História It's Not Hate And Love! (Imagine Jungkook) - Capítulo 24


Escrita por: e _Larii_

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook, Suga, V
Tags Bts, Jeon Jungkook, Jungkook
Visualizações 1.199
Palavras 3.650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amores não contei para vocês, mas essa semana quase todos os dias terá capítulos novos...
Não há definição para horário.
A qualquer momento pode surgir a notificação ainda. kkk

Enfim Boa Leitura Xuxus!

Capítulo 24 - 23


Fanfic / Fanfiction It's Not Hate And Love! (Imagine Jungkook) - Capítulo 24 - 23

Acordei pela manhã com um pouco de dor no braço, quebrar aquele espelho não foi uma boa ideia. Resultado em um corte chato, me levantei sem animo, tomei um banho, e assim que sair vestir, meu uniforme, peguei minha bolsa e as caixas de livros da biblioteca da escola, pois terei que devolver todos. Desci as escadas e encontrei todos sentando tomando café, respirei fundo e entreguei para Yuri as caixas. Voltei até a mesa, e meu pai mantinha o mesmo sorriso, as mesmas expressões, falei com minha mãe e com Sasha. Peguei uma maçã e seguir para escola com Yuri.                       

O trânsito está tranquilo, o que facilitou a minha chegada rápida na escola, peguei minhas coisas e as caixas Yuri levou para biblioteca. Não parei por nada, mas sentia olhares sobre mim, então corri até a sala, sentei em minha mesa e baixinho deixei minhas lágrimas caírem. Não demorou muito e a sala se encheu de alunos. Logo os avistei entrando e sentir meu coração apertar cada vez mais. Abaixei meu olhar e escondi meu ferimento por baixo da mesa.                       

 

Luna: Amiga! - Disse vindo me abraçar.                        

-: Oi Luna. - Sorrir fraco e evitei o abraço dizendo que não com a cabeça.                       

Luna: O quê foi?                       

-: N-nada não....                       

Yoongi: Oh, Chata o que você tem?                       

Jin: Diz logo o que você tem S.N.                       

-: Eu não tenho nada! Que saco. - Gritei e todos me olharam, abaixei minha cabeça sobre a mesa e fechei meus olhos respirando tenso. Senti todos se afastarem e alguém se sentar do meu lado.  – O que é?

 Jungkook: Yah! Sou eu... - Disse em um sussurro me abraçando.                       

-: Ah... Oiii...

Jungkook: Minha chatinha. - Me beijou. - O que foi? - Acariciou minha bochecha.

-: Idiota! Não é nada...                        

Jungkook: Calma.                       

-: Só ficar perto de mim, por favor.

 Jungkook: Tudo bem irei ficar para sempre. - Me abraçou apertado. - Eu lhe amo muito, não se esqueça.        

 -: Eu que digo isso! Não se esqueça de que eu te amo...                        

Jungkook: Eu te amo mais, minha pequena. - Beijou minha testa. - Vamos ficar juntinhos no intervalo?                       

-: Terei que ficar na biblioteca, caso você queira, por mim tudo bem...                       

Jungkook: Adoro a biblioteca, você mesma sabe.                       

 

 Apenas sorrir e logo o professor entrou na sala, iniciando seu conteúdo.  Ele poderia esta ali na frente aplicando os conteúdos, mas não tira as palavras do meu pai da minha cabeça – Eu tenho que falar com a minha mãe, pois a mesma pode me ajudar-, é meio estranho meu pai reagir assim, mas por um lado eu o entendendo, mas por outro não. Poderia somente me por de castigo mais resolveu me mandar para o Brasil e o pior nem sei quando eu vou; posso dormir hoje e amanhã já acorda em território brasileiro. Preciso falar com minha mãe o mais rápido possível.

 

******

 

Vir de longe as caixas que Yuri havia trazido mais cedo, então passei a guardar todas as coisas em seus lugares. Desde os livros de histórias até os livros de ficção cientifica. Meus pensamentos iam e vinham quando vir o mesmo entrando e vindo em minha direção, não lhe disse nada, apenas continuei a guardar os livros das caixas sendo acompanhada pelo mesmo que não tirava o seu sorriso do rosto.

