História It's Not Hate And Love! (Imagine Jungkook) - Capítulo 63


Escrita por: e yeolpurple_

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Tags Bts, Jeon Jungkook, Jungkook
Visualizações 858
Palavras 2.706
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Brotei de madruga e de madruga vou postando e vou saído de fininho.
E dois beijinhos e boa leitura ~♡~

Capítulo 63 - 62


Fanfic / Fanfiction It's Not Hate And Love! (Imagine Jungkook) - Capítulo 63 - 62

Jungkook não sai do meu pé e isso está me irritando. Não que eu não goste, não que eu queira, mas é que eu estou na flor da pele e tudo isso por que Luna se casa hoje e nem vai dar tempo da lua de mel da garota, seu nenê vai nascer. Mais uma vez respirei fundo tentando jogar ela dentro do salão, mas a mesma fica do banheiro para cá e para lá, - vontade de esganar ela -. Por sorte a outra rapariga chegou e nem disse nada, apenas deixei ela com Luna, ainda tenho que passar no lugar da cerimônia e da festa, tenho que arrumar Malu, manter minha irmã e meus pais atentos à hora de tudo e eu estou com a cabeça doendo só de pensar.

- Logo eu, organizadora e madrinha. Se lascou legal S.N.

Por sorte eu tenho socorristas, Tae, Yoongi foram para o local da cerimônia e onde será a festa, Sara está com Luna e o bom que logo estarão arrumadas e juntas, mas ansiedade e preocupação falando alto e não me contive em não parar em frente o lugar, eles foram bem caprichosos e claro que Luna vai se casar no fim da tarde e por sorte ainda tenho algum tempinho.

- O que você está fazendo aqui?

- Eu vim como estão as coisas Tae. – Olhei o lugar e sorrir por ver tudo como havíamos planejado.

- S.N vai para casa, você está grávida, tem Malu e o enrolado do Jungkook. – Sorrir ao ver o Yoongi e ele fechou a cara e não foi tão diferente do meu primo.

- Yah! Estou indo, prometo tentar chegar cedo.

Deixei um selar na bochechas dos dois e seguir para casa o mais rápido que podia. Parada no trânsito fiquei pensativa em meu amigo Mark, certo que ele nutria sentimentos por mim, mas não são sentimentos iguais e sim bem diferentes, sempre deixe claro que via como amigo e agora quando tenho essa mais nova bomba ele some do nada e ainda tem Jungkook que não me disse nada sobre a questão da empresa.

Mas agora o que realmente importa é o casamento da minha amiga e nada mais. Oh filinha de carro viu, nunca nem vir, coloquei a mão esquerda em meu bebê imaginando como será seu rostinho e acabei sorrindo, se for menina ele terá mais dor de cabeça e se for menino já vejo os dois de madrugada atacando as moscas na cozinha com o aspirador de pó ou até mesmo vidrados no vídeo game, certeza que Taehyung não vai sair lá de casa, se com Malu é para cima e para baixo ver lá com o mais novo da família.

Agradeci aos céus quando a fila andou, em menos de quatro horas o casamento e eu ainda fora de casa. Meu celular passou a tocar e de relance vir ser ele, mas eu não atendo quando estou no volante, nunca mesmo, morro de medo, até por que não falta muito para que eu chegue em casa, em minutos estarei atravessando a porta que nem louca. Nem demorou como eu havia pensado e cá estou eu parando o carro e saído que nem louca do mesmo, abrir a porta encontrando Malu ainda sem tomar banho e um Jungkook todo exaltado com celular em mãos.

- Ainda bem que você chegou. – Abraçou logo olhando cada parte de mim, como se conferisse algo. – Ah você está inteira e nosso bebê também. – Ele se abaixou fazendo um carinho ali e acabei sorrindo, mas o berro da menor me fez pular de susto para longe do Jungkook.

- MAMÃE MINHA BONECA QUEBROU. – Era só o que faltava, olhei para Jungkook resolver a situação e vir mais confuso que tudo.

- Depois do casamento da tia Luna e do tio Jin, nos compramos uma. Agora vai tomar banho e a tia Bábá irá lhe ajudar.

