História It's a man's world - CR7 - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Cristiano Ronaldo
Personagens Cristiano Ronaldo, Personagens Originais
Tags Cristiano Ronaldo, Drama, Engenharia, Italia, Juventus, Maria João, Porto, Portugal, Real Madrid, Romance, Turim
Visualizações 221
Palavras 2.507
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Ficção, Literatura Feminina, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Recomendo que para a leitura deste capítulo você esteja acompanhado da música "Stay" da Rihanna.

É um dos capítulos mais belos depois do encontro da dona Dolores com a Maria. Foi um daqueles capítulos que tocou meu coração, acho que é por causa da música.

Na foto o sorrisão de alegria de quem vai reencontrar a Maria.

Capítulo 13 - A Decisão


Fanfic / Fanfiction It's a man's world - CR7 - Capítulo 13 - A Decisão

O tempo todo isso foi uma febre

Uma pessoa crédula, nervosa e impulsiva

Eu joguei minhas mãos para o alto e disse: Mostre-me alguma coisa

Ele disse: Se você se atreve, chegue mais perto

 

O telefone tocou, olhei no visor e vi que era o Jorge. Atendi e ele logo me avisou:

- O Ronaldo está começando as férias dele hoje.

- Como ele está? – Perguntei preocupada.

- Está bem dentro da medida do possível, ele está tentando racionalizar tudo que está acontecendo a sua volta. Mas sabemos que a pior parte vai vir agora.

- Eu sei. Eu imagino como deve ser toda esta situação, mas o lado bom é que o Mundial, estas férias, tudo isso tornará o processo menos doloroso. Pior seria ter que apagar as luzes de casa, pegar a mala e ir embora.

Jorge e Dolores tinham me mantido informado sobre como iam as negociações, como estava o estado de espirito do Melhor do Mundo.

- Isso é verdade. – Ele fez um pequeno silêncio, e eu já sabia o porquê – Maria, ele está saindo de férias hoje, você lembra da conversa que tivemos.

- Sim, eu lembro Jorge. – Pensei ainda mais um pouco, eu estava decidida, mas ainda me apegava institivamente àquele último segundo de normalidade. – A resposta é sim.

- Eu sabia! Yes! Eu sabia!

Ele comemorou como se tivesse acabado de fechar um grande contrato. Eu confesso que ainda ficava na dúvida sobre as intenções dele. Pode me chamar de desconfiada, ou posso atribuir ao jeito dele um pouco ensaiado demais, mas devo admitir que nos últimos meses ele tem me ajudado bastante e agora não foi diferente.

- Então, senhorita Costa. Aconselho que pegue as suas malas e vá para o aeroporto, pois um jato já a aguarda.

- Eu sou tão previsível assim? – Pergunto com falsa indignação.

- Não. Nenhum pouco. Espero que tenha colocado roupas leves e de banho na bagagem.

- Coloquei, Jorge. Coloquei.

Ele riu satisfeito em ter acertado em suas apostas. Então completou com um ar satisfeito e até carinhoso.

- Boa viagem, Maria!

- Obrigada Jorge. Até breve!

Desliguei o telefone, olhei para as malas que estavam no canto da sala, desde ontem, desde o final da tarde, quando havia tomado a decisão. Enquanto Ronaldo saia da Rússia, deixando toda uma fase da vida dele para trás, fechando vários ciclos em um único ato, eu também fechava mais outro. Por que algo me dizia que nada mais seria igual.

Dando voltas e mais voltas e mais voltas e mais voltas nós vamos

Ohhh, agora me diga agora me diga agora me diga que você sabe

 

Quando terminei de juntar minhas coisas, dei uma última olhada para o meu apartamento. Sim, eu havia voltado para ele, para passar aquele último dia ali. Ia deixar a chave com meu anjo, o senhor José. E ele ia entregar para a Paula, que cuidaria enquanto eu estivesse fora.

Assim que cheguei na recepção, dei um forte abraço no meu velho companheiro de anos. Ele tinha atrapalhado o descanso durante o dia e tinha vindo se despedir, por que no fundo eu e ele sabíamos que poderia ser minha última vez ali. O porteiro do dia, com a ajuda de Oton, colocou minhas coisas no carro, sob o olhar curioso de alguns paparazzi.