 

Jungkook: Amor!                       

 -: Oi Kook!                       

Jungkook: Eu e o meu maninho queremos dormir na sua casa hoje, podemos?  - O mesmo fez aegyo e como meus pais iram sair para Dargeu porque não?                    

-: Podem sim, vai ser bom ter vocês por perto...

 Jungkook: Você tá com uma carinha preocupante.                       

 -: Eu estou bem, está vendo. - Fiz aegyo em quanto guardava o restante dos livros.                        

Jungkook: Hum, está bem. Estou indo para casa, de tarde iremos pra sua casa, ok? - Me beijou.                       

-: Vou esperar vocês com a Sasha. - Assentiu se retirando. - Preciso falar com Luna... - Sair da biblioteca procurando a mesma por todos os lados, até que vir ela com Jin. - Licença Jin, mas preciso da minha amiga agora.                       

Jin: Tudo bem! - Sorriu e beijou a mesma. - Tchau..                       

Luna: Tchau!                       

 -: Preciso lhe dizer uma coisa, mas prometa que sempre vai ser minha amiga e que você ira me ajudar. - Segurei em seu braço e a levei até o banheiro, certificando de ninguém entraria ali o tranquei.                       

Luna: Você está me assustando! Claro que eu vou ser pra sempre sua amiga. – Olhei em todas as cabines, certificando mais uma vez, e de certo não havia ninguém, somente eu e ela. A olhei pelo espelho e logo me virei ficando de frente com a mesma.                       

-: Luna meu pai quer me mandar para o Brasil... - Segurei as lágrimas que já se formar em meus olhos e respirei fundo. - E-eu vou embora Luna. Vou pro Brasil morar com meus avós.                       

Luna: Você... Está brincando S/N? - sorriu.                       

-: Há tempos meu pai queria que eu fosse passar uma temporada no Brasil, e ele decidiu isso agora... Eu não estou brincando Luna, meu pai vai me mandar para o Brasil e o pior ele nem disse a data. - Uma lágrima rolou por meu rosto e então a limpei.                       

Luna: Aigo! Eu não estou acreditando. - Me abraçou fortemente segurando o choro.                       

-: Luna eu não quero ir e por isso que você irá me ajudar. Pelo menos não agora.

Luna: O que você pretende fazer?

-: Falar com a minha mãe para adiantar isso tudo, já que meu pai está com raiva e somente ela pode fazer o mesmo mudar de ideia.

Luna: Tentar falar com ela antes deles irem viajar e ver o que consegui.

-: De qualquer formar não posso arriscar, mas irei falar com a mesma. – Sorrimos cumplices. – E deixa pra chorar somente quando eu for de verdade.

Luna: Com certeza. Porque agora você não vai...

 

 

Saímos da escola e ficamos um pouco juntas, mas logo fui para casa, pois Jungkook e seu irmão vem passar a noite aqui, avisei minha mãe por mensagens e a mesma disse que falaria com meu pai. Porém ficarei com Sasha também.

Não demorou muito para que chegasse em casa e subindo as escadas avistei de longe a minha mãe entrando em seu quarto, olhei para os lados e vir que não havia nenhum empregado ou até mesmo pai e foi ai que corri em direção do quarto e entrando contudo fechei a porta atrás de mim causando um susto em minha mãe.

 

Mali: Está doida? Quer me matar S.N?

-: Mãe desculpas, mas preciso falar com a senhora.

Mali: Olha S.N já não estou boa com você por ter passado a noite fora de casa e quando volta pela manhã, descubro que minha filha não é mais virgem...

-: Mãe eu sei que erei, mas a senhora me disse para fazer isso quando estivesse realmente segura e com a pessoa certa. E eu fiz. – Disse como se fosse obvio e a mesma revirou os olhos, típico eu. Copia fiel da mesma.