A menor correu para seu quarto e Jungkook ainda estava parado no meio da sala, minha pessoa não quer explodir e nem vou. Mais uma vez no dia respirei fundo antes, seguir o caminho feito pela menor e pegando meu celular me certifiquei de mandar mensagem para Sasha agilizar e com um “ok já estou me arrumando” fiquei mais tranquila. Abrir a porta do quarto e joguei minha bolsa em um canto qualquer junto com o celular, vir o vestido preso dentro do closet e pelo menos uma vez no meu dia eu fiquei calma.

Um banho bem tomado relaxa à alma. Em baixo do mesmo me veio as lembranças mais loucas da minha vida, como quando conheci o mesmo, quando fui para o Brasil e meus primos me atazanavam mais que tudo, quando quase cair de cara no chão, mas maior loucura de todas foi ter pensando e cogitado a ideia de não ter Malu e se não fosse minha avozinha e meu primo Marcos eu tinha feito merda.

Fechei meus olhos sorrindo por saber e por sentir tudo que passei, em como tudo isso teve uma revira volta. Escutei a porta do banheiro ser aberta e logo em seguida a do box, sabia que era ele e acabei sorrindo quando ele me abraçou por trás.

- Eu te amo. – Sussurrou pousando suas mãos sobre meu ventre, deixando um carinho ali, fato que fez sorrir boba.

- Você anda grudento demais. – Ele gargalhou alto e acabei caído na onda junto.

- Fazer o quê se lhe amo e não consigo evitar esse grude. – Beijou meus ombros.

- Cala a boca e lava logo meu cabelo.

Sua risada ecoou pelo cômodo abafado pelo vapor, enquanto suas mãos estavam em meus cabelos, escutei sua voz suave cantando, algo que vem acontecendo todas as noites enquanto estamos sozinhos. Eu fecho meus olhos e escuto ele cantando para o bebê, até pensei em perguntar, mas o que fiz foi deixar ele aproveitar seu momento como pai bobão e dessa vez vendo todos os passos. As espumas escorria pelo banheiro e antes que eu saísse do box, ele fez questão de juntar nossos lábios, acabei sorrindo e lhe dando um tapa fraco nos ombros sair dali.

Graças ao bom pai que Malu já estava pronta, por vez só faltava meus brincos e a bolsa e faltava o bonitão e quando entrei no closet vir ele embolado com sua gravata, aproximei do mesmo e retirando suas mãos fiz o bendito nó, mas ao olhar para o mesmo vir seu olhar concentrado em mim.

- O que foi?

- Você.

- Eu?

- Você está linda e se algum otário se quer lhe olhar eu quebro a cara igual a do Mark.

- O que você fez com o Mark, Jungkook? – Perguntei assustada e o mesmo sorriu.

- Só o que ele de fato merecia, agora esquece esse palhaço e me dar um beijo aqui.

Tudo bem que um beijo não mata ninguém, mas nessas circunstâncias não dará nada bom, porém ele fez carinha de cachorro sem dono e acabei cedendo as suas investidas, mas os passinhos no quarto me fez sorrir ao se afastar e contemplar a cara da mesma.

- Mamãe e papai, nos vamos chegar atrasados e eu sou a dama de honra.

- Eu disse. – Ditei sorrindo e seguir a mesma tendo logo atrás o mesmo sorrindo feito bobo e idiota, peguei minha pequena bolsa e meu celular saído dali. Jungkook pegou a menor no colo para andar mais rápido, claro que a Bá veio junto, entramos no carro e saímos dali para o local da festa.

Malu não para de perguntar se está bonita e seu pai somente concordando com tudo que ela diz, agradeci quando o carro parou e saído do mesmo segurei na mão de Malu indo atrás da noiva.

- S.N. – Olhei para trás. – Vou está lhe esperando.

Assenti para o mesmo e ao longe vir o lugar onde minha amiga deve está, mas eu mal entrei e vir ela se tremendo, Sara preocupada e as moças que nem doidas pelos lados. Deixei minha menina sentada ao lado do Hope e quando as duas me viram sorriam aliviadas.

- O que deu?

- O vestido amiga, o vestido. – Sara disse aflita e foi quando Luna se virou que eu vir o que tinha acontecido.

- Eu disse para você fechar a boca Luna. Alguém ligar para a costureira.

- Desculpas, eu não sabia que comer por causa do nervosismos daria nisso amiga.

