História It- The Beginning - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction It- The Beginning - Capítulo 2 - Capítulo 2

   No dia seguinte...

Ben estava arrumando algumas coisas na sua mochila, se preparando para ir ao seu lugar preferido, quando Bella aparece da cozinha comendo biscoitos

-vai aonde?- ela pergunta

-vou ficar na biblioteca um pouco- ele dá de ombros- melhor do que passar o dia em casa

-está bem- ela ri- só não fica muito tempo fora. Você sabe como a mamãe é

-pode deixar-ele sorri e sai

Na cidade...

Mike, como sempre fazia, estava indo em direção ao açougue do avô, levando as carnes que ele havia encomendado, quando do outro lado da rua, o garoto vê Henry e os amigos dele. O jovem Hanlon se esconde em um beco, ele sabia o que Bowers faria com ele se o visse

Quando teve certeza de que eles haviam ido embora, Mike se levantou e começou a retirar as carnes, quando ouviu gritos...eram as vozes seus pais... no dia em que morreram em um incêndio. Mike entrou em pânico e se aproximou devagar da porta, mas do nada, as mãos sumiram

A porta se abriu e lá dentro tinha uma pessoa que o encarava de volta, com olhos amarelos brilhantes, mas antes que ele pudesse se aproximar mais, o carro de Belch Huggins vinha a todo vapor, quase atingindo o menino

-sai da minha cidade!

Henry e os amigos dele riam do garoto assustado. Quando se foram, Mike olhou para a porta, e seu avô estava de braços cruzados, estranhando a situação

-Vamos Michael! Trouxe o que eu pedi?- o jovem assentiu e se levantou...

Enquanto isso, Stanley estava treinando para o seu Bar Mitzvah, mas não estava conseguindo se concentrar. Seu pai percebeu

-Não está estudando Stanley, o que vão dizer? Que filho do rabino não consegue ler a própria Torá? Guarde o livro no meu escritório! Está óbvio que não está estudando!- ele esbravejou

Stan entrou em uma espécie de escritório, com o rosto tapado, ele tinha bastante medo da mulher de um quadro abstrato que seu pai tinha na salinha porém ao perceber que estava torto, Stan o ajeitou e seguiu seu caminho, quando estava prestes á fechar a gaveta aonde havia guardado o livro ouviu uma pancada.

Olhou para trás era apenas o quadro que havia caído no chão, ele então pegou o quadro e o pôs de volta... mas...havia algo de errado com a pintura...a mulher não estava mais lá.. foi quando Stan se deu conta, a mulher estava atrás dele, com uma cara ainda mais medonha. Em pânico, o garoto saiu as pressas de dentro do local.

Na casa de Eddie...

-Pega o que quiser, menos os recheados, minha mãe adora eles!- Eddie disse enquanto Richie e Bill abriam seu armário de guloseimas -Olha, primeiro você falou do barrens agora falou do esgoto, e ai? E se nos pegarem?

-N-não vão pegar Eddie, o sistema de esgoto é d-do povo, nós somos o povo não somos? - Bill argumentou

Richie e Bill estavam na casa de Eddie, pegando algumas coisas e discutindo sobre o Barrens. O de óculos desviou a atenção da conversa e abriu um dos armários, espantado com a imensa quantidade de remédios que tinha ali

- é aqui que você guarda seus anticoncepcionais Eddie?- ele zombou

- claro. To guardando eles pra sua irmã. Deixa de ser enxerido- o garoto repreendeu

Os três sairam da cozinha, em direção a porta, mas passaram pela sala onde a imensa mãe de Eddie estava sentada em uma poltrona assistindo tv e tricotando

- para onde vai Eddie ursinho?- ela perguntou baixinho

- brincar no meu gramado sra K- respondeu Bill, timidamente- eu ganhei u-u-um....

- um novo conjunto de croquet- terminou Richie- caramba desengasga B-B-B-Bill

- não fica rolando na grama Eddie querido. Principalmente se ela acabou de ser aparada- a mulher alertou- sabe como isso pode despertar sua alergia

- sim mãe- eles se viraram para sair mas a mulher o chamou novamente- não está esquecendo de nada?

Morrendo de vergonha, Eddie foi até a poltrona e deu um beijo na bochecha da mãe. Bill e Richie tinham a mão na boca, segurando o riso

- quer um beijinho meu também sra K?- debochou Richie enquanto Eddie os empurrava pra fora, sussurrando um "cala a boca"...

- desculpa mãe- disse Eddie ao sair

Enquanto isso na biblioteca, Ben estava olhando alguns jornais velhos e viu quando os garotos( incluindo Stanley), passarem pela rua do local. Em um post card de Derry, ele escreveu:

"Cabelos de fogo

Como brasas no inverno

Meu coração também queima

Para Beverly Marsh"

O menino se assustou quando a bibliotecária bateu um livro em sua mesa, A História da Velha Derry

- aqui está o livro que me pediu garoto- ela disse com sua voz de taquara rachada

- obrigada

- você não devia estar lá fora? Brincando com seus amigos? Onde está sua irmã?- a senhora questionou

- eu gosto de estar aqui. E ela está em casa

- um garoto deveria estar aproveitando o verão com amigos- ela fez uma pausa- ou você não tem amigos?