Mali: É eu disse, mas me diga o que você quer. – A mesma seguiu para seu closet e seguir a mesma vendo-a arrumar algumas malas e passei a ajuda-la.

-: Meu pai quer me mandar para o Brasil para morar com meus avós. – Soltei tudo de uma vez, enquanto guardava suas roupas e vir que a mesma parou o que fazia me olhando assustada.

Mali: Como é que é? Brasil? Agora?

-: Eu não sei mamãe, mas ele quer me mandar e eu não quero ir. Não agora.

Mali: Mas você não vai mesmo! – Me assusto com a reação da mesma. – Como que ele decidir isso sem me comunicar ou perguntar se aceito que você vá ou não. Você é minha filha e ainda mando em você. Pode deixar que isso eu irei resolver e do meu jeito.

 

Não disse nada para mesma e apenas sorri. Sabia que podia contar com minha mãe e bingo. Acertei em cheio. Depois de suas malas estarem prontas, sair do quarto da mesma e seguir para o meu sorrindo, assim que entrei não vir mais os cacos do espelho no chão e vir que tinha um bilhete e no lugar do antigo havia um novo. Peguei o papel em minhas mãos e quase cair de costas quando vir o que meu pai dizia. – Ele estava chateado por ter me falando aquelas coisas e viu de manha o corte em meu braço -. Surpresa estou, mas ainda sim e espero que minha mãe consiga fazer o mesmo de mudar de ideia.

 

******

 

 

Depois de ter conversando com meus pais e o verem indo para Daegu. Decidi ver TV com minha irmã, já que a própria insistiu, mas hoje ela está impossível e já tem essa ideia do meu pai, agora tem ela me irritando. Vontade que eu tenho é de pegar a mesma e dar uns cascudos...Mas ela fica correndo para lá  e para cá, de um lado para o outro....Agora sem filme achou de me encher..

 

-: Sasha para Agora....- A mesma fica dando voltas  e mais voltas pela sala... - KIM SASHA EU DISSE PARA VOCÊ PARAR AGORA! - Sério minha cabeça vai explodir.

Sasha: Aigoooo! - Sorria sapeca parando.

-: Aigooo digo eu...Você não sabe o que é  ficar parada para ver um filme?

Sasha: Eu sou muito imperativa, sinto muito.

-: Sasha, você está me irritando. Porque não foi com nossos pais? Que saco! - Sentei-me no sofá e vir que foi a primeira vez que gritei com minha irmã..

Sasha: Você está me assustando...

-: Me desculpa é que tem tanta coisa acontecendo... - A mesma se aproxima se sentando ao meu lado com seu olhar baixo. Involuntariamente abraço a mesma apertado...

Sasha: Me desculpe por tudo. Se quiser conversar estarei aqui para te ouvir maninha...

-: Não Sasha, a única que tem que pedi desculpas aqui sou eu....- Levantei o rostinho da mesma olhando em seus olhos escuros. - A Unnie te ama...

Sasha: Eu também te amo. - sorriu.

 

Voltamos a ver o filme, enquanto a mesma deitada com sua cabeça em minhas pernas á cubro com os edredons por conta do frio. As horas de passaram e nada de Jungkook e seu irmão aparecerem...Visto que já está quase escurecendo e eu morta de sono, não sei se espero ou se vou dormir. Peguei minha irmã nos braços e a vendo segurar em meu pescoço com força acabo sorrindo... Antes mesmo de chegar às escadas com a pequena, ouço a campainha tocar. Seguir até a mesma com a pequena nos braços e quando abrir vir os dois sorrindo.

 

 Junghyun: Oii Noona! - Diz feliz.

-: Oi meu amor. - Sasha acordou rapidamente quando ouviu a voz do pequeno e logo a coloquei no chão.

Sasha: Você veio... - Sorria contente. Jungkook sorriu fechado vendo a interação dos dois, logo soltou seu irmãozinho no chão.

Sasha: Unnie eu vou brincar com ele. - Nem tive tempo de responder, pois os mesmo saíram correndo pelos corredores.

