História It Just Happens SuperCorp - Capítulo 37


Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Alura Zor-El, Astra In-Ze, Cat Grant, Eliza Danvers, Hank Henshaw, James "Jimmy" Olsen, Jeremiah Danvers, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Lucy Lane, Maggie Sawyer, Non, Personagens Originais, Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Supercorp
Visualizações 825
Palavras 552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha sóoooo quem chegooouuu :3

GaelZaga~

Capítulo 37 - Super 19


Kara Danvers

 

 

Eu não confio nem um pouco naquele garoto, mas parece que ele conseguiu conquistar a todos ao redor até mesmo Raven fica agora me enchendo por causa dele.

-Vai dar uma chance do garoto se explicar como fez com quase todos? – Pergunta Raven pela milésima vez.

-CHEGA! – Estouro. – Eu não sou obrigada a ouvir uma cria de Alexander Luthor e você não tem o direito de vir me forçar a isso, quer saber já deu, esses anos de pegação foi legal, mas acabou então não volte a me procurar mais.

-Kara..

-Saia da minha casa.

Sinto sua presença sumir e me jogo no meu sofá, eles acham que sou obrigada a ouvir ele e a simplesmente aceitar o que for.

Escuto barulho de sirenes e saio de casa indo direto para onde o tal sinal estava apontando.

Vejo um tipo de nave enorme cair e vejo o símbolo de Krypton nele.

-Fort Rozz. – Sussurro olhando surpresa.

A nave simplesmente cai no lugar mais isolado de National City, voo até lá e uso minha visão de raio-x e vejo vários prisioneiros soltos.

A porta se abre e vejo um tentar escapar e voo até ele atravessando minha mão em seu coração, uma coisa que aprendi foi que quem quer que estivesse em Fort Rozz é maligno e não merece ser recapturado, mas sim morto.

Muitos me encaram e olham o símbolo do meu uniforme.

-Casa de El.. – Fala um deles. – GENERAL!

-Dou um passo para trás quando a vejo.

Ela me encara surpresa e vejo um cara tentando vir pra cima e uso minha visão de calor decepando sua cabeça.

-QUEM TENTAR SAIR DE FORT ROZZ TERÁ O MESMO DESTINO QUE ESSES DOIS, A MORTE. – Falo alto e Astra levanta a mão e eles recuam.

-Kara.

-Astra.

-Nunca pensei que veria você novamente minha sobrinha.

-Você foi condenada a Fort Rozz quando eu ainda estava em Krypton, acusada de matar milhares por causa do seu ideal.

-Krypton estava morrendo e como prova está você aqui na minha frente, quantos sobreviveram?

-Kal-El e eu.

-Oque.. Alura..

-Morreu junto de Krypton. – Falo escondendo a dor que aquilo ainda me causa. – Eu não quero matar mais ninguém, mas farei se for preciso.

-Não queremos guerrear com ninguém Kara.

-Então fiquem em Fort Rozz até que a DEO decida o que fazer.

-Se eles decidirem executar a todos? – Pergunta me encarando.

-Isso nunca vai acontecer comigo aqui, fique dentro de Fort Rozz e segure os outros prisioneiros General para que nada de ruim aconteça.

-Tem minha palavra que ficaremos dentro de Fort Rozz.

Ela entra e fecha a porta e eu pego meu comunicador.

“Kal-El você viu?”

“Kara oque é isso?”

“Fort Rozz a prisão para condenados em Krypton.”

“Então só tem pessoas más ai.”
“Eu consegui um acordo com a General deles então nada de atacar, preciso que entre em contato com a DEO e informe para eles que quero uma negociação eu serei a mediadora. “

“Porque será uma mediadora de criminosos Kara?”

“Porque temos Kryptonianos dentro de Fort Rozz e um deles é a General Astra In-Ze, irmã de Alura Zor-El minha tia.”

“Kara..”

“Só faça o que pedi Kal-El.”

“Logo estarei ai.”

Desligo o comunicador e bato no portão e ele se abre e vejo Astra.

-Precisamos conversar.

-Claro minha menininha.


Notas Finais


Até daqui a pouquinho :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...