- eu posso ler agora, por favor?

A senhora se retirou e Ben abriu o livro, que contava histórias desde a fundação da cidade, incluindo acontecimentos macabros como o incêndio na siderúrgica, em 1908. Haviam fotos das crianças, da fábrica, dos corpos encontrados e em uma das fotos, o menino vira uma coisa. Ele foi passando as páginas com rapidez, até que finalmente enxergou uma cabeça presa em uma árvore.

Assustado, o garoto fechou o livro e ao seu lado havia um jornal que dizia:

"Corpo achado no canal, não é de Betty Ripsom"

Quando se virou para chamar a senhora, ouviu risadas e um som melodioso tocando. O garoto viu um balão passar pela sua mesa indo em direção aonde se guardavam os livros. Intrigado, ele se levantou e seguiu o balão, vendo no chão um ovo pequeno esfumaçando; desceu as escadinhas e em um dos corredores viu outro ovo pequeno no chão. Ben se abaixou e pegou o ovo, mas escutou barulhos nos degraus; o menino se virou e viu alguém descendo devagar e se assustou quando viu que o corpo não tinha cabeça

O corpo começou a correr na direção de Ben que, apavorado, saiu correndo. As luzes começaram a piscar e uma voz horrível gritou:

- cabeça de ovo!!

A luz apagou e quando acendeu outra vez, um palhaço cabeçudo agora perseguia o garoto com seus dentes expostos. Ben estava com tanto medo que esbarrou sem querer na velha bibliotecária

- o que faz aqui menino?

Ben não respondeu. Ainda nervoso, pegou suas coisas e saiu. Do lado de fora, ele respirou fundo e seguiu caminho, sem perceber que Henry Bowers estava encostado em um dos monumentos de Derry, a espera dele

- ta indo aonde tetinha?- o garoto lhe lançou um sorriso perverso. Ben tentou correr mas foi agarrado por Victor Criss.

No gramado de sua casa, Bella estava deitada de bruços, com um caderninho pequeno nas mãos, anotando as coisas que aconteceram durante o ano letivo e pensando em uma pessoa que ela conhecera a no dia anterior: Eddie Kaspbrak. De alguma forma, o garoto ficou em sua cabeça, o sorriso bobo e as bochechas vermelhas quando ela sorrira pra ele. A garota sorriu boba com a lembrança, mas isso passou quando viu ao longe seu irmão ser arrastado pelo grupo do Bowers. Ela entrou correndo e pegou seu canivete, indo atrás deles

Os rapazes arrastaram o menino até um pequeno celeiro ignorando os pedidos de socorro dele.

-Por favor, parem! - Ben implorava

-Haha tetinha! - Henry debochava- segura esse merda! Vamo acabar com ele!

-SOCORRO! - Ben gritava

-Não vai escapar não! Segura ai! - Patrick dizia levantando a blusa de Ben- O cabelinho vai pegar fogo, igual do Michael jackson! - Ele acendeu um isqueiro

-Opa, segura ele! -Henry segurou o menino

-ME SOLTEM! - Ben gritava

Os meninos perceberam que um carro vinha em sua direção. O carro passou e enquanto Ben gritava socorro ele pode perceber um balão vermelho dentro do carro. O mesmo balão que ele vira na biblioteca

Henry acertou dois socos no rosto do menino

-Então novato, essa aqui a gente chama de ponte do beijo, é famosa por duas coisas, beijo na boca, e nomes escritos.- Henry tirou um canivete do bolso

-Por favor.. - ele implorou mais uma vez

Ben começou a gritar quando Henry mutilou sua barriga fazendo um H. Huggins, sentiu remorso do moleque e tentou impedir

- Henry!?

- CALA A BOCA- ele gritou- EU VOU ESCREVER MEU NOME TODO NESSE MONTE DE PANO

- deixa meu irmão em paz Henry! !!!

Os meninos se viraram na direção da voz feminina e viram a menina parada atrás de Victor, os encarando com uma cara feroz

- olha, a bonitinha veio defender o irmãozinho?- Henry perguntou malicioso- não devia estar aqui vadiazinha

-não me toque!- ela deu um tapa no garoto e sinalizou para Ben- solta ele agora

- acaba com ela também Henry- disse Patrick

Henry a encarava com ódio pulsando em suas veias. Era a primeira vez que uma pessoa o desafiava e ainda mais uma garota

- vai se arrepender disso sua putinha- resmungou

Ele agarrou o braço da menina e a colocou ao lado do irmão, pretendendo abusar dela depois. Quando Henry fez a menção de que ia furar Ben outra vez, Bella puxou seu canivete, cortando a mão de Victor, que estava ao seu lado. Ben aproveitou a deixa para dar um chute em Henry, mas ele acabou caindo do outro lado da cerca. A garota pulou para ajudá-lo mas acabou tropeçando e desceu rolando o barranco, também se cortando com o objeto e batendo as costas em uma árvore

- SEUS FILHOS DA PUTA!!! EU VOU MATAR VOCÊS, JURO POR DEUS!!!

