História It's Not Hate And Love! (Imagine Jungkook) - Capítulo 68


Escrita por: e _woolaly_

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Tags Bts, Jeon Jungkook, Jungkook
Visualizações 522
Palavras 2.058
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheguei, chegando bagunçando a zorra toda.
Mentira, cheguei foi cansada e morta...
Berro, eu sou doida.
Chega Meillee, posta logo e vazar daqui. Eu tô indo.
Vocês querem saber qual é o meu nome real zamores? Se quiserem me digam e quem já sabe fica caladinho aí. 😂
Tchau e boa leitura. 😌❤

Capítulo 68 - 67


Fanfic / Fanfiction It's Not Hate And Love! (Imagine Jungkook) - Capítulo 68 - 67

Ele só pode ter bosta na cabeça para querer logo eu em sequestro e ainda dizer que é pai dos meus filhos. Logo eu filha do cara mais maluco da Coréia toda em si e justo com uma família maluca feito a minha. Eu deveria está levando isso a sério, mas eu não acredito que ele esteja falando mesmo sério não, ele estava calado, enquanto outro dirigia sem dizer nem ao menos uma palavra.

- Mark estou com fome. – Olhei para o mesmo que me olhou sem entender e foi aí que apontei para as sacolas que ele nem notado ainda. – Obrigada.

Eu nem sei como isso tudo veio acontecer, mas eu sei que assim como eu estou pensando Jungkook vai ficar louco da vida. Abrir minha caixa de doces e abrir um por um comendo, porém foram tomados de minhas mãos pelo o ser ao meu lado, mas foi aí que os hormônios falaram mais alto, meus olhos encherão de lágrimas e comecei a chorar feito maluca mesmo, que até meus soluços estavam sendo arrastados.

- Cala a boca S.N.

- Eu quero a minha comida Mark.

- Eu não vou lhe dar nada, agora cala a boca e engolir o choro.

- Você não é o meu pai e muito menos o meu marido. Então cala a boca você é me dar a minha comida.

- Por que tem que ser mandona caralho?

- Não sou mandona e você que é burro por ter sequestrado logo eu, seu idiota. Meu pai vai lhe matar.

- Não se eu matar ele antes e aquele idiota do Jeon. Agora fica quieta e come essas merdas caladas e sem barulho.

Pelo menos a comida eu conseguir, mas enquanto eu como fazendo o menor barulho possível o meu peito se apertar ao pensar em minha família e em Jungkook que está a minha espera já faz horas. Respirei fundo e acariciei meu ventre, olhei de relance para o mesmo e seus olhos brilhavam, e quando ele ousou em tocar em mim, fechei a cara e o mesmo recuou.

Encostada no vidro fechei meus olhos e pela primeira vez sentir o temor bater dentro de mim, não por mim e sim pelo o que se pode acontecer daqui para frente. A minha menina e meu menino nem sabem aonde estamos indo, nem sua irmã e nem seu pai.

O carro parou em uma casa longe de onde estávamos, ele abriu a porta e desceu, mas eu fiquei ali dentro até que ele abriu a porta ao meu lado e me ajudou a descer, ele podia está agindo carinhoso, mas quando ele quer ser ruim ele é. Eu o conheço, ele era o meu melhor amigo, foi ele que me viu louca quando Malu quis nascer, foi Ele, ele sempre esteve ali, mas agora eu não vejo mais o Mark de anos atrás, eu vejo a dor dentro de seus olhos. A porta se fechou e quando ele pegou o objeto mais uma vez, meu corpo gelou, eu gelri e sentir meu corpo não querer sair do lugar.

- Eu não vou lhe machucar. – Parou a minha frente olhando-me fixamente. – Eu só quero uma chance de cuidar de vocês três e claro que a Malu logo virá.

- Mark, deixa a minha menina fora disso.

- Malu é a minha filha S.N. – Ditou sério e engolir em seco. – Nem que para isso eu tenha que dar o fim naquele mauricinho que destruiu a minha vida.

- Mark para com isso. – Afastei do mesmo. – A Malu tem um pai, meus filhos tem um pai e o meu coração tem a pessoa que eu amo, por favor me leva para casa.

- Você não vai para casa, ninguém vai lhe tirar de mim.