Jungkook: Oii, desculpa a demora. - Me abraçou. O abracei e me permite fechar os olhos, eu tenho que contar que o meu pai quer me mandar para o Brasil e a minha única saída será a ajuda da minha mãe.

-: Eu tenho que lhe contar algo...

Jungkook: Isso me assusta... O quê houve? - disse acariciando minha bochecha. Retirei a mão do mesmo do meu rosto e o puxei para que sentasse. Sentando-me em frente ao mesmo é respirando fundo o olhei.

-: Depois de ontem meu pai quer me mandar para o Brasil... - Soltei de uma vez o vendo ficar sem reação alguma.

 Jungkook: Mas por que, S/N? O quê fizemos de errado?

-: Eu não sei... Era para mim ter ido antes por conta da minha bolsa de estudos, mas a mesma foi adiada....Mas Depois de ontem ele surtou...

Jungkook: Aish, não faz sentido... Estamos namorando, e esta sendo o nosso melhor momento... - Vejo seus olhos se marejarem.

-: Conversei com minha mãe e a mesma disse que irá falar com ele...Sem dizer que ela quase me matou também... - Sorri.

Jungkook: Eu queria muito arranjar um jeito de ir com você... Se você realmente ir.

Jungkook: Nem me imagino minha vida sem você na verdade...

-: Mas minha mãe disse que não irei, não agora... - Sorri abertamente.

Jungkook: Mas no futuro talvez... Pra falar a real, nem pretendo que chegue logo.

-: Muito menos eu... - Me aconcheguei nos braços do mesmo e passamos a ver um filme qualquer na TV...

 

Sem muito que fazer vir os pequenos se sentarem no carpete, assistindo o filme conosco. Olhei novamente para os pequenos e vir que os mesmos dormiam. Olhei para Jungkook e o mesmo estava com os olhos fechados.  Sair dos braços do mesmo e vejo resmungar, causando-me risos...Deixo um selar no mesmo é observo seus rosto por alguns segundos.

 

-: Kook...

Jungkook: Hum? - Disse quase num sussurro.

-: Eles dormiram... - O mesmo abre seus olhos lentamente os vê dormindo.

Jungkook: Vamos levar eles pra cama, então? Assenti Me levantando do sofá  e pegando minha irmã, enquanto o mesmo pegava seu irmão cuidadosamente nos braços.

 -: Vamos levar para o quarto ao lado do meu. - Digo subindo as escadas com minha pequena nos braços. Com pouco de esforço consigo abrir a porta do quarto e sigo até a cama colocando a mesma. Quando vejo que o mesmo colocar seu irmão na cama de baixo quase tive um surto.

-: Yah! Está fazendo frio... - Afasto o mesmo e pego o pequeno o colocando na cama. Logo os cobrindo, vejo o mesmo coça sua nunca e acabo sorrindo. - Idiota... - Saio do quarto sendo acompanhada pelo mesmo...

Jungkook: Está com sono?

-: Não, estou com fome...Vamos ao mercado? Anny Bá fica com os meninos enquanto vamos com Yuri...

Jungkook: Então tá!

 -: Espera aqui, me deixa pegar minha bolsa... - Voltei correndo ao quarto, pegando minha bolsa e um casaco. Logo voltei encontrando o mesmo sentando vendo TV. - Vamos, antes que chova e eu não compre minhas besteiras... - Pela minha cara parecia que estava mais para criança do que uma adolescente.

 

Jungkook: Como deixar uma criança feliz. - riu.

 

 Não disse nada pro mesmo, apenas desliguei a TV e o arrastei para fora de casa, logo vendo Yuri que sorriu ao nos ver. Como ele me conhece nem precisou dizer para aonde eu queria ir e assim fomos. Não para demorou muito para que chegássemos ao supermercado e logo já nos encontrávamos dentro do estabelecimento.

 

 -: Jungkook pega o que você quiser, eu irei pegar meus doces...

