História Itami! - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Eri, Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Gran Torino, Hanta Sero, Hawks, Hitoshi Shinsou, Ibara Shiozaki, Inasa Yoarashi, Inko Midoriya, Itsuka Kendo, Izuku Midoriya (Deku), Kai Chisaki (Overhaul), Katsuki Bakugou, Kinoko Komori, Kurogiri, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mei Hatsume, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Naomasa Tsukauchi, Neito Monoma, Nejire Hado, Nemuri Kayama, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Pony Tsunotori, Ryuko Tatsuma (Ryukyu), Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Sir Nighteye, Stain, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Tenya Iida, Tetsutetsu, Thirteen, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Toru Hagakure, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Yo Shindo, Yosetsu Awase, Yu Takeyama (Mount Lady), Yuga Aoyama
Tags All Might, Bnk, Midoriya, Personagem Ficticio, Romance, Todoroki
Visualizações 11
Palavras 1.459
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Primeiro dia!


Deitada em minha cama encarava o teto com uma tremenda dor de cabeça, mas essa dor eu não sabia se era pela individualidade ou pela tensão de pensar que amanhã às aulas na U.A começarão.

- Toc toc!- a porta estava aberta e mesmo assim meu irmão mais velho, Hiroshi bateu na mesma.

Não converso muito com meu irmão, mesmo que tenhamos praticamente a mesma idade, com diferença de um ano, mas eu quase nunca estou em casa e ele se sente meio que “excluído” por não ter individualidade.

Ele entrou se sentando na cama e eu sequer levantei-me para conversarmos.

- Passando mal? – pergunta pegando meu celular no criado mudo.

- só tensão...- respondo.

- Vamos sair?

- Pra onde?

- Aquário, eles colocaram novos tubarões, eu gosto de bebês tubarões.

Soltei um suspiro forte me levantando como sinal que aceitei o passeio e fui me arrumar. Pegamos o metrô já que era um pouco longe. Descemos na estação que estava lotada e seguimos para o aquário.

Compramos nossas entradas e andamos para a parte dos peixes de corais que estava praticamente vazia tendo apenas um garoto de cabelo branco que encarava o vidro.

- Ah, espera aqui que eu já volto, vou comprar alguma coisa para você comer!- Hiroshi falou saindo.

Que situação horrível, eu estou sozinha com o garoto de cabelo branco. Vou ignorar sua presença e ir olhar os peixes. Fico maravilhada com tamanha coloração dos peixes. Me aproximei do vidro um pouco para observar de mais perto, mas aquele silêncio estava me matando.

- Você gosta de peixes? – pergunto quebrando o silêncio finalmente.

- São agradáveis, o ambiente fica silencioso- foi curto e grosso.

- Ah... Desculpe!- digo corando por ter estragado seu momento silencioso.

- Não , eu não quis dizer isso- ele se aproximou ainda sério- é que eu não gosto de animais que fazem sons muito altos, como aves.

- Ah que bom, achei que estava te incomodando- dei uma risada fraca.

Finalmente o encarei vendo seu rosto, seu cabelo era metade vermelho também e seu rosto tinha uma cicatriz na parte esquerda que só coopera com a sua beleza.

- Todoroki.

- Oi? – finalmente acordei por estar babando pelo seu rosto.

- Meu nome, é Todoroki.

- Ah claro, eu sou Mahina- ele deu uma risada fraca e eu corri imediatamente pela minha lerdeza.

Conversamos um pouco mais e com a justificativa de eu parecer ser alguém legal tfocamos números e continuamos conversando sempre com outras pessoas passando por nós.

- Voltei- Hiroshi chegou e imediatamente as risadas cessaram.

- Eu tenho que ir, tchau Mahina- Todoroki volta ao estado sério e se retira.

- Tchau!- respondo de forma dócil.

- Quem é ele?- Hiroshi pergunta após voltar o olhar para mim, já que anteriormente seguia os passos de Todoroki com uma expressão de nojo.

- Um cara que conheci agora- respondo pegando uma lata de refrigerante da sua mão- Vamos, os tubarõezinhos são por aqui.

Ele me seguiu indignado e ficou assim o dia inteiro, mas não deixamos de aproveitar, me deu muito alívio quanto a dor de cabeça.

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Acordei cedo pela ansiedade de ser o primeiro dia, me arrumei, fiz café para mim e para Hiroshi que ainda não havia acordado, fui até seu quarto e bati na porta para acordá-lo. Mesmo sem resposta sai pelo atraso.

Corri até a U.A chegando lá ainda a tempo e fui procurar a sala 1A, estava silencioso, entrei e me deparei com uma pessoas quietas, praticamente imóveis que me encararam quanto entrei.

- Você vai ficar plantada na porta, o loira?- me assusto com um tom ignorante que ecoa em meus ouvidos me virando rapidamente e me deparando com um garoto loiro de cabelo espetado.

- Ah, desculpe! – lhe cedo passagem envergonhada por ter ficado parada ali feito trouxa.