- O que houve com você? Você fraudor as empresas e ainda por cima com ajuda daquela mulher. Agora deu uma louca de querer me sequestrar e me trazer para o fim da cidade onde eu nunca havia vindo. Mark eu quero a minha casa, quero a minha filha, quero meu marido, eu quero meus pais, quero a minha família.

- CALA A BOCA UMA VEZ NESSA SUA VIDA MULHER. VOCÊ NÃO VAI VOLTAR.

Pela primeira vez, ele havia gritado comigo e pela primeira vez ele estava me tratando sem carinho algum. Meu braço foi puxado e por pouco não fui ao chão de barriga e tudo, andar com dificuldades nessas condições não dar e para completar ele não ajuda em nada. A porta d a casa foi aberta e ele me fez ir junto pelos corredores, a porta de um quarto foi aberta e eu fui posta ali dentro sem nem ao menos um pingo de dor vindo da parte dele. Repsirru fundo evitando chorar, eu tenho que ser forte, não por mim e sim por meus filhos. Olhei para ele uma última vez e ele apenas saiu trancando-a por fora.

Sentei sobre a cama e fixei meu olhar sobre algo qualquer, até que olhei pra o canto e vir dois berços ali. Levantei sentindo um pouco de dor e caminhei até os mesmos. Sim, ele estava louco, completamente louco. Apesar de lindos não me trouxeram felicidade e então afastei dali voltando para a cama aonde deitei-me e deixei ao menos meu corpo descansar.

[...]

Fazia horas que ela não havia chegado em casa, em contábeis vezes liguei para seu celular e nenhuma das chamadas foram atendidas, meu corpo tensinou quando Taehyung apareceu acompanhando por Jin e Yoongi e consequentemente suas esposas, Luna entrou com a menor e Sara e a namorada de Yoongi sumiram com Malu que pergunta pela mãe de dois em dois minutos se possível.

Agora sentado no escritório da casa espero os três abrirem a boca de uma vez, no entanto olhei para a janela vendo ser meus pais e os pais da mesma junto com Sasha e Junghyung ao alcance dos dois.

- Já chega dar para me disserem o que está acontecendo aqui?

Olhei aflito para ambos, mas nenhum entendeu o que eu dissera, respirando fundo tentei me acalma até que olhei para o aparelho em cima da mesa, esperando ao menos uma notícia dela e dos meus filhos.

- Jungkook. – Olhei para Yoongi e esperei que continuasse, mas ele se calou e Taehyung por vez se pôs de pé fitando um lugar qualquer e diferente das outras vezes ele estava sério e por fim das dúvidas, acabei mais agoniado ainda.

- Você sabe que foi uma luta para minha prima voltar com você Jungkook. – Concordei. – Mas agora será mais difícil ainda, já que não é só ela, mas tem duas crianças no jogo.

- Taehyung fala de uma vez. – Minha voz saiu mais seria do que o normal e então ele respirou e disse de uma vez aquilo que me fez perder o chão por segundos.

- Ela foi sequestrada Jungkook.

Meu corpo parou e cair sentado na cadeira, passei as mãos por meu rosto em tempo de explodir de tanta raiva e medo.

- Jungkook fica calmo.

- NÃO ME PEÇA CALMO JIN. A MINHA MULHER E MEUS FILHOS FORAM LEVADOS E NEM AO MENOS TENHO NOÇÃO PARA ONDE QUE TENHA SIDO.

A porta foi aberta por meu pai e sogro, ambos assim como eu nervosos. Porém me coloquei de pé pronto para sair a procura da mesma, mas meu pai me parou e então o olhei sentido meus olhos marejarem.

- Jungkook aonde Vai?

- Eu vou atrás dele pai. Eu não vou ficar aqui parado, sendo que eles podem está por aí.

- Meu filho, assim como você está angustiado, eu também estou. Ela é a minha filha mais velha e eu a quero de volta e com meus netos.

- Senhor Kim. – Chamei atenção dos mesmos e fechei os olhos ao lembrar da última consulta ao médico. – Ela corre risco, os bebês correm risco.

- Do que você está falando meu filho? – Dessa vez foi a minha mãe e da mesma que entraram, a senhora Kim olhava-me parecendo entender algo. Respirando fundo tentei falar, mas a mãe da mesma tomou a frente.

- Malu nasceu uma semana antes de completar nove meses, assim como minha filha nasceu. – Ditou baixo.