 

Vendo o mesmo assentir, sair em disparada para a sessão de doces do local e poderá eu levar tudo - Meu pai arrancar meu cartão e minha mesada -, peguei o que poderia carregar e voltando pelo mesmo corredor vir de longe Jungkook e apressando meus passos até o mesmo joguei tudo dentro do carinho todos os doces e besteiras, vendo sua cara de espanto.

 

 -: O que foi? - Passei a caminhar ao lado do mesmo...

Jungkook: Nada não... - Disse jogando um pacote de biscoito no carrinho.

-: Eu vou pegar ao congelado para Anny e Yuri...

 

Sair o deixando nos corredores... Peguei o que a mesma havia pedido e voltei para onde ele estava. Percebo Jungkook olhando para o fim do corredor com seus olhos semicerrados. O mesmo observava uma moça.

 

-: Jungkook? - O chamei, mas o mesmo não deu bola.

Jungkook: Espera... - fixou seu olhar. - É a Mi-Cha?

 

Disse me deixando confusa. Mas quem é Mi-Cha? Olhei na direção do mesmo e vir que o mesmo fitava uma garota de cabelos ruivos...  Nem tive tempo de responder, quando intercalei meu olhar nele para tentar descobrir algo, já estava sendo agarrado pela garota na minha frente. Denominada Mi-Cha.

 

Jungkook: Noona, quanto tempo! - se desfazem do abraço.

Mi-Cha: Eu não sabia que te encontraria por aqui! Ai você está lindo, nem parece aquele garotinho de antes...

Jungkook: Você que está linda... - sorriu.

 

Porque estou sentindo que estou sendo excluída dessa conversa. Noona? Só faltou terem apelidos agora. Arquei uma sobrancelha ao ouvir o que o mesmo disse...

 

Jungkook: Então Noona, estou namorando e essa daqui é a S/N, minha namorada.

-: Oi. - Disse seca.

 Mi-Cha: Namorando? Desde quando? Não acredito que você quebrou nossa promessa... - A mesma me empurrou para o lado e segurou o braço do mesmo... - Achei que sua namorada fosse eu? Ahn, oi garota.

 

Sério que fui deixada de lado por causa dessa assanhada? Tudo bem S.N, você não vai acabar com uma pirralha dentro de um estabelecimento...

Jungkook: Somos primos, e eu achei a garota dos meus sonhos, você achará alguém melhor que eu... Nessa "promessa" éramos pequenos não sabíamos de nada. - disse tímido.

Mi-Cha: Jungkook não é porque você está namorando que temos que esconder nossa relação de antes? Lembro que éramos bem próximos  e se não fosse meus pais terem se mudado, estaríamos juntos até hoje...

 

Íntimos? Então ele tiveram algo a Mais? Não disse nada, apenas seguir na frente com o carinho pegando as coisas da lista.

 

Jungkook: Isso é passado Mi-Cha. Hoje eu namoro e sou feliz. - Saí do lado da mesma, vindo para o meu e entrelaçando mãos.

Mi-Cha: Não era bem isso quando nos encontrávamos as noites escondidas no chalé do campo....

 

Juro que não sei o que deu em mim, mas soltei a mão de Jungkook e seguir para o caixa, deixando para trás ele e sua prima conversando. Logo o vejo correndo atrás de mim.

 

Jungkook: S/N!

-: Moça passa isso tudo logo e rápido... - A mesma assentiu passando as compras; não demorando para que a paga-se e sair dali com as sacolas em mãos.

Jungkook: Eu não acredito nisso. - Disse tentando me acompanhar.

 

Yuri veio em minha direção pegando as mesmas e as guardando no porta malas. Sem hesitar abrir a porta do carro e entrei no mesmo tentando controlar a minha raiva.

 

 Mi-Cha: Jungkook eu vou com você... E porque não Acredita?

Jungkook: Depois conversamos, estou indo pra casa da S/N.

Mi-Cha: Mas eu vou com você...

-: Para minha casa você não vai! - Sair do carro olhando para mesma...- Já não basta ser assim e ainda quer ir para minha casa...

Mi-Cha: Vai deixar ela falar assim comigo?