Me assento na primeira cadeira da quarta fileira e o loiro que foi ignorante mais cedo se assenta atrás de mim colocando os pés sobre a mesa.

Fiquei assim como os outros praticamente imóvel, não tinha necessidade de fazer amigos , afinal de contas estamos em um curso de heróis.

De repente ouço passos fortes vindo em minha direção e me viro curiosa vendo um aluno vindo praticamente marchando.

- Em respeito a U.A peço que retire os pés da mesa.- ele inicia a discussão de forma educada.

- Senão? – o ignorante retruca.

Eles começaram a discutir com a insistência que ele retirasse os pés de cima da cadeira, queria sair dali , mas me sentiria má educada em insinuar que eles são um incômodo para o ambiente, apesar de realmente serem.

A discussão foi interrompida com a chegada de mais alunos que preferi ignorar. Enquanto conversavam foram interrompidos FINALMENTE pelo professor que chegou... enrolado em um saco de dormir?

Ele não fez muito discurso, apenas uma apresentação de seu nome e nos pediu para vestirmos o uniforme que mostrou para sairmos.

Peguei o uniforme e fui até o vestiário feminino me vestir. No caminho encontrei com o Todoroki, eu não havia visto ele na sala, não olhei muito em volta.

- Oi.- digo beliscando sua blusa para lhe chamar atenção- Eu não sabia que você estudaria aqui também.

- Eu também não imaginei isso de você- ele para e me responde ainda sério.

- Quê? Eu tenho super cara de agressiva- brinquei dando um leve risinho- Bom, espero que se enturme facilmente.

- Não sou muito bom para conversar.

- Que não é, ontem no aquário você conversou comigo tão bem!

- Estávamos sozinhos, o ambiente era desconfortável.

- Verdade. Eu... Vou ir me trocar...

Sai dali entrando no vestiário e me troquei. Saí um pouco desconfortável por não saber para onde deveria ir, então só segui os demais.

- Desde criança vocês fazem esses testes de habilidades- Aiwaza, o professor explicava- hoje vocês farão as mesmas coisas, só que utilizando suas individualidades.

Ele pediu ao loiro para demonstrar a partir de um arremesso de bola e logo em seguida explicou que seriam contado os pontos e que, no final , aquele com menor pontuação seria expulso.

Todos demonstraram uma expressão de perplexo e eu só consigo pensar: “OPORTUNIDADE” ʕᏫᎲᏫʔ . Se eu for péssima nisso posso sair da escola e...encarar a fúria do All Might ʕ◉ᴥ◉ʔ... Pra quê fazer pirraça, né gente? Não sou mimada, eu posso viver bem sendo uma heroína!

Começaram os testes e com muita facilidade minha pontuação foi alta, mas não usei a individualidade momento algum, pra finalizar só faltava o arremesso da bola, estava na minha vez e eu me posicionei. Estiquei o braço para um arremesso e fui interrompida pelo professor que começou a falar repentinamente:

- Individualidades, como já diz o nome são só únicas, mas isso não quer dizer que ela não possa ter vindo do seu pai ou da mãe por meio genético. Há pessoas que são estreitamente parecidas com os parentes, e podem dizer com facilidade de puxou ao pai ou a mãe, e queria perguntar: Você é uma dessas pessoas, senhorita Mahina?

Fiquei um pouco com cara de tacho pensando bem no que responder, ele provavelmente sabe que sou filha do All Might, então provavelmente quer saber se tenho a força do All Might.

- Sim- digo sorrindo docilmente.

- Então me mostre sua individualidade e depois me diga qual o parente se parece. Arremesse!

Eu simplesmente arremessei sem utilizar a individualidade alcançando uma pontuação até boa, mas totalmente normal.

- Desculpe, senhor Aiwaza! – me curvei sem perdeu o sorriso dócil e me levantei sem graça- Eu sou proibida de utilizar minha individualidade para coisas fúteis como uma demonstração. Espero que isso não influencie para uma certa raiva vinda da sua parte, mas eu acho desnecessário já que você tem uma lista com todos meus dados.

- eu entendo perfeitamente, pode voltar ao seu lugar.

Eu fiquei junto a turma e fiquei ao lado do Todoroki.

- Que rude da sua parte, não ?- ele sussurra.

- Eu só lhe disse a verdade- sussurro de volta.

Ficamos observando até um certo garoto de cabelo verde, aquele que não teve nenhum ponto de vilão para o teste de admissão, eu não estava interessada nem um pouco nele, e ocorreu até do Aiwaza mostrar sua individualidade de apagar individualidades, mas não estava nem um pouco interessada naquilo. No entanto, eu me virei, vendo o All Might escondido, ele vigiava aquele aluno.

Eu não entendi o porquê do seu foco ser nele, mas quando voltei a olhar fui surpreendida por um arremesso imensamente forte. Volto a encarar e o All Might está sorrindo, um sorriso de orgulho. MAS ORGULHO? Por que daquele garoto? Quem é ele? Tem muita coisa nessa história que tenho que descobrir



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...