Nem forças eu tenho para gritar com ela, na verdade nem a culpo já que ela come por dois, eu ainda disse para ser um vestido com elastano que ficará justo e confortável e não esse tecido que nem o nome eu sei. Sentei minha amiga novamente e logo virmos a costureira chegar que viu a situação e logo tratou de arrumar. Abrir a porta em que estamos e vir todos os convidados ali, com exceção de uns que não reconheci, fechando a porta tratei de ver os dois menores dali, ajeitei o cabelo de Malu e a roupa de Hoseok que sorriam de janelinha – os dois arrancaram seus primeiros dentes juntos-.

- Está pronto, mas aconselho trocar de vestido depois e por mais um confortável. – Disse a costureira e Sara agradeceu varias vezes por ter salvo a situação.

- Eu vou levar as crianças para o local e você Sara prepara ela na entrada da tenda e não demora, por que você vai entrar com o Tae ainda.

- Nem me fala nele, eu disse para ele vim com o terno de uma cor e ele veio outra.

- Vocês dois ainda iram ficar juntos. – Concordei com Luna e ajudei a mesma se levantar para sair dali.

- Eu vou indo. Vem crianças, não soltem a minha mão.

Tendo a confirmação de todos, pude sair dali em direção a tenda ao meio do lugar. Ajeitei os dois em seus lugares e disse para me esperar o sinal de Sasha que está de prontidão conferindo tudo. Jungkook ficou ao meu lado e sorriu ao ver nossa menina empolgada, com o sinal dado a música tocou anunciando o início da cerimônia, meu braço foi entrelaçado ao de Jungkook e sorrir quando ele começou a dizer coisas que não pude entender.


[...]


Eu não queria chorar quando vir minha amiga entrando, quando ela disse sim, quando fizeram as trocas de alianças, quando ela me deu seu buquê para enfim beija-lo como seu marido, mas ser sentimental e por está ficando com hormônios a flor da pele foi impossível. Jungkook apenas me abraçou de lado e sorriu para mim, - droga de sorriso Jeon-.

Sentada agora na mesa com a família reunida, vir de longe os noivos cumprimentar os convidados. Malu correndo pelo jardim com Hoseok, meus pais conversando com os pais de Jungkook e ele calado, minha irmã aos papos com Junghyun, Yoongi vendo alguma coisa e eu aqui vendo Tae e Sara brigando.

- S.N tudo bem?

- Arram, só estou observando estes dois aí Yoongi. – Apontei para ambos que não param de bater um no outro.

- Sua chata.

- Seu nojento, para de grude coisa.

- Aceita Sara que me ama.

- Oh amiga, eu vou dar uns murros na cara dele.

- Tirem minha mulher do meio. – Sorrir ao ver Jungkook abrir a boca pela primeira vez na mesa, mas suas mãos seguraram a minha e entendi quando ele me tirou dali para ficássemos um pouco a sós.

- Para onde está me levando?

- Quero ficar um pouco com você.

Ele me puxou pelo jardim, - não tão longe da festa que acontecia, dar para ver ela de onde estamos -, ele se sentou em um banco ali e puxou-me para se sentar ao seu lado. Minha cabeça foi posta em seus ombros, enquanto sentia seu abraço caloroso e quente.

- Jungkook você sabe que estamos separados. Não sabe?

- Eu sei meu amor, mas não vamos ficar longe um do outro, eu lhe prometi isso. Você, Malu e o nosso bebê são tudo o que mais importa em minha vida.

- Você anda tão sentimental. – Sorrir.

- Nem posso me expressar, que você já reclama. – Eu não contive uma risada e acabei sorrindo com o mesmo, meu corpo foi afastado e logo entendi o que era.

Seu rosto mostrando felicidade, me faz de boba como nunca e acabo por acabar sempre cedendo à tudo. Sua mão puxou meu rosto para perto do seu, fazendo nossos narizes se tocarem com carinho, fechei meus olhos aproveitando a brisa que nos tocar, o carinho feito em meu pescoço e fios da nuca.

- Eu amo tanto você Jungkook. – Sussurrei segredando somente para nós dois, sentir uma lágrima escorrer por minha face, não por tristeza e sim por felicidade. – Obrigada por ter escolhido ficar do meu lado meu amor.