-: FALO COM VOCÊ DO JEITO QUE EU BEM ENTENDER...

Jungkook: Sinto muito prima... - Diz entrando no carro e a deixando. – Tchau Mi-Cha, depois se vemos ou sei lá.

 

A mesma me encarrava e eu a olhava da mesma maneira quando sentir alguém segurar em meus pulsos, vulgo Jungkook. Vir sua prima se afastar e o mesmo sussurram “Para de ciúmes sua tola!”.  Entrei de volta no carro e puxando minhas mãos coloquei meus fones no último volume. Yuri logo saiu dali, e seguir o caminho todo em silêncio para casa. Não demorou muito para chegarmos e saindo do mesmo entrei em casa com tudo seguindo para o meu quarto escadas acima.

 

Jungkook: S/N, para de criancice! - Disse me seguindo.

-: Piranha do caralho... - Joguei meu celular em um canto qualquer do quarto e seguir para sacada.

Jungkook: Sério isso? - Sua expressão ficou séria e vir que o mesmo estava parado na porta.

-: Chalé Jungkook? Caso com Ela? - Virei de costas pro mesmo. - Era só o que me faltava, além da Hee agora tem essa crista de galinha.

Jungkook: Você é muito inocente. Olha, o que aconteceu com a Mi-Cha tá no passado e o que ela fez foi apenas ter me dado um selinho a força em mim...

-: Mas foi com você idiota que perdi a inocência... - Alterei de vez... - Que ódio.

Jungkook: Não quero discutir S/N. – Vem até a sacada e me encara. - Você realmente não acredita em mim. - Diz negando e olhando o horizonte, apenas sorrir do seu comentário. - Sinceramente, eu não sei o por que você liga tanto para o meu passado, sendo que não nos conhecíamos ainda...

-: É fácil para você dizer isso, já que não  foi você que ouvir coisas um tanto íntimas...Se fosse você no meu lugar? Hã? – Soquei o braço do mesmo com raiva.

 Jungkook: Aigo! - reclamou. - Quer saber a verdade? Mi-Cha foi minha namorada de infância mesmo, mas eu era uma criança não sabia de nada. E, além disso, minha virgindade eu perdi com você, S/N! - Se alterou falando um pouco alto. - Satisfeita? A única que amo, é você, mas que porra.

 

O mesmo suspirou aliviado, recuperando o fôlego e se escorando na grade da sacada passando levemente suas mãos nos cabelos. Soltei um suspiro pesado saído do quarto o deixando sozinho. Seguir escadas abaixo até a cozinha bebendo água. Voltei para sala e me deitei no sofá grande fechando meus olhos.  Logo sinto a presença de alguém me observando.

 

Jungkook: Vai continuar desse jeito ou quer que eu vá embora?

 

Não respondi apenas continuei de olhos fechados. O sono estaria me pegando...  Jungkook sentou-se e ergueu minha cabeça e a colocou sobre seu colo, começando um carinho em meus fios de cabelo. De olhos fechados ainda, percebo o mesmo ligar a tv e colocando em um canal qualquer.

 

-: Você é um chato...

Jungkook: E bonito.

 

Não sei que horas são e nem quero saber, apenas quero tirar a cena  do mercado da minha cabeça...

 

-: Se quiser comer alguma, pode pegar... - Disse Sussurrando pro mesmo..

Jungkook: Mais tarde...

 

Ditei um "ok" pro mesmo e me arrumando sobre o sofá, decidir dormir um pouco.

Tirando o único fato de que essa priminha dele não foi com a minha cara e muito menos fui com a sua. Nossa guerra está apenas começando querida Mi- Cha.

 

 


Notas Finais


Será que só foi exatamente eu que não gostei dessa garota? Hum... Piranha na área.


Xuxus obrigada pelo carinho, favoritos, cometários e visualizações... Vocês são demais..

Deixem suas opiniões e sugestões..

Perfil: @Meillee e @_Larii_

키스와 포옹 - Beijos e abraços... 💖😍🍃
Até o próximo... ❤🍃


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...