História It Was Always Her. - Luke Hemmings. - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Luke Hemmings
Visualizações 157
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, espero que gostem!

Capítulo 42 - 42 - Fall.


Fanfic / Fanfiction It Was Always Her. - Luke Hemmings. - Capítulo 42 - 42 - Fall.

POV LUKE.

- Você vai mesmo surtar toda vez que alguém for me defender? -Ela disse enquanto andávamos.

- Quando essa pessoa for alguém que acabou de ficar com você, obviamente.

- Luke, ele só...

- Não tente defende-lo.

- ciúmes já, senhor Luke?

- Não. Só não quero!

- Tudo bem.

Andamos mais um pouco, até eu quebrar o silêncio.

- Me conte coisas suas que eu não sei.

- Tipo o que?

- Qualquer coisa.

- Bom... Eu dou nome para todos os meus bichinhos de pelúcia.

- Sério?

- Para de rir! -Ela diz irritada.

- Desculpe. Quando eu voltar para o seu quarto, vou perguntar o nome de um por um.

- Pode deixar. Sua vez.

- Hmmm... eu tinha muito medo do escuro até os sete anos.

- Que do fofinho. Bom, eu chupava o dedo até fazer quinze anos.

- Até o ano passado?!

- Sim. Para de rir, não da pra falar com você. -Ela ficou brava, e eu me desculpei com um beijo.

- Bom, eu costumava brincar com o meu irmão mais velho, mas eu era sempre o mais frágil.

- Como assim?

- Eu sempre saía chorando, e ele me humilhava muito por isso.

- Tadinho do baby Luke.

- Haha, muito engraçado. Sua vez.

- Eu amo especialmente três pintas que eu tenho.

- Quais?

- Eu tenho uma na base do dedo mindinho. -Ela levantou o dedo e me mostrou -E eu tenho duas quase juntas na barriga, perto do meu peito.

- Deixa eu ver? -Ela olhou em volta e levantou sua blusa até um pouco acima da cintura, e lá estavam elas; duas pintinhas alinhadas, uma um pouco mais para cima do que a outra. Eram lindas.

- Eu amei. De verdade, são lindas. Como você. -Ela corou.

- Não me acho bonita. -Eu a encarei.

- Não pode ser que não ache. -Ela deu ombros. -Alasca, você é toda linda. Desde o rosto, até os pés, e sim eu já reparei, seus pés são lindos. Não consigo ver um defeito em você, não consigo. Eu só sei te admirar, seu cabelo único, seus olhos coloridos e lindos, suas pintinhas, seus lábios... -Alasca o interrompeu com um beijo.

- Você é a coisa mais linda também, senhor Hemmings. -Sorri e retribui o beijo. -Anda, daqui a pouco suspeitam da gente.

- Você quem manda.

Seguimos de volta para a casa de cima, e não havia ninguém. O sol estava se pondo, então ela pegou um casaco, e descemos para a churrasqueira. Infelizmente, era nossa última noite ali, e todos estavam aproveitando para ficar juntos.

Depois de todos comerem, Justin pegou um violão, e começou a cantar algumas músicas que nós conhecíamos. Depois, Alasca se juntou a ele. Era algo bonito de ver, pois a voz deles se completavam de uma maneira linda, e eu amava a voz dela.

Quando todos estavam dormindo a pelo menos uma hora, eu me levantei com cuidado e andei até o quarto em que Alasca estava. Bati levemente na porta, e ela a abriu com cuidado.

- Quase que não me acha acordada.

- Está com sono? -Eu digo fechando a porta.

- Sim, muito.

- Aposto que eu tiro esse sono rapidinho. -Ela sorriu um pouco diferente, como se possuísse um tanto de malícia.

A segurei pela cintura, e a beijei. Como sempre, o beijo foi calmo no começo, e tomou intensidade depois. A segurei no colo, com uma perna de cada lago do meu corpo, e a encostei na parede. Quando perdemos o ar, passei a beijar seu pescoço, cada vez a apertando mais; ela puxava meu cabelo e apertava meus ombros... eu precisava de mais, precisava descobrir mais dela. A coloquei lentamente na cama, mas a mesma relutou em me beijar depois.

- Luke... não... podemos... -Ela disse em meio aos beijos e aos suspiros.

- Sei que não... -Eu digo, mas ainda sem conseguir me afastar dela. Ela parou os beijos, e respirou fundo, depois me encarando, -E eu estava me condenando por sentir o volume nas minhas calças.

- Acho que estamos pulando muita coisa... -Ela diz um pouco tímida.

- Sim, me desculpe.

- Não precisa se desculpar. -Ela se deitou na cama, e eu me ajeitei para que a mesma deitasse em meu peito. -Nunca achei que você fosse ser tão carinhoso.

- Sinceramente, nem eu. -Ela sorriu.

- Posso pedir una coisa?

- O que quiser, linda.

- Canta para mim até eu dormir, por favor?

- Claro. O que quer ouvir?

- Qualquer coisa.

Pensei um pouco, e comecei a cantar baixinho...

Well, let me tell you a story

About a girl and a boy

He fell in love with his best friend

When she's around, he feels nothing but joy

But she was already broken

And it made her blind

But she could never believe that love

Would ever treat her right

But did you know that I loved you

Or were you not aware?

You're the smile on my face

And I ain't going nowhere

I'm here to make you happy

I'm here to see you smile

I've been wanting to tell you this for a long while

What's gonna make you fall in love?

Oh, I know you got your wall wrapped all the way around your heart

Don't have to be scared at all, oh, my love

But you can't fly unless you let yourself

You can't fly unless you let yourself fall"

"Bem, me deixe te contar uma história

Sobre uma menina e um menino

Ele se apaixonou por sua melhor amiga

Quando ela está por perto, ele não sente nada além de alegria

Mas ela já estava partida

E isso a fez cega

Mas ela nunca poderia acreditar que o amor

Iria tratá-la bem

Você sabia que eu te amo

Ou que você não estava ciente?

Você é o sorriso no meu rosto

E eu não vou a lugar nenhum

Eu estou aqui para te fazer feliz

Eu estou aqui para te ver sorrir

Eu tenho esperado para lhe dizer isto por um longo tempo

Quem vai fazer você se apaixonar?

Eu sei que você tem sua parede envolvida em torno do seu coração

Você não precisa ter medo algum, oh, meu amor

Mas você não pode voar, a menos que você se deixe

Você não pode voar, a menos que você se deixe cair"

Depois de um tempo, ela havia dormido. Beijei sua testa, e segui para o meu quarto. 


Notas Finais


Foi fofo, vai kkkkk
Comentem!!
Grupo --
https://chat.whatsapp.com/57UVNqtWhvjIA1uxEP2N7Q


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...