Eu sabia que ele apenas ouvia, que apenas sentia cada palavra dita e de uma lágrima acabou jorrando outras e outras, seus dígitos limpou as bordas dos meus olhos e quando seu olhar se encontrou com o meu, eu deixei que nossos rostos se conectar e nossas bocas se unir, o beijo cálido foi sendo plantando por nos dois, sua boca conhecida tanto por mim faz questão de tomar cada cantinho da mesma, seus dedos se embaralhando em meu cabelo, enquanto as minhas o envolve pela nunca.

É como se o mundo não existisse nesse momento, somente eu e ele e nada mais. Sonhar em ter nossa família unida e sem nenhuma interrupção é o que me enche de motivos para continuar aqui e com ele, é o motivo pelo qual eu luto para não deixar com que ele escape mais uma vez, é motivo para ficarmos juntinhos até quando estivéssemos na última fase de nossa vida, eu o amo e por esse amor agora eu sei que sou capaz de tudo.

- Eu não vou deixar você escapar. Nunca mais. – Ele juntou nossas testas e sorrir segurando seu rosto em minhas mãos. – Eu seria um louco completo se fizesse isso e com certeza você poderia me matar. – Sorri mais boba ainda. – Eu não lhe trouxe aqui apenas, para ficarmos sozinhos.

Eu jurava que estávamos mesmos sozinhos, mas foi quando assoviou que vir meus pais, os pais dele, nossos amigos surgirem atrás de nos e logo Malu veio correndo sorridente em nossa direção, olhei entender para o mesmo e quase tive um ataque quando a menina lhe entregou uma caixinha em mãos. Ele beijou a menor que voltou a ficar onde estava, mas meu olhar voltou para o mesmo quando segurou meu rosto fazendo ter a sua atenção total sobre mim.

- S.N você quer se casar comigo?

Ele abriu a caixinha e vir ali duas alianças, engolir em seco sem saber o que dizer ou pensar, ele continua parado e nossos amigos e filha olhando e única reação que tive, foi abraça-lo forte deixando as lágrimas saírem. Seus braços de envolveram envolta do meu corpo, enquanto eu choro que nem criança junto de si, com delicadeza ele me afastou e mais uma vez limpou meu rosto esperando minha reposta.

- É claro que sim. – Sorrir beijando várias vezes seus lábios, meu corpo foi erguido do banco pelo mesmo, o grito das pessoas ao fundo foi o suficiente para saber que nada disso é um sonho.

- Eu te amo S.N. – Gritou girando meu corpo junto ao seu e quando sentir meus pés tocarem o chão, ele pós o anel em meu dedo e eu no seu. – Agora será de verdade, você agora minha sem interrupções ou algo do tipo.

- Ei vocês dois. – Olhamos para as pessoas e sorrimos ao ver Sara erguendo a voz. – Agora temos uma festa para curtir e um casamento para curtir e felicidades rapariga.

Olhei incrédula para mesma e por pouco não joguei o salto nela, se não fosse Jungkook e Tae ela tinha recebido bem na cara. Nada melhor do quê ter amigos, do quê ter uma família que lhe apoia e um homem que te ama, sorrir voltando para a festa com todos e ao olhar para o mesmo com nossa filha tive a certeza que entre todas as loucuras que já foram feitas por mim, essa foi a mais certa de todas.


Notas Finais


AAAA ELE PEDIU EM CASAMENTO E QUEM CHORA SOU EU.

To sensível de novo e de novo eu to sensível. Vestido da Luna deu arrego duas vezes meu povo.
Sara e Tae dois dois.
Yoongi vendo o que mesmo?
S.N (Vocês) todas bobinhas e eu aqui querendo gritar no meio do escuro.

Puta merda viu, eu to querendo gritar e já ia me esquecendo o por que.
Eu juro que não imagina que a fic cresceria tanto assim, já somos +900 favoritos, eu juro que eu to chorando, eu to sem saber lidar com a situação, a única coisa que posso fazer é realmente agradecer à vocês meus amores.
Muito obrigada pelo maravilhoso carinho, comentários de incetivos, amor e de afeto, mensagens que recebir no pv, pelas visualizações, na verdade por tudo. Afinal, nada disso seria possível sem vocês e ao nosos bolinhos do meu coração Sejam Bem- Vindos a essa família enorme.

Agora eu tenho que ir...
2bjus e abraços amores... ~♡~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...