História It Was Easier Before You - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Blake Lively, Justin Bieber
Personagens Blake Lively, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 35
Palavras 1.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oeeeeeeeeeee, um pouco depois do horário mas saiu.
Minha semana foi tão corrida, que me esqueci que hoje era quarta ahsuahsudh.

Capítulo 4 - Biber residence


Fanfic / Fanfiction It Was Easier Before You - Capítulo 4 - Biber residence

Pov. Manuela

 

Ele me levou ao Glouton, que é um dos restaurantes mais caros de Belo Horizinte, e eu sabia que não ia ter dinheiro pra pagar aquilo, pelo menos não se eu não quisesse depender mais dos meus pais. Ele pareceu ver minha cara de espantada e entender a minha situação.

- O almoço é por minha conta. – Eu fiquei aliviada, mas não demonstrei. – Mesa pra dois por favor.

O garçom nos levou o cardápio e a única coisa que me interessou como entrada foi

 

Tartare de carne com castanhas, Maria-Gondó, purê de limão  / R$ 37

 

E foi o que pedi, já ele pediu algo que eu nem vi muito bem o que era e logo ficou sério.

- Olha, talvez não goste do que tenho a te dizer! – Ele me olhou em meus olhos ainda mais sério do que antes. – Mas acho justo você entender o que está acontecendo. – Apenas fiz um sinal com a cabeça para que ele continuasse a falar. – Seu pai está envolvido com crimes federais.

- COMO ASSIM CRIMES FEDERAIS? – Eu gritei arregalando os olhos e todos do restaurante olharam pra mim.

- Fala baixo Manuela! – Ele disse quase sussurrando e eu pedi desculpas mais baixo ainda. – Bom, seu pai era um homem muito bom, confesso. Até que o poder subiu a cabeça e ele simplesmente começou a se envolver com algumas coisas perigosas..

- De que tipo? – Dessa vez eu falei sem gritar.

- Como, trafico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

Ele me olhou esperando alguma reação, mas eu simplesmente não tive nenhuma, e na mesma hora o garçom chegou com nosso pedido, mas eu já tinha perdido toda a fome. Vi tudo rodar e o que consegui dizer foi.

- Justin.. Me aju..

Desmaiei no mesmo instante. 

 

Pov. Justin

 

Logo depois de eu dizer a Manuela quem seu pai realmente era, ela acabou desmaiando, e por essa eu não estava esperando. Várias pessoas do restaurante e se aproximaram, a gerencia queria chamar uma ambulância, mas eu disse que não precisaria que eu mesmo iria leva-la para o hospital, o que era mentira.

Peguei-a no colo e levei até meu carro, coloquei no banco de trás e fui para o da frente, no caminho liguei para Ryan e pedi para ele preparar o soro em casa, ele já me conhecia bem então nem fez pergunta.

Cheguei bem rápido, a peguei no colo novamente e  olhei pro seu rosto que já estava voltando a cor normal, isso era um bom sinal. Por um segundo olhei seu rosto e senti uma coisa estranha, mas logo me despertei e a levei para dentro.

Entrando em casa, Chris estava sentado no sofá com tudo já preparado, Ryan tinha deixado tudo pronto e tinha dado uma saída. Ao ver quem era em meus braços ele se desesperou.

- CARA, QUE PORRA É ESSA? – Ele gritou fazendo Nolan vir ver o que era.

Não me dei ao trabalho de responder, a coloquei no sofá perto do soro. Peguei um algodão com álcool passei nas costas de sua mão, furei sua veia com agulha e coloquei o soro pra descer.

- Você pirou? – Nolan falou colocando as mãos atrás da cabeça. – Como você desmaiou a menina?

- Tá louco cara? Já me viu bater em mulher? – Eu falei num tom mais alto. E eles se olharam vendo que essa ideia foi realmente ridícula. – Ela desmaiou e eu trouxe ela pra cá. Não sabia o que fazer.

- E o que você estava fazendo com ela? – Chaz chegou cruzando os braços quando perguntou e me olhou sério.