- Fomos ao médico essa semana e ele nos disse que a gravidez é der risco e a qualquer momento eles podem nascer. – Meu pai suspirou e saiu sendo seguindo pelo pai da mesma, e quando eu pensei em sair vir a minha menina sem entender parada ao meio do corredor.

- Papai, por que mamãe não chegou ainda? Meus irmãos nasceu?

Em passos largos abaixei em frente a mesma e abracei firme, deixando as lágrimas de uma saírem, minha pequena não entendeu, mas apenas sentir seus bracinhos rodearam meu pescoço e dizer coisas fofas. Levantei do chão com a mesma e seguir para sala vendo Luna e Sara agoniada, mas não vir a namorada de Yoongi até que elas disseram que ela teve que voltar por causa de sua mãe, de fato que o mesmo entendeu.

Sentado sobre o sofá e a hora se passando, ambos disseram que iriam permanecer na casa e assim fizeram, Malu já dormia com suas tias e eu e os outros permaneciam acordados até ter respostas do detetive.

- Jungkook estão lhe chamando aí fora.

- Quem são?

- São da polícia.

- Mandem entrar agora. – Meu pai respondeu por mim e logo virmos os mesmos entrarem. Me coloquei de pé quando vir o investigador entrar junto com os mesmos.

- Tem notícias da minha filha Namjoon.

- Sim senhor Kim. – Ele olhou para todos, mas seu olhar parou sobre mim. – Descobrimos quem era que dirigia o táxi quando ela voltava para casa, foi fácil pois ele deu queixa no DP mais próxima e como já havíamos espalhado a notícia, foi fácil juntar as peças.

- Kim Namjoon onde está a minha prima?

- Ela foi levada para fora da cidade por Mark.

- Mark? – Perguntei abismado e o mesmo assentiu. – Ele naonhabia ido embora.

- Ele retornou e com o propósito a fazer e pelas câmeras de segurança por onde sua esposa passava, foi fácil descobrir que ele a seguia a dias, mas todas as tentativas que tentou antes foi falhas, pois ela estava com o senhor.

- E o que estás esperando? VÁ ATRÁS DA MINHA FILHA E MEUS NETOS.

- Poderíamos ter ido snehir Jeon, mas tem uma outra pessoa por trás e não sabemos ainda quem é.

- Mas eu sei. – Sara se pronunciou. – Quando eu fui ao shopping com minhas amiga e Luna, sentimos alguém nos observar de longe, não foi Mark que estava a seguindo, foi a Hee. Ex-noiva de Jungkook.

- Como sabes disso Sara? – Taehyung se aproximou sério.

- Eu deixei ambas irem na frente e observei de longe, até que vir ela de longe. Foi ela eu tenho certeza que foi, ela fraldou a empresa com Mark, ela disse que seria capaz de tudo para ter o Jungkook.

Eu não precisei ouvir mais nada, subir as escadas correndo, peguei apenas uma jaqueta, carteira e chaves, voltei para sala vendo todos confusos, sair de casa e seguir para garagem tendo o primo da mesma ao meu alcance. Entrei no carro e dei partida rumo a casa de Hee, eu nem me importei com as multas que levaria ao cortar os carros e ao atravessar o sinal vermelho. Descir do carro vendo o prédio em que ela mora e como já sou conhecido pelo porteiro foi fácil de ter asceso, batuquei meu pé varias vezes ao chão metálico, Taehyung do mesmo jeito que eu, porém quando as portas se abriram não perdir tempo e fui em direção a “casa”, toquei a campainha e esperei a mesma ser aberta.

O sorriso ao ver me em seu rosto se estampou ao contrário do meu e das minhas ações que perdir completamente quando a segurei pelo pescoço, seus olhos saltaram pelo susto, empurrando a mesma para dentro do apartamento mandei Tae fechar a porta e assim ele fez.

- Me solta Jungkook. Estas me machucado.

- Eu vou te soltar, mas quando você abrir a boca e dizer aonde que está a minha mulher.

No momento raiva somos capazes de tudo, até mesmo por a liberdade em troca de respostas...

“Eu não vou lhe perder, dessa vez eu não vou.”


Notas Finais


Segura que o homem tá pistola! Canarinho baixou nele minha gente.
Vai dar merda nisso, muita merda.

Já viram minha fic nova? Se não viram vai em meu perfil e deem uma olhada, ( é com o Jin, espero que gostem).
@Meillee

Beijokas 🌸❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...