Para aquele dia eu tinha escolhido um vestido leve, floral, de alças finas, que ia até o joelho, bem leve com sandálias. O verão do Porto começava a dar as caras. E eu me sentia leve. Tanto que coloquei os óculos escuros, baixei a cabeça e enfrentei a loucura dos paparazzi, eles deviam pressentir que algo estava acontecendo. Desde a final da Copa e o anúncio do fim do relacionamento de Cristiano Ronaldo e Georgina, eles rondavam meu apartamento, agora me ver naquelas roupas, com várias malas, enquanto o astro partia para as férias, já dava muito pano para deduções. Mas não liguei para nada mais daquilo. Eu não precisava me esconder. Eu estava livre.

Não tenho muita certeza de como me sentir quanto a isso

Algo no modo como você se mexe

Me faz sentir como se não pudesse viver sem você

Isso me leva do começo ao fim

Eu quero que você fique

 

Você deve estar se perguntando o que me levou a decidir, por que estou agora sentada neste jato em direção a Grécia, e sendo uma mulher tão independente, dona do meu nariz, decidi dizer "sim" mesmo sabendo que a minha vida viraria completamente do avesso.

Bem, eu percebi que até agora só tinha visto a casca, que só tinha pensado no Ronaldo pai, no cara famoso, no Melhor do Mundo, no jogador, naquele que não tem vida pessoal completa por que sempre é restrita pelo assédio dos paparazzi e dos fãs. Pensei apenas nisso. Mas quando o vi sair de cabeça baixa do gramado, pude ver o peso que ele carregava nas costas, o quanto deveria ser difícil ser homem por baixo daquela carga toda.

Você deve agora dizer cinicamente: "Mas ele escolheu isso".

Sim, ele escolheu isso, da mesma forma como um médico escolheu não ter noites completas de sono por causa da profissão, ou um bombeiro a arriscar a vida, até um engenheiro sobre o risco de matar outras pessoas caso um prédio venha a cair, e por ai vai. Toda a profissão tem sua cota de risco e sacrifícios, e a dele era aquela. Como o piloto de avião que as vezes passará o Natal longe dos seus filhos. Tudo envolve sacrifícios. Então eu estava julgando, olhando apenas o lado bom, mas esqueci de ver o outro lado, o quanto é uma vida solitária, não saber em quem confiar, sempre ficar pensando se a pessoa gosta de você por interesse. Ao encontrar alguém que não o vê como uma mercadoria, se apegue ela. Se eu vivesse sob a pele dele, era assim que eu pensaria.

E eu o vi tanto como um homem, mas na hora de tomar uma decisão, eu só via o lado da mercadoria, até que vi a fragilidade dele, o peso que o homem carrega por suas escolhas. O tornando mais mortal. Além do ato dele ajudar o jogador do time rival a sair do campo, aquilo me mostrou o homem nobre que ele de fato era. Como se estivesse despertado de um sono, lembrei de todos os momentos que eu estive com o homem, com o Cristiano. A simplicidade de cada um deles. Então pensei: "Sim, eu quero isso para mim"

Não sei como tudo isso vai dar certo. Mas acho que juntos, faremos tudo se acertar.

***

Não é uma vida e tanto a que você está vivendo

Isso não é apenas algo que você pega, isso é dado

 

Estava sentado em uma poltrona, na varanda da grande casa alugada para aquele período de retiro. Era um daqueles raros momentos de solidão, em que me perdia em pensamentos, sobre o meu futuro, como as coisas estavam se encaminhando. Havia muito para ser feito, mas não queria fazer nada ainda. Uma das coisas era procurar a Maria, mas não queria pressiona-la, achei melhor esperar que ela me procure. Não queria parecer que estava pressionando à tomar alguma decisão.

Meu telefone tocou, e eu atendi falando com meu amigo.

- Podes falar, Jorge.

- Oi Ronaldo, soube que já estais instalado na Grécia.

- Sim, está tudo muito bom. Obrigada por ter providenciado.

- Não se preocupe. E acho que daqui a... – Ele faz uma pausa, como se conferisse algo. - ...1 hora mais ou menos vais ter que estar no aeroporto.

- Por que? – Pergunto para ele curioso. – Minha mãe e as crianças já estão a vir pra aqui?

- Não. Eles só vão na metade da semana, senhora Dolores achou melhor deixa-lo descansar um pouco. Ainda mais na companhia de uma certa rapariga que tem deixado o coração do meu amigo aos saltos.

