1. Spirit Fanfics >
  2. It: o palhaço seduzente. (Livro I) >
  3. Capítulo um.

História It: o palhaço seduzente. (Livro I) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Hellouu,tudo pom? já está saindo o nosso bendito trailer. E eu estou tipo, CARAIO EU TO FELIZ DEMAIS AAAAAA. essa é uma fanfic tipo, fora do comum. Não é nem tão clichê. Mas, em consideração.. acho que vocês vão gostar. se vocês gostam de terror e suspense, mistério e muitas bizarrices.. aqui tem para dá e vender.

~~ ayodahmerwoods. Ꮚ

Capítulo 2 - Capítulo um.



Park jimin, Washington. 9:22 PM.


Como sempre, ou ultimamente.. soltei minhas malas no chão e suspirei, tédio.. ódio, e muita tristeza acumulada desgasta tanto esse meu rostinho lindo. Eu já fui o popular bonitão a escola, e agora sou um despregado em meio ao um cúbico? A vida de voltas tão inesperadas.

Eu precisava soltar algumas lágrimas, aquilo ainda habitava no meu peito. Aquela vibração estranha.. dentro de mim, até hoje estava viva. Eu era apenas um garotinho, quando vi aquele bicho.. aquele troço. 

Flashback, 3 de janeiro de 1999. 4:34 AM.

Já era quatro e trinta e quatro, e eu não havia voltado da festa. Minha mãe deveria estar se descabelando para procurar um moleque pentelho como eu, e meu irmão. 

Era festa de meu melhor amigo, ou de sua família.  Não sei ao certo, mas eu toparia tudo por um belo doce. Depois que coloquei tudo no bolso das calças, no casaco, escondido no meu gorro e até mesmo pendurados no meu suéter. 

Meu irmão só comeu pouco doce e voltou para paquerar, ou como meu melhor amigo diz, bajular. Meu amigo é mais velho, e por isso sabe mais que eu. Ele e meu irmão era melhores amigos, não sei o que aconteceu para os dois brigarem.

Acho que foi por causa de uma tal de Emilly, realmente não entendo esses hyung's! E como sempre, meu irmão deu aquela desculpa.

— mano, não vai dar. — careta. — vou ficar com espinhas se comer muito doce, e a mia não vai me querer. — ele fala a última parte baixo.

Eu como sempre fiz o que sempre fiz, dei no pé.  Eu iria esconder minhas balas no guarda roupa, nos sapatos e tudo!  Vai que jiwong hyung,pega meus doces? 


Ouço alguns ruídos vindo do próximo quarteirão. O que será?

Ando em passos lentos, até que avisto uma cena de ruborizar-me.

— você viu o irmão do jiwong? Esse park.. ele é lindo. — ela diz e sua bochechas tomam um tom rosado. Aquilo era o caos para park jimin, sua vizinha disse isto?

Chaeyoon era linda com certeza, cabelos até os ombros, olhos encantadores, pele macia e cheirosa. A menina era um pacote completo.

Conversava com sua amiga, sarah. 

 você sabe que é mais velha que ele, né? — sua amiga debocha de sua cara.

Chae bufa.

para de ser uma estraga prazeres. — rola os olhos. — mas, respondendo sua pergunta insolente, sim. Eu sei, mas... Vou esperá-lô crescer. E se eu tiver chance.

Sarah ri debochadamente.

olha para você, acho que vai dar tempo para park jimin, irmão do kwon jiwong, irá te dar alguma chance? — bufa irônica. — tem tantos meninos olhando para você, como sehun. Ele não parava de te olhar.

Sarah lança um olhar malicioso para chaeyoon. 

— não me importo com esses meninos bobos, eu so tenho olhos para park. — ela ri, posso vê suas bochechas novamente corando. — ouviu? Não me atraí esse tipo de gente, ouviu Sarah?

Ela passa as mãos entre seus cabelos.

Não consigo ouvir mais nada, no beco aonde elas estavam era um pouco isolado, ate que ouço passos e gritos.

Adentro mais um pouco, e vejo chae correndo,e um m-mostro? Peludo e com unhas grandes, sangue na boca. E a Sarah em mãos, seus cabelos castanhos jogados para o lado com seus olhos fechados. E sua boca tingida por um tom vermelho, claramente por causa do batom.

Aquele monstro..  ele olhava para mim, com seus olhos vazios e escuros. Ele me olhava como sw fosse um belo petisco. Como Sarah, jogado em seus braços. 

ei! — ouço uma voz atrás de mim. — você deveria estar em casa!

As lágrimas escorriam no meu rosto, em uma velocidade incrível. Era inevitável, uma menina bonita como Sarah.. jogada em um bicho como aquele.

— o que aconteceu? — jiwong fita meus olhos. — aigo! O que aconteceu, conta para o hyung..

Eu chorava como um neném chorão nós braços de jiwong hyung, eu estava no lugar errado e ma hora errada!

vamos embora, hyung! — bato devagar em seu peitoral. 

Ele me olha.

por favor! — grito apavorado. — por favor hyung, HYUNG EU QUERO IR PARA CASA! HYUNG! 










Notas Finais


triste.. gostaram???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...