História It Was Always Her. - Luke Hemmings. - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Luke Hemmings
Visualizações 81
Palavras 1.006
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, olá!
Boa leitura!

Capítulo 44 - 44 - Estamos juntos.


Fanfic / Fanfiction It Was Always Her. - Luke Hemmings. - Capítulo 44 - 44 - Estamos juntos.

POV LUKE

Cheguei à escola no dia seguinte, e desejei ter ficado em casa. O único motivo que me mantinha ali, era ver Alasca. Vi Ashton chegando sozinho, e deduzi que ele e a irmã ainda estavam estranhos um com o outro.

- E ai cara.

- Oi Luke.

- Deixa eu adivinhar. Sua irmã não cedeu?

- Para falar a verdade, eu não fiquei insistindo. Você acha que eu tento controlar ela?

- Bom, eu...

- Preciso que seja sincero.

- Sinceramente, eu acho que você cuida dela, da mesma forma que eu faria se fosse a minha irmã. -Dei ombros. -Pode ser que fez ou outra você se exceda, mas eu não acho que esteja errado. Sabe, Alasca me contou o que aconteceu com ela e Dave.

- Ela contou isso? -Ele arregalou os olhos.

- Sim. Eu me senti mal também. Não consigo imaginar como foi para você.

- Justin bateu nele, mas não o fez levar uma surra. O que quase ninguém sabe, é que eu fui atrás dele depois.

- Sério?

- Claro. Ele fez aquilo com a minha irmã, ele bateu nela, eu jamais poderia evitar de deixar uma marca nele.

- Como foi?

- Digamos que ele teve que levar alguns pontos. -Ele deu um sorriso, mas logo passou. -Alasca é tudo o que eu tenho.

- Como assim? Seus pais são ótimos.

- Eu sei. Mas eu sinto como se ela fosse... ah, não sei explicar. Sinto que quando tudo desmoronar, é dela que eu vou precisar. Ela é a minha irmã, minha melhor amiga desde pequena.

- Não sei exatamente como é isso. Não vejo meu pai a mais de sete meses. Meu irmão, pelo menos seis. Sabe que eu vivo, tipo, sozinho.

- Você também tem a minha família. Sabe que estaremos lá sempre que precisar.

- Isso é ótimo, cara. Sobre Alasca: Talvez ela já tenha entendido que exagerou.

- Vou dar mais um tempo à ela. Ela não mentia para mim, e agora é só o que tem feito. -Gelei.

- Como assim?

- Eu sei que ela está escondendo alguma coisa. Não sei se quero ficar sem saber, mas não sei também se quero descobrir.

- Imagino... -O sinal tocou.

-Até mais.

- Até.

Droga, essa conversa apenas havia piorado a minha culpa. Ashton confiava em mim, confiava para falar sobre a sua irmã e seus sentimentos por ela. O que eu estava fazendo? Burro! Eu tinha um milhão de garotas para me apaixonar, e foi logo pela irmã dele. Merda, merda! Eu tinha que parar com isso, tinha que evitar...

Mas aí ela apareceu. Com roupas pretas como sempre, e o cabelo solto e bagunçado. Eu não podia simplesmente parar com aquilo, porque eu estava totalmente entregue à ela. Era só olhar para a mesma, que eu não pertencia mais a mim mesmo. Ela sorriu para mim, e eu a puxei para a sala de Artes, que eu sabia que não havia ninguém.

Ela veio comigo, e nos beijamos assim que entramos. Depois do beijo, ela ainda ficou grudada ao meu corpo.

- Como sabia que estava vazia? -Ela pergunta.

- O que?

- A sala.

- Ah...

- Luke.

- Bom, eu precisava de lugares para ficar com algumas meninas... e acabei decorando alguns horários.

- Ah, que ótimo. Eu estou ficando com o Luke Hemmings, em um lugar onde ele já ficou com dezenas de outras pessoas. Que legal.

- Para linda, você sabe que você é única para mim. -Lhe dei um selinho. -E seu irmão?

- Não mude de assunto!

- Estou falando sério. Ele parecia abatido. -Ela suspirou.

- Não sei o que fazer.

- Mas foi uma briga tão tosca, já deveriam ter voltado ao normal.

- Eu sei. É que eu nunca brigo com o meu irmão. É complicado. Ele falou sobre isso com você?

- Sim senhora. E... isso é mais um problema.

- Como?

- Estou me sentindo culpado, Alas. Nem começamos a ter alguma coisa, e ele já suspeita que há algo errado.

- Me sinto culpada também. Mas estamos tão no começo, acho que não seria bom apressar as coisas... e sinceramente, acho que o Ashton não está pronto para saber de algo ainda.

- Ele vai surtar, não vai?

- Com certeza. Mas vamos contar à ele assim que decidirmos que vai ser algo sério. -Pensei um pouco.

- Não decidimos isso ainda?

- Não, Luke.

- Mas estamos juntos, não é? -Ela sorriu de um jeito bobo.

- Não, óbvio que não estamos. Eu ainda posso ficar com quem eu quiser, e você pode ficar com quem você quiser. -A encarei incrédulo, e ela riu da minha cara.

- Não achei graça. -Fiz cara feia. Ela colocou as mãos em volta do meu pescoço.

- Estamos juntos, Luke. Vai conseguir ser só de uma garota? Mesmo?

- Eu só preciso de uma para ser feliz. -Ela corou, e eu a beijei calorosamente.

- Tenho que ir. Já matamos quase a primeira aula toda.

- Ate mais tarde, linda.

- Até, Loirinho.

POV ALASCA

Depois do almoço, eu estava andando sozinha até o meu armário. Eu me sentia diferente, e me arriscava a dizer que era alegria. Fazia tempo que eu não ficava assim, quase sorrindo a toa.

Abri o armário, e mais um bilhete azul caiu.

"Você é adorável. Seus cabelos laranjas, quase vermelhos, atuam como o sangue que corre nas minhas veias, e fazem meu coração queimar quando te vejo. São tão incríveis quanto você"

Sorri, mesmo tentando segurar. Luke era tão importante na minha vida agora... mas esses bilhetes eram a coisa mais linda. Jake havia me convencido de que Luke não seria capaz disso, então quem poderia ser? Mas ainda era bom recebê-Los.

   Vi Ashton passar pelo corredor e ir embora. Eu não sabia ficar brigada com ele, não tinha energias para isso... mas não sabia se ele estava melhor assim, e não queria falar comigo. Decidi ir andando sozinha para casa, para poder pensar sobre tudo.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...