Henry e os amigos pularam a cerca e Bella, dolorida, se levantou e puxou o irmão junto com ela

- vem, vamos sair daqui

Os dois saíram correndo antes que o grupo os alcançasse e Henry se desesperou ao perceber que perdera a faca entre as folhas

- cadê? Cadê a faca porra? Meu coroa vai me matar- ele estava vermelho de raiva- o que tão olhando? Vão atrás deles

Patrick e Belch foram atrás dos dois enquanto Victor ficara para trás, com a mão sangrando e sem saber o que fazer

- TA ESPERANDO O QUE? - ele grita mais uma vez e Victor começa também a procurar pelo objeto

Bella e Ben corriam o mais rápido que podiam e acabaram parando no riacho. Sem pensar duas vezes, a garota puxou o irmão e continuaram correndo. Bem próximo dali, Bill e os amigos desciam para a entrada do esgoto. Eddie reclamava o tempo todo dos possíveis germes e doenças que eles poderiam pegar e se recusava a entrar dentro do esgoto

-Essa é era venenosa! E essa é era venenosa e essa ai também! - Stan apontava para algumas pequenas plantinhas que estavam ali

-Cadê? onde está a era venenosa? - Eddie se espantou

-Em lugar nenhum- falou Richie- nem todas as plantas são era venenosa Stanley!

-Tabom eu já to começando a me coçar, e tenho quase certeza que isso não é bom pra minha.. - Eddie disse ao entrar no esgoto

-Você usa o mesmo banheiro que sua mãe? - Tozier questionou

-As vezes sim!

-Então você provavelmente tem carpa! - o moreno zombou

-Muito sem graça! - Eddie revirou os olhos

-Vocês não vão entrar? - perguntou Richie a dupla

- U-hum! É água cinza!- reclamou Eddie

-Qual o problema com a água cinza? - Richie pegou um galho grande que estava jogado na água

- é basicamente.. xixi e cocô, eu só to dizendo que vocês tão andando em milhares de galões de xixi de Derry!- Eddie argumentou- Tão falando sério que vão..

-Não sinto cheiro de caca senhor! - ele brinca com a água

-Ah tá legal, eu to sentindo daqui !- Eddie retrucou

-Deve ser seu mal hálito querendo voltar pra sua boca!- Richie debochou

-Ah, já ouviram falar de estafilococos?- Eddie disse e Stan revirou os olhos

-Vou te mostrar uns estafilococos! - Richie começou a jogar água na direção de Eddie

-Isso é muito insalubre, sabiam que vocês estão nadando numa privada? - Eddie disse e Richie pega uma espécie de sacola molhada de esgoto

-Para com isso, você é retardado? É por sua causa que estamos aqui, se não fosse por sua...

Bill ignora a discussão atrás dele e continua andando. Ele percebe que pisou em algo e ilumina a água pegando um lado de um tênis

-Galera! - Bill os chama e quando eles o olham ele põe a luz da lanterna no tênis em sua mão esquerda

-Cara, não me diga que isso é... - Stan começa mas é interrompido

-Não... o-o-o Georgie estava usando galocha.. - Bill responde

-De quem esse tênis? - Eddie pergunta

Richie lê o nome escrito na lateral do sapato e responde:- é da Betty Ripsom...

-Ai que merda... - Eddie diz -Meu Deus... que droga! Não to gostando disso!

-Você acha que a Betty gostou? De correr por esses túneis com um pé descalço?

A tentativa de piada de Richie não dá certo já que ele recebe um olhar reprovador dos amigos

-E se ela ainda estiver aqui? - Stan diz e eles começam a procurar

-Anda logo Eddie! - Richie chama

-Minha mãe vai ter um aneurisma entendeu? Se ela descubrir que eu brinquei aqui em baixo, é sério!- Eddie choraminga- Bill?

-S-se eu fosse Betty Ripsom eu ia querer que me encontrassem!- Bill diz e os meninos abaixam a cabeça em silêncio- O-o Georgie também!

-E se eu não quiser encontrar eles? Não quero te magoar.. mas não quero acabar do mesmo jeito que o Georgie.. - Eddie diz e os olhos de Bill se enchem de lágrimas, ele não gostava de falar sobre aquilo- Também não quero desaparecer!

-ele tem razão! - Stan concorda deixando os amigos surpresos

-V -Você também? - Bill lamenta

-é verão!- o judeu continuou- Era pra gente ta se divertindo isso aqui não é divertido! Isso é assustador e nojento!

Antes que Bill pudesse dizer alguma coisa, eles se assustaram com um barulho de algo caindo no riacho e ficaram surpresos ao ver Ben e Bella, ambos molhados e ela tentando levantar o irmão

-caramba o que aconteceu com vocês?- Richie grita

-me ajudem por favor!!!- a garota choraminga

Stan e Eddie que estavam mais perto se moveram para ajudar os irmãos. Bill levou Ben em sua bicicleta e Richie levou Bella, o grupo seguindo para fora do local....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...