- Mentira! Estais a brincar comigo! É sério o que estais a dizer? Maria? Mesmo?

- Ela mesmo, meu jovem Ronaldo em carne e osso. Liguei para pergunta-lhe se ia embarcar no avião e ela disse-me um sonoro "sim".

- Será que ela estar a vir apenas para terminar tudo?

- Não sejas parvo! É claro que ela aceitou! – A voz dele era animada, eu estava animado, mas até que o tom grave dele aceitou meu pisca alerta. – Mas devo avisa-lo para ir com calma. A rapariga passou por alguns problemas sérios a dias atrás...

- O que houve, Jorjão? – Perguntei preocupado, nem deixando ele terminar.

- Acho melhor ela te contar, depois eu dou os detalhes da minha parte. Mas ela pode estar um pouco abalada ainda, eu não sei. Ela é forte, muito forte, mas acredito que mesmo assim, é melhor ires com calma. Quando a encontrares, irá entender.

- Tudo bem. Agora me deixaste preocupado.

- Não te preocupes. Está tudo resolvido, agora do resto tu vais te encarregar que eu sei. Apenas cuide bem dela.

- Entendi. Agora tenho que ir, vou pedir para o Henrique preparar algo especial para nós.

 

Dando voltas e mais voltas e mais voltas e mais voltas nós vamos

Ohhh, agora me diga agora me diga agora me diga que você sabe

 

 

Não vou mentir, eu me sentia como um adolescente que ia para o primeiro encontro com a garota que sempre ficava a olhar no colégio. Se eu demorava muito tempo me arrumando, naquele dia foi mais ainda, escolhi com cuidado o cardápio do jantar, a roupa que ia usar, o carro, tudo. Falei para prepararem um dos vários quartos de hospedes, pois não sabia quais seriam as condições impostas por ela.

Mas logo estava dirigindo o carro rumo ao pequeno aeroporto na cidade de Kalamata. Alguns seguranças me seguiam em um SUV, era necessário. Os dias de negociação iam começar e o assédio ia aumentar, tanto que a aquele lugar, o Costa Navarino, tinha sido escolhido a dedo, eles eram especialistas em abrigar pessoas que eram visadas pela mídia, eu precisava ficar isolado de tudo, mas a meio caminho entre a Espanha e a Itália.

Jorge providenciou uma villa à beira mar, com todo o conforto e privacidade, trouxe o cozinheiro que cuidava da minha casa e a minha dieta em Madrid, e os demais serviços serão garantidos pelo hotel. Eu sei, estou nervoso, e por isso meus pensamentos percorrem por caminhos, tão diferentes. E cada vez que eu penso que ela está vindo, eu fico mais nervoso.

Olho mais uma vez no retrovisor minha aparência, vendo se estava tudo bem. Eu escolhi uma calça jeans, tênis e blusa, algo bem simples. Agora era só ter que esperar.

 

Não tenho muita certeza de como me sentir quanto a isso

Algo no modo como você se mexe

Me faz sentir como se não pudesse viver sem você

Isso me leva do começo ao fim

Eu quero que você fique

 

Agora eu estava ali, sentado dentro daquele carro, música baixa saindo do som do carro, enquanto pensava nela. Nos momentos que passamos juntos, do quanto ela chamou a minha atenção quando literalmente me esnobou na primeira vez que me viu, o fato dela não ficar babando e simplesmente pegar a bolsa dela, falar "tchau" e ir embora, me chamou a atenção.

Outro ponto que mostrou o caráter da Maria, é que ela tinha tido todas as chances de transar comigo, de avançar em mim, mas ela sempre respeitou meu relacionamento com a Georgina e os meus filhos. Precisou um longo movimento para ela confiar que podíamos pensar em ter algo mais. Eu a senti mais confiante depois do encontro que teve com a minha mãe.

Ai está outro ponto que me aproximou ainda mais dela, as pessoas que estão a minha volta ficaram encantados com ela. Isso prova que eu não sou louco. Ela é essa pessoa especial mesmo, que não estarei fazendo mais uma burrice com a minha vida, escolhendo a pessoa errada.

