1. Spirit Fanfics >
  2. It's just a dream, sleep. - yoonseok (bdsm,cnc, sonofilia) >
  3. Capítulo Único

História It's just a dream, sleep. - yoonseok (bdsm,cnc, sonofilia) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


ATENÇÃO: a história foi escrita com a presunção de que todos os membros em uma cena ou na história dariam seu total consentimento às ações aqui descritas.

Se você se sentir desconfortável com esse tipo de conteúdo, NÃO LEIA.

Você foi avisado (a).

Capítulo 1 - Capítulo Único


Hoseok acordou no meio da madrugada. Apesar de ter gastado toda a sua energia no início da noite, era como se já estivesse restaurado.


Hoseok olhou para o lado. Sobre o colchão, meio embolado no lençol lilás que cobria parcialmente o corpo pálido, dormia Yoongi, calmo. Era uma imagem adorável, serviria de inspiração para qualquer pintor. As bochechas coradas, as marcas roxas que começavam a ficar mais fortes, espalhadas pelo corpo dele.


Seu companheiro negou com a cabeça. Havia feito um trabalho mal feito. As marcas não pintavam o corpo de Yoongi como gostaria. Yoongi não estava tão acabado quanto gostaria que ele estivesse – embora, horas atrás, ele mal conseguisse manter-se ajoelhado.


Hoseok tocou o corpo do menor. O corpo pequeno e magrinho, extremamente flexível e vulnerável ali, a sua mercê. Yoongi era seu, afinal. O corpo dele o pertencia.


A pele quente fez o mais alto suspirar. Deslizou a mão grande pela cintura de Yoongi, observando o rostinho adormecido, alheio ao que estava acontecendo. Sorriu.


Passou a morder e chupar a pele de porcelana, consertando o trabalho mal feito que havia realizado. Yoongi tinha um sono pesado e Hoseok se aproveitaria disso. Ah! Se aproveitaria.


Tocou os mamilos rosados e sensíveis, ainda vermelhos pela estimulação de horas mais cedo. Ao sentir o contato dos dedos, o submisso suspirou inconscientemente. Ele provavelmente julgava estar sonhando, e tal pensamento fez Hoseok achá-lo uma graça.


Umedeceu os próprios dedos indicador e médio, penetrando o indicador cautelosamente na entrada do corpo adormecido. O interior era quente e, ao tirar o dedo, Hoseok pôde ver resquícios da própria porra escorrerem de lá. O maior quase enlouqueceu com a visão.


Penetrou os dois dedos, preparando-o. Yoongi soltou um gemidinho sonolento, fazendo o dominador parar com o que fazia para certificar-se de que o outro ainda dormia. Beijou a nuca do submisso, inalando o perfume suave dos fios negros.


Passou a masturbar o próprio membro semi ereto. Quando se deu conta de que já estava rígido o suficiente, ajeitou menor de lado e abraçou sua cintura, penetrando-o vagarosamente.


Hoseok estava no céu. A entrada de Yoongi era ainda mais apertada quando ele estava inconsciente e mal preparado, Hoseok sabia disso.


Comprimindo um gemido, ele começou a movimentar-se em um ritmo lento, mas estocando fundo no rapaz em seus braços. Sorria quando, vez ou outra, Yoongi suspirava ou gemia alheio à forma com que era usado por Hoseok.


Quando ele ameaçou acordar, o maior parou contragosto. Beijou o ombro de Yoongi.


— É só um sonho, bebê. Papai está aqui, hm? Durma. — sussurrou com falsa calmaria, voltando a mover-se. Yoongi já possuía uma ereção, e isso fez com que o dominador achasse fofa a inocência do rapaz.


Após algum tempo, Yoongi despertou, e Hoseok sabia que ele estava desesperado para gozar.


— H-Hos — - fôra interrompido pela mão do maior tapando sua boca, enquanto a outra segurava o braço que não estava sob o corpo magrelo.


— Shh!Fique quietinho, hm? Deixe o papai usar o que é dele. - disse em tom calmo, o que deixou Yoongi com medo. Não era um medo ruim, ele amava ser usado daquela forma. — Seja um bom menino e aguente calado, sim? — o submisso assentiu e Hoseok tirou a mão da boca dele, voltando a segurar sua cintura com possessão.


A expressão de sonolência misturada com prazer na face do menor levava o dominador à loucura. Hoseok aumentou a velocidade das estocadas, e o submisso fez todo o esforço que podia para não fazer barulho e nem gozar, colocando a própria mão trêmula sobre a boca. 


O maior achou graça na ação de Yoongi. Tão obediente… Nem parecia a mesma pessoa quando, às vezes, se comportava como um bratzinho. Ele era um bom menino, e não um garoto bom de pirraça.


— Você gosta? Hm? Gosta de quando eu te uso assim? — Yoongi concordou com a cabeça. - Ah, então você gosta de ser meu brinquedo, uh? - o submisso concordou novamente. — Bom menino.


Yoongi queria gozar. Queria muito. Mas ele não tinha permissão. Brinquedos não tem escolha, ele sabia bem. Então apenas se esforçava para não gozar como se sua alma dependesse daquilo - afinal, dependia mesmo.


— Você quer gozar, l'amour? - o maior provocou, pressionando o polegar na fenda do pênis alheio. O submisso tremelicou em resposta, suspirando entredentes. Fez que sim, porque era óbvio. - Mas você não vai, certo? Não goze, Yoon. Você é meu, não desobedeça ou você será castigado. Você não quer isso, quer? — Yoongi negou. Flashes das palmadas doloridas de Hoseok passaram por sua memória. Ele não queria apanhar. Não gostava muito de dor física. - Muito bem.


As estocadas se tornaram mais rápidas e fortes, e o submisso não sabia como conseguia se manter calado.


Quando o maior mordeu seu ombro, o submisso soltou um resmungo quase inaudível e fechou os olhinhos pela dor.


Seu dono não aprovou a atitude, como esperado. O mais baixo não sabia como ele havia o escutado. Apenas sentiu o beliscão dolorido na coxa.


— Eu disse para ficar calado. Não consegue ficar calada, puta patética? Quer que eu te cale com uma mordaça?


— N-não, senhor. Me perdoe. - pediu, mas tudo o que conseguiu foram as unhas de Hoseok cravadas em sua pele fina.


— Me desobedeça de novo e eu te punirei. - Yoongi assentiu. Se sentia mal por desobedecer o dono. Seu desejo pelo próprio ápice até diminuiu com o simples pensamento de desapontar seu senhor.


Hoseok sabia que ele fazia de tudo para não desagradá-lo. Que quando o submisso desobedecia era por acidente. Até achava fofo quando Yoongi tentava agir como um brat, mas se arrependendo em seguida e pedindo desculpas. Uma graça.


O dominador sentiu o submisso tremelicar sob si à medida que seu ápice chegava. O interior de Yoongi apertando seu membro enquanto o menor fazia o impossível para não gozar o levava à loucura.


— Você me aperta tão bem, Yoon... - o submisso se arrepiou com a declaração. Os gemidos rouco de Hoseok o faziam querer desobedecer sua ordem, mas ele não faria isso. - Eu vou gozar. Você quer sentir a minha porra escorrer dentro de você, não quer, vadia? - o mais baixo assentiu, porque queria mesmo. E vê-lo assim fazia seu dono sentir prazer em dobro.


Hoseok gozou forte, preenchendo o interior do submisso. Este que quase enlouqueceu ao sentir o líquido morno o encher. O dominador separou os corpos, voltando o esperma que escorria para dentro do corpo alheio.


Yoongi teve seu corpo abraçado. Desta vez um abraço terno. O maior beijava seu pescoço de uma maneira carinhosa.


— Você foi incrível, Yoon. Um bom garoto, como sempre. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Favoritem, comentem e deem uma olhadinha nas minhas outras histórias :)
Fiquem em casa, lavem as mãos e bebam água.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...