História It Was Always Her. - Luke Hemmings. - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Luke Hemmings
Visualizações 99
Palavras 1.050
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, olá!
Boa leitura! ♥️

Capítulo 43 - 43 - Pequena Briga.


Fanfic / Fanfiction It Was Always Her. - Luke Hemmings. - Capítulo 43 - 43 - Pequena Briga.

POV LUKE.

Me deitei, mas não foi tão fácil pegar no sono. Comecei a pensar sobre o que tinha acabado de acontecer, e sobre Ashton. Alasca nunca havia me dito se já havia feito sexo com Dave ou com qualquer outro, e eu não sabia se deveria perguntar. Me sentia culpado por ter avançado demais, de novo... ela não queria, e eu estava tão perdido em desejo que não percebi. Mas também pensava em Ashton... porra, não era qualquer menina ali, era a irmãzinha do meu melhor amigo, e eu estava quase transando com ela, sem ele nem saber o que eu sinto por ela. Eu estava sendo um lixo como amigo, e não conseguia deixar a culpa passar.

Mas eu amava Alasca, não conhecia tão bem o amor, mas sabia que a amava. Não tenho como deixar de ama-la... e de todo jeito, ainda tenho surpresas para fazer para ela. Ela vai me amar da mesma forma que eu a amo, e vai ser bem melhor tudo isso.

Acordamos, e iríamos embora depois do café. Todos sentamos na mesa juntos, e foi muito agradável. Era bom ter todas aquelas pessoas ali, e eu me sentia em casa. Após comermos, fomos arrumar nossas coisas, e Alasca ficou conversando com Pattie. Elas pareciam bem amigas.

Nos despedimos um por um. Austin apertou minha mão com desdém, e eu fiz o mesmo. Dei um abraço em todo mundo, e seguimos para o carro. Justin ia com a mãe dele, então Austin ia na frente com o pai, e eu e Alasca atrás. Tudo que eu queria era deitar em seu colo, ou que ela se aconchegasse a mim, mas é claro que não poderíamos. Conversamos sobre assuntos comuns, como séries e filmes, até ela adormecer no carro. Meu Deus, essa menina dormia demais.

Rick deixou a gente em casa, e foi para casa da tia de Alasca, falar sobre algumas coisas do sítio. Ashton não perdeu tempo em perguntar, mesmo na minha frente.

- Como foi a viagem?

- Você estava lá, Ash.

- Quero saber como foi para você. -Ela olhou de relance para mim, e abaixou a cabeça sorrindo.

- Digamos que foi maravilhoso.

- Eu sabia. -Ela o encarou.

- Sabia do que?

- Você e o seu namoradinho. -Ele olhou para mim. Eu gelei. - Eu falei com o Austin, e...

- Olha Ash, o Austin... -Eu tentei começar.

- Não, eu não acredito que ficou com o Austin de novo. -Pude respirar.

- Ele te contou isso? -Alasca pergunta.

- Ele não precisou. Só pelo nervosismo, eu já pude deduzir.

- Você não pode controlar a minha vida, Ashton!

- Mas eu não quero...

- Quer sim! Você vive implicando com quem eu fico, com os meus amigos, com tudo!

- Alasca, o que está havendo...? -Ela se levantou, e parou.

- Não é nada. Eu só não quero você achando que sempre sabe o que é o melhor, quando não enxerga direito as coisas!

- Você está sendo egoísta!

- Egoísta?!

- Sim! Você nem sabe o motivo de estar falando essas coisas! -Pude ver algumas lágrimas se formando nos olhos dela.

- Olha gente, vocês deveriam... -Eu tentei.

- Não Luke. Não deveríamos nada!

- Alasca, para por favor... -Ashton tentou amenizar.

- Parar por que? Você diz que se importa comigo, mas não se importa de verdade. Eu sou só uma pessoa que você tem que cuidar!

- Isso não é verdade!

- É sim! Esqueçam que eu existo, me deixem em paz! -Ela saiu correndo para o andar de cima, e conseguimos ouvir sua porta bater.

Ashton esperou um pouco, mas foi atrás dela. Voltou, claro, sem sucesso.

- O que foi tudo isso....? -Pergunto um pouco receoso.

- Isso é a minha irmã.

- Mas eu nunca vi ela agir dessa forma com você.

- Todo mundo tem dias ruins. Alasca tem crises. Eu fui um idiota, não percebi que ela estava entrando nessa de novo, e comprei a briga...

- Ashton, não deve se culpar.

- Eu sei, só é um pouco complicado. Sinto muito por você...

- Não precisa se desculpar. Quer que eu fique, ou vai ser melhor dar um tempo à vocês?

- Não sei cara, sinceramente. Mas acho melhor você ir.

- Eu vou nessa então. Me dê notícias. -Fizemos um toque e eu peguei minhas coisas e segui para minha casa.

Não consegui deixar toda aquela cena de lado. Mandei mensagem para Calum, e pedi o número de Alasca.


Luke: Oi. Está tudo bem?

Alasca: E você, Luke?

Luke: Sim.

Alasca: Achei que ter o meu número não era a sua cara.

Luke: Exatamente. Você não estava esperando uma mensagem minha, então, fui imprevisível.

Alasca: Com certeza.

Luke: Não respondeu minha pergunta.

Alasca: Não está nada bem.

Luke: O que motivou aquilo?

Alasca: Eu não sei. Eu sou uma pessoa horrível.

Luke: Não acho isso. Talvez só estivesse nervosa.

Alasca: Não sei bem o que pensar. Não faço nem idéia de porquê fiz tudo aquilo.

Luke: Eu imagino. Mas esfria sua cabeça um pouco... eu vou estar sempre aqui para te ajudar.

Alasca: Obrigada. De verdade.

Luke: Você me assustou um pouco com tudo isso...

Alasca: Tinha medo que visse como eu sou instável.

Luke: Não abala em nada o que eu sinto por você. Não pretendo me declarar por mensagens, porque seria previsível da nossa geração. Vamos usar apenas para emergência.

Alasca: É uma boa estratégia. Preciso ficar um pouco sozinha. Até mais, Loirinho.

Luke: Fique bem, ruiva.


Ela não me respondeu mais, eu fiquei perdido em casa, no sofá. Mari abriu a porta, me assustando.

- O que faz aqui, mocinha? É feriado.

- Esqueci uma blusa minha aqui. Preciso dela. Como foi a viagem?

- Você tinha razão.

- Sobre?

- Alasca e eu. Acho que estou realmente apaixonado.

- Ah! -Ela disse correndo até mim -Isso é incrível, querido.

- Sim Mari. É mais forte do que eu poderia imaginar... e fica melhor, porque eu acho que ela sente o mesmo.

- Eu torci tanto por isso. Acredito que vou vê-la muitas vezes por aqui ainda.

- Com certeza.

- Parabéns, querido. Eu tenho que ir, mas vou muito feliz por vocês! -Ela pegou a blusa, me deu um beijo e saiu. 


Notas Finais


Comentem o que acharam!!! ♥️
Grupo --
https://chat.whatsapp.com/57UVNqtWhvjIA1uxEP2N7Q


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...