Meus pensamentos são cortados, pelo ruído do avião que pousa, tocando a cabeceira da pista. Então saio do carro e me escoro nele, observando todo o movimento de taxear. Os seguranças pararam um pouco mais distantes, de forma discreta, e ficaram atento a todo movimento que acontecia.

E ali estava eu, com óculos escuros, escorado em um carro, vendo todos meus problemas serem esquecidos apenas com a aproximação daquele avião.

***

Ohhh, o motivo pelo qual eu insisto

Ohhh, porque preciso que este buraco desapareça

É engraçado, você é quem está destruído mas eu sou a única que precisava ser salva

Porque quando você nunca vê a luz, é difícil saber qual de nós está desabando

 

***

Quando o avião tocou o solo, despertei do cochilo que havia tirado, pois atravessei a noite toda pensando, ponderando, mesmo com as malas prontas. Agora sentia um certo cansaço. Através da janela do avião, enquanto ele taxiava, vi o belo homem escorado no carro, com aquela postura e aqueles óculos, parecia um verdadeiro bad boy, um convite ao pecado. Dentro de mim, aquele diabinho sussurrou no meu ouvido: "E ele é todo seu".

Assim que a aeronave parou, eu coloquei o óculos escuros, não queria que ele visse a leve mancha mais clara em volta dos meus olhos, graças a Deus o inchaço tinha diminuído. Amarrei um lenço no pescoço, para esconder algumas marcas mais claras que se encontrava ali. Me arrumei, dei mais uma arrumada nos cabelos e desci pela pequena escada, encontrando o homem que se afastou do carro, com um sorriso largo, brilhante, tirando os óculos escuros, e mais uma vez tive certeza que aquela era decisão certa.

Quando dei por mim, já estava correndo na direção dele, me jogando nos seus braços, cheia de saudade, haviam se passado quase 1 mês de separação, parecia outra vida que havíamos vivido. Mas ela nos preparou para aquele beijo, que trocamos cheios de entrega e desejo, com vontade e paixão, nos abraçávamos possessivamente, procurando mais e mais.

 

Não tenho muita certeza de como me sentir quanto a isso

Algo no modo como você se mexe

Me faz sentir como se não pudesse viver sem você

Isso me leva do começo ao fim

Eu quero que você fique

Eu quero que você fique, ohhh

 

Ele retirou meu óculos lentamente, eu senti um tremor no fundo do estomago, temendo a reação dele. Cristiano tocou meu rosto, as manchas leves, então perguntou cuidadoso.

- O que houve com você?

- Uma longa história.

- Por isso não queria falar em vídeo comigo? Por que não falou-me disso? – A voz dele era pura preocupação, era de partir o coração.

Segurei a mão dele e disse carinhosamente:

- Está tudo bem. Está tudo resolvido, Jorge me ajudou a resolver. Prometo te contar tudo. O importante é que eu estou bem, estou aqui. – Toquei o rosto dele com carinho e disse baixinho. – O importante é que eu escolhi você.

O homem não aguentou a explosão de sentimentos fruto da minha declaração, e meu puxou para mais um beijo intenso e cheio de paixão.


Notas Finais


Não perca a playlist do Spotify: https://goo.gl/whWcKf

Assista o trailer: https://youtu.be/HJ2HhWZplrY

Siga a sala da redação, um twitter onde vou soltando uns Spoilers, coisas que vou escrevendo: https://twitter.com/AutoraAnaJulia

Essa fanfic foi inspirada nesta música, principalmente depois de ver o Ronaldo cantando de forma tão apaixonada ( https://www.youtube.com/watch?v=hoEo5ytT26U ). Ai, quando vi a letra desta música, percebi que daria uma boa história, que casou com todo o momento que ele vem atravessando de mudanças.

Este vídeo faz parte do Documentário "Ronaldo". Que mostra um lado mais humano por trás do craque. Eu tinha aquela imagem do arrogante e tudo mais. Não suportava ele por isso. Mas depois de ver este documentário minha visão mudou, e eu pensei que isso daria uma boa história, uma mulher que teria essa desconstrução da imagem do craque e percebesse o homem por trás disso tudo. Foi ai meu ponto de partida. E tenho escutado bastante esta música, ela tem sido a essência desta jornada.

Não esqueça de deixar sua opinião e o seu voto. Isso é muito importante. Afinal, é minha primeira aventura do tipo, preciso saber se estou agradando.

Beijinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...