me avisou ?

- Hahaha você e a Sarah são iguaizinhos mesmo - ele sorri sem graça - eu cheguei a alguns dias, e eu queria fazer uma surpresa para todos.

- Uhum... E por que está morando com os Bartholy?

- Sei lá... Eu vi uma oportunidade de emprego e aceitei - digo rindo, olho em volta da sala e meus olhos param no relógio - Irmãozão eu tenho que ir cuidar da Lorie - corro e lhe dou um beijo na bochecha - Te vejo depois.

- Tchau irmãzinha - ele fala rindo da minha pressa.

Corro para o meu armário e pego meu skate. A viagem vai demorar um pouco, mas usar os meus poderes me cansa muito. Entro correndo na mansão e dou de cara com uma Lorie triste.

- Você está atrasada - ela diz cruzando os braços.

- Eu sei eu sei... Desculpe - tento pensar em alguma coisa para alegrar ela - e se eu... Te ensinasse a andar de skate - ela vira para mim sorrindo.

- Sim sim - seus olhinhos brilham.

- Então vamos comigo para o meu quarto, eu tenho um skate extra - ela pega minha mão e saí me puxando.

Largo minha bolsa na cama e vou até o meu armário pegar meu antigo skate, também pego os equipamentos de proteção para Lorie... Eu sei que ela é vampira, mas é melhor para ela. Novamente ela saí me puxando até a frente da mansão. Me agacho em sua altura e começo a colocar os equipamentos nela.

- Prontinho, está linda - digo sorrindo. Coloco o skate no chão e ajudo ela a subir com cuidado.


Eu e Lorie já estamos andando de skate faz tempo, ela pegou o jeito de andar. Derepente ela para, deixa o skate e saí andando para a mansão.

- Estou cansada, você está dispensada por hoje - ela diz com um asseno de mão, reviro meus olhos e vou pegar o skate de volta.

Antes que eu possa subir escuto Nicolae me chamando na sala.

- Sente-se por favor - ele diz apontando para o sofá, faço o que ele mandou - Você sabe no nosso segredo... Então eu tenho apenas uma pergunta.

- Manda - digo sorrindo.

- Por que continua a morar conosco? - fingo um olhar indignada para ele.

- Está me expulsando ? - ele arregala os olhos percebendo sua pergunta, ele parece ficar com vergonha - estou brincando... Eu continuo por que eu gosto de ser independente, gostei de cuidar de Lorie... Mesmo ela sendo meio mandona - ele dá uma risadinha.

- Coitadinha, eu sempre soube que você era doida - olho para Drogo que está na porta, me levanto e vou até ele.

- Você ainda vai ter que me aturar por bastante tempo Droguinho - digo apertando a ponta do seu nariz, ele se afasta, me viro para Nicolae - Vou tomar um banho, daqui a pouco desço para a janta - ele assente com a cabeça.


Depois de um banho revigorante saio do meu quarto para ir até a sala de jantar. Chegando lá, vejo todos com um copo com um conteúdo rubi, e no meio da mesa tem uma caixa de pizza.

- Venha jantar Andy - faço o que Nicolae manda e começo a devorar a deliciosa pizza, enquanto eles tomam seu elixir.

- Vai com calma, sua ogrinha - mostro a língua para Drogo.

- Me deixe aproveitar minha pizza - digo fingindo raiva.

- Não sei como você consegue comer isso... É horrível - Lorie diz indignada, como ela é uma vampira eu entendo que ela não possa comer esse tipo de coisa, então apenas ignoro seu comentário.

- Andy... Por que demorou para chegar hoje ? - Nicolae me pergunta.

- Fui encontrar um conhecido e perdi a hora, desculpe - ele apenas assena com a cabeça. 

Termino de comer e guardo a caixa de pizza na geladeira, voltando para a sala de jantar vejo que só Nicolae está lá, mas está lendo um livro.

- Boa noite Nicolae.

- Boa noite Andy.

Subo correndo as escadas e acabo trombando em alguém,  quando eu estava preste a cair no chão, sinto alguém agarrando minha cintura.

- Você está bem ? - olho para cima e vejo os olhos esmeralda de Peter, faço um asseno breve com a cabeça.

Como se eu estivesse queimando ele, ele me solta rapidamente e se afasta, ficamos em um momento meio constrangedor... Olho fixo para o chão, quando vejo que Peter está me estendendo algo.

- O que... - olho bem, e reconheço meu casaco, pego o casaco e quando vou agradecer Peter, ele não estava mas lá... Por que ele mudou de atitude comigo?

Dia seguinte

Entro na faculdade correndo, largo meu skate no armário e me apresso para chegar na minha aula de literatura. Por incrível que pareça, não estou atrasada, mas não quero acabar encontrando um dos gêmeos.

Entro na sala e sento no fundo, abaixo minha cabeça para tentar dormir um pouco... Essa noite eu não dormi nada. Quando estou prestes a cair nos braços de Morfeu sinto alguém cutucar minha cabeça, não me dou o trabalho de levantar minha cabeça.

- Vá embora Drogo - digo com a voz meio arrastada, sei que é o Drogo por causa de seu perfume.

- Ah que isso Coitadinha... Só queria saber se podemos nos sentar com você - NÓS???! Levanto minha cabeça e vejo Peter e Drogo me olhando.

- E desde quando você estuda ? - pergunto sarcástica ao Drogo, ele fingi um olhar indignada, bufo e volto a abaixar minha cabeça - Façam o que quiserem... Só me deixem dormir.

Sinto os dois se sentarem, e logo em seguida ouço a professora entrar.


Que aula chata... Ainda bem que está quase acabando.

- SE-NHO-RI-TA PARAMOUNT - dou um pulo em minha cadeira e vejo a professora irritada, me olhando - Você passou a aula inteira dormindo, não é?!

- Claro que eu estava! Pretei atenção desde o começo da aula! - vejo um sorriso maroto surgir nos lábios da professora.

- Ótimo! Então recite a primeira estrofe que lemos e nos diga quem é o autor - vejo todos os alunos virarem para me olhar, mas uma garota de cabelos loiros com pontas pretas me chama a atenção... Ela me olha me desafiando, com aqueles olhos verdes, não sei quem ela é... Mas não gostei dela. Me coloco de pé e fico séria, ouço Drogo rir ao meu lado e consigo sentir Peter, que está do outro lado de Drogo, nervoso.

-“Duvida da luz dos astros,

 De que o sol tenha calor,

 Duvida até da verdade,

 Mas confia em meu amor.”  

De: William Shakespeare - vejo o sorriso da professora sumir e a garota loira revirar os olhos, os outros alunos soltam risadinhas.

- Muito bem senhorita Paramount... - assim que a professora fala o sinal tocar, e assim finalizamos nossa primeira aula. Saio da sala com Drogo e Peter.

- Parabéns Coitadinha, achei que você não estava prestando atenção na aula - ele diz divertido e eu dou de ombros.

- E eu não estava... Só prestei atenção porque ela leu esse verso - dou ênfase na palavra "esse".

- Por que? - Peter se pronúncia pela primeira vez hoje.

- Esse verso é muito especial para mim... - Digo antes de deixarmos Drogo para trás, para irmos para nossa aula de Mitos e Lendas.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...