Eu tinha esquecido que ele tinha ficado muito afim dela, e que não tinha conseguido ficar com ela ontem a noite o que deixou ele querendo mais, e mesmo sendo filha de quem era ele disse que não iria desistir dela.

- Calma Chaz! A garota é sua. – Eu ri fraco olhando pra ela. – Ela nem é tão gostosa assim. – Menti. – Eu só precisava ter uma conversa com ela sobre o pai, mas ela acabou não reagindo bem.

- Cara, você não devia ter feito isso! Não hoje e se Torrez descobre? – Nolan se desesperou.

- Bom, se ele descobrir ele vai saber que estamos com ela, e garanto que vai achar que ela foi raptada e provavelmente vai mandar o fedelho do Gabriel atrás dela. – Falei me gabando.

- Meu irmão faz parte disso? – Manuela acordou já um pouco assustada.

Não queríamos que nada mais acontecesse então Chaz correu até ela e pediu que ficasse calma, e descansasse que mais tarde nós falaríamos sobre isso.

Concordei e pedi a Clarice ( uma de minhas empregadas ) que levassem Manuela para um quarto de visitas descansar e pedi pra preparar um lanche para a mesma. E minhas ordens foram atendidas. Chaz foi atrás de Clarice pra verificar se sua querida iria ficar bem.

 

Manuela acordou um pouco mais tarde e pediu para me ver, quem deu o recado a mim foi Chaz e disse que estava de saída para buscar a irmã de Chris no aeroporto. Logo ergui minhas sobrancelhas, confesso que estava animado por Caitlin voltar, mas tentei não mostrar muito porque sei que Chaz sabe que eu a magoei e esse foi o motivo dela ter ido embora e ele sempre foi muito amigo de Caitlin.

Fui até ao quarto onde Manuela estava e por força do habito não bati na porta, apenas sai entrando, me dei conta ela estava sem blusa prestes a vestir uma que parecia ser de Caitlin.

- Você não sabe bater???? – Ela disse em um tom meio bravo enquanto colocava a blusa as pressas.

Eu sabia que ela era gostosa, mas não fazia a mínima que era tanto assim. Sem perceber mordi meus lábios dando uma boa olhada nela.

- A casa é minha eu não preciso bater.

Percebi que ela tinha ficado mais irritada ainda com o jeito que eu havia falado, e é assim mesmo que eu gosto.

- Olha, eu não tô aqui pra discutir com você! Eu quero terminar de saber o que está acontecendo, detalhe por detalhe. – Ao dizer isso ela se sentou na cama e eu me sentei ao lado dela.

- Dá ultima vez que eu te contei você desmaiou tem certeza que quer saber de tudo? – Falei em tom de sarcasmo mesmo sendo verdade.

- Quero! E me desculpe por isso, eu acho que foi muita coisa uma em cima da outra. – Mas agora eu estou melhor, juro.

Ela me olhou com aqueles olhos quase do mesmo tom que o meu, só um pouco mais claro e colocou sua mão em cima da minha. Porra Manuela, não pode fazer isso Chaz me mataria se eu sentisse algo por você.

- Manuel.. – Ela me interrompeu.

- Manu! Por favor.

Continuei.

- Manu, no inicio de 2004 seu pai começou a se envolver com políticos, e você sabe no que isso dá... Por isso no meio de 2007 ele deu uma sumida, além da lavagem de dinheiro que estava fazendo, entrou num processo para trafico internacional que vinha direto da Suíça, não só de drogas, mas de pessoas também. – Olhei para Manu e seus olhos estavam cheios d’água.

- Como você sabe de tudo isso? – Ela limpou as lágrimas que iam cair no exato momento.

- É uma história ainda mais complicada. – Eu respondi coçando minha cabeça e ela pediu que eu continuasse. – Olha meu pai tinha seu legado e quando eu fiz 16 anos, ele me passou tudo antes de se mudar com minha mãe. E disse que eu não teria outra escolha. 


Notas Finais


E ai galera, gostando?.
Bom, próximo cápitulo só na quarta que vem como combinado.
Até mais!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...