1. Spirit Fanfics >
  2. It's Fragile >
  3. Capítulo 5 - Isso não pode estar acontecendo

História It's Fragile - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Oiê
voltei, como prometido
Mais um capítulo pra vcs
Boa Leitura.

Capítulo 5 - Capítulo 5 - Isso não pode estar acontecendo


Fanfic / Fanfiction It's Fragile - Capítulo 5 - Capítulo 5 - Isso não pode estar acontecendo

Bakugou


— Como esse grande dragão colocou VOCÊS DOIS, de todas as pessoas, nas costas? — Eu perguntei, extremamente irritado. Como isso pôde acontecer?  


— Bem, Kacchan, obviamente você reconheceu esse dragão, certo? Quando Sero disse "se é isso que pensamos que é", estou supondo que você sabe sobre o Endeavor, certo??


— Maldido... este dragão, você quer dizer que este é na verdade a "arma secreta de guerra" do Endeavor, o boato que vem acontecendo há anos? — Perguntei — O dragão que era totalmente capaz de matar todos nós? E você decidiu que ele seria uma boa rota de fuga? Você não pode estar falando sério?!? O que você estava pensando? Você poderia ter morrido!


— De que outra forma poderíamos escapar, Bakugou? Não que possamos exatamente sair de nosso reino! Além disso, você está chamando o dragão, que acaba de lhe dar um novo penteado, de matador — Meio a Meio disse.  


Ele tinha razão, quero dizer, mas ainda assim, esse dragão idiota é capaz de ser uma máquina de matar como esperávamos que ele fosse, certo?  


— Ele pelo menos tem um nome? Ou você pode me dizer mais alguma coisa sobre ele, afinal? — Eu perguntei, enquanto o dragão se deitava, observando Mina tentar derrubar Sero, que idiotas.


— Uhm, não, ele não tem um nome. Pelo menos não que saibamos — o Meio a Meio respondeu — Mas eu sei que o temos desde que nasci, Endeavor basicamente o criou como ele fez comigo, exceto que esse cara nem sempre foi um dragão — ele adormeceu.  


— O que você quer dizer com "nem sempre um dragão'', ele não pode ser aquele, certo? Eu pensei que todos foram mortos há cinquenta anos! — Eu exclamei.  


— Bem, isso é o que o público deveria saber... ele foi levado após um acidente na sua antiga casa. Logo depois que ele nasceu, como um humano, começou a dar sinais de ser meio dragão. Sua mãe ficou com medo. E como seu pai, que presumimos ser um dragão, já estava fora de cena, havia apenas sua mãe sozinha, criando um meio dragão. 


"Quando esse cara tinha apenas um mês de idade, lembre-se daquele ataque mágico de anos atrás, que só os nossos pais falam hoje em dia? Sim, quando aqueles alarmes soaram, a mãe dele entrou em pânico total, assustando-o, o que o fez se transformar. Ele acabou derrubando todos os utensílios da cozinha e aparentemente colocou fogo em sua casa também. A casa foi queimada, junto com a mãe. Como ele é meio dragão, o fogo não o afeta, então ele sobreviveu". 


— Nossa, eu não estava esperando por isso. Que terrível… Não consigo nem imaginar… — Eu disse, como uma criança pode causar tanto dano? — Mas isso não explica como ele deveria ser um dragão de guerra.


 — Ah, sim, certo, então, depois que Endeavor ouviu falar desse bebê milagroso, ele o acolheu. E no primeiro dia, ele começou a tentar forçá-lo a se transformar, para que ele pudesse travar o poder. Vê aquela pulseira em seu tornozelo? 


— Sim.


— Isso é o que o impede de se transformar de volta. É um bloqueio mágico, e só pode ser removido por alguma magia forte. Mas, de qualquer forma, Endeavor levou sete anos inteiros para finalmente fazê-lo mudar para um dragão. Mas só depois de outra criança que estava na cela com a qual fez amizade, foi torturado e praticamente morto na sua frente. — IcyHot explicou. 


— Isso é loucura…  


— Então Endeavor, pelo menos eu acho, fez uma lavagem cerebral completa nele. Só para tirá-lo de sua cela precisamos puxá-lo com um focinho, ele não entendeu que estávamos tentando ajudá-lo. Demorou uma hora inteira para nos entendermos. Isso é tudo que sabemos até agora, os guardas apenas deixaram partes de seu arquivo por aí — o Meio a Meio terminou, e Deku assentiu. 


Este cara dragão, passou pelo indizível.  Eu não ficaria surpreso se ele fosse mentalmente louco.


— Isso… dragão… Uau. É assustador — Sero ofegou, acabando de descer com a ajuda de Mina. Ela estava rindo ao apontar para a bunda dele por trás.  


— Aí Deus, hahahahaha… se sujou, hahaha... aí, Sero! Ha! — ela riu, curvando-se para recuperar o fôlego de tanto rir.  


— Você também teria! Achei que ele fosse me matar!


O vermelho se levantou, caminhando até os dois no chão, abaixando a cabeça para cheirá-los como ele fez comigo.  Ele cheirou Mina primeiro, soprando no rosto, puxando o cabelo dela para trás, fazendo-a rir. 


Ela, então, colocou a ponta do dedo em seu fucinho, fazendo o som característico do ato, boop, eca, por que ela precisa fazer boop com todo mundo? 


Ótimo, ela estava fazendo o grande dragão ronronar.  Ele a pegou e se deitou, colocando as patas dianteiras de forma que pudesse colocá-la na frente de seu peito, fazendo com que ela se apoiasse em suas patas. Em seguida, começou a alisar o cabelo com lambidas. Aparentemente satisfeito, ele a pegou de volta e a colocou atrás dos dois idiotas.  


— Ele é tão precioso! — ela gritou, sacudindo Deku, fazendo o Meio a Meio rir. O dragão cautelosamente moveu sua grande cabeça para Sero, cheirando-o suavemente e de repente se erguendo com o nariz franzido e expirando com força.  Ele agarrou Sero com os dentes suavemente, caminhando pela floresta.


Galhos e folhas quebrando e balançando para trás rapidamente depois de serem empurrados para trás pelo dragão.  Seguimos o Grandão Vermelho enquanto ele se arrastava pelo denso aglomerado de árvores, até que finalmente chegamos a uma pequena abertura com um lago. 


Abaixando a cabeça, ele jogou Sero na lagoa e torceu o nariz e retraiu a cabeça rapidamente. Sero olhou para o dragão, que parecia bastante satisfeito consigo mesmo, enquanto se virava e olhava para nós.  


— Acho que essa foi a maneira dele de dizer que você fede, Sero! — Mina riu enquanto o dragão a acariciava.  


— CALE A BOCA, MINA! — Disse Sero, que estava se livrando do fedor. O dragão mudou de Pinky para mim, respirando ar quente em mim e me olhando vesgo.  


— Olá —  Eu disse, coçando seu queixo, ele se afastou um pouco e abriu a boca — Vermelho? — Eu perguntei quando ele alcançou sua cabeça atrás de mim e mordeu minha capa. Ele me levantou e me colocou na base de seu pescoço.  — Uhm, Oe, Vermelho? Você poderia me colocar no chão? — Perguntei ao dragão.  


Ele abaixou a cabeça e o peito no chão, me fazendo deslizar pelo pescoço, alcançando o topo de sua cabeça, o dragão ronronou.  Eu agarrei seus chifres para me sentir segura enquanto ele abria suas asas. 


Oh merda.


Notas Finais


Gente olha só, pergunta pra vcs, quando eu traduzi, eu escolhi deixar alguns nomes em inglês mesmo, como IceHot, mas outros em português como Vermelho e Grandão Vermelho. No caso do Kiri, vcs preferem que continue em português, ou deixe em inglês mesmo. Red e Big Red?
Dá pra fazer uma mistura dos dois também, uma hora Red, outra hora Vermelho...
Respondam nós comentários, please
Não se esqueçam de dar uma olhada na versão original, ok?
Obrigada pela leitura e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...