História It's Always Worth To. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook, Jimin, Jungkook
Visualizações 5
Palavras 504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prologo


Você já se perguntou o porquê da sua vida ser assim? Já desejou, desesperadamente, que algo acontecesse e você pudesse alterar sua vida da forma que quisesse? Sua família, amigos, país de origem, escola, forma física e mental. Já se perguntou porque a vida das outras pessoas parece tão mais divertida e excitante, e porque não importa o que faça, a sua não parece mudar, continuando sempre a mesma coisa.

Eu me pergunto isso todos os dias, há bastante tempo, eu desejo diariamente acordar e não ser mais a mesma pessoa. Mas a vida não é um conto de fadas, então parece que terei que me contentar com o que tenho, mas não consigo.

Eu tento ser forte, todos os dias, não porque quero ou sou, mas porque tenho que ser, meu pai é um alcoólatra que só se importa consigo mesmo, ele já foi um homem admirável, todos o respeitavam, mas tudo mudou quando minha mãe o deixou, após saber que minha irmã estava doente a 3 anos, no início ele tentou o que podia e cuidou de nós como um adulto responsável. Porem com os meses se passando e o não retorno de minha mãe, suas horas em casa foram diminuindo e quantidade de vezes que retornava bêbedo foi aumentando.

Minha irmã tinha 10 anos quando foi diagnosticada com câncer, eu achei que tudo ficaria bem, sabe aquele sentimento de que nada de mal vai ocorrer apenas porque é com você e coisas ruins só acontecem com os outros. Bem, eu aprendi da pior maneira que isso não é verdade.

E foi assim que parei no limite dessa ponte...

Depois de banhar meu pai e limpar o chão da cozinha, sob o qual ele havia vomitado e dormido na noite anterior, eu fui ao hospital como de costume e brinquei com a minha pequena, ela sorria e perguntava quando papai iria visita-la. O que eu poderia dizer? Garanti que ele não estava vindo porque estava ocupado demais trabalhando para montar uma surpresa para ela.

Ela sorriu. E então, vomitou e iniciou-se outra de suas crises, eu ajudei o enfermeiro a acalma-la até que dormisse, era tão difícil, ela era tão linda e tão frágil. E foi pensando em como era tudo tão difícil, em como não sei se suportaria por muito tempo, se não existia uma maneira de acabar com tudo aquilo que eu me peguei parado aqui.

Sentindo o frio e lembrando que tenho medo de altura, então não deveria olhar pra baixo, mas foi o que eu fiz. A única coisa que me passava na cabeça era o meu pai bêbado, e o choro e gritos de dor de minha irmã, e assim eu pedi, eu desejei uma resposta...como eu esperei que alguém, ou algum sinal fosse me dado para provar que tudo aquilo valia apena. Mas eu não conseguia mais pensar assim, eu simplesmente não tinha mais forças para viver aquela vida.

E no mesmo instante em que aquela música se iniciou em meu fone, eu pude